Olm 100818-manif.inteligente-teoria manif.físicas-manif.físicas exp

573 visualizações

Publicada em

Estudo do livro da codificação espirita em ppt " O LIVRO DOS MÉDIUNS

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Olm 100818-manif.inteligente-teoria manif.físicas-manif.físicas exp

  1. 1. 1/27 O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS PARIS 1861
  2. 2. 2/27 Introdução Primeira Parte NOÇÕES PRELIMINARES Capítulo l: Existem Espíritos? Capítulo II: O Maravilhoso e o Sobrenatural Capítulo III: Método Capítulo IV: Sistemas Segunda Parte DAS MANIFESTAÇÕES ESPÍRITAS Capítulo l: Ação dos Espíritos sobre a Matéria Capítulo II: Manifestações Físicas e Mesas Girantes Capítulo III: Manifestações Inteligentes Capítulo IV: Teoria da Manifestações Físicas Capítulo V: Manifestações Físicas Espontâneas Capítulo VI: Manifestações Visuais Sumário de “O livro dos médiuns”Sumário de “O livro dos médiuns” O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  3. 3. 3/27 Cap. III – Manifestações inteligentesCap. III – Manifestações inteligentes  “Para que uma manifestação seja inteligente, não precisa ser convincente, espiritual ou sábia. Basta ser um ato livre e voluntário, revelando uma intenção ou correspondendo a um pensamento.“  Apesar dos vários sistemas que tentam negar o fenômeno, o médium pode perceber que o teor de várias comunicações está além do seu alcance intelectual e dos assistentes, e as vezes, em oposição aos seus pensamentos. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  4. 4. 4/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  Os Espíritos que produzem esses efeitos são sempre inferiores.  A densidade do perispírito varia segundo os indivíduos. Nos Espíritos moralmente elevados ele é mais sutil e se aproxima do perispírito das entidades elevadas: nos Espíritos inferiores aproxima-se da matéria e é isso que determina a persistência das ilusões da vida terrena nas entidades de baixa categoria, que pensam e agem como se ainda estivessem na vida física, O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  5. 5. 5/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  “Não é o espírito que levanta a mesa com a força dos braços, é a mesa animada que obedece ao impulso dado pelo espírito”  Qual o papel do médium nesse fenômeno? — O fluido próprio do médium se combina com o fluido universal do Espírito para dar vida à mesa. Essa vida é apenas momentânea, enquanto durar a quantidade de fluido O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  6. 6. 6/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  A mesa animada age com inteligência? Pensa? — É como o bastão com que fazes um sinal inteligente a alguém. Não pensa, mas a vitalidade de que está animado lhe permite obedecer ao impulso de uma inteligência. É bom saber que a mesa em movimento não se torna Espírito e não tem pensamento nem vontade O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  7. 7. 7/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  O Espírito pode agir sem o concurso do médium? — Pode agir à revelia do médium. Isso quer dizer que muitas pessoas ajudam os Espíritos na realização de certos fenômenos, sem o saberem.  O Espírito tira dessas pessoas, como de uma fonte, o fluido animal de que necessita. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  8. 8. 8/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  É indispensável a vontade do médium? — Ela aumenta a potência, mas nem sempre é necessária, desde que pode haver o movimento, malgrado ou contra a vontade do médium, o que é uma prova da existência de uma causa independente. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  9. 9. 9/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  Por que motivo não podem todos produzir o mesmo efeito e todos os médiuns não têm a mesma potência? — Isso depende do organismo e da maior ou menor facilidade na combinação dos fluidos, e ainda da maior ou menor simpatia do médium com os Espíritos que nele encontram a potência fluídica necessária. Esta potência, como a dos magnetizadores, é maior ou menor. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  10. 10. 10/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS O contabilista, conferencista e militante espírita Ary Brasil Marques, exibe a relíquia, o disco que fora enrolado pelo Espírito materializado em cuja sessão ele e a esposa estavam presentes
  11. 11. 11/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  As pessoas ditas elétricas podem ser consideradas médiuns? — Essas pessoas tiram de si mesmas o fluido necessário à produção dos fenômenos e podem agir sem auxílio dos Espíritos. Não são propriamente médiuns, no sentido exato da palavra. Mas pode ser também que um Espírito as assista e aproveite as suas disposições naturais. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  12. 12. 12/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  “Essas explicações são claras, categóricas, sem ambigüidades. Delas ressalta o ponto capital de que o fluido universal, que encerra o princípio da vida, é o agente principal das manifestações, e que esse agente recebe seu impulso do Espírito, quer seja encarnado ou errante. “  O fluido condensado constitui o perispírito ou invólucro semi-material do Espírito. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  13. 13. 13/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  “Quando o Espírito está encarnado, a substância do perispírito está mais ou menos fundida com a matéria corpórea, mais ou menos colada a ela, se assim podemos dizer.”  Em algumas pessoas há uma espécie de emanação desse fluido, em consequência de condições especiais de sua organização, e é disso, propriamente falando, que resultam os médiuns de efeitos físicos. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  14. 14. 14/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas  Se a partir da manipulação dos fluidos, o espírito pode, por exemplo, erguer uma mesa; o mesmo pode acontecer com um corpo. Eis a explicação para os fenômenos de levitação  Kardec cita o famoso médium inglês Daniel Dunglas Home, que entre tantos fenômenos incríveis, era capaz de levitar. Kardec coloca que ele era a causa e o objeto para o fenômeno (animismo). O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  15. 15. 15/27 Cap. IV – Teoria das manifestações físicasCap. IV – Teoria das manifestações físicas » O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS Carmine Mirabelli (1889-1951) Extraordinário médium que entre tantos fenômenos, se destacava a capacidade de levitar
