SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
MATRIZ DE ANSOFT

MISSÃO FABRICO DE COZINHAS SEGUNDO OS MAIS EXIGENTES CRITÉRIOS DE QUALIDADE,
FUNCIONALIDADE E ERGONOMIA. O DESIGN MAIS ATUAL, O RIGOR NA SELEÇÃO DOS
MATERIAIS, O CUIDADO NA EXECUÇÃO E A NOBREZA DOS ACABAMENTOS FAZEM PARTE DA
MISSÃO DA MARCA.

VISÃO MOB POSSUI A VONTADE DE INTERNACIONALIZAÇÃO AO EXPANDIR-SE POR MAIS
PAÍSES, ATINGINDO MAIS PÚBLICO ENQUADRADO NO SEU TARGET. PARA ALÉM DISSO, A
EMPRESA QUER MANTER A QUALIDADE E DESIGN DE VANGUARDA QUE SEMPRE DETEVE.
ALVO SER LÍDER DE MERCADO NA VENDA DE COZINHAS PREMIUM, ALCANÇAR E
CONQUISTAR O PÚBLICO-ALVO DOS PAÍSES PARA ONDE A MOB TENCIONA FAZER A
EXPANSÃO.
OBJETIVOS SER CONSIDERADO O MELHOR FABRICANTE NO SETOR DE MOBILIÁRIO DE
COZINHA, ATRAVÉS DO PRÉMIO MÓBIS E OUTROS SEMELHANTES, CONSEGUIR UM BOM
IMPACTO NO MERCADO DE COZINHAS DOS “NOVOS PAÍSES”, ASSIM COMO NO SEU PÚBLICO.
MICROAMBIENTE

Company Marketing Intermediaries
Supliers Customers Publics
Competitors
A MOBIndustrias de Consumidor final.
divide-se emmatéria prima.Sinergias com as entidades
dois universos,
Showrooms em revendedores
IKEA
produção e venda.
autorizados
camarárias.
Alianças estratégicasFABRIconstrutoras
com
Construtoras de condomínios
Recorre aos departamentos cozinha. relação com a imprensa
de equipamentos de
Boa
privados.
do Grupo Visabeira.
KOKLAT local
Bancos e instituições finaceiras
Colaboradores da holding mãe
RESOURCE BASEDVIEW
COMPETÊNCIAS ESTRATÉGICAS

Experiência no ramo;
Capital Humano qualificado;

RECURSOS MÍNIMOS

Espaço de produção;
Pontos de venda;
Recursos Humanos;
Maquinaria adequada;

COMPETÊNCIAS MÍNIMAS

Planos Estratégicos;
Modelos de Negócio;

COMPETÊNCIAS ÚNICAS

Alianças Estratégicas;
Nível exigente de produção;
Bom ambiente de trabalho, com pouca rotação de colaboradores;
Vanguardistas;

RECURSOS ÚNICOS

Tecnologia de ponta;
Flexibilidade Financeira;
Prémio Móbis;
EFICIÊNCIA DE
CUSTOS
EXPERIÊNCA

Vasto Know-How na matéria;
Recursos Humanos qualificados em regime de estágio
profissional co-financiado pelos fundos Europeus;

ECONOMIAS DE ESCALA

Posto de produção próprio;
Exportação;

CUSTOS DE FORNECIMENTO

Evitam custos de outsourcing, na montagem;
Utilização transportadoras do Grupo Visabeira;

DESIGN DO PRODUTO E DO PROCESSO

Recusros Humanos eficazes na elaboração de planos de trabalho eficientes;
CADEIA E REDE
DE VALOR

PRODUÇÃO E VENDAS
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS
DEPARTAMENTO DESIGN E INVESTIGAÇÃO (PRODUÇÃO)
AQUISIÇÃO DE NOVOS PONTOS DE VENDA
PRODUÇÃO

