SlideShare uma empresa Scribd logo
1/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
“Amai-vos e instruí-vos”
Espírito de verdade
2/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
PARTE PRIMEIRA
Das causas primárias
Capítulo III - Da criação

Formação dos mundos

Formação dos seres vivos

Povoamento da Terra. Adão

Diversidade das raças humanas

Pluralidade dos mundos

Considerações e concordâncias bíblicas
concernentes à Criação
3/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Genesis 4,17 - E conheceu Caim a sua
mulher, e ela concebeu, e deu à luz a
Enoque
Algo intrigante na Bíblia,
quando analisada somente a
LETRA
Caim era filho de Adão e Eva,
então ...
... quem era essa mulher????
4/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
37. O Universo foi criado, ou existe de
toda a eternidade, como Deus?
“É fora de dúvida que ele não pode ter-se feito
a si mesmo. Se existisse, como Deus, de toda
a eternidade, não seria obra de Deus.”
5/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
38. Como criou Deus o Universo?
“Para me servir de uma expressão corrente,
direi: pela sua Vontade. Nada caracteriza
melhor essa vontade onipotente do que estas
belas palavras da Gênese – ‘Deus disse:
Faça-se a luz e a luz foi feita.’ ”
6/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
39. Poderemos conhecer o modo de
formação dos mundos?
“Tudo o que a esse respeito se pode dizer e
podeis compreender é que os mundos se
formam pela condensação da matéria
disseminada no Espaço.”
7/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
40. Serão os cometas, como agora se
pensa, um começo de condensação da
matéria, mundos em via de formação?
“Isso está certo; absurdo, porém, é acreditar-
se na influência deles. Refiro-me à influência
que vulgarmente lhes atribuem, porquanto
todos os corpos celestes influem de algum
modo em certos fenômenos físicos.”
8/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
41. Pode um mundo completamente
formado desaparecer e disseminar-se
de novo no Espaço a matéria que o
compõe?
“Sim, Deus renova os mundos, como renova
os seres vivos.”
9/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos mundos
42. Poder-se-á conhecer o tempo que
dura a formação dos mundos: da Terra,
por exemplo?
“Nada te posso dizer a respeito, porque só o
Criador o sabe e bem louco será quem
pretenda sabê-lo, ou conhecer que número de
séculos dura essa formação.”
10/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos seres vivos
43. Quando começou a Terra a ser
povoada?
“No começo tudo era caos; os elementos
estavam em confusão. Pouco a pouco cada
coisa tomou o seu lugar.
Apareceram então os seres vivos apropriados
ao estado do globo.”
11/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos seres vivos
44. Donde vieram para a Terra os seres
vivos?
“A Terra lhes continha os germens, que
aguardavam momento favorável para se
desenvolverem. Os princípios orgânicos se
congregaram, desde que cessou a atuação da
força que os mantinha afastados, e formaram os
germens de todos os seres vivos. Estes germens
permaneceram em estado latente de inércia,
como a crisálida e as sementes das plantas, até o
momento propício ao surto de cada espécie. Os
seres de cada uma destas se reuniram, então, e
se multiplicaram.”
12/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos seres vivos
46. Ainda há seres que nasçam
espontaneamente?
“Sim, mas o gérmen primitivo já existia em
estado latente. Sois todos os dias
testemunhas desse fenômeno. Os tecidos do
corpo humano e do dos animais não encerram
os germens de uma multidão de vermes que
só esperam,
para desabrochar, a fermentação pútrida que
lhes é necessária à existência? É um mundo
13/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos seres vivos
48. Poderemos conhecer a época do
aparecimento do homem e dos outros
seres vivos na Terra?
“Não; todos os vossos cálculos são
quiméricos.”
14/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Formação dos seres vivos
49. Se o gérmen da espécie humana se
encontrava entre os elementos orgânicos
do globo, por que não se formam
espontaneamente homens, como na
origem dos tempos?
“O princípio das coisas está nos segredos de
