25 abril joão s-9d

256 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

25 abril joão s-9d

  1. 1. 25 de Abril de 1974Aluno: João Gonçalo Santos SerranoAno: 9ºTurma: DNº: 161
  2. 2. INDICEIntrodução ……………………………………………………………31-Desenvolvimento……………………………………………………41.1 Revolução de 25 de Abril 1974………………………………...41.2 Entrevista ……………………………………………………....5Conclusão ……………………………………………………………...6Bibliografia …………………………………………………………….72
  3. 3. IntroduçãoNo âmbito da disciplina de História foi solicitado um trabalho sobre o 25 deabril. Com este trabalho pretendemos adquirir e aprofundar conhecimentos sobre oevento histórico que foi o 25 de abril. Este acontecimento provocou mudançassignificativas, ao nível politico, económico e social, em Portugal, deste modo, o 25 deabril passou a ser um marco histórico para o nosso país.Quanto à estrutura do trabalho, a primeira parte, envolve um relato sobrealgumas ocorrências e eventos que ocorreram no dia 25 de Abril de 1974.Na segunda parte é apresentada uma entrevista, realizada a uma professora quelecionou antes, durante a após o 25 de abril.Para finalizar temos uma reflexão conclusiva.3
  4. 4. 1- Desenvolvimento1.1 - 25 de Abril de 1974A Revolução dos Cravos refere-se a um período da históriade Portugal resultante de um golpe de Estado militar, ocorrido a 25 de abril de1974, quedepôs o regime ditatorial do Estado Novo, vigente desde 1933, e que iniciou umprocesso que viria a terminar com a implantação de um regime democrático, com aentrada em vigor da nova Constituição a 25 de abril de 1976.Este golpe (25 de Abril), foi liderado por um movimento militar, o Movimentodas Forças Armadas (MFA), composto por oficiais da hierarquia militar, na sua maiorparte capitães que participaram na Guerra Colonial e que foram apoiados por oficiaismilitantes, estudantes recrutados, sendo muitos deles universitários. Este movimentonasceu por volta de 1973, baseado inicialmente em reivindicações corporativistas comoa luta pelo prestígio das forças armada, acabando por se estender ao regime político emvigor. Sem apoios militares, e com a adesão em massa da população ao golpe de estado,a resistência do regime foi praticamente inexistente.Após o golpe foi criada a Junta de Salvação Nacional, responsável pelanomeação do Presidente da República, pelo que a 15 de maio de 1974, oGeneral António de Spínola foi nomeado Presidente da República e Adelino da PalmaCarlos, assume o cargo de primeiro-ministro.Seguiu-se um período de grande agitação social, política e militar conhecidocomo o PREC (Processo Revolucionário Em Curso), marcado por manifestações,ocupações, governos provisórios, nacionalizações e confrontos militares. É de salientarque este período apenas terminou com o 25 de Novembro de 1975.Estabilizada a conjuntura política, prosseguiram os trabalhos da AssembleiaConstituinte para a nova constituição democrática, que entrou em vigor no dia 25 deAbril de 1976, o regime salazarista foi derrotado, e neste mesmo dia surgiram asprimeiras eleições legislativas da nova República. Na sequência destes eventos foi4
  5. 5. instituído em Portugal um feriado nacional no dia 25 de abril, designado "Dia daLiberdade".A título de curiosidade, referimos que neste feriado são utilizados os cravoscomo símbolo de liberdade, visto nesse dia as pessoas terem-se juntado nas ruas eapoiado os soldados revoltosos. Segundo uma versão popular uma florista deu a umsoldado um cravo vermelho, que colocou na espingarda, tal acto foi seguido por todosos restantes soldados, que de imediato começaram a pôr cravos vermelhos nos canos dasespingardas, daí os cravos vermelhos estarem presentes no dia 25 de abril.1.2 - EntrevistaProfessora 1º ciclo- Qual a diferença entre ser professora antes do 25 de abril e ser atualmente?A responsabilidade é a mesma, de ensinar os alunos a ler e a escrever. O objetivoprincipal era a alfabetização da população. A maior alteração que surgiu foi a mudançados programas e os professores serem obrigados a frequentar as ações de formação.- Quais as mudanças nos programas?O grau de exigência diminuiu com o objetivo de promover o sucesso de todos os alunos.Os alunos deixaram de ter que fazer os exames na sede de conselho (Santa Maria daFeira).Durante uma serie de anos estes eram realizados na escola que os alunos frequentavam.-Explique-me como funcionavam as escolas antes do 25 de abril?5
  6. 6. Durante o período anterior ao 25 de abril as escolas estavam divididas em dois setores:o setor masculino e o setor feminino, estes divididos por um muro. Durante estesperíodos os homens (professores) tinham a regalia de serem colocados a dar aulas nossetores masculinos, não havendo critérios de equidade na colocação de professores eprofessoras. O horário letivo era de 5 horas, podendo ser em regime normal ou duplo.Também havia aulas ao sábado. Este era dedicado para o canto do hino nacional eoutras canções, jogos e realização da limpeza das salas, pois não haviam assistentesoperacionais. As aulas terminavam a 15 de julho e começavam a 7 de outubro, noentanto de 1 a 7 de outubro os professores tinham de ir para a escola fazer as matrículas.-Explique como funcionavam as escolas depois do 25 de abril?O programa mudou, ao nível da matemática foi valorizado o raciocínio. Também surgiuo livro de ponto, no qual se registavam as entradas e saídas dos professores. As faltasdos alunos eram registadas no diário de frequência.Gostou mais de dar aulas antes ou depois do 25 de abril? Porquê?Eu gostei mais de dar aulas depois do 25 de abril, porque o programa tornou-se maisaliciante, em especial ao nível da matemática, que nos obrigava a trabalhar mais oraciocínio com os alunos, e a desenvolver outras competências. No entanto, o grau deexigência diminuiu, os alunos não tinham que memorizar tantos conhecimentos.ConclusãoEste trabalho permitiu-nos verificar que antes do 25 de abril o regimeera de ditadura, o Salazar permaneceu no poder durante muitos anos e os seus desejoseram ordens. Não havia eleições e as pessoas mesmo estando descontentes, não podiammanifestar o seu desagrado. Com o 25 de abril a mulher passou a ser mais respeitada e aigualdade de direitos passou a ser maior, bem como a liberdade de expressão. A novaconstituição privilegiou o direito ao voto e uma maior liberdade. A qualidade de vidadas pessoas também melhorou, as pessoas começaram a ter acesso ao ensino e oanalfabetismo diminuiu.6
  7. 7. Bibliografia-internet-Enciclopédia Luso Brasileira7

×