1/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
“Na casa do Pai, há muitas moradas”
O Céu dos
anjos e
dos
eleitos
O Inferno dos
de...
2/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
Parte I - Doutrina
I-O PORVIR E O NADA
II-TEMOR DA MORTE
Causas do temor da morte
...
3/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
E com semelhante doutrina ainda muita gente
se admira de que haja...
4/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
A crença num poder superior é insti...
5/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
Se nos remontarmos aos primitivos h...
6/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
Mas o homem é comumente mais sensív...
7/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
Observação: Resquícios desse
compor...
8/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
Provada e patente a luta entre o be...
9/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Origem da crença nos demônios
O duplo princípio do bem e do mal f...
10/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Satanás, o chefe ou o rei dos demôn...
11/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Um primeiro questionamento: Satanás...
12/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Tal foi, por muito tempo, a crença ...
13/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Se Satã e os demônios eram anjos, e...
14/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Se Deus sabe antecipadamente tudo q...
15/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
A ocupação dos demônios consiste, p...
16/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Diz a doutrina católica sobre o mom...
17/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Por esta doutrina, apenas uma parte...
18/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo a igreja
Deus permite que os demônios ocupem...
19/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
Segundo o Espiritismo, nem anj...
20/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
Do expresso resulta que há Esp...
21/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
Nas classes inferiores destaca...
22/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
Segundo o Espiritismo os demôn...
23/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
Chegados a certo grau de purez...
24/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
IX – Os demônios
Os demônios segundo o espiritismo
… e um dia, todos nós seremos ...
25/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
Parte I - Doutrina
I-O PORVIR E O NADA
II-TEMOR DA MORTE
Causas do temor da morte...
26/26
O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO
“A cada um segundo suas
obras”
Jesus
“Tudo se encadeia no
universo – do átomo ao
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cei 100317-i-cap.9-os demônios

270 visualizações

Publicada em

Estudo do livro espirita em ppt "O CÉU E O INFERNO"

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cei 100317-i-cap.9-os demônios