Deus. Entretanto, pode dizer-se que os homens,
uma vez espalhados pela Terra, absorveram em
si mesmos os elementos necessários à sua
própria formação, para os transmitir segundo as
leis da reprodução. O mesmo se deu com as
diferentes espécies de seres vivos.”
15/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Povoamento da terra - Adão
50. A espécie humana começou por um
único homem?
“Não; aquele a quem chamais Adão não foi o
primeiro, nem o único a povoar a Terra.”
16/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Povoamento da terra - Adão
51. Poderemos saber em que época
viveu Adão?
“Mais ou menos na que lhe assinais: cerca de
4.000 anos antes do Cristo.”
17/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Povoamento da terra - Adão
O homem, cuja tradição se conservou sob o nome de
Adão, foi dos que sobreviveram, em certa região, a
alguns dos grandes cataclismos que revolveram em
diversas épocas a superfície do globo, e se
constituiu tronco de uma das raças que atualmente o
povoam. As leis da Natureza se opõem a que os
progressos da Humanidade, comprovados muito
tempo antes do Cristo, se tenham realizado em
alguns séculos, como houvera sucedido se o homem
não existisse na Terra senão a partir da época
indicada para a existência de Adão. Muitos, com
mais razão, consideram Adão um mito ou uma
alegoria que personifica as primeiras idades do
mundo.
18/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Diversidade das raças humanas
52. Donde provêm as diferenças físicas
e morais que distinguem as raças
humanas na Terra?
“Do clima, da vida e dos costumes. Dá-se aí o
que se dá com dois filhos de uma mesma mãe
que, educados longe um do outro e de modos
diferentes, em nada se assemelharão, quanto
ao moral.”
19/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Diversidade das raças humanas
53. O homem surgiu em muitos pontos
do globo?
“Sim e em épocas várias, o que também
constitui uma das causas da diversidade das
raças. Depois, dispersando-se os homens por
climas diversos e aliando-se os de uma aos
de
outras raças, novos tipos se formaram.”
20/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Diversidade das raças humanas
a) Estas diferenças constituem
espécies distintas?
“Certamente que não; todos são da mesma
família. Porventura as múltiplas variedades de
um mesmo fruto são motivo para que elas
deixem de formar uma só espécie?”
21/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Diversidade das raças humanas
54. Pelo fato de não proceder de um só
indivíduo a espécie humana, devem os
homens deixar de considerar-se
irmãos?
“Todos os homens são irmãos em Deus,
porque são animados pelo espírito e tendem
para o mesmo fim. Estais sempre inclinados a
tomar as palavras na sua significação literal.”
22/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
Pluralidade dos mundos
55. São habitados todos os globos que
se movem no espaço?
“Sim e o homem terreno está longe de ser,
como supõe, o primeiro em inteligência, em
bondade e em perfeição. Entretanto, há
homens que se têm por espíritos muito
fortes e que imaginam pertencer a este
pequenino globo o privilégio de conter seres
racionais. Orgulho e vaidade! Julgam que só
para eles criou Deus o Universo.”
23/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
CONSIDERAÇÕES E CONCORDÂNCIAS
BÍBLICAS CONCERNENTES À CRIAÇÃO
...Admitindo-se que o homem tenha aparecido
pela primeira vez na Terra 4.000 anos antes do
Cristo e que, 1.650 anos mais tarde, toda a raça
humana foi destruída, com exceção de uma só
família, resulta que o povoamento da Terra data
apenas de Noé, ou seja: de 2.350 anos antes da
nossa era. Ora, quando os hebreus emigraram
para o Egito, no décimo oitavo século,
encontraram esse país muito povoado e já
bastante adiantado em civilização...
24/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
CONSIDERAÇÕES E CONCORDÂNCIAS
BÍBLICAS CONCERNENTES À CRIAÇÃO
...Dever-se-á daí concluir que a Bíblia é um
erro? Não; a conclusão a tirar-se é que os
homens se equivocaram ao interpretá-la...
25/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
“O Espírito dorme no
mineral, sonha no vegetal,
movimenta-se no animal e
desperta no homem.”
Leon
Denis

