Foto: Jander Nogueira
Foto: Jander Nogueira
Estudam, estudam, estudam e continuam sem saber o que fazer. Na última
terça-f...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Os marajás da Serra
Se com 21 vereadores já é um problema, imagine com 25, como...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Teatro Municipal sedia
lançamento do grupo de ogãs
Um problema de peso
Não há p...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
De Segunda a Sexta - 15h
Rádio Nova Friburgo AM
Apresentação Gilberto Cunha
Fot...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Foto: Divulgação
Foto: José Duarte
“Agradecer. Esta é a única pala-
vra que ten...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de
chuva à tarde e à noite
Segunda
2...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Foto: Divulgação
Espaço terá capacidade para 1,5 mil pessoas
Manequins decorado...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Beleza imposta: um problema do século XXI
Dayane Emrich
Os padrões de beleza
vê...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Importância das árvores nem sempre é lembrada
Dayane Emrich
Elas estão espalhas...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Seguros
Alexandre Louback
loubackseg@frinet.com.br
SEGUROS DE VEÍCULOS FINANCIA...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Foto: Marly Pinel
Foto: Marly Pinel
Foto: Marly Pinel
Marly Conta Agora
Marly P...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Bairro Ypu: uma história esquecida
Pedro Toledo
Localizado na zona sul de Nova
...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Diabéticos têm atendimento no Bairro YpuA tricampeã Unidos da Saudade é um dos ...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Foto: SECOM/Daniel Marcus
Foto: Divulgação
Foto: Jander Nogueira
Festival de Pi...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
FriburgoVôlei vence na segun...
Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013
Frizão goleia o Ceres e assume
a vice-liderança na Copa Rio
O Friburguense venc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

IV Festa da Flor e Café de Bom Jardim/RJ no JORNAL NOVA IMPRENSA

1.239 visualizações

Publicada em

Página 06

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

IV Festa da Flor e Café de Bom Jardim/RJ no JORNAL NOVA IMPRENSA

  1. 1. Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Estudam, estudam, estudam e continuam sem saber o que fazer. Na última terça-feira, após o fechamento de nossa edição, ao passar pela Avenida Alberto Braune,vimosquenemmesmofuncionáriosdoaltoescalãodaAutarquiaMunicipal deTrânsito(Autran)tinhamconhecimentododecretoassinadopeloPrefeitoemultas foramdistribuídasàspessoasqueestavamparadasemlocaldecargaedescarga. Para os interessados, aqueles que querem estudar (Autran) ou para os que querem recorrer de multas recebidas, aí segue o número do Decreto: 153/13 de 29 de agosto de 2013. ATraça Um dos bairros mais importantes da cidade, localizado na região sul, o Bairro Ypu é o destaque desta edição na coluna Giro Cidadão. A reportagem apontou vários problemas que necessitam de solução urgente. Pgs. 12 e 13 Giro Cidadão destaca o Bairro Ypu Natação do Miosótis volta para casa Sábado é dia de vacinação Bancários e professores em greve E mais: colônias querem localizar imagem de Nossa Senhora dos Imigrantes Dentro de poucos dias, a natação do Educandário Miosótis estará retornando para seu parque aquático. Na ocasião, serão apresentadas várias novidades. Donos de cães e gatos poderão vacinar seus animais neste sábado, das 8h às 17h, na campanha anti-rábica. Serão 37 postos espalhados por todo município. Pg. 05 Bancários e professores municipais deflagaram greve por tempo indeterminado. Os profissionaisdeeducaçãodaredemunicipaleestadualfazemparalisaçãonestasexta,solicitando aumentodopisosalarial.Jáosbancáriostêmumagrandepautadereivindicaçõesqueconsideram que não foi cumprida. Pgs. 02 e 11 Mortonatragédiaclimáticade2011,oex-prefeitoPauloAzevedopoderáterum bustoemumadaspraçasdeNovaFriburgo.Umgrupodeamigosdoex-políticoestá se movimentando para sensibilizar as autoridades no sentido de apoiar o projeto que visa, exclusivamente, guardar a memória do município. O grupo pede para não ser identificadoporenquanto,masacolheitadeassinaturascomeçaránapróximasemana emváriospontosdacidade.PauloAzevedogovernouNovaFriburgoemtrêsmandatos etambémocupououtroscargospolíticos. Pg. 11 Ex-prefeito Paulo Azevedo poderá ter busto na praça Foto: Divulgação Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 | Ano IV . nº 256 . R$ 0,50
  2. 2. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Os marajás da Serra Se com 21 vereadores já é um problema, imagine com 25, como sugeriu uma pessoa ligada à política no plenário João Bazet, na ses- são da Câmara Municipal de terça-feira passada. Se alguns vereadores hoje têm dificuldade em apresentar pro- jetos sérios e se prendem a votos de congratulações, pesar e nomes de “personalidades” em ruas da cidade, o que será feito com mais quatro parlamentares? Na verdade, o número ideal para Nova Friburgo seriam de15 vereadores, pois a cidade não comporta mais os gastos excessivos, principalmente com folha de salários. Hoje, só como pagamento dos vereadores, a Câmara gasta R$ 162.540 e o gabinete de cada um deles R$ 7.560. Isso, somado no final de 12 meses, resulta em R$ 2.551.500. Não estão incluídas nesta soma as gratificações e outros pagamentos. O ideal seria