MANUTENÇÃO

GESTÃO DE
RECURSOS
MATERIAIS

DISTRIBUIÇÃO

ENTREGAS E
INSTALAÇÃO

PROPAGANDA

RETALHISTAS

EVENTOS

APOIO AO
CLIENTE

MARKETING
DIRETO

ACONSELHAMENTO

PARCERIAS
PERSONALIZAÇÃO
FATORES CRÍTICOS DE
SUCESSO

FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO
FATORES CHAVE DE COMPRA
DE COMPETIÇÃO

Escolha cotada na bolsa
Holding dos elevada qualidade
Produtos de materiais
Capital de excelência
Inovadora e Ergonómica
Serviço humano qualificado
Técnicas de produção e montagem
Personalização
Pontos de venda acolhedores
Escolha Móbis
Marca de confiaça
Prémioscuidadosa da localização
dos seus pontos de venda
Acompanhamento desde a Produção
MACROAMBIENTE

ANÁLISE PESTAL

POLÍTICA BOAS RELAÇÕES DE INCENTIVOS E PATROCÍNIOS COM AS INSTÂNCIAS POLÍTICAS
INSTALADAS NA ÁREA DE LOCALIZAÇÃO DOS SEUS PONTOS DE VENDA.
ECONÓMICA DEPARTAMENTO FINANCEIRO GERE AS RELAÇÕES CRIADAS COM ENTIDADES
FINANCEIRAS EXTERNAS.

SOCIAL PROCURA DE DESIGN E FUNCIONALIDADE POR PARTE DO PÚBLICO
TECNOLÓGICA PROCURA DE PARCERIAS COM CONSTRUCTORES DE EQUIPAMENTOS
TECNOLÓGICOS AVANÇADOS.
AMBIENTAL PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLHA DOS MATERIAIS.
LEGAL DEPARTAMENTO JURÍDICO ASSEGURA O CUMPRIMENTO DA LEI.
MATRIZ BCG

GESTÃO DO CICLO DE
VIDA DO PRODUTO
TAXA DE CRESCIMENTO BAIXA PARA UMA QUOTA DE MERCADO ALTA

A MOB ENCONTRA-SE NUMA FASE DE MATURIDADE
Aproveitar a visibilidade da empresa "mãe"
Expansão
Aproveitar a fraca concorrência tendo em conta o target
Grandes oportnidades de comunicação
Criar dinamicas de relação marca-cliente
AMEAÇAS
QuedaPONTOS FORTES
PONTOSdo sector imobliário
FRACOS
Benificia da visibilidadequeholdingoutras unidades do grupo
O aluguerdepartamentos de gestão cliente invista numa cozinha própria
Partilha de de casas não deixa da o com Grupo Visabeira
Forte emergência
Empresas concorrentes oportunidades de comunicação
Mau aproveitamento das com forte comunicação e preços competitivos
Certificados esclarecedora
Presença web poucode Qualidade sobre os objectivos da empresa
Tecnologia de ponta
Não acompanhamento das novas tendências tecnológicas (comunicação)
Marca posicionada distanciada
Pouco humanizada (relaçãono mercado público-marca)
Terget bem definidos
Recursos Humanos Qualificados e Motivados
Acompanhamento no processo de produção
Personalização
Parcerias com figuras pública
Presença on-line
Proporcionam workshops de cozinha

SWOT
SEGMENTAÇÃO
DO MERCADO

A B C1 C2 D E F
CONTEMPORÂNEOS
CONSERVADORES
MATRIZ DE ANSOFT

PRODUTOS
B
A Mob procura apresentar
novas propostas de produto
para um mercado de cozinhas
já existente