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Bruno Cechinel Filho
 
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSALFLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
Denise Aguiar
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindade
Denise Aguiar
 
Elementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do UniversoElementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do Universo
Ceile Maria Bernardo
 
Elementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do UniversoElementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do Universo
hamletcrs
 
Roteiro 4 obras básicas
Roteiro 4   obras básicasRoteiro 4   obras básicas
Roteiro 4 obras básicas
Bruno Cechinel Filho
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
Bruno Cechinel Filho
 
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMOMILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
marjoriestavismeyer
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
igmateus
 
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
Grupo Espírita Cristão
 
2.1.3 forma e ubiquidade dos espiritos
2.1.3   forma e ubiquidade dos espiritos2.1.3   forma e ubiquidade dos espiritos
2.1.3 forma e ubiquidade dos espiritos
Marta Gomes
 
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptxRetorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Rosimeire Alves
 
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Joao Paulo
 
Palestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritualPalestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritual
Jose Ferreira Almeida
 
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objetoIntrodução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
Denise Aguiar
 
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritualPerturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Denise Aguiar
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
duadv
 
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
Patricia Farias
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 

Mais procurados (20)

Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
 
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSALFLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindade
 
Elementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do UniversoElementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do Universo
 
Elementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do UniversoElementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do Universo
 
Roteiro 4 obras básicas
Roteiro 4   obras básicasRoteiro 4   obras básicas
Roteiro 4 obras básicas
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
 
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMOMILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
Conhecimento Do Princípio Das Coisas 1
 
2.1.3 forma e ubiquidade dos espiritos
2.1.3   forma e ubiquidade dos espiritos2.1.3   forma e ubiquidade dos espiritos
2.1.3 forma e ubiquidade dos espiritos
 
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptxRetorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
Retorno à Vida Corporal - planejamento reencarnatório.pptx
 
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
 
Palestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritualPalestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritual
 
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objetoIntrodução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
Introdução ao estudo do espiritismo: conceito e objeto
 
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritualPerturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
Livro dos Espiritos Q.260 ESE Cap. 19 item 13
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 

Destaque

Primeiro Módulo - Aula 4 - Criação
Primeiro Módulo - Aula 4 - CriaçãoPrimeiro Módulo - Aula 4 - Criação
Primeiro Módulo - Aula 4 - Criação
CeiClarencio
 
O universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espíritaO universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espírita
Danilo Galvão
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Apresentação criação do mundo
Apresentação criação do mundoApresentação criação do mundo
Apresentação criação do mundo
Luciana Monteiro Dos Santos
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humana
Douglas Barraqui
 
A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
Olga Maria
 
Formacao dos seres_vivos
Formacao dos seres_vivosFormacao dos seres_vivos
Formacao dos seres_vivos
Ana Cristina Freitas
 
Lição 01 Doutrina da Criação
Lição 01   Doutrina da CriaçãoLição 01   Doutrina da Criação
Lição 01 Doutrina da Criação
Coop. Fabio Silva
 
Evolução Humana
Evolução HumanaEvolução Humana
Evolução Humana
Robson Oliveira
 
Muitas vidas, muitos mestres.
Muitas vidas, muitos mestres.Muitas vidas, muitos mestres.
Muitas vidas, muitos mestres.
Portal SER - Saúde, Energia & Resgate
 
Palestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigoPalestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigo
Divulgador do Espiritismo
 
Visão espírita da bíblia herculano pires
Visão espírita da bíblia herculano piresVisão espírita da bíblia herculano pires
Visão espírita da bíblia herculano pires
Helio Cruz
 
Palestra crianças indigo e cristais - levy
Palestra   crianças indigo e cristais - levyPalestra   crianças indigo e cristais - levy
Palestra crianças indigo e cristais - levy
Daura Alves
 
Evolução - Especiação
Evolução - EspeciaçãoEvolução - Especiação
Evolução - Especiação
3a-manha
 
Origem do universo
Origem do universoOrigem do universo
Origem do universo
Prefeitura de São Paulo
 
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: AntropogêneseAula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Leandro Nazareth Souto
 
Dna mitocondrial – herança materna
Dna mitocondrial – herança maternaDna mitocondrial – herança materna
Dna mitocondrial – herança materna
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Norberto Scavone Augusto
 

Destaque (20)

Primeiro Módulo - Aula 4 - Criação
Primeiro Módulo - Aula 4 - CriaçãoPrimeiro Módulo - Aula 4 - Criação
Primeiro Módulo - Aula 4 - Criação
 
O universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espíritaO universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espírita
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
 