que o político vivesse de sua profissão, pois todos têm seu trabalho fora do Legislativo, mas isso jamais vai acontecer no país. Certamente, o Brasil nunca será uma Suécia, Noruega ou Japão, onde a política é opção pessoal, trabalho voluntário. Sendo assim, é hora do povo voltar às ruas, pressionar os vereadores para diminuir as cadeiras da casa e obrigá-los a apresentar projetos sé- rios, que visem somente o bem comum. Montanhista visita Friburgo nesta quinta Colônias querem localizar imagem de Nossa Senhora dos Imigrantes Lixo continua acumulando na cidade Professores realizam paralização No retorno aos desfiles, Banda do Anchieta dá um show Um dos mais famosos esca- ladores do Brasil, Sergio Tartari estará em Nova Friburgo nesta quinta, 19, para uma palestra no Centro Excursionista Friburguen- se. A palestra será às 19h, na sede provisória do CEF, na Rua Aristão Em junho de 2009, quando ain- da era bispo da Diocese de Nova Friburgo, Dom Rafael Llano Ci- fuentes realizou um sonho antigo dos imigrantes da cidade, descen- dentes dos países colonizadores. Ele inaugurou a imagem de Nossa Senhora dos Imigrantes, na Praça do Suspiro. A cerimônia de inaugu- ração foi marcada por muita emoção e diversas autoridades compare- ceram, apesar da chuva que caiu durante todo o evento, inclusive na hora da benção. Em 2011, quando a tragédia devastou a cidade, a imagem ficou A Empresa Brasileira do Meio Am- biente (EBMA) faz a parte dela, cum- prindorigorosamenteoshoráriosdecole- ta no município. Qualquer friburguense DayaneEmrich Os profissionais de educação da rede municipal e estadual se concen- traram nesta última quarta feira, 18, e na quinta-feira,19, às 8h e às 13h no prédio do Sindicato Estadual dos Pro- fissionais de Educação – RJ, SEPE. Na ocasião foram organizados grupos A Banda do Colégio Anchieta retornou às atividades no último des- file de 7 de setembro, sob a regência dos maestros Jorge Siqueira e Ri- cardo José Catarcione. Formada por Pinto, 101, anexa à Associação Ca- tólica da Juventude Friburguense. Ele abordará sua recente conquista em Ftiz Roy, na Patagônia, Argen- tina, e também na Pedra Riscada, em Minas Gerais. Um dos mais famosos monta- intacta, assim como a redoma de vidro que a resguardava. Os dias se passaram e, após a limpeza do local, a imagem não estava mais lá. Apesar dos presidentes de colô- nias já terem feito várias consultas, até o momento, a imagem e a pro- teção não apareceram. O que mais assusta é que nem as atuais autori- dades católicas da cidade e nem a Prefeitura dão uma solução para o problema. A redoma que protegia Nossa Senhora dos Imigrantes é de vidro á prova de bala e custou mais de R$ 50 mil. nhista brasileiros, Tartari escalou em 1981 o Pico Maior de Salinas e ficou impressionado pelas suas vias de escalada e pelas belezas naturais da região. Ele resolveu morar próxi- mo à base dos Três Picos há mais de 20 anos. A entrada é franca. José Duarte, parabéns pelos importantes artigos. Sou morador da Vila Amélia e o Córrego do Relógio corre a céu aberto, bem debaixo das nossas janelas, realmente exala mau cheiro, é um criadouro de pernilongos e ainda um perigo para todos, princi- palmente para os diversos alunos tanto da escola municipal, como do SESI, que correm o risco, principalmente as crianças, de caírem e se machucarem seriamente. É um perigo constante também para todos que por lá passam. Já reclamamos várias vezes junto aos órgãos de imprensa e prefeitura, muitas promessas e nada foi feito até o momento. Continuamos esperan- do que as autoridades tomem as devidas providências. Gratos pelo artigo, alertando as autoridades. Tomara que o poder público se conscientize a respeito e tome finalmente as devidas providências, efetuando o recape- amento do córrego, sanando assim todas estas irregularidades. Cordialmente, Corrado Spalanzzani Parabéns ao NOVA IMPRENSA pela brilhante matéria sobre a Vila Amélia. Finalmente alguém clamou por nosso bairro. São dois anos de muita luta sem nenhum resultado positivo. Um governo que não olha para os pobres. Ana Lucia Éissoaí.Puraverdadequeninguémenxerga.Avistagrossadenossasauto- ridades é maior que a sensibilidade. Beleza, Nova Imprensa, vocês são ótimos. Carlos José 48 alunos, a corporação musical se orgulha de representar um dos mais tradicionais colégios da cidade. Jáatuanteemdesfilescívicosefesti- vaisdemúsica,aBandasempreacompa- nha o Taca (Teatro Amador do Colégio Anchieta) em suas apresentações. Ela é vistanomeiodamúsicacomoumgrande projetoeducacionalegrandepromessade talentosfuturosparaNovaFriburgo. que passa pelo Centro e outros bairros se depara com um caminhão de lixo se revezando em horários alternados. Mas apopulação,infelizmente,nãofazapar- nos para realizar visitas nas escolas que nãoaderiramagreve,comoobjetivode esclarecerdúvidaseaumentaraadesão aomovimento. Também na quarta feira, os pro- fessores foram à E.M Décio Monteiro Soares, a qual fica localizada no bairro ConselheiroPaulino. Nestasexta-feira,20,ocorreráparali- te dela e espera para depositar seu lixo caseiro após a passagem da coleta. Esta cena se repete toda semana e, por mais queaimprensaalerte,denadaadianta. saçãoeserárealizadaumaassembléiada redemunicipalparadecidirospróximos atos. De acordo com os professores, se nada for resolvido, estes iniciarão uma greve por tempo indeterminado. Vale ressaltar que, a greve é motivada pelo aumento do piso salarial, chamada do restantedosconcursados,principalmen- teode2007,eplanodecarreira.
