Palestra Pluralidade Mundos Habitados

24.608 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
0 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
113
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
965
Comentários
0
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Pluralidade Mundos Habitados

  1. 1. Pluralidade dos Mundos Habitados Roteiro de Palestra de Carlos Parchen <ul><ul><li>Sociedade Espírita Fraternidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita </li></ul></ul>
  2. 2. <ul><li>Teria sido o Universo, em sua grandiosidade infinita, sido criado apenas para o deleite nas noites claras dos seres humanos, habitantes da minúscula Terra? </li></ul><ul><li>Não se turbe o vosso coração. - Credes em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar. - Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também vós aí estejais. ( S. João, cap. XIV, vv. 1 a 3.) </li></ul><ul><li>Segundo Emmanuel, no livro “Religião dos Espíritos”, “... temos, assim, no Espaço Incomensurável, mundos-berços e mundos-experiências, mundos universidades e mundos-templos, mundos oficinas e mundos-reformatórios, mundos-hospitais e mundos-prisões ...” </li></ul><ul><li>Joanna de Ângelis, no livro “No Limiar do Infinito”, “... Mundos e mundos gravitando no infinito, desde os que se encontram em estado de gases incandescentes aos mais sublimes, esperando por nós, como disse Jesus...” </li></ul>
  3. 3. <ul><ul><li>DIFERENTES CATEGORIAS DOS MUNDOS HABITADOS </li></ul></ul><ul><ul><li>Mundos Primitivos : destinados às primeiras encarnações e experiências da alma humana. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mundos de Expiação e Provas : onde os Espíritos encarnam para prosseguir na sua evolução, passando por provas e expiações, decorrentes de seu processo de aprendizado evolutivo. O mal predomina. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mundos de Regeneração : Nesses mundo ainda existe o mal, mas que não predomina. Os espíritos estão sujeitos a provas, mas já adquirem melhores condições e conhecimentos para estabelecerem uma boa base para sua evolução </li></ul></ul><ul><ul><li>Mundos Ditosos ou Felizes : Onde o bem sobrepuja o mal. A felicidade já predomina </li></ul></ul><ul><ul><li>Mundos Celestes ou Divinos : habitação de Espíritos mais evoluídos, onde reina exclusivamente o bem e o conhecimento da verdade. </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>Progressão dos Mundos : Segundo Santo Agostinho , “... Ao mesmo tempo que todos os seres vivos progridem moralmente, progridem materialmente os mundos em que eles habitam. Quem pudesse acompanhar um mundo em suas diferentes fases, desde o instante em que se aglomeraram os primeiros átomos destinados a constituí-lo, vê-lo-ia a percorrer uma escala incessantemente progressiva, mas de degraus imperceptíveis para cada geração, e a oferecer aos seus habitantes uma morada cada vez mais agradável, à medida que eles próprios avançam na senda do progresso. Marcham assim, paralelamente, o progresso do homem, o dos animais, seus auxiliares, o dos vegetais e o da habitação, porquanto nada em a Natureza permanece estacionário. Quão grandiosa é essa idéia e digna da majestade do Criador! Quanto, ao contrário, é mesquinha e indigna do seu poder a que concentra a sua solicitude e a sua providência no imperceptível grão de areia, que é a Terra, e restringe a Humanidade aos poucos homens que a habitam!...... </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Espíritos Errantes - Erraticidade </li></ul><ul><li>Na Terra, a reencarnação pode ser imediata mas em geral ocorre a intervalos mais ou menos longos. </li></ul><ul><li>No intervalo da encarnações a alma é um espírito errante aspirando um novo destino. </li></ul><ul><li>Os intervalos duram desde algumas horas a milhares de séculos, mas não perpétuo, é preciso continuar o progresso. </li></ul><ul><li>Essa duração depende do espírito, para alguns imposta como expiação. </li></ul><ul><li>A erraticidade não é um sinal de inferioridade, existem espíritos de todos os graus; a encarnação é um estado transitório. </li></ul><ul><li>Errantes são todos os espíritos desencarnados que precisam reencarnar. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Mundos Transitórios </li></ul><ul><li>Mundos Transitórios são mundos que servem de estações ou ponto de repouso aos Espíritos Errantes. </li></ul><ul><li>Existem mundos, conforme a natureza dos espíritos, a que eles tem acesso, onde gozam de maior ou menor bem-estar. Os espíritos que se encontram nesses mundos são livres para deixá-los, a fim de irem para onde devam ir </li></ul><ul><li>Os espíritos progridem nos mundos transitórios ao se instruírem com vistas à perfeição. </li></ul><ul><li>Esses mundos não são habitados por seres corpóreos, sua superfície é estéril, pois os habitantes de nada necessitam da parte material. </li></ul><ul><li>Estes mundos são estéreis apenas temporariamente. </li></ul><ul><li>Mesmo não tendo belezas naturais, refletem as belezas da imensidade. </li></ul><ul><li>A Terra já pertenceu à categoria de mundo transitório. Este fato ocorreu durante sua formação. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A Colônia Espiritual Nosso Lar </li></ul><ul><ul><li>Colônias ou regiões espirituais, são locais destinados aos Espíritos desencarnados, que ainda necessitam de reencarnação, e intimamente ligados a um planeta pelas ações cometidas no passado por esses espíritos, onde os mesmos podem ficar transitoriamente; </li></ul></ul><ul><ul><li>nessas colônias ou regiões, os espíritos necessitados recebem ajuda, tratamento, apoio e orientação de organizações de espíritos dedicados ao bem, como forma de auxiliá-los e prepará-los para o processo reencarnatório e/ou de prosseguimento na sua jornada evolutiva. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Nosso Lar” é uma Colônia Espiritual situada nos planos vizinhos da esfera terrestre, cujo conhecimento nos foi trazido pela obra de André Luiz. </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Os Exilados de Capela </li></ul><ul><li>Capela é uma estrela na Constelação de Cocheiro, estando a distância de 42 anos-luz da Terra. Num de seus planetas, o prosseguimento do processo evolutivo veio a afetar decisivamente a evolução de nosso planeta. </li></ul><ul><li>Um grupo muito grande de espíritos não mais poderia continuar no seu mundo, visto a evolução que este passava, e ao qual não se ajustavam. Os planos celestiais determinaram que viriam reencarnar aqui na Terra, onde prosseguiriam sua evolução, impulsionando, simultanea-mente, o progresso dos seus irmãos inferiores, pois que estavam mais evoluídos intelectualmente </li></ul><ul><li>com o transcurso dos anos reuniram-se em 04 grandes grupos que se fixaram depois nos povos mais antigos, obedecendo às afinidades sentimentais e lingüísticas que os associavam na Constelação do Cocheiro. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>O Grupo dos Árias : deste grupo descende a maioria dos povos brancos da família indo-européia, incluindo os latinos, os celtas e os gregos, além dos germanos e dos eslavos. Trouxeram a organização societária aos povos primitivos da Europa, embora trazendo junto a agressividade e a belicosidade </li></ul><ul><li>A Civilização do Egito : trouxeram uma ciência avançada para a época, bem como a idéia da existência do Deus único. Conheciam o destino e a comunicação dos mortos e a pluralidade das existências e dos mundos. </li></ul><ul><li>O Povo de Israel : tinham grande certeza na existência de Deus, mas muito grande também era o seu orgulho, dentro de suas concepções da verdade e da vida. Mantiveram-se pouco acessível à comunhão com as demais raças. </li></ul><ul><li>As Castas da Índia : Deles descendem todos os povos arianos, que floresceram na Europa. O pensamento moderno é o descendente legítimo daquela grande raça de pensadores. Trouxeram forte espiritualização. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Bibliografia Recomendada </li></ul><ul><ul><li>FRANCO, Divaldo Pereira. Lampadário Espírita. (pelo Espírito Joanna de Ângelis) – Mundos e mundos. </li></ul></ul><ul><ul><li>FRANCO, Divaldo Pereira. No limiar do Infinito . (pelo Espírito Joanna de Ângelis) – pluralidade dos Mundos habitados </li></ul></ul><ul><ul><li>KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos – Da Criação – parte 1, cap. 3; Da vida Espírita – Parte 2, cap. VI </li></ul></ul><ul><ul><li>KARDEC, Allan. O evangelho segundo o Espiritismo – Cap. III KARDEC, Allan – A Gênese. – Uranografia geral – itens 48/52. </li></ul></ul><ul><ul><li>PERALVA, Martins. O Pensamento de Emmanuel. – Mundos Habitados. </li></ul></ul><ul><ul><li>REVISTA Espírita. Mundos intermediários ou transitórios. 1859. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. Religião dos Espíritos. (pelo Espírito Emmanuel) - Pluralidade dos Mundos habitados. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. O Consolador. (pelo Espírito Emmanuel) - Evolução – pergunta 244. </li></ul></ul><ul><ul><li>(Continua) </li></ul></ul>
  11. 11. <ul><li>Bibliografia Recomendada - Continuação </li></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. Emmanuel. (pelo Espírito Emmanuel) - As vidas sucessivas; Os mundos habitados. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. No mundo Maior. (pelo Espírito André Luiz) – Entre dois planos. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. Nosso Lar . (pelo Espírito André Luiz) – Organização de Serviços; Notícias do Plano. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. Voltei . (pelo Espírito Irmão Jacob) – A chegada; Nova moradia espiritual. </li></ul></ul><ul><ul><li>XAVIER, Francisco Cândido. A Caminho da Luz. (pelo Espírito Emmanuel) – As raças adâmicas; A Civilização egípcia; A Índia; A família indo-européia; O povo de Israel. </li></ul></ul>Roteiro elaborado e produzido por Carlos A. Parchen setembro 2000 - Curitiba/Pr www.parchen.hpg.com.br

×