  1. 1. 1/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO “Na casa do Pai, há muitas moradas” O Céu dos anjos e dos eleitos O Inferno dos demônios e dos condenados O Espiritismo tem uma visão totalmente diferente do tema
  2. 2. 2/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO Parte I - Doutrina I-O PORVIR E O NADA II-TEMOR DA MORTE Causas do temor da morte Por que os espíritas não temem a morte III-O CÉU IV-O INFERNO Intuição das penas futuras O inferno cristão imitado do inferno pagão Os limbos Quadro do inferno pagão Esboço do inferno cristão V-O PURGATÓRIO VI-DOUTRINA DAS PENAS ETERNAS Origem da doutrina das penas eternas Argumentos a favor das penas eternas Impossibilidade material das penas eternas A doutrina das penas eternas fez sua época Ezequiel contra a eternidade das penas e o pecado original VII-AS PENAS FUTURAS SEGUNDO O ESPIRITISMO A carne é fraca Princípios da Doutrina Espírita sobre as penas futuras Código penal da vida futura VIII-OS ANJOS Os anjos segundo a Igreja Refutação Os anjos segundo o Espiritismo IX-OS DEMÔNIOS Origem da crença nos demônios Os demônios segundo a Igreja Os demônios segundo o Espiritismo X-INTERVENÇÃO DOS DEMÔNIOS NAS MODERNAS MANIFESTAÇÕES XI-DA PROIBIÇÃO DE EVOCAR OS MORTOS I-O PASSAMENTO II-ESPÍRITOS FELIZES III-ESPÍRITOS EM CONDIÇÕES MEDIANAS IV-ESPÍRITOS SOFREDORES V-SUICIDAS VI-CRIMINOSOS ARREPENDIDOS VII-ESPÍRITOS ENDURECIDOS VIII-EXPIAÇÕES TERRESTRES Parte II - Exemplos
  3. 3. 3/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios E com semelhante doutrina ainda muita gente se admira de que haja incrédulos e ateus!
  4. 4. 4/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios A crença num poder superior é instintiva no homem. Se nos remontarmos a estes últimos, então, surpreendê-los-emos mais exclusivamente preocupados com a satisfação de necessidades materiais, resumindo o bem e o mal neste mundo somente no que concerne à satisfação ou prejuízo dessas necessidades.
  5. 5. 5/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios Se nos remontarmos aos primitivos homens, então, surpreendê-los-emos mais exclusivamente preocupados com a satisfação de necessidades materiais, resumindo o bem e o mal neste mundo somente no que concerne à satisfação ou prejuízo dessas necessidades.
  6. 6. 6/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios Mas o homem é comumente mais sensível ao mal que ao bem; este lhe parece natural, ao passo que aquele mais o afeta. Nem por outra razão se explica, nos cultos primitivos, as cerimônias sempre mais numerosas em honra ao poder maléfico: o temor suplanta o reconhecimento.
  7. 7. 7/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios Observação: Resquícios desse comportamento encontramos ainda na atualidade, no valor excessivo que as religiões empregam para os supostos poderes dos demônios e as cerimônias para “manter longe” essa influência. Exemplo: Sessões de “descarrego” promovida por igrejas protestantes
  8. 8. 8/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios Provada e patente a luta entre o bem e o mal, triunfante este muitas vezes sobre aquele, e não se podendo racionalmente admitir que o mal derivasse de um benéfico poder, concluiu-se pela existência de dois poderes rivais no governo do mundo. Daí nasceu a doutrina dos dois princípios.
  9. 9. 9/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Origem da crença nos demônios O duplo princípio do bem e do mal foi, durante muitos séculos, e sob vários nomes, a base de todas as crenças religiosas. Vemo- lo assim sintetizado em Oromase e Arimane entre os persas, em Jeová e Satã entre os hebreus. Todavia, como todo soberano deve ter ministros, as religiões geralmente admitiram potências secundárias, ou bons e maus gênios – Anjos e Demônios.
  10. 10. 10/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Satanás, o chefe ou o rei dos demônios, não é, segundo a Igreja, uma personificação alegórica do mal, mas uma entidade real, praticando exclusivamente o mal, enquanto que Deus pratica exclusivamente o bem.
  11. 11. 11/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Um primeiro questionamento: Satanás existe de toda eternidade como Deus, ou posterior? Existindo de toda a eternidade é incriado, e, por consequência, igual a Deus. Este Deus, por sua vez, deixará de ser único. Mas se lhe for posterior? Neste caso passa a ser uma criatura de Deus. Não sendo o mal obra de Deus, seria contudo de uma das suas criaturas, e nem por isso deixava Deus de ser o autor, deixando igualmente de ser profundamente bom.
  12. 12. 12/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Tal foi, por muito tempo, a crença neste sentido. Hoje dizem: “Deus, que é a bondade e santidade por excelência, não os havia criado perversos e maus. Lúcifer e a terça parte dos anjos sucumbiram a pensamentos de inveja e de orgulho e empreenderam uma revolta.” Esta doutrina suscita várias objeções:
  13. 13. 13/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Se Satã e os demônios eram anjos, eles eram perfeitos; como, sendo perfeitos, puderam falir a ponto de desconhecer a autoridade desse Deus, em cuja presença se encontravam? Ou Deus pretendeu criar seres perfeitos e enganou-se, então Deus não seria infalível.