  3. 3. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Teatro Municipal sedia lançamento do grupo de ogãs Um problema de peso Não há palavras, tampouco argumento jurídico que justifiquem a vergonha que o país sente do seu maior tribunal. Um júri que joga fora os votos de magistrados já aposentados, mas que já se posicio- naram sobre a matéria. Um júri que joga fora o caráter postergatório de uma petição em função de argumentos tecnicistas. Um júri que se omite perante a clara tendência governista de seus membros in- dicados pelo poder que julgam. Um júri que eleva o descrédito daqueles que esperam que ali se opere a justiça. É uma vergonha. Cada vez mais tenho vergonha do que se opera neste país, uma fachada democrática de onipresença do poder. Tudo é ditado pela vontade executiva e a ela se curva como se uma nação fosse de poucos poderosos. Triste ver um juiz reconhecer o argumento que o poder judiciário não emana do povo, mas que seu discurso é le- gitimado como sendo dele, do povo. Não é, não senhor ministro. Quando se fala em legítimo direito a ampla defesa o senhor fala de quem? Do réu? Senhor juiz, o réu é o povo. O povo castrado de seus direitos constitucionais de saúde, educação, segurança. O senhor julgou isso? O poder judiciário não é, nem nunca foi, o fiel da balança demo- crática. Espelha sim, o desequilíbrio social desta terra abençoada e que uma minoria julga como dela. Não é, senhor juiz. O que rege a vida é o bom senso, e o meu diz que se algo está errado deve ser mudado, independente de seu aspecto legal. Doutrina Filipina, do século XVII não representa nada no mundo contemporâneo, a não ser para resgatar um direito imperial da vontade daqueles que bus- cam argumento para usurpar esta nação. Lamento que o senhor compactue com o lastro literário do di- reito que argumenta pró- corruptos, há colegas seus que pensam ao contrário e é a eles que me junto. Eu e a grande parte desta nação. Lamento que ao pensar que a justiça aja indiferente ao cla- mor popular, nunca mais possa tomar o cafezinho que tomou no shopping antes do voto proferido. Digo e repito, temos muitas leis para pouca justiça. Este excesso serve aos advogados e não ao país. Serve aos criminosos e não ao cidadão de bem. Respeito o seu posicionamento, mas nunca deixarei de me sentir desrespeitado por ele. Viva em paz, este país tomará o direito se ser uma grande nação, independente do senhor. Nelson Cunha Vergonha judiciária nelsonlpc@gmail.com A cidade de Nova Friburgo terá seu primeiro grupo de ogãs. O lan- çamento será no dia 13 de outubro, com show especial. Na ocasião, ha- verá danças, cânticos e palestras com Dayane Emrich Entre os diversos problemas que existem na sociedade, a obesidade e o sobrepeso ganharam destaque. Da- dos recentemente divulgados pelo Ministério da Saúde revelaram que 51% da população brasileira está aci- ma do peso. A pesquisa foi feita pelo Vigitel (Vigilância de Fatores de Ris- co e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) e revelou, também, que o índice de obesidade cresceu em relação aos anos anterio- res: 17,4% dos brasileiros são obesos, índice que era de 15,8%, em 2012, e de 11,4%, em 2006. A obesidade é caracterizada por um índice de massa corporal (IMC) acima de 30 kg/m2. Já o excesso de peso é caracterizado por um IMC maior que 25 kg/m2. Contudo, vale ressaltar as seguintes questões: quais são os seus principais causadores? muita alegria e informação. O evento será iniciado às 14h no Teatro Municipal, na Praça do Suspiro, com participação especial de Tião Casemiro. Os ingressos se- Seria a falta de tempo, o avanço tec- nológico ou o sedentarismo? A má alimentação é a principal causadora da obesidade e do sobre- peso. A falta de tempo fez com que aumentasse o número de pessoas que aderiram à onda do fast-food, onde se ingere comidas extremamente calóri- casquefazemmalàsaúdecomofritu- ras, massas e refrigerantes. Um outro fator apontado como causador do ganho de peso é o se- dentarismo. A falta de exercícios físicos está diretamente associada ao avanço tecnológico, que trouxe co- modidadeàspessoas.Ascriançaseos jovens de hoje em dia, por exemplo, preferem passar horas em frente ao computador e ao vídeo game a jogar bola, ou fazer qualquer outro tipo de atividade ao ar livre. Uma outra questão revelada pelo Vigitel foi a relação entre o grau de escolaridade e o sobrepeso. De acor- rão trocados por 1 kg de alimento não perecível. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 2523-1224, 9822-0372 e 9904-4479, com Amaro e Carla. docomapesquisa,45%dapopulação com mais de 12 anos de estudo prati- cam algum tipo de atividade física. O número cai para 21% quando os anos de estudo passam a ser apenas oito. No entanto, a escolaridade tem im- pacto diferente sobre o peso de ho- mens e mulheres. Para os homens, o excesso de peso é maior entre os que têm mais escolaridade. Enquanto entre as mulheres, ocorre o contrário: o sobrepeso é maior entre as que têm menos anos de estudo. Desta forma é necessário mudar os hábitos. Reduzir a ingestão de sal, aumentar o co nsumo de água, realizar todas as refeições correta- mente, não tomar refrigerantes ou ingerir muito açúcar, escolher bem os alimentos, muitas frutas e verdu- ras, além, é claro, praticar exercícios físicos regularmente são algumas das dicas que podem tornar a vida mais saudável e melhor. Agilidade na leitura, dinamismo e conteúdo incisivo sempre foram características marcantes do NOVA IMPRENSA. O jornal está disponível também em forma digital, aproximando ainda mais a notícia do leitor, em formato intuitivo e de fácil leitura. Nosso Jornal está inovando para estar sempre com você.
  4. 4. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 De Segunda a Sexta - 15h Rádio Nova Friburgo AM Apresentação Gilberto Cunha Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Nova Friburgo recebe projetos de prevenção de desastres Pedro Toledo Desde o ano de 2011, quando as chuvas que castigaram a Região Serrana deixaram quase mil mortos, 345 desaparecidos e aproximada- mente 35 mil pessoas desabrigadas, o medo e a insegurança tomaram conta da população que ainda ha- bita as áreas devastadas. Para essa gente, a principal dificuldade é vol- tar a conviver com fenômenos natu- rais, como a chuva, que se tornou uma ameaça psicológica. Nessas condições, a Defesa Civil, órgão responsável por ad- ministrar medidas físicas e edu- cacionais de prevenção, elaborou e implantou diversas medidas para que a segurança pudesse ser restabelecida nas localidades que mais sofreram com o desastre de 12 de janeiro de 2012. Em Nova Friburgo, após a reabilitação de áreas urbanas, como os processos de limpeza e desobstrução de vias públicas, iniciou-se um estudo para reconhecer quais os principais problemas a serem considerados no movimento de prevenção de novos desastres. Após este estudo, a Defesa Ci- vil começou a implantação de sis- temas de avisos sonoros em pontos estratégicos de determinadas loca- lidades atingidas pela tragédia de 2011. As sirenes são acionadas regu- larmente para realizar treinamentos de comportamento de moradores, para que, em caso de outra catás- trofe climática, todos os habitantes saibam como reagir. Outra medida tomada pela Defesa Civil foi a fixa- ção de pontos estratégicos de apoio, que funcionam em escolas, igrejas e, até mesmo, salões. Esses pontos são referenciais no bairro, ficam localizados em zonas seguras e podem comportar um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Essa iniciativa foi a primeira postura tomada pelo órgão, ainda no período de anomia pelo qual passava a cidade. Após as iniciativas imediatas efetuadas, o órgão sentiu a neces- sidade de implantar um serviço que tivesse uma cobertura maior, como o de telefonia móvel, para alertar a população acerca de pos- síveis problemas. Um dos motivos que levou a Defesa Civil a lançar mão da estratégia foi o grande nú- mero de boatos que foram dissipa- dos na região. Na época, um boato de que uma suposta represa teria se rompido e inundaria a cidade levou ao desespero famílias que ainda buscavam algum tipo de abrigo. O sistema foi