C

D

NOVO

EXISTENTE

NOVOS

A

MERCADO

EXISTENTES
MATRIZ DE ANSOFT

CAPACIDADE ESTRATÉGICA A MOB POSSUI RECURSOS HUMANOS E MAQUINARIA
ADEQUADOS À SUA PRODUÇÃO. TEM PONTOS DE VENDA, ESTRATEGICAMENTE
POSICIONADOS, E UM REGISTO DE PERFEITA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NA PERSONALIZAÇÃO
E COMPRA DA SUA COZINHA. ESTÁ ASSOCIADA A UMA HOLDING RECONHECIDA A NÍVEL
INTERNACIONAL, ASSIM COMO A MARCAS DE RENOME E PRESTÍGIO GLOBAL ATRAVÉS DE
ALIANÇAS ESTRATÉGICAS OU PARCERIAS.
ESTRATÉGIA PARTICIPAÇÃO EM CONVENÇÕES E EVENTOS DE CONSTRUÇÃO DE MOBILIÁRIO
DE COZINHA. A ESTRATÉGIA IDEAL ESTÁ EM MANTER A PRODUÇÃO EM QUALIDADE E O
REPETITIVO SUCESSO NA PRESTAÇÃO DOS SEUS SERVIÇOS. WORKSHOPS DE COZINHA EM
ALGUNS PONTOS DE VENDA. ASSOCIAÇÃO A FIGURAS PÚBLICAS.
MODELO DE NEGÓCIO CATÁLOGO DE PRODUTOS DISPONÍVEL ONLINE. NEWSLETTER MENSAL
DIFUNDIDA, PELOS COLABORADORES E UNIDADES, POR PARTE HOLDING A QUE PERTENCE.
CONTROLO MONITORIZAÇÃO E CONTROLO DO TEMPO QUE É NECESSÁRIO PARA PRODUZIR
OS MÓVEIS DE COZINHA E VERIFICAÇÃO DO SISTEMA STANDARDIZADO DE PRODUÇÃO.
INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHC
Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHCPerfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHC
Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHCRos Galabo, PhD
 
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’Eduardo Insaurriaga
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosawudrs
 
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos Web
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos WebUsabilidade para Pequenos e Médios Projetos Web
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos WebPaulo Coimbra
 
Palestra - Design de interação
Palestra - Design de interaçãoPalestra - Design de interação
Palestra - Design de interaçãoLuiz Agner
 
Revisão de Ergonomia
Revisão de ErgonomiaRevisão de Ergonomia
Revisão de ErgonomiaDavi Denardi
 
Método Aberto: Apresentação #1
Método Aberto: Apresentação #1Método Aberto: Apresentação #1
Método Aberto: Apresentação #1Marcio Duarte
 

Destaque (8)

Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHC
Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHCPerfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHC
Perfil do usuário, Personas, Cenários, Storyboard em IHC
 
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’
A Persuasão como Ferramenta na Relação ‘Ergonomia, Design e Emoção’
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
 
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos Web
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos WebUsabilidade para Pequenos e Médios Projetos Web
Usabilidade para Pequenos e Médios Projetos Web
 
Palestra - Design de interação
Palestra - Design de interaçãoPalestra - Design de interação
Palestra - Design de interação
 
Revisão de Ergonomia
Revisão de ErgonomiaRevisão de Ergonomia
Revisão de Ergonomia
 
Fundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | InsperFundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | Insper
 
Método Aberto: Apresentação #1
Método Aberto: Apresentação #1Método Aberto: Apresentação #1
Método Aberto: Apresentação #1
 

Semelhante a A Mob: líder na produção de cozinhas premium

Planejamento Estratégico - Nokia
Planejamento Estratégico - NokiaPlanejamento Estratégico - Nokia
Planejamento Estratégico - NokiaCarlos Azevedo
 
3 ll 43 apresentação 12-maio
3 ll 43   apresentação 12-maio3 ll 43   apresentação 12-maio
3 ll 43 apresentação 12-maionewleather
 
5 ll 43 the new leather
5 ll 43   the new leather5 ll 43   the new leather
5 ll 43 the new leathernewleather
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
ApresentaçãoDRMais
 
Construindo negócios Web 2.0 que apostam na Experiência do Usuário
Construindo negócios  Web 2.0 que apostam na  Experiência do UsuárioConstruindo negócios  Web 2.0 que apostam na  Experiência do Usuário
Construindo negócios Web 2.0 que apostam na Experiência do UsuárioUTFPR
 
Lessons learned 1
Lessons learned 1Lessons learned 1
Lessons learned 1newleather
 
Hagua trade marketing_jan15_sshare
Hagua trade marketing_jan15_sshareHagua trade marketing_jan15_sshare
Hagua trade marketing_jan15_sshareHamilton Mattos
 