  14. 14. 14/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Se Deus sabe antecipadamente tudo que irá acontecer, ou seja, é onisciente, sabia que alguns anjos iriam se revoltar e criou estes seres para mais tarde ficarem eternamente voltados ao mal e destinados a também arrastarem os homens ao mal. Tudo isto fere a imagem de Deus com os seus atributos de bondade, sabedoria e justiça.
  15. 15. 15/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja A ocupação dos demônios consiste, pois, em martirizar as almas que seduziram. Assim, não se encarregam de punir faltas livre e voluntariamente cometidas, porém as que eles próprios provocaram. São ao mesmo tempo a causa do erro e o instrumento do castigo; e, coisa singular, que a justiça humana por imperfeita não admitiria
  16. 16. 16/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Diz a doutrina católica sobre o momento da revolta dessa terça parte dos anjos: “Mal apenas se manifestou a revolta na linguagem dos Espíritos, isto é, no arrojo dos seus pensamentos, foram eles banidos da celestial mansão e precipitados no abismo. Presentemente, Deus ainda permite que ocupem lugar nesta criação.”
  17. 17. 17/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Por esta doutrina, apenas uma parte dos demônios está no inferno; a outra vaga em liberdade, envolvendo-se em tudo que aqui se passa, pondo os homens em tentação, dando-se ao prazer de praticar o mal e isso até o juizo final. Mas, por que uma tal distinção? Serão estes menos culpados?
  18. 18. 18/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo a igreja Deus permite que os demônios ocupem lugar neste mundo, influenciando os homens para o mal. E estando acima da humanidade, como “ex-anjos”, têm conhecimentos e mais condições do que os simples humanos. Atribuem-se a eles, verdadeiros prodígios. Como Deus abandona suas criaturas à mercê delas mesmas, sabendo, pela sua onisciência, que vão sucumbir aos demônios? Não seriam “forças” desiguais para essa luta?
  19. 19. 19/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo Segundo o Espiritismo, nem anjos nem demônios são entidades distintas, por isso que a criação de seres inteligentes é uma só. Deus criou-os perfectíveis e deu-lhes por escopo a perfeição, com a felicidade que dela decorre. Não lhes deu, contudo, a perfeição, pois quis que a obtivessem por seu próprio esforço, a fim de que também e realmente lhes pertencesse o mérito.
  20. 20. 20/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo Do expresso resulta que há Espíritos em todos os graus de adiantamento, moral e intelectual, conforme a posição em que se acham, na imensa escala do progresso. Em todos os graus existe, portanto, ignorância e saber, bondade e maldade.
  21. 21. 21/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo Nas classes inferiores destacam-se Espíritos ainda profundamente propensos ao mal e comprazendo-se com o mal. A estes pode-se denominar demônios, pois são capazes de todos os malefícios aos ditos atribuídos. O Espiritismo não lhes dá tal nome por se prender ele à idéia de seres de natureza essencialmente perversa, votados ao mal eternamente e incapazes de qualquer progresso para o bem.
  22. 22. 22/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo Segundo o Espiritismo os demônios são Espíritos imperfeitos, suscetíveis de regeneração e que, colocados na base da escala, hão de nela graduar-se e todos estão submetidos à lei geral do progresso. Deus quer que todos tenhamos o mérito de nossas obras.
  23. 23. 23/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo Chegados a certo grau de pureza, os Espíritos têm missões adequadas ao seu progresso; preenchem assim todas as funções atribuídas aos anjos de diferentes categorias. Esses espíritos que alcançaram este grau de pureza são os anjos, com a grande diferença que não foram criados perfeitos e sim, conquistaram a esta perfeição
  24. 24. 24/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO IX – Os demônios Os demônios segundo o espiritismo … e um dia, todos nós seremos anjos...
  25. 25. 25/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO Parte I - Doutrina I-O PORVIR E O NADA II-TEMOR DA MORTE Causas do temor da morte Por que os espíritas não temem a morte III-O CÉU IV-O INFERNO Intuição das penas futuras O inferno cristão imitado do inferno pagão Os limbos Quadro do inferno pagão Esboço do inferno cristão V-O PURGATÓRIO VI-DOUTRINA DAS PENAS ETERNAS Origem da doutrina das penas eternas Argumentos a favor das penas eternas Impossibilidade material das penas eternas A doutrina das penas eternas fez sua época Ezequiel contra a eternidade das penas e o pecado original VII-AS PENAS FUTURAS SEGUNDO O ESPIRITISMO A carne é fraca Princípios da Doutrina Espírita sobre as penas futuras Código penal da vida futura VIII-OS ANJOS Os anjos segundo a Igreja Refutação Os anjos segundo o Espiritismo IX-OS DEMÔNIOS Origem da crença nos demônios Os demônios segundo a Igreja Os demônios segundo o Espiritismo X-INTERVENÇÃO DOS DEMÔNIOS NAS MODERNAS MANIFESTAÇÕES XI-DA PROIBIÇÃO DE EVOCAR OS MORTOS I-O PASSAMENTO II-ESPÍRITOS FELIZES III-ESPÍRITOS EM CONDIÇÕES MEDIANAS IV-ESPÍRITOS SOFREDORES V-SUICIDAS VI-CRIMINOSOS ARREPENDIDOS VII-ESPÍRITOS ENDURECIDOS VIII-EXPIAÇÕES TERRESTRES Parte II - Exemplos
  26. 26. 26/26 O CÉU E O INFERNOO CÉU E O INFERNO “A cada um segundo suas obras” Jesus “Tudo se encadeia no universo – do átomo ao arcanjo” Leon Denis

×