implantado e consiste em controlar não só a dispersão de boatos criados em momentos críticos, mas colabora para informar a população, com antecedência, sobre problemas e alertas. O cadastro no sistema é feito através da internet, no endereço www.alertaviacelular. com.br e funciona de forma fácil e intuitiva. Segundo a Defesa Ci- vil, o sistema pode ser utilizado também para informar a popula- ção sobre campanhas de interesse público, assim como avisos que tenham alguma utilidade social. O serviço está disponível apenas para as operadoras de telefonia móvel Vivo, Tim e Oi. Já em 2013, a Defesa Civil continuou com medidas para au- mentar o nível de segurança dos moradores de Nova Friburgo. Alguns dos projetos que já estão sendo implementados são as Uni- dades de Proteção Comunitárias, através de parceria com o Governo do Estado, que funcionarão como sub-sedes da instituição e devem estreitar ainda mais o diálogo entre população e o sistema. Casas foram destruídas pelas chuvas em 2011 Unidade de Proteção Comunitária estreita laços da Defesa Civil com a população A contratação de 80 profissio- nais, instalação de equipamentos de comunicação e modernização dos veículos, instalação de novos pontos de apoio em cinco unida- des rurais, eventos informativos e educacionais, implantação de pluviômetros para o monitora- mento de chuvas e de diversos equipamentos de monitoramento de encostas são alguns projetos que estão em prática. Até o final do ano, deverão ter sido realiza- das mais de 240 vistorias em imó- veis interditados, para liberação ou permanência da interdição, e serão adquiridos pelo órgão dois geradores que serão utilizados em momentos emergenciais. Todos os projetos apresen- tados e efetivados pela Defesa Civil devem aumentar ainda mais o nível de segurança psicológica e física dos moradores que ainda habitam áreas que apresentam algum risco em Nova Friburgo, fazendo com que o friburguense possa voltar a viver sem se preo- cupar com as chuvas que atingem o município todos os anos, duran- te o verão.
  5. 5. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Foto: Divulgação Foto: José Duarte “Agradecer. Esta é a única pala- vra que tenho neste momento para a enfermeira Gabriela, do Hospital Municipal Raul Sertã”. Assim a co- merciante Eliana Brandão (Leão), definiu a satisfação que ela tem pelo ótimo atendimento oferecido à sua mãe Ercília Moraes Brandão, duran- te o período que ela esteve internada na última semana. Uma das mais an- tigas proprietárias de casa noturna na cidade, Leão se emocionou ao dizer que não esperava que sua mãe fosse ser tão bem tratada no Hospital, em especial pela enfermeira Gabriela. Acontecendo Aécio da Costa costaecio@ig.com.br Famílias Saldanha, Madureira e Malheiros Ando pela Avenida Alberto Braune sempre que venho a Friburgo, para apreciar o movimento das pessoas fazendo compras, ou apressadas ao se dirigirem aos seus locais de trabalho, ou sentadas nos bancos das calçadas lendo os jornais do dia ou jogando conversa fora. Adoro fazer a caminhada iniciando pela praça Getúlio Vargas e ter- minando no shopping Cadima, onde relaxo um pouco e tomo um café expresso ao gosto. Durante esse trajeto encontro, normalmente, alguns amigos de in- fância ou colegas das escolas onde estudei: Colégio Modelo e Colégio Anchieta. Mas, na semana passada encontro-me com o Wanderson Hu- dson Saldanha, bem mais novo do que eu, portanto, não está na lista dos meus ex-colegas de escola. Sempre que nos encontramos, desde os tempos da abertura da TV Comunitária em nossa cidade, pelo dinâmi- co Marcos Medeiros, falamos de tudo: política, arte, literatura, poesia, histórias da colonização de Friburgo, enfim, os assuntos vão surgindo de modo atraente, a ponto de aparecerem outros interessados na con- versa e, ao final, termos uma verdadeira tertúlia sempre em torno de nossa querida cidade. Nesse dia Saldanha iniciou uma conversa muito interessante, quando referiu-se a uma pesquisa feita por ele sobre sua ascendên- cia familiar constituída dos Saldanha, dos Madureira e dos Malheiros. Como o tempo estava ficando curto para ouvir tudo que ele tinha a nos dizer, convidei-o a ir à Academia de Letras no dia seguinte, pois, lá, teríamos tempo suficiente para ele passer as informações que dispu- nha. E assim foi feito. Mostrou-me um CD contando toda a história dessas famílias, che- gando à conclusão ser descendente, também, da família Malheiros, portanto, sobrinho do querido e saudoso Professor Luiz de Gonzaga Malheiros, um dos fundadores da Academia Friburguense de Letras em 22 de junho de 1947. O meu amigo e primo Ordilei Alves da Costa é adepto da teoria do sincretismo. Que quer dizer isso? Segundo Ordilei, nada acontece por acaso. Sempre há uma relação e uma associação de fatos e circuns- tâncias que se interligam em algum momento. O exemplo é este: por coincidência, o Saldanha me mostra uma bela pesquisa, em que expla- na a árvore genealógica das famílias de seus antepassados, pontuando a figura ímpar do Professor Malheiros, cuja participação na fundação da Academia de Letras, juntamente com outros abnegados intelectuais da época, como Messias de Moraes Teixeira, José Côrtes Coutinho, Afonso Freire e outros, deram estatura moral e intelectual à então no- vel entidade representativa da cultura de Nova Friburgo, fundada logo após o término da Segunda Guerra Mundial. Esse trabalho do Saldanha é digno de ser registrado e divulgado, pois faz jus ao esforço de imigrantes que aqui aportaram em busca de melhores condições de vida, fazendo enriquecer a nossa história e contribuindo para a grandeza e o progresso de nossa cidade. Creio ser necessária a publicação desse belo e importante trabalho social, em um livro. Mãos à obra, prezado Saldanha! Governo do Estado entra na justiça contra obras em Friburgo e perde Vacinação anti-rábica será neste sábado O Governo do Rio foi ao Superior Tribunal Federal para recorrer a uma decisão do Tribunal de Justiça que determina a realização de obras no lo- teamento Jardim Ouro Preto, até hoje destruído pelas chuvas de 2011. A Procuradoria Geral do Estado alega que se trata de uma competência do município. No entanto, o Governo do Estado sofreu nova derrota. O mi- nistro Teori Zavascki entendeu que SérgioCabraldeve,sim,fazeraobra. Na entrada do bairro Vila Amé- lia, a visão é assustadora. Há várias casas com plásticos pretos protegen- do os terrenos. Isso acontece desde a tragédia de 2011. O problema é que as chuvas se aproximam e ainda exis- te o perigo de novos deslizamentos. Os moradores pedem ajuda, justa- mente porque ratos, baratas e outros animais já circulam livremente. O pior de tudo, é que o lixo é deixado pelos próprios moradores que não tem paciência de esperar o caminhão coletor. Com isso, o córrego se trans- forma num verdadeiro lixão. Neste sábado (21), Nova Fri- burgo, realiza o Dia D da campanha de vacinação antirrábica animal, das 8h às 17h, em 37 postos distribuí- dos por todo o município. De acor- do com a coordenadora da Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental, Leila Demani de Araújo, a meta é imunizar animais de toda a área ur- bana. Nas semanas subsequentes, a campanha continuará com distri- buição de vacina na sede da divisão, na Rua Augusto Cardoso 62, no Centro, além de vacinação de cães e gatos nos bairros com meta não atingida e na área rural. A raiva (encefalite viral aguda) é uma zoonose de etiologia viral, transmitida ao ser humano através do contato com a secreção salivar, por mordedura, lambedura e arra- nhadura dos mamíferos doentes. É uma doença infecto-contagiosa agu- da e possui 100% de letalidade, ha- vendo no Brasil o relato de apenas um caso convertido à eliminação viral e recuperação clínica. A campanha de vacinação an- tirrábica animal para a população canina e felina no município de Nova Friburgo é realizada pela Fundação Municipal de Saúde, através da Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental, em parceria com a secretaria estadual de Saúde. Para conhecer os locais de vacinação na cidade, é só acessar o site da prefei- tura. Mais informações pelo telefo- ne (22) 2543-6293.