Principios da qualidade
Principios da qualidadePrincipios da qualidade
Principios da qualidadeTCDP
 
Lessons learned 3 ll 43.ppt
Lessons learned 3 ll 43.pptLessons learned 3 ll 43.ppt
Lessons learned 3 ll 43.pptnewleather
 
Apresentação TGI - Projeto R2
Apresentação TGI - Projeto R2Apresentação TGI - Projeto R2
Apresentação TGI - Projeto R2Marcelo Rezende
 
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)designlovesportugal
 
Campo de Marketing
Campo de MarketingCampo de Marketing
Campo de MarketingRuanOliveira
 

Semelhante a A Mob: líder na produção de cozinhas premium (20)

Planejamento Estratégico - Nokia
Planejamento Estratégico - NokiaPlanejamento Estratégico - Nokia
Planejamento Estratégico - Nokia
 
Introducao canvas
Introducao canvasIntroducao canvas
Introducao canvas
 
Introdução ao business model canvas
Introdução ao business model canvasIntrodução ao business model canvas
Introdução ao business model canvas
 
3 ll 43 apresentação 12-maio
3 ll 43   apresentação 12-maio3 ll 43   apresentação 12-maio
3 ll 43 apresentação 12-maio
 
5 ll 43 the new leather
5 ll 43   the new leather5 ll 43   the new leather
5 ll 43 the new leather
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Construindo negócios Web 2.0 que apostam na Experiência do Usuário
Construindo negócios  Web 2.0 que apostam na  Experiência do UsuárioConstruindo negócios  Web 2.0 que apostam na  Experiência do Usuário
Construindo negócios Web 2.0 que apostam na Experiência do Usuário
 
Lessons learned 1
Lessons learned 1Lessons learned 1
Lessons learned 1
 
4 ll 43 final
4 ll 43   final4 ll 43   final
4 ll 43 final
 
Chicnella..
Chicnella..Chicnella..
Chicnella..
 
Hagua trade marketing_jan15_sshare
Hagua trade marketing_jan15_sshareHagua trade marketing_jan15_sshare
Hagua trade marketing_jan15_sshare
 
Grupo Aluá
Grupo AluáGrupo Aluá
Grupo Aluá
 
Principios da qualidade
Principios da qualidadePrincipios da qualidade
Principios da qualidade
 
Receita Lucrativa Design
Receita Lucrativa DesignReceita Lucrativa Design
Receita Lucrativa Design
 
Lessons learned 3 ll 43.ppt
Lessons learned 3 ll 43.pptLessons learned 3 ll 43.ppt
Lessons learned 3 ll 43.ppt
 
Apresentação TGI - Projeto R2
Apresentação TGI - Projeto R2Apresentação TGI - Projeto R2
Apresentação TGI - Projeto R2
 
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)
Modelonegocio1.0 designlovesportugal48 (1)
 
Porque ID6
Porque ID6Porque ID6
Porque ID6
 
Campo de Marketing
Campo de MarketingCampo de Marketing
Campo de Marketing
 
Análise de campanha publicitária
Análise de campanha publicitáriaAnálise de campanha publicitária
Análise de campanha publicitária
 

