DEFINIÇÃO DE OBJECTIVOS INDIVIDUAIS
(ao abrigo do disposto na alínea a) do artigo 7º do Decreto Regulamentar nº2/2010, de ...
que me é possível aplicar, faço escolhas curriculares que me parecem mais certas relativamente aos
objectivos e conteúdos ...
Perspectivar o trabalho de equipa como factor de enriquecimento da minha formação e da minha actividade
profissional, priv...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Objetivos individuais da docente

627 visualizações

Publicada em

Avaliação Docente

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
627
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Objetivos individuais da docente

  1. 1. DEFINIÇÃO DE OBJECTIVOS INDIVIDUAIS (ao abrigo do disposto na alínea a) do artigo 7º do Decreto Regulamentar nº2/2010, de 23 de Junho) DOCENTE DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO CERCO (todos os níveis de ensino) Nome do(a) Docente Carla Mónica Ferreira do Rêgo Pires Categoria QND Grupo disciplinar Período de Avaliação 2010/2011 Relator 300 1. VERTENTE PROFISSIONAL, SOCIAL E ÉTICA a) Compromisso com a construção e o uso do conhecimento profissional. Continuar a investir na minha formação académica recorrendo a literatura específica na preparação das minhas aulas e socorrendo-me do grupo disciplinar para esclarecimento de questões que julgue fundamentais para o meu trabalho docente. b) Compromisso com a promoção da aprendizagem e do desenvolvimento pessoal e cívico do aluno. Sensibilizar os alunos e os Encarregados de Educação para a importância do conhecimento e cultura escolar na sua futura integração profissional, prestando-lhes apoio educativo em contexto da sala de aula, tendo em atenção os princípios da pedagogia diferenciada (sempre que as condições reunidas assim o permitam), os interesses dos alunos e os valores de cidadania essenciais à plena integração do aluno na sociedade. c) Compromisso com o grupo de pares e a escola. Cumprir o serviço atribuído ao longo do ano lectivo (serviço lectivo e não lectivo); Ser assídua e pontual. 2. DESENVOLVIMENTO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM a) Preparação e organização das actividades lectivas. Toda a actividade pedagógica está estruturada em torno da planificação anual realizada em grupo disciplinar, a partir daqui são feitos pequenos reajustamento em função do corpo discente de cada turma, respeitandose idiossincrasias e identidades específicas. Semanalmente são feitos planos de aula a fim de poder antever as necessidades de materiais para leccionar determinados conteúdos programáticos. b) Realização das actividades lectivas. As aulas são realizadas em blocos de 90 e 45 minutos e procuram dar cumprimento ao estipulado em planificação, assim, cumprindo o programa curricular imposto pelo Ministério da Educação. Numa atitude de respeito pelas diferentes culturas e identidades individuais dos discentes e dentro da margem de manobra 1
  2. 2. que me é possível aplicar, faço escolhas curriculares que me parecem mais certas relativamente aos objectivos e conteúdos a ministrar, mostrando respeito pelas diversidades inerentes a uma Escola inclusiva e promotora de igualdade de oportunidades. c) Relação pedagógica com os alunos. A heterogeneidade dos alunos leva a uma aplicação de estratégias diferenciadas em cada contexto turma. Ser solícita e responder com assertividade às questões que me são levantadas. Continuar a promover uma abertura ao diálogo, apostando no uso da plataforma moodle e de blogs onde os alunos participam em contexto social, aumentando empatias e criando ligações profícuas à aprendizagem. d) Processo de avaliação das aprendizagens dos alunos. Teste diagnóstico; dois testes sumativos por período; realização de trabalhos de casa; observação de aula – comportamento e participação efectiva. 3. PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA E RELAÇÃO COM A COMUNIDADE EDUCATIVA a) Contributo para a realização dos objectivos e metas do Projecto Educativo e dos Planos Anual e Plurianual de actividades. Participar activamente em todas as actividades do Agrupamento. Dinamizar actividades extracurriculares como estímulo para aumentar a intervenção sócio – cultural dos alunos e favorecer um primeiro contacto com o mercado de trabalho. Dinamizar e participar nas actividades propostas no plano anual de actividades do grupo 300. Colaborar nas actividades propostas por outros grupos disciplinares ou projectos escolares onde seja solicitada a minha participação. Cooperar com os outros professores, promovendo um clima de participação democrática de todos na vida da escola, nomeadamente nas reuniões: de Grupo, de Departamento Curricular, Conselho de Turma, Equipa Pedagógica e outras. b) Participação nas estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e nos órgãos de administração e gestão. Estar disponível para participar nas reuniões do Conselho de Turma, dando sempre o meu contributo reflectido e objectivo para a planificação, execução e avaliação do PCT. Manter a minha postura participativa nas actividades desenvolvidas pelo Departamento Curricular, pois julgo primordial a partilha de experiências entre docente e consequente articulação curricular entre os diferentes anos escolares. c) Dinamização de projectos de investigação, desenvolvimento e inovação educativa e sua correspondente avaliação. Participar e colaborar na concepção, realização e avaliação dos projectos curriculares das turmas que lecciono, desenvolvendo em individual as acções e iniciativas que forem da minha responsabilidade, sem prejuizo da realização da planificação da minha disciplina. Realizar, de modo global, as actividades que forem da minha responsabilidade, referentes e previstas no Plano Anual de actividades e projecto curricular de turma. Envolvimento activo nas actividades referentes à minha disciplina. Apoio, de acordo com as competências da área curricular que lecciono, na realização eficaz dos projectos em desenvolvimento no corrente ano lectivo. 4. DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL AO LONGO DA VIDA a) Formação contínua e desenvolvimento profissional. 2
  3. 3. Perspectivar o trabalho de equipa como factor de enriquecimento da minha formação e da minha actividade profissional, privilegiando a partilha de saberes e de experiências. Realizar, em articulação com o Centro de Formação, Acções de Formação Contínua, que incidam sobre conteúdos de natureza científica ou didáctica e com as necessidades da escola definidas no PEE e / ou PAA. Participarei, sempre que possível (que seja disponibilizada), em congressos e colóquios de acordo com as necessidades do agrupamento e/ou específica da minha área disciplinar, de modo a manter-me actualizada, para poder responder às exigências que o processo ensino/aprendizagem implica. Finalizar e promover a aplicação da minha tese de mestrado - «A integração das minorias étnicas no sistema educativo» - neste agrupamento. Agrupamento de Escolas do Cerco e Porto, …… de Novembro de 2010 O(A) Docente Avaliado(a) …………………………………………………………………….. Objectivos Individuais fixados por acordo entre Avaliado e o Director, em reunião de de de 2010 O(A) Avaliado(a) __________________________________ O Director ___________________________________ 3

×