  6. 6. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite Segunda 23/09 Índice UV Previsão do Tempo Climatempo Dia de sol com algumas nuvens e névoa ao ama- nhecer. Noite com poucas nuvens. Sol com algumas nuvens. Não chove. Chuvoso durante o dia e a noite Sábado 21/09 Domingo 22/09 Sexta 20/09 Índice UV Índice UV Índice UV IV Festa da Flor & Café acontece em setembro Dayane Emrich Nos próximos dias 28 e 29 acontecerá a IV Festa da Flor & Café de Bom Jardim. O evento será realizado no Galpão Cultural Margaret de Jesusetememsuaprograma- ção atividades como degusta- çãoevendadecafé;exposição de flores e venda de mudas; exibição de produtos artesa- nais da região e de carros an- tigos; palestras sobre meio ambiente; apresentação da Princesa da Festa; oficinas di- versas; gastronomia temática; música; dança; demonstração de produtos e equipamentos agrícolas; entre outras. No sábado, 28, as ativi- dades festivas terão início às 14h, enquanto no domingo, 29, o evento começará às 10h, seguido de almoço a partir das 12h. A feira tem como ob- jetivo divulgar potenciais de desenvolvimento econômico do município de Bom Jardim, que se destaca pela produção Evento será realizado em Bom Jardim Degustação de café está entre as atividades programadas Foto: Divulgação Foto: Divulgação de flores e pela qualidade de seu café, assim como oferecer cultura e entretenimento aos moradores da cidade e visi- tantes do evento. O Galpão Cultural está localizado ao lado do anti- go zoológico; o evento tem entrada gratuita, sendo soli- citado aos visitantes 1kg de alimento não perecível para doação a entidades assis- tenciais do município. A Festa da Flor & Café de Bom Jardim é uma reali- zação da Sempre Produtora, em parceria com a Prefeitu- ra de Bom Jardim, por meio das secretarias municipais de Turismo, Esporte, Cul- tura e Lazer, e de Agricul- tura e Desenvolvimento, com apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimen- to Regional, Abastecimento e Pesca, Ceasa; Emater-Rio; Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária; Sis- tema Faerj; Rio Rural; Asso- ciação de Produtores Rurais de São Domingos e Venda Azul; veículos de comunica- ção da região; além de em- preendedores locais.
  7. 7. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Foto: Divulgação Espaço terá capacidade para 1,5 mil pessoas Manequins decorados fazem parte de concurso em shopping Até que enfim Termina a Semana do Administrador Centro de Convenções será construído na Ceasa (Globo.com) Até o dia 13 de outubro, seis ar- tistas de Nova Friburgo participam da exposição “Moda Criando Arte”. Os jovens Diego, Ilka, Maicon, Marcelo, Pedro Pablo e Sara estão pintando manequins e vão partici- par de um concurso, onde jurados e o público, através de votação pelas redes sociais, escolherão o trabalho vencedor. O objetivo da exposição Resultado será divulgado no próximo dia 4 é lançar a coleção primavera-verão do shopping de uma forma artística e inusitada. O resultado sai no dia 4 de outubro. Arte deve atender ao tema “Vista o Novo” Os trabalhos da mostra serão es- colhidos de acordo com a ligação com o tema, a criatividade, a inovação e o acabamentodaobra.Osartistasrecebe- rammanequinsbrancos,deramnomeà obraeestãousandodiversastécnicasde pinturaparamostrarseustrabalhos. A exposição tem uma pegada de “body parade”. O evento é se- melhante ao “cow parede”, que aconteceu no Rio, onde vacas foram decoradas com pinturas e espalhadas pela cidade maravilhosa, além do co- nhecido projeto “Cabras da Serra”, onde artistas locais pintam cabras que ficam expostas no distrito de São Pedro da Serra. Em sua edição de domingo, o jornal O Globo publicou duas maté- rias exaltando o nome de Nova Fri- burgo. A primeira, na página 2, inti- tulada “Produção de flores em mãos femininas”, e a segunda, na página 29, sob o título de “Flores dão colo- rido à economia do interior”. Em ambas o maior jornal do país cita o salto que o cultivo de flores deu na economia da Região Serrana, onde Nova Friburgo mo- Terminou na última sexta-feira, 13, a Semana do Administrador. Rea- lizado anualmente pela Universidade Estácio de Sá, Campus Nova Fribur- go, o evento, que teve início na última segunda-feira,ocorreudurantetodosos dias, das 19 às 22h, no auditório da fa- culdadeecontoucomapresença,além de alunos e professores, da comunida- dedeNovaFriburgo. O Governo do Estado divul- gou neste domingo, 15, o local onde será construído o centro de Convenções de Nova Friburgo. O município foi contemplado pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur-RJ), utilizando recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com contrapartida do governo estadual. Além do Centro de Convenções, as praças de Lumiar e São Pedro da Serra serão reformadas. O Centro de Convenções será construído no terreno da Ceasa-RJ (Central de Abastecimento do Rio de Janeiro), com capacidade para 1,5 mil pessoas. As obras estão previstas para o começo de 2014, com prazo de um ano para a finali- zação. “A nossa ideia é aproveitar o terreno da Ceasa de Nova Fribur- go para, além de transformar o lo- cal em um Centro de Convenções para a comunidade, também fazer dele um parque de exposições”, disse Felipe Peixoto, secretário de Desenvolvimento Regional. Já o projeto de requalificação das praças, orçado em R$ 6,4 mi- lhões, está em processo de licita- ção na secretaria estadual de Obras e as intervenções estão previstas para começar em outubro, com conclusão prevista em 10 meses. Em Lumiar e São Pedro da Serra serão feitos serviços de urba- nização de praças e ruas, reformu- lação do sistema de drenagem, re- qualificação de mobiliário urbano e paisagismo e requalificação de rede de iluminação pública. vimentou R$ 470 milhões, valor de 63% superior ao ano de 2012. O crescimento se deve boa parte ao novo perfil da mão de obra da flo- ricultura, com mulheres ocupando 40% dos