10 A CriaçãO
10 A CriaçãO10 A CriaçãO
10 A CriaçãO
 
Apresentação criação do mundo
Apresentação criação do mundoApresentação criação do mundo
Apresentação criação do mundo
 
Origem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humanaOrigem do universo e a evolução humana
Origem do universo e a evolução humana
 
A Origem Do Universo
A Origem Do UniversoA Origem Do Universo
A Origem Do Universo
 
Formacao dos seres_vivos
Formacao dos seres_vivosFormacao dos seres_vivos
Formacao dos seres_vivos
 
Lição 01 Doutrina da Criação
Lição 01   Doutrina da CriaçãoLição 01   Doutrina da Criação
Lição 01 Doutrina da Criação
 
Evolução Humana
Evolução HumanaEvolução Humana
Evolução Humana
 
Muitas vidas, muitos mestres.
Muitas vidas, muitos mestres.Muitas vidas, muitos mestres.
Muitas vidas, muitos mestres.
 
Palestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigoPalestra Espírita - Crianças índigo
Palestra Espírita - Crianças índigo
 
Visão espírita da bíblia herculano pires
Visão espírita da bíblia herculano piresVisão espírita da bíblia herculano pires
Visão espírita da bíblia herculano pires
 
Palestra crianças indigo e cristais - levy
Palestra   crianças indigo e cristais - levyPalestra   crianças indigo e cristais - levy
Palestra crianças indigo e cristais - levy
 
Evolução - Especiação
Evolução - EspeciaçãoEvolução - Especiação
Evolução - Especiação
 
Origem do universo
Origem do universoOrigem do universo
Origem do universo
 
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
080903 le–livro i-cap.3 – pluralidade dos mundos
 
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: AntropogêneseAula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
 
Dna mitocondrial – herança materna
Dna mitocondrial – herança maternaDna mitocondrial – herança materna
Dna mitocondrial – herança materna
 
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
 

Semelhante a 090520 da criação – livro i, cap 3

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
1.3 Questao 59 do Livro dos Espíritos
1.3   Questao 59 do Livro dos Espíritos1.3   Questao 59 do Livro dos Espíritos
1.3 Questao 59 do Livro dos Espíritos
Marta Gomes
 
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
fabiopereiratv
 
1 genesis
1 genesis1 genesis
1 genesis
PIB Penha
 
Os Exilados De Capela/coloniasespirituais
Os Exilados De Capela/coloniasespirituaisOs Exilados De Capela/coloniasespirituais
Os Exilados De Capela/coloniasespirituais
Aurora Boreal
 
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]gutoFund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Guto Ovsky
 
Ha muitas moradas na casa de meu pai
Ha muitas moradas na casa de meu paiHa muitas moradas na casa de meu pai
Ha muitas moradas na casa de meu pai
Henrique Vieira
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
Falec
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
Ponte de Luz ASEC
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
Falec
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
Targon Darshan
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
EWALDO DE SOUZA
 
A grande esperança (charles richet)
A grande esperança (charles richet)A grande esperança (charles richet)
A grande esperança (charles richet)
Ricardo Akerman
 
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
Frederico Fonseca
 
aula 02 escola 51.pptx
aula 02 escola 51.pptxaula 02 escola 51.pptx
aula 02 escola 51.pptx
dianabarreto45
 
Apostila roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
Apostila  roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)Apostila  roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
Apostila roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
Alice Lirio
 
Conservação dos recursos da terra
Conservação dos recursos da terraConservação dos recursos da terra
Conservação dos recursos da terra
Mauricio Gonçalves
 
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
Vilmar Vilaça
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Patricia Farias
 
Aula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - CosmogoniaAula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - Cosmogonia
Leialdo Pulz
 

Semelhante a 090520 da criação – livro i, cap 3 (20)

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
1.3 Questao 59 do Livro dos Espíritos
1.3   Questao 59 do Livro dos Espíritos1.3   Questao 59 do Livro dos Espíritos
1.3 Questao 59 do Livro dos Espíritos
 
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
AULA 06 Curso Básico de Espiritismo 2022
 
1 genesis
1 genesis1 genesis
1 genesis
 
Os Exilados De Capela/coloniasespirituais
Os Exilados De Capela/coloniasespirituaisOs Exilados De Capela/coloniasespirituais
Os Exilados De Capela/coloniasespirituais
 
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]gutoFund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
 
Ha muitas moradas na casa de meu pai
Ha muitas moradas na casa de meu paiHa muitas moradas na casa de meu pai
Ha muitas moradas na casa de meu pai
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
 
A grande esperança (charles richet)
A grande esperança (charles richet)A grande esperança (charles richet)
A grande esperança (charles richet)
 
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
Ebd licao7 1_semestre2015_Eu Creio no Criacionismo_15.02.2015
 
aula 02 escola 51.pptx
aula 02 escola 51.pptxaula 02 escola 51.pptx
aula 02 escola 51.pptx
 
Apostila roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
Apostila  roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)Apostila  roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
Apostila roteiro-dij_-_ciclo_1_juventude (2)
 
Conservação dos recursos da terra
Conservação dos recursos da terraConservação dos recursos da terra
Conservação dos recursos da terra
 
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15Há muitas moradas na casa de meu pai   moc. casimiro cunha - 27-06-15
Há muitas moradas na casa de meu pai moc. casimiro cunha - 27-06-15
 
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
Livro dos Espíritos Q607 e ESE Cap5 item20
 
Aula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - CosmogoniaAula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - Cosmogonia
 

Mais de Carlos Alberto Freire De Souza

Principio da acao e reacao
Principio da acao e reacaoPrincipio da acao e reacao
Principio da acao e reacao
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Os milagres na_visao_espirita-clea alves
Os milagres na_visao_espirita-clea alvesOs milagres na_visao_espirita-clea alves
Os milagres na_visao_espirita-clea alves
Carlos Alberto Freire De Souza
 
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
Carlos Alberto Freire De Souza
 
2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar2 maneira-de-orar
O que é o perespirito?
O que é o perespirito?O que é o perespirito?
O que é o perespirito?
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
Carlos Alberto Freire De Souza
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Liberdade, Igualdade e Fraternidade
Liberdade, Igualdade e FraternidadeLiberdade, Igualdade e Fraternidade
Liberdade, Igualdade e Fraternidade
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Passe 4
Passe 4Passe 4
Foto kirlian
Foto kirlianFoto kirlian
Abenção da vida 2
Abenção da vida 2Abenção da vida 2
Abenção da vida 2
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos
Carlos Alberto Freire De Souza
 
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
Carlos Alberto Freire De Souza
 
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
Carlos Alberto Freire De Souza
 
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
Carlos Alberto Freire De Souza
 
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
Carlos Alberto Freire De Souza
 
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
Carlos Alberto Freire De Souza
 
090923 da lei de liberdade-penas temporais
090923 da lei de liberdade-penas temporais090923 da lei de liberdade-penas temporais
090923 da lei de liberdade-penas temporais
Carlos Alberto Freire De Souza
 
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
Carlos Alberto Freire De Souza
 

Mais de Carlos Alberto Freire De Souza (20)

Principio da acao e reacao
Principio da acao e reacaoPrincipio da acao e reacao
Principio da acao e reacao
 
Os milagres na_visao_espirita-clea alves
Os milagres na_visao_espirita-clea alvesOs milagres na_visao_espirita-clea alves
Os milagres na_visao_espirita-clea alves
 
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
9 ciclo-iii-fenomenos de-emancipacao_da_alma
 
2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar
 
O que é o perespirito?
O que é o perespirito?O que é o perespirito?
O que é o perespirito?
 
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
Funesdoperespirito 151017123618-lva1-app6892
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
 
Liberdade, Igualdade e Fraternidade
Liberdade, Igualdade e FraternidadeLiberdade, Igualdade e Fraternidade
Liberdade, Igualdade e Fraternidade
 
Passe 4
Passe 4Passe 4
Passe 4
 
Foto kirlian
Foto kirlianFoto kirlian
Foto kirlian
 
Abenção da vida 2
Abenção da vida 2Abenção da vida 2
Abenção da vida 2
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
 
091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos091028 conclusão de o livro dos espíritos
091028 conclusão de o livro dos espíritos
 
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
091021 ação dos espíritos sobre a natureza-combates-bençãos e maldições – cap...
 
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
091014 possessos-pressentimentos-influência dos espíritos-livro ii,cap9
 
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii
 
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
090930 a prece-politeismo-cap2–liii - duração da penas futuras-ressurreição-c...
 
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
090916 as relações de além túmulo-metades eternas-recordações – livro ii, cap 6
 
090923 da lei de liberdade-penas temporais
090923 da lei de liberdade-penas temporais090923 da lei de liberdade-penas temporais
090923 da lei de liberdade-penas temporais
 
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
090909 da perfeição moral – cap. 12 – livro iii
 

Último

Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 

Último (11)

Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 

090520 da criação – livro i, cap 3

  • 1. 1/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS “Amai-vos e instruí-vos” Espírito de verdade
  • 2. 2/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS PARTE PRIMEIRA Das causas primárias Capítulo III - Da criação  Formação dos mundos  Formação dos seres vivos  Povoamento da Terra. Adão  Diversidade das raças humanas  Pluralidade dos mundos  Considerações e concordâncias bíblicas concernentes à Criação
  • 3. 3/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Genesis 4,17 - E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque Algo intrigante na Bíblia, quando analisada somente a LETRA Caim era filho de Adão e Eva, então ... ... quem era essa mulher????
  • 4. 4/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 37. O Universo foi criado, ou existe de toda a eternidade, como Deus? “É fora de dúvida que ele não pode ter-se feito a si mesmo. Se existisse, como Deus, de toda a eternidade, não seria obra de Deus.”
  • 5. 5/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 38. Como criou Deus o Universo? “Para me servir de uma expressão corrente, direi: pela sua Vontade. Nada caracteriza melhor essa vontade onipotente do que estas belas palavras da Gênese – ‘Deus disse: Faça-se a luz e a luz foi feita.’ ”
  • 6. 6/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 39. Poderemos conhecer o modo de formação dos mundos? “Tudo o que a esse respeito se pode dizer e podeis compreender é que os mundos se formam pela condensação da matéria disseminada no Espaço.”
  • 7. 7/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 40. Serão os cometas, como agora se pensa, um começo de condensação da matéria, mundos em via de formação? “Isso está certo; absurdo, porém, é acreditar- se na influência deles. Refiro-me à influência que vulgarmente lhes atribuem, porquanto todos os corpos celestes influem de algum modo em certos fenômenos físicos.”
  • 8. 8/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 41. Pode um mundo completamente formado desaparecer e disseminar-se de novo no Espaço a matéria que o compõe? “Sim, Deus renova os mundos, como renova os seres vivos.”
  • 9. 9/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos mundos 42. Poder-se-á conhecer o tempo que dura a formação dos mundos: da Terra, por exemplo? “Nada te posso dizer a respeito, porque só o Criador o sabe e bem louco será quem pretenda sabê-lo, ou conhecer que número de séculos dura essa formação.”
  • 10. 10/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos seres vivos 43. Quando começou a Terra a ser povoada? “No começo tudo era caos; os elementos estavam em confusão. Pouco a pouco cada coisa tomou o seu lugar. Apareceram então os seres vivos apropriados ao estado do globo.”
  • 11. 11/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos seres vivos 44. Donde vieram para a Terra os seres vivos? “A Terra lhes continha os germens, que aguardavam momento favorável para se desenvolverem. Os princípios orgânicos se congregaram, desde que cessou a atuação da força que os mantinha afastados, e formaram os germens de todos os seres vivos. Estes germens permaneceram em estado latente de inércia, como a crisálida e as sementes das plantas, até o momento propício ao surto de cada espécie. Os seres de cada uma destas se reuniram, então, e se multiplicaram.”
  • 12. 12/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos seres vivos 46. Ainda há seres que nasçam espontaneamente? “Sim, mas o gérmen primitivo já existia em estado latente. Sois todos os dias testemunhas desse fenômeno. Os tecidos do corpo humano e do dos animais não encerram os germens de uma multidão de vermes que só esperam, para desabrochar, a fermentação pútrida que lhes é necessária à existência? É um mundo
  • 13. 13/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos seres vivos 48. Poderemos conhecer a época do aparecimento do homem e dos outros seres vivos na Terra? “Não; todos os vossos cálculos são quiméricos.”
  • 14. 14/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Formação dos seres vivos 49. Se o gérmen da espécie humana se encontrava entre os elementos orgânicos do globo, por que não se formam espontaneamente homens, como na origem dos tempos? “O princípio das coisas está nos segredos de Deus. Entretanto, pode dizer-se que os homens, uma vez espalhados pela Terra, absorveram em si mesmos os elementos necessários à sua própria formação, para os transmitir segundo as leis da reprodução. O mesmo se deu com as diferentes espécies de seres vivos.”
  • 15. 15/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Povoamento da terra - Adão 50. A espécie humana começou por um único homem? “Não; aquele a quem chamais Adão não foi o primeiro, nem o único a povoar a Terra.”
  • 16. 16/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Povoamento da terra - Adão 51. Poderemos saber em que época viveu Adão? “Mais ou menos na que lhe assinais: cerca de 4.000 anos antes do Cristo.”
  • 17. 17/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Povoamento da terra - Adão O homem, cuja tradição se conservou sob o nome de Adão, foi dos que sobreviveram, em certa região, a alguns dos grandes cataclismos que revolveram em diversas épocas a superfície do globo, e se constituiu tronco de uma das raças que atualmente o povoam. As leis da Natureza se opõem a que os progressos da Humanidade, comprovados muito tempo antes do Cristo, se tenham realizado em alguns séculos, como houvera sucedido se o homem não existisse na Terra senão a partir da época indicada para a existência de Adão. Muitos, com mais razão, consideram Adão um mito ou uma alegoria que personifica as primeiras idades do mundo.
  • 18. 18/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Diversidade das raças humanas 52. Donde provêm as diferenças físicas e morais que distinguem as raças humanas na Terra? “Do clima, da vida e dos costumes. Dá-se aí o que se dá com dois filhos de uma mesma mãe que, educados longe um do outro e de modos diferentes, em nada se assemelharão, quanto ao moral.”
  • 19. 19/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Diversidade das raças humanas 53. O homem surgiu em muitos pontos do globo? “Sim e em épocas várias, o que também constitui uma das causas da diversidade das raças. Depois, dispersando-se os homens por climas diversos e aliando-se os de uma aos de outras raças, novos tipos se formaram.”
  • 20. 20/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Diversidade das raças humanas a) Estas diferenças constituem espécies distintas? “Certamente que não; todos são da mesma família. Porventura as múltiplas variedades de um mesmo fruto são motivo para que elas deixem de formar uma só espécie?”
  • 21. 21/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Diversidade das raças humanas 54. Pelo fato de não proceder de um só indivíduo a espécie humana, devem os homens deixar de considerar-se irmãos? “Todos os homens são irmãos em Deus, porque são animados pelo espírito e tendem para o mesmo fim. Estais sempre inclinados a tomar as palavras na sua significação literal.”
  • 22. 22/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS Pluralidade dos mundos 55. São habitados todos os globos que se movem no espaço? “Sim e o homem terreno está longe de ser, como supõe, o primeiro em inteligência, em bondade e em perfeição. Entretanto, há homens que se têm por espíritos muito fortes e que imaginam pertencer a este pequenino globo o privilégio de conter seres racionais. Orgulho e vaidade! Julgam que só para eles criou Deus o Universo.”
  • 23. 23/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS CONSIDERAÇÕES E CONCORDÂNCIAS BÍBLICAS CONCERNENTES À CRIAÇÃO ...Admitindo-se que o homem tenha aparecido pela primeira vez na Terra 4.000 anos antes do Cristo e que, 1.650 anos mais tarde, toda a raça humana foi destruída, com exceção de uma só família, resulta que o povoamento da Terra data apenas de Noé, ou seja: de 2.350 anos antes da nossa era. Ora, quando os hebreus emigraram para o Egito, no décimo oitavo século, encontraram esse país muito povoado e já bastante adiantado em civilização...
  • 24. 24/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS CONSIDERAÇÕES E CONCORDÂNCIAS BÍBLICAS CONCERNENTES À CRIAÇÃO ...Dever-se-á daí concluir que a Bíblia é um erro? Não; a conclusão a tirar-se é que os homens se equivocaram ao interpretá-la...
  • 25. 25/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS “O Espírito dorme no mineral, sonha no vegetal, movimenta-se no animal e desperta no homem.” Leon Denis