A Mob: líder na produção de cozinhas premium

  • 1. MATRIZ DE ANSOFT MISSÃO FABRICO DE COZINHAS SEGUNDO OS MAIS EXIGENTES CRITÉRIOS DE QUALIDADE, FUNCIONALIDADE E ERGONOMIA. O DESIGN MAIS ATUAL, O RIGOR NA SELEÇÃO DOS MATERIAIS, O CUIDADO NA EXECUÇÃO E A NOBREZA DOS ACABAMENTOS FAZEM PARTE DA MISSÃO DA MARCA. VISÃO MOB POSSUI A VONTADE DE INTERNACIONALIZAÇÃO AO EXPANDIR-SE POR MAIS PAÍSES, ATINGINDO MAIS PÚBLICO ENQUADRADO NO SEU TARGET. PARA ALÉM DISSO, A EMPRESA QUER MANTER A QUALIDADE E DESIGN DE VANGUARDA QUE SEMPRE DETEVE. ALVO SER LÍDER DE MERCADO NA VENDA DE COZINHAS PREMIUM, ALCANÇAR E CONQUISTAR O PÚBLICO-ALVO DOS PAÍSES PARA ONDE A MOB TENCIONA FAZER A EXPANSÃO. OBJETIVOS SER CONSIDERADO O MELHOR FABRICANTE NO SETOR DE MOBILIÁRIO DE COZINHA, ATRAVÉS DO PRÉMIO MÓBIS E OUTROS SEMELHANTES, CONSEGUIR UM BOM IMPACTO NO MERCADO DE COZINHAS DOS “NOVOS PAÍSES”, ASSIM COMO NO SEU PÚBLICO.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. MICROAMBIENTE Company Marketing Intermediaries Supliers Customers Publics Competitors A MOBIndustrias de Consumidor final. divide-se emmatéria prima.Sinergias com as entidades dois universos, Showrooms em revendedores IKEA produção e venda. autorizados camarárias. Alianças estratégicasFABRIconstrutoras com Construtoras de condomínios Recorre aos departamentos cozinha. relação com a imprensa de equipamentos de Boa privados. do Grupo Visabeira. KOKLAT local Bancos e instituições finaceiras Colaboradores da holding mãe
  • 7. RESOURCE BASEDVIEW COMPETÊNCIAS ESTRATÉGICAS Experiência no ramo; Capital Humano qualificado; RECURSOS MÍNIMOS Espaço de produção; Pontos de venda; Recursos Humanos; Maquinaria adequada; COMPETÊNCIAS MÍNIMAS Planos Estratégicos; Modelos de Negócio; COMPETÊNCIAS ÚNICAS Alianças Estratégicas; Nível exigente de produção; Bom ambiente de trabalho, com pouca rotação de colaboradores; Vanguardistas; RECURSOS ÚNICOS Tecnologia de ponta; Flexibilidade Financeira; Prémio Móbis;
  • 8. EFICIÊNCIA DE CUSTOS EXPERIÊNCA Vasto Know-How na matéria; Recursos Humanos qualificados em regime de estágio profissional co-financiado pelos fundos Europeus; ECONOMIAS DE ESCALA Posto de produção próprio; Exportação; CUSTOS DE FORNECIMENTO Evitam custos de outsourcing, na montagem; Utilização transportadoras do Grupo Visabeira; DESIGN DO PRODUTO E DO PROCESSO Recusros Humanos eficazes na elaboração de planos de trabalho eficientes;
  • 9. CADEIA E REDE DE VALOR PRODUÇÃO E VENDAS DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS DEPARTAMENTO DESIGN E INVESTIGAÇÃO (PRODUÇÃO) AQUISIÇÃO DE NOVOS PONTOS DE VENDA PRODUÇÃO MANUTENÇÃO GESTÃO DE RECURSOS MATERIAIS DISTRIBUIÇÃO ENTREGAS E INSTALAÇÃO PROPAGANDA RETALHISTAS EVENTOS APOIO AO CLIENTE MARKETING DIRETO ACONSELHAMENTO PARCERIAS PERSONALIZAÇÃO
  • 10. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO FATORES CHAVE DE COMPRA DE COMPETIÇÃO Escolha cotada na bolsa Holding dos elevada qualidade Produtos de materiais Capital de excelência Inovadora e Ergonómica Serviço humano qualificado Técnicas de produção e montagem Personalização Pontos de venda acolhedores Escolha Móbis Marca de confiaça Prémioscuidadosa da localização dos seus pontos de venda Acompanhamento desde a Produção