postos de trabalho na ca- deia produtiva. Até que enfim uma matéria boa, elogiando a cidade, pois, nos últimos anos, O Globo só tem dado destaque a assuntos que não são do interesse da coletividade. A programação teve como partici- pantes professores e profissionais da áreaquefalaramsobrediversostemas. Na segunda-feira, 09, “Como Elabo- rar um currículo e se preparar para en- trevistas” com Lívia Bom e “Vivência de ecologia e sustentabilidade” com Martha Jardim. No segundo dia de eventos participaram Claudia Bruni, que falou sobre “Private Label” e Foto: Divulgação Antônio Figueiredo, o qual abordou o tema “Competências Gerenciais”. Quarta-feira foi a vez de Paulo Cesar Mangia “CRA e sua importância“ e Roselane Muzi com “Como Legalizar um MEI”. Encerrando as atividades, na sexta, Oscar Correia falou sobre “CasedoZéCoxinha”eFabrizioMa- glianoabordouotema“Vendasnova- rejo, a importância do treinamento”.
  8. 8. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Beleza imposta: um problema do século XXI Dayane Emrich Os padrões de beleza vêm sendo discutidos há tempos pela sociedade. A mídia, na grande parte do tempo, é vista como a gran- de vilã, pois é através da TV, dos sites, revistas que a “moda” é divulgada. Ima- gens de corpos perfeitos, mulheres magras e altas, homens fortes e musculo- sos. Existe uma verdadeira ditadura, que passa a falsa sensação de que esse ideal de beleza é sinônimo de su- cesso e felicidade. Academias, remédios para emagrecer, pele e ca- belos perfeitos, produtos contra celulites e gordura localizada: é nessa cons- tante busca pela excelên- cia que muitos homens e mulheres vivem constante- mente. Um fato que com- prova o quanto o ideal de corpo perfeito está difundi- do pela população é o cres- cente número de cirurgias que vêm sendo realizadas todos os anos e, o que mais chama atenção, é que de cada dez, sete são estéticas. Lipoaspiração, cirurgias de rosto, redução dos seios e implante de silicone, por exemplo, estão entre as mais procuradas. A grande questão é que estes padrões mexem com o psicológico das pessoas, as fazendo acreditar, cada vez “Eu particularmente não me sinto incomo- dada, mas acredito que a sociedade e a própria pessoa que sofre por es- tar fora do padrão deve se aceitar. Cada um tem sua beleza, seu jeito e suas manias. Não existe o mais belo, e sim, o que para uns é considerado bonito, para outros não.” Jaiane Caldas, estu- dante “Eu particularmente não me sinto incomo- dada, mas acredito que a sociedade e a própria pessoa que sofre por es- tar fora do padrão deve se aceitar. Cada um tem sua beleza, seu jeito e suas manias. Não existe o mais belo, e sim, o que para uns é considerado bonito, para outros não.” Jaiane Caldas, estu- dante “Me sinto incomodada, pres- sionada e, definitivamente, não acho os padrões de beleza algo importante.Procurousaroqueeu gosto, se está no padrão da moda ou não, eu não me importo.” Anna Oliveira, estudante “Eu me sinto incomodada. Acho que o fantástico do ser hu- mano são as diferenças de cultu- ra, raça, etnia, opinião. O mundo seria muito chato se todos nós fossemos iguais. Estes padrões de beleza não dizem nada, pois existem tantas mulheres gor- dinhas, magrinhas, baixas, de cabelo ondulado, liso e que não atendem aos tais requisitos, mas mesmo assim, são bonitas.” Mariana Silva, secretária “Eu não me sinto direta- mente pressionado, mas acredito que a maioria das pessoas devem ficar incomodadas, pois não é bomviverpensandoemcomoeu tenho que ser para não me sentir excluído. Isso é ridículo. As pes- soas devem ficar preocupadas sim, mas com a saúde e não com a aparência.” Marcos Paulo, estudante “Desde os primórdios aspessoasbuscam,deuma forma ou de outra, um padrão de beleza. Infeliz- mente, na sociedade atual, istoestásendolevadomui- to em conta. Chega-se ao cúmulo de avaliarmos a ca- pacidade profissional pela beleza física. Casamentos sóacontecemquandovocê encontra o par perfeito. Devemos nos aceitar e aceitar o próximo, res- peitar o jeito de cada um, pois ninguém é igual a ninguém.” Valter Amaral, ven- dedor “Os padrões de be- leza existem em todas as culturas. O ponto im- portante é a visão que temos de nós mesmos. Ter nosso próprio estilo é imprimir nossa marca no mundo. Nossa mis- são é sermos únicos.” Danielle Vogas, pro- fessora “Acho que todo mundo aca- ba sob pressão dos padrões de beleza. Não poderia deixar de incomodar. Mas também não é algo que deve refletir tanto na vida das pessoas. O importante é ser feliz do jeito que você é.” Luis Guilherme Nacinovic, estudante “Eu me sinto inco- modada. Essa questão da forma como as pesso- as acham que devemos ser é o pior. Hoje em dia ninguém está satisfeito com nada, as pessoas só sabem criticar.” Karolina Gomes, es- tudante “Fico apenas impres- sionada com o exagero que são os padrões de beleza. Mulheres muito magras, cabelos sem- pre muito lisos. De um modo geral, não acho que seja ruim, mas sim, muito exagerado.” Andressa Lopes, es- tudante “Eu me sinto inco- modada indiretamente, pois a sociedade e a mí- dia vem cada vez mais investindo nos tais cha- mados ideais de bele- za, em que as mulheres tem que ser cada vez mais magras, com cabe- los e pele impecáveis. Só que grande parte da população brasileira não se encaixa nesse padrão e, infelizmen- te, muitos fazem de tudo para se encaixar, talvez por se sentirem pressionados ou exclu- ídos de alguma forma por aqueles que se en- caixam nesse padrão. Na minha opinião, a aparência é algo impor- tante, mas não é tudo. Nunca se deve mudar o que você é só para agra- dar alguém, a não ser que esse alguém seja você mesmo.” Bianca Ribeiro, estu- dante mais, que só serão bem acei- tas pela sociedade alcançan- do certas medidas. Levando isto em con- sideração, o NOVA IM- PRENSA fez a seguinte pergunta: você se sente pressionado e incomodado ou acha importante os atu- ais padrões de beleza?
  9. 9. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Importância das árvores nem sempre é lembrada Dayane Emrich Elas estão espalhas por toda a cida- de.Muitasvezesnempercebemosasua presença e raramente nos damos conta do quão importante elas são para a vida. As árvores produzem oxigênio, melho- ram a qualidade do ar - principalmente dasgrandescidades-auxiliandonaredu- ção da poluição. Nos dias secos melho- ram a umidade do ar, mudam a direção dosventos,proporcionamsombraefavo- recemareduçãodatemperatura,evitam aerosãodosolo,servemdemoradiapara diversas espécies de pássaros e, as frutí- feras, fornecem alimentos ao homem e aos animais. Sob o aspecto econômico, diversos produtos são obtidos através delas como madeira, celulose, carvão, substâncias medicinais, óleos, resinas, essências,frutos,flores,entreoutros. Além de todos esses benefícios, as árvoresajudamacomporambientescomo praças,calçadasejardins,esãoverdadeiras obrasdedecoração,quedeixamaspaisa- gensurbanaseruraismuitomaisbelas. Tendo em vista a importância das árvores para a vida humana, nada mais justodoqueumadataemcomemoração a este bem tão precioso. Neste sábado, 21 de setembro, comemora-se o Dia da Árvore no Brasil, data marcada também pelo início da primavera, estação das flores e dos dias mais coloridos e perfu- madosnohemisfériosul. Historicamente, no Brasil, a data é comemorada a mais de 30 anos, desde queem24defevereirode1965,oentão presidente da República, Castelo Bran- co,instituiuemtodooterritórionacional a Festa Anual das Árvores em substitui- ção ao Dia da Árvore com o decreto Nº 55.795, que teve como objetivo cons- cientizar sobre a conservação das flores- tasedivulgaraimportânciadasárvores. 21 de setembro: dia do quê? Cartão morador só depende do executivo Condomínio Empresarial é pauta de reunião Na ocasião, ficou definido também que,devidoàsdiferençasclimáticasentre as regiões do país, a Festa Nacional das Árvores seria dividida em duas datas: co- memorada na última semana do mês de março,naregiãoNorte;emantendo21de setembro,paraaregiãoCentro-Sul. Atualmente,noBrasil,odiadaárvo- reécomemoradoem21desetembroe, nodia21demarço,comemora-seoDia Mundial da Árvore e da Floresta. Essa comemoração oficial teve lugar pela primeiraveznoestadonorte-americano, em 1872, quando o jornalista e político Julius Sterling Morton incentivou a plantaçãoordenadadeárvoresnoestado de Nebraska, dando origem ao “Arbor Day”(Diadaárvore). A data foi criada com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a impor- tânciadasárvoresparaomeioambiente e para uma melhor qualidade de vida, além de desenvolver uma cultura de preservação ambiental. Combater a exploração ilegal das árvores presentes nas florestas e nas cidades e desenvol- ver projetos de plantio de mudas de árvore, visando aumentar a arborização, principalmente nos grandes centros ur- banos,alémdoreflorestamentodasáreas desmatadas são também temas a serem discutidosnestadata. As árvores são sinônimos de vida e é necessáriomanteroequilíbriocomapreser- vaçãodasmatasnativaseaproteçãodosma- nanciais,ondeafloraeafaunaencontram ambientes diversificados. Neste dia 21, aproveiteparaplantarumaárvoreemelho- raroaraoseuredor.Lembre-se:cuidardo ambienteécuidardenósmesmos. A Câmara aprovou na sessão do dia 12 de setembro, projeto de indi- cação legislativa do vereador Wan- derson Nogueira que prevê a cria- ção de um Cartão Morador para os moradores dos logradouros cobertos pelo estacionamento ZERO. Pelo projeto, cada residência terá direito a um cartão que possibilite parar um carro durante o horário de cobrança na rua cadastrada, sem direito a re- serva de vaga. A medida é simples, mas pode beneficiar inúmeros friburguenses que não possuem vaga de garagem e, eventualmente, saem de casa após o horário de gratuidade ou re- tornam aos seus lares para almoço. Para ter direito ao Cartão, o projeto prevê um cadastro com comprova- ção de endereço, seja proprietário ou inquilino, de propriedade do veículo e não ser devedor do Mu- nicípio. A prefeitura poderá cobrar uma taxa para confecção do cartão Nesta segunda, dia 16/09, aconte- ceu na sede da Representação Regional daFirjanmaisumareuniãodoConselho Empresarial. A reunião contou com a cpresençadoprefeitodeNovaFriburgo, Rogério Cabral, que falou sobre a situa- çãoatualdoCondomínioEmpresarial.O projetofazpartedeumaparceriaentrea prefeitura da cidade e a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado doRiodeJaneiro(Codin). Diversospontosimportantesforam citados pelos empresários presentes, como a questão dos incentivos dados às empresas que lá se instalarem e se haverá prioridade para empresas fri- burguenses. De acordo com o prefeito, a discussão ainda não está finalizada e essas particularidades ainda precisam serresolvidasnodecorrerdotempo. Outrorelevantequestionamentofoi a respeito da infraestrutura do local para os trabalhadores. O empreendimento ficará localizado na RJ-130, estrada que liga Nova Friburgo à Teresópolis, em um terreno de aproximadamente 1,5 milhões de metros quadrados, próximo à Queijaria Escola. Nesse caso, as em- presas se instalariam longe dos centros urbanos e seria preciso atentar também paraesseimportanteponto. A conclusão da reunião é que muito ainda precisa ser discutido. A presidente da Representação Re- gional da Firjan, Nelci Layola Porto, declarou que o importante é traçar uma meta e trabalharem juntos, Governo e empresários, para que os que será renovado anualmente. O vereador Wanderson Noguei- ra, afirmou que uma cidade melhor passa obrigatoriamente pela quali- dade de vida e felicidade de seus moradores. É preciso pensar no bem estar de quem mora na cidade e contribui para seu desenvolvi- mento, ser justo é um passo impor- tante para caminharmos em direção a um novo futuro, com uma nova política onde o cidadão participe das decisões e das ações de quem os governa, concluiu o vereador. Apesar da iniciativa ir de en- contro aos anseios da população, ela afeta a arrecadação e, por isso, trata-se de uma indicação legislati- va, o que significa que o executivo (prefeitura) deve reenviar a matéria ao legislativo como projeto de lei para que possa se tornar prática e in- fluenciar na vida daqueles que não possuem vaga de garagem e pagam os impostos em dia. projetos se tornem realidade. Sustentabilidade e preocupação social Durante a reunião do Conselho Empresarial, dois outros importantes pontos foram discutidos. Iniciando as apresentações, Flávia Siqueira fa- lou sobre as ações da Assessoria de Responsabilidade Social do Sistema Firjan, que atua no desenvolvimento de projetos sociais, na mobilização empresarial e no desenvolvimento de projetos institucionais, visando au- mentar a competitividade das empre- sas através da responsabilidade social. Interessados nos projetos, po- dem acessar o site do Sistema FIR- JAN (www.firjan.org.br <http:// www.firjan.org.br> ) e clicar no link Responsabilidade Social. Mais informações também podem ser obtidas através do telefone (21) 2563-4386 ou através do e-mail responsabilidadesocial@firjan.org.br A seguir, foi apresentado aos em- presários o projeto Energisa Cidadã. De acordo com este programa, os con- sumidoresquelevaremolixoreciclável ao posto de coleta receberá um bônus na conta de luz. A Energisa já inaugu- rouumpostodecoletaemConselheiro Paulino e anunciou a intenção de criar mais oito unidades até o próximo ano. Como uma das maiores produtoras de resíduos, a indústria interessou-se pelo projeto, que por enquanto contempla apenaspessoasfísicas. Foto: Jander Nogueira
  10. 10. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Seguros Alexandre Louback loubackseg@frinet.com.br SEGUROS DE VEÍCULOS FINANCIADOS Atualmente, 70% das contratações de seguros de automóveis ou caminhões são de bens financiados, tendo em vista as facilidades de crédito para a aquisição de veículos novos ou usados. Entretanto constata-se que, na maioria dos finan- ciamentos, a empresa financiadora ou o vendedor da agência/concessionária não esclarecem como será a alteração ou liquidação, seja um contrato de leasing ou CDC/alienação fiduciária, em caso de perda total do veículo. Isto gera muitos questionamentos, em face do segurado entender que é o real proprietário do veículo, quando na verdade não é, pelo menos enquanto o contrato de financia- mento não estiver quitado. Primeiramente, convém explicar as características destas modalidades de financiamento: Leasing: a) o veículo fica em nome do banco, sendo o segurado um arrendatário; b) o contrato de leasing só pode ser quitado antecipadamente depois de três meses ou de quitado 30% do valor do veículo; c) somente a partir de 24 meses o contrato pode ser quitado antecipada- mente e o veículo transferido para o arrendatário ou seja, o segurado; d) em caso de quitação antecipada normalmente há multa de rescisão de contrato, que varia de 3% a 5%; e) como o ganho dos agentes financeiros é maior no leasing, é comum a indução a esse tipo de linha de crédito. CDC/alienação fiduciária: a) o veículo fica em nome do segurado, alienado à instituição financeira; b) hácontratosdeváriosprazoseoveículopodeserquitadoemqualquer época; c) recentemente, alguns bancos começam a cobrar multa por rescisão de contrato, em torno de 5% do saldo devedor ou R$ 400 (valor mínimo); d) ao valor da taxa de juros, incide imposto (IOF). E o que estas características tem a ver com o seguro? Bem, é importante ressaltar que, no caso de uma perda total por qualquer causa, o segurado deve ter conhecimento da existência da instituição financeira participando diretamente da relação entre ele e a seguradora. Sendo assim, para os casos de leasing, a financeira recebe a indenização, limitada ao valor de mercado do bem ou com o acréscimo de percentuais em relação à tabela oficial FIPE/USP, onde é permitido agregar na contratação do seguro 5%, 10% ou até 15% do valor de mercado do veículo, dependendo da seguradora e no início de vigência do seguro. Tenha o cuidado de negociar com a financeira a substituição por outro veículo de igual valor, com a continuidade do pagamento das prestações. Já nos contratos de CDC/alienação fiduciária, a seguradora pagará o saldo devedor diretamente à instituição financeira. A carta contendo o saldo devedor deve ser antecipadamente apresentada para liquidação do mesmo. Caso haja sal- do remanescente, este é pago ao segurado e o contrato é encerrado. Da mesma forma que veículos financiados por leasing, também é permitida a inclusão na contratação do seguro, da variação de mais 5%, 10% ou 15% em relação à tabela FIPE/USP. Recomendo este acréscimo de cobertura a fim de que o amigo lei- tor não seja surpreendido no caso de saldo devedor superior ao valor do bem, o que às vezes ocorre quando a perda total acontece no início do financiamento, sobretudo quando este é de longo prazo. Afinal, sabe-se que quando compramos um carro, por exemplo, de forma financiada, o saldo devedor, dependendo da taxa de juros aplicada, pode representar no final o dobro ou mais do valor real de mercado, considerando também que o veículo sofrerá desvalorizações na medida em que o tempo passa. É importante deixar claro que a seguradora paga somente o bem, sem considerar os juros decorrentes do financiamento.
  11. 11. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Foto: Marly Pinel Foto: Marly