  16. 16. 16/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  “Recomendamos, por isso, às pessoas que se ocupam de fenômenos espíritas, coletarem todos os fatos desse gênero de que tiverem conhecimento, mas sobretudo constatarem cuidadosamente a sua realidade através de minucioso estudo das circunstâncias, para se assegurarem de não se tratar de simples ilusão ou mistificação.”  O Movimento espírita é omisso nessa atitude de pesquisa. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  17. 17. 17/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Já dissemos que as manifestações físicas têm por fim chamar a nossa atenção para alguma coisa e convencer-nos da presença de um poder superior ao homem.  Essas manifestações frequentemente assumem o caráter de verdadeira perseguição.  Para esses tipos de fenômenos, ficou popular a palavra Poltergeist (do alemão polter, que significa ruído, e geist, que significa espírito) O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  18. 18. 18/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  O fenômeno poltergeist ou RSPK (psicocinesia recorrente espontânea), como é tecnicamente chamado em Parapsicologia, é ainda um dos mais intrigantes assuntos estudados na área. Esse fenômeno envolve ocorrências físicas tais como chuvas de pedras, movimentação, quebra, aparecimento e desaparecimentos de objetos, pirogenia, aparecimento de água, sons e luzes sem nenhuma explicação "normal" para esses eventos. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  19. 19. 19/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Os estudos espíritas nos ensinam também a distinguir o que há de real, de falso ou de exagerado nos fenômenos que examinamos. Quando um efeito estranho se produz: um ruído, um movimento, ou mesmo uma aparição, o primeiro pensamento que devemos ter é o de que a sua causa é natural, porque é a mais provável. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  20. 20. 20/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Kardec evoca um espírito que estava provocando fenômenos físicos em uma casa. E diante de algumas respostas do espírito, bem mais elevadas que o conjunto, questiona:  Por ti mesmo e de tua plena vontade que respondeste às nossas perguntas? — Eu tinha um instrutor. Quem é esse instrutor? —Vosso bom rei Luís. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  21. 21. 21/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  “Este pergunta foi feita por causa da natureza de algumas respostas que pareciam além da capacidade do Espírito, tanto pelas idéias quanto pela forma da linguagem. Nada demais que ele tenha sido ajudado por um Espírito mais esclarecido, que queria aproveitar a ocasião para nos instruir. Esse é o fato comum.”  O mesmo acontece com as comunicações de Chico Xavier, onde a linguagem das cartas tem alguns traços comuns. Ex. A Mãezinha, A vovó,... O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  22. 22. 22/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Fenômeno de transporte - difere dos que tratamos acima pela intenção benévola do Espírito que o produz, pela natureza dos objetos quase sempre graciosos e pela maneira suave e quase sempre delicada porque são transportados. Consiste no transporte espontâneo de objetos que não existem no lugar da reunião.  Esse fenômeno é dos que mais se prestam à imitação e portanto, todo cuidado é pouco O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  23. 23. 23/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS Espírito Sheilla, que tornou-se conhecida no movimento espírita pelos fenômenos de transporte, tais como flores e principalmente perfumes.
  24. 24. 24/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Depoimento de Chico Xavier sobre Scheilla:  … ocorreu um ruído, como se algum objeto de pequeno porte tivesse sido arremessado sem violência. Disse: 'Jô, Scheilla deu-lhe um presente'. Procuramos ao nosso redor e vimos um caramujo grande e adoravelmente belo, estriado em deliciosas cores. Apanhamo e verificamos nele água marítima, salgada e gelada, com restos de uma areia fresca. Estávamos a centenas de Km de uma nesga de mar. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  25. 25. 25/27 Cap. V – Manifestações físicas espontâneasCap. V – Manifestações físicas espontâneas  Os fenômentos de transporte são mais raros de acontecerem.  A melhor de todas as garantias é o caráter, a honestidade notória, o desinteresse absoluto da pessoa que obtém esses efeitos. Em segundo lugar, no exame atento de toda as circunstâncias em que os fatos se produzem. Por fim, no conhecimento esclarecido do Espiritismo, único meio de se descobrir o que houvesse de suspeito. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  26. 26. 26/27 Segunda Parte DAS MANIFESTAÇÕES ESPÍRITAS Capítulo l: Ação dos Espíritos sobre a Matéria Capítulo II: Manifestações Físicas e Mesas Girantes Capítulo III: Manifestações Inteligentes Capítulo IV: Teoria da Manifestações Físicas Capítulo V: Manifestações Físicas Espontâneas Capítulo VI: Manifestações Visuais Capítulo VII: Bicorporeidade e transfiguração Capítulo VIII:Laboratório do mundo invisível Capítulo IX: Locais assombrados Capítulo X: Natureza das comunicações Capítulo XI: Sematologia e tiptologia Sumário de “O livro dos médiuns”Sumário de “O livro dos médiuns” O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  27. 27. 27/27 O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS “Mais vale rejeitar dez verdades do que admitir uma única mentira, uma única teoria falsa ” Espírito Erasto

×