ESTADOS UNIDOS     XCOREIA DO NORTE
O principal órgão de governo da Coreia doNorte advertiu que o regime realizará seuterceiro teste nuclear em desafio à rec...
A  Comissão de Defesa Nacional, que é chefiada  pelo líder Kim Jong-un , criticou a resolução da  ONU patrocinada pelos E...
   A Coreia do Norte alega o direito de construir    armas nucleares como uma defesa contra os    EUA, seu inimigo da Gue...
   Em resposta à ameaça contra os aliados e os interesses    dos EUA, o exército norte-americano está    constantemente a...
   Mesmo que existam dúvidas em relação aos    verdadeiros recursos nucleares da Coréia do Norte    e apesar do arsenal d...
FIM Isabelle   Cherobin Maria   Carolina Marina     Monho
FONTES :   http://ultimosegundo.ig.br   http://ciencia.hsw.uol.com.brData de acesso: 25/03
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estados unidos x coreia do norte

1.418 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
81
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estados unidos x coreia do norte

  1. 1. ESTADOS UNIDOS XCOREIA DO NORTE
  2. 2. O principal órgão de governo da Coreia doNorte advertiu que o regime realizará seuterceiro teste nuclear em desafio à recentepunição imposta pelo Conselho de Segurançada ONU e deixou claro que seus foguetes delongo alcance não têm como objetivo carregarapenas satélites, mas também ogivas com oobjetivo de atacar os EUA, que classificou de"inimigo declarado".
  3. 3. A Comissão de Defesa Nacional, que é chefiada pelo líder Kim Jong-un , criticou a resolução da ONU patrocinada pelos EUA que condenou a Coreia do Norte e reforçou as sanções contra o país pelo lançamento de um foguete em dezembro . A comissão reafirmou sua declaração de que o lançamento tinha a intenção pacífica de pôr um satélite em órbita, mas também claramente indicou que os disparos de foguetes têm um propósito militar: atacar e atingir os EUA. A comissão prometeu manter as ações com satélites e foguetes e conduzir um teste nuclear como parte de uma "nova fase" do combate com os EUA, que culpou por liderar a medida de punição da ONU contra o regime de Pyongyang. Ela indicou que o teste atômico está "próximo", mas não especificou quando ou onde será realizado.
  4. 4.  A Coreia do Norte alega o direito de construir armas nucleares como uma defesa contra os EUA, seu inimigo da Guerra da Coreia (1950- 1953). O amargo conflito de três anos terminou com um cessar-fogo, e não um tratado de paz, e deixou a Península da Coreia dividida pela zona desmilitarizada mais fortemente armada do mundo. Os EUA lideram o Comando da ONU que governa o cessar-fogo e têm mais de 28 mil soldados na aliada Coreia do Sul, presença que Pyongyang aponta como uma razão-chave para sua necessidade de construir armas atômicas.
  5. 5.  Em resposta à ameaça contra os aliados e os interesses dos EUA, o exército norte-americano está constantemente aumentando suas forças no Pacífico. Esse posicionamento estratégico ficou bem mais complicado graças aos outros conflitos em que os EUA já estão envolvidos (Afeganistão e Iraque), e construir uma força para lidar com a ameaça da Coréia do Norte pode se tornar uma tarefa digna . Tecnologias essenciais como os sistemas aéreos não tripulados Predator estão em falta e já estão sendo usadas em outras partes do mundo, e os Estados Unidos não têm muitas tropas para posicionar no Pacífico. Os militares americanos já têm bombardeiros da Força Aérea, porta- aviões, aviões de caça, instalações de mísseis Patriot  e submarinos nucleares posicionados na área, mas fornecer tropas para um conflito de verdade pode significar esgotar os recursos de outras frentes e mais tempo de serviço para tropas que já estão atuando no Iraque ou no Afeganistão.
  6. 6.  Mesmo que existam dúvidas em relação aos verdadeiros recursos nucleares da Coréia do Norte e apesar do arsenal de armamentos de alta tecnologia posicionado bem próximo dela, o território dos EUA não está completamente seguro. Especialistas dizem que, a menos que a Coréia do Norte seja persuadida a se desfazer do seu arsenal nuclear ou algum outro país o destrua, ela será capaz de atacar os Estados Unidos com um míssil nuclear dentro de 10 anos.
  7. 7. FIM Isabelle Cherobin Maria Carolina Marina Monho
  8. 8. FONTES : http://ultimosegundo.ig.br http://ciencia.hsw.uol.com.brData de acesso: 25/03

×