  • 11. MACROAMBIENTE ANÁLISE PESTAL POLÍTICA BOAS RELAÇÕES DE INCENTIVOS E PATROCÍNIOS COM AS INSTÂNCIAS POLÍTICAS INSTALADAS NA ÁREA DE LOCALIZAÇÃO DOS SEUS PONTOS DE VENDA. ECONÓMICA DEPARTAMENTO FINANCEIRO GERE AS RELAÇÕES CRIADAS COM ENTIDADES FINANCEIRAS EXTERNAS. SOCIAL PROCURA DE DESIGN E FUNCIONALIDADE POR PARTE DO PÚBLICO TECNOLÓGICA PROCURA DE PARCERIAS COM CONSTRUCTORES DE EQUIPAMENTOS TECNOLÓGICOS AVANÇADOS. AMBIENTAL PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLHA DOS MATERIAIS. LEGAL DEPARTAMENTO JURÍDICO ASSEGURA O CUMPRIMENTO DA LEI.
  • 12. MATRIZ BCG GESTÃO DO CICLO DE VIDA DO PRODUTO TAXA DE CRESCIMENTO BAIXA PARA UMA QUOTA DE MERCADO ALTA A MOB ENCONTRA-SE NUMA FASE DE MATURIDADE
  • 13. Aproveitar a visibilidade da empresa "mãe" Expansão Aproveitar a fraca concorrência tendo em conta o target Grandes oportnidades de comunicação Criar dinamicas de relação marca-cliente AMEAÇAS QuedaPONTOS FORTES PONTOSdo sector imobliário FRACOS Benificia da visibilidadequeholdingoutras unidades do grupo O aluguerdepartamentos de gestão cliente invista numa cozinha própria Partilha de de casas não deixa da o com Grupo Visabeira Forte emergência Empresas concorrentes oportunidades de comunicação Mau aproveitamento das com forte comunicação e preços competitivos Certificados esclarecedora Presença web poucode Qualidade sobre os objectivos da empresa Tecnologia de ponta Não acompanhamento das novas tendências tecnológicas (comunicação) Marca posicionada distanciada Pouco humanizada (relaçãono mercado público-marca) Terget bem definidos Recursos Humanos Qualificados e Motivados Acompanhamento no processo de produção Personalização Parcerias com figuras pública Presença on-line Proporcionam workshops de cozinha SWOT
  • 14. SEGMENTAÇÃO DO MERCADO A B C1 C2 D E F CONTEMPORÂNEOS CONSERVADORES
  • 15. MATRIZ DE ANSOFT PRODUTOS B A Mob procura apresentar novas propostas de produto para um mercado de cozinhas já existente C D NOVO EXISTENTE NOVOS A MERCADO EXISTENTES
  • 16. MATRIZ DE ANSOFT CAPACIDADE ESTRATÉGICA A MOB POSSUI RECURSOS HUMANOS E MAQUINARIA ADEQUADOS À SUA PRODUÇÃO. TEM PONTOS DE VENDA, ESTRATEGICAMENTE POSICIONADOS, E UM REGISTO DE PERFEITA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NA PERSONALIZAÇÃO E COMPRA DA SUA COZINHA. ESTÁ ASSOCIADA A UMA HOLDING RECONHECIDA A NÍVEL INTERNACIONAL, ASSIM COMO A MARCAS DE RENOME E PRESTÍGIO GLOBAL ATRAVÉS DE ALIANÇAS ESTRATÉGICAS OU PARCERIAS. ESTRATÉGIA PARTICIPAÇÃO EM CONVENÇÕES E EVENTOS DE CONSTRUÇÃO DE MOBILIÁRIO DE COZINHA. A ESTRATÉGIA IDEAL ESTÁ EM MANTER A PRODUÇÃO EM QUALIDADE E O REPETITIVO SUCESSO NA PRESTAÇÃO DOS SEUS SERVIÇOS. WORKSHOPS DE COZINHA EM ALGUNS PONTOS DE VENDA. ASSOCIAÇÃO A FIGURAS PÚBLICAS. MODELO DE NEGÓCIO CATÁLOGO DE PRODUTOS DISPONÍVEL ONLINE. NEWSLETTER MENSAL DIFUNDIDA, PELOS COLABORADORES E UNIDADES, POR PARTE HOLDING A QUE PERTENCE. CONTROLO MONITORIZAÇÃO E CONTROLO DO TEMPO QUE É NECESSÁRIO PARA PRODUZIR OS MÓVEIS DE COZINHA E VERIFICAÇÃO DO SISTEMA STANDARDIZADO DE PRODUÇÃO. INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO.