O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Jornal Cadee Agosto

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Jornal 3º período
Jornal 3º período
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 5 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Jornal Cadee Agosto (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Jornal Cadee Agosto

  1. 1. Jornal dos Alunos do Centro de Apoio e Desenvolvimento de Educação Especial Agosto - 2009 Nº 02 CARTA AO LEITOR C omo sabemos, no CADEE temos um espaço privilegiado de trabalho diversificado com as pessoas com deficiência. Trabalho este que integra de forma harmônica toda a comunidade escolar. Portanto esta edição traz a festa junina ponto culminante do semestre anterior, a exposição de artes produzidos pelos alunos da Deficiência Intelectual e pelas mães da oficina e a 26ª corrida do fogo que já é uma atividade tradicional deste Centro, onde todos profissionais envolvem-se num mesmo objetivo: a auto valorização dos nossos alunos . Desejamos a todos uma boa leitura e aguardem a nossa próxima edição com a Semana da Pessoa com Deficiência. Aluno: Lucas Perreira D.I. Noite – Profª Raquel LEIA AQUI • Na Ponta do Lápis Pág.01 • Aconteceu no CADEE Pág.02 Festa Junina, corrida do Fogo, etc. • Saiba Mais Pág.03 AEE na área de Surdez • Lendo e Aprendendo Pág.04 Momento Alfa e Beto. Atividade de Memorização • Espaço Interativo Pág.04 Aluno: Mateus da Rocha Barbosa – Autismo Manhã – Profª Verônica Natália Área para publicar créditos dos patrocinadores
  2. 2. 2 CADEE em Ação N o dia 30 de junho o grupo de funcionários do CADEE reuniu-se no restaurante Delícias do Sertão para uma gostosa confraternização de encerramento do semestre. Este Aluno: PriscilaCARLOS – D.I. JOSÉ Leonardo momento faz parte das ações do Tarde – Profª Sônia Projeto Político Pedagógico da nossa Instituição. Sendo assim, N ousamos usar as palavras da Bíblia o dia 26 de Junho, aconte- O como é bom e agradável para os ceu o encerramento do se- “colegas de trabalho” viver unidos. Corpo de Bombeiros de mestre entre os alunos do Fortaleza através de sua CADEE com a tradicional Festa Ju- 26ª Corrida do Fogo que nina. Houve a apresentação de aconteceu no dia 28 de junho, uma quadrilha que contava com a proporciona as Pessoas com participação de alguns de nossos Deficiência oportunidade de alunos do Atendimento D.I. Aluno: José Carlos – Educacio- Inclusão social e momentos de nal Especializado. A Kátia se es- Tarde – Profª festa felicidade, contribuindo assim para tendeu, com as apresentações elevar sua auto-estima. dos turnos manhã, tarde e noite. N Tivemos ainda a barraca de comi- das típicas, bem como a venda de ão podemos deixar de men- produtos artesanais confecciona- cionar a entrega de plantas frutíferas e ornamentais pela dos por alunos que participam da Secretaria de Meio Ambiente a esta Oficina de Artes. Concluindo essa Instituição que favoreceu a intera- grande festa com especial quadri- ção dos pais, bem como a conscien- lha do CADEE. tização dos mesmos em relação a preservação do meio ambiente e o muito bom ver a alegria do É envolvimento direto dos nossos alunos nesta meu filho ao participar de um atividade. evento deste. Eliabe fica contando os dias numa ansiedade tão grande que chega a perder o sono. Só em vê-lo participar é uma satisfação eleva sua auto- estima. Depoimento de Marluce (Mãe de Eliabe) Paralisia Cerebral – Noite – Profª Kátia Área para publicar créditos dos patrocinadores
  3. 3. CADEE em Ação 3 ATIVIDADES O Atendimento na área de Surdez no CADEE IDENTIDADE SURDA: O termo LÍNGUA DE SINAIS: É a língua Identidade que melhor atende a dos surdos e que possui a sua pró- temática Surdez, é usado na busca pria estrutura e gramática através de direito de ser surdo. De acordo do canal de comunicação visual, a com a trajetória vivenciada pelo língua de sinais dos surdos urba- sujeito surdo, nas suas lutas , o nos brasileiros é a LIBRAS. tema (re)construção da Identidade Surda é sempre usado ALFABETO MANUAL ao responderem a pergunta – O Aluno: Francisco Victor – D.A. que é ser surdo no Brasil? Tarde – Profª Alzira Aluno: Larisse – D.A. Tarde – Profª Marianne LIBRAS: é a sigla da Língua Brasi- CULTURA SURDA: Ao longo dos leira de Sinais (LS) são as línguas séculos os surdos foram formando naturais das comunidades surdas. uma cultura própria centrada prin- As Línguas de Sinais não são sim- cipalmente em sua forma de co- plesmente mímicas e gestos sol- municação. Em quase todas as ci- tos, utilizados pelos surdos para dades do mundo vamos encontrar facilitar a comunicação. São lín- associações de surdos onde eles se NUMERAIS guas com estruturas gramaticais reúnem e convivem socialmente. próprias. Cada país possui a sua própria língua de sinais, que sofre INTÉRPRETE DE LÍNGUA DE as influências da Cultura Nacional. SINAIS: Pessoa ouvinte que inter- preta para os surdos uma comuni- LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL cação falada usando a língua de si- DE 2002. Art. 1º É reconhecida nais e vice-versa. como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais – Líbras e outros recursos de expressão a ela associados.
  4. 4. 4 CADEE em Ação * DESENVOLVA AS ATIVIDADES! A L F A E B E T O EXPEDIENTE: Centro de Apoio e Desenvolvimento de Educação Especial. GRUPO GESTOR: Maria das Graças Caetano Francisca Izabel de Vasconcelos Sílvia Carvalho DIGITAÇÃO E DIAGRAMAÇÃO: Irlanda Nascimento Audiniza Freitas IMPRESSÃO: Comunicação e Cultura TIRAGEM: CÓDIGO DO JORNAL: Memorizado por: José Santiago Autismo – Noite – Profª Silvanira Área para publicar créditos dos patrocinadores

×