transição automática aguarde Ainda Ontem
Ontem ainda eu tinha vinte anos
Acariciava o tempo E brincava de viver Como se brinca de namorar
E vivia a noite Sem considerar meus dias Que escorriam no tempo
Fiz tantos projetos Que ficaram no ar
Alimentei tantas esperanças que bateram asas
Que permaneço perdido Sem saber aonde ir
Os olhos procurando o Céu Mas, o coração posto na Terra
Ontem ainda Eu tinha vinte anos
Desperdiçava o tempo Acreditando que o fazia parar
E para retê-lo, e até ultrapassá-lo Só fiz correr e me sufocar
Ignorando o passado Que conduz ao futuro
Precedia da palavra "eu"  Qualquer conversação
E opinava que eu queria o melhor por criticar o mundo com desenvoltura
Ontem ainda Eu tinha vinte anos
Mas perdi meu tempo a cometer loucuras
O que não me deixa, no fundo Nada é realmente concreto Além de algumas rugas na fronte  E o medo do tédio
Porque meus amores morreram antes de existir
Meus amigos partiram E não mais retornarão
Por minha culpa Criei o vazio em torno a mim
E  gastei minha vida  E meus anos de juventude Do melhor e do pior  descartando o melhor
Imobilizei meus sorrisos E congelei meus choros
Onde estão agora  meus vinte anos?
O ser humano nunca é  velho ou jovem demais  para amar e ser amado,  e assim encontrar  um sentido para  sua existência .
O coração do afeto  não tem idade.  Não vamos perder tempo olhando para trás.
Vamos viver hoje, curtindo o presente com olhos  fitos no amanhã.
Ainda há tempo de apreciar as flores, colocar os pés no riacho,  assistir um pôr-do-sol.
Há tempo para nos voltarmos  para Deus  e para os outros.
A vida, ainda que passageira, está em nós.  É preciso viver bem pois,  só se vive uma vez.
  Pior que perder a vida diante da morte é desaproveitá-la no decorrer da existência.
Musica: hier encore j’avais 20 ans –   (Ainda ontem - tradução) intérprete: Charles Aznavour e    Patrick Bruel Fotografia...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ainda ontem

892 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
892
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ainda ontem

  1. 1. transição automática aguarde Ainda Ontem
  2. 2. Ontem ainda eu tinha vinte anos
  3. 3. Acariciava o tempo E brincava de viver Como se brinca de namorar
  4. 4. E vivia a noite Sem considerar meus dias Que escorriam no tempo
  5. 5. Fiz tantos projetos Que ficaram no ar
  6. 6. Alimentei tantas esperanças que bateram asas
  7. 7. Que permaneço perdido Sem saber aonde ir
  8. 8. Os olhos procurando o Céu Mas, o coração posto na Terra
  9. 9. Ontem ainda Eu tinha vinte anos
  10. 10. Desperdiçava o tempo Acreditando que o fazia parar
  11. 11. E para retê-lo, e até ultrapassá-lo Só fiz correr e me sufocar
  12. 12. Ignorando o passado Que conduz ao futuro
  13. 13. Precedia da palavra "eu" Qualquer conversação
  14. 14. E opinava que eu queria o melhor por criticar o mundo com desenvoltura
  15. 15. Ontem ainda Eu tinha vinte anos
  16. 16. Mas perdi meu tempo a cometer loucuras
  17. 17. O que não me deixa, no fundo Nada é realmente concreto Além de algumas rugas na fronte E o medo do tédio
  18. 18. Porque meus amores morreram antes de existir
  19. 19. Meus amigos partiram E não mais retornarão
  20. 20. Por minha culpa Criei o vazio em torno a mim
  21. 21. E gastei minha vida E meus anos de juventude Do melhor e do pior descartando o melhor
  22. 22. Imobilizei meus sorrisos E congelei meus choros
  23. 23. Onde estão agora meus vinte anos?
  24. 24. O ser humano nunca é velho ou jovem demais para amar e ser amado, e assim encontrar um sentido para sua existência .
  25. 25. O coração do afeto não tem idade. Não vamos perder tempo olhando para trás.
  26. 26. Vamos viver hoje, curtindo o presente com olhos fitos no amanhã.
  27. 27. Ainda há tempo de apreciar as flores, colocar os pés no riacho, assistir um pôr-do-sol.
  28. 28. Há tempo para nos voltarmos para Deus e para os outros.
  29. 29. A vida, ainda que passageira, está em nós. É preciso viver bem pois, só se vive uma vez.
  30. 30.   Pior que perder a vida diante da morte é desaproveitá-la no decorrer da existência.
  31. 31. Musica: hier encore j’avais 20 ans – (Ainda ontem - tradução) intérprete: Charles Aznavour e Patrick Bruel Fotografia: Google e Olhares cenas filmes o diário de uma motocicleta, Sem Destino formatação: roberfran@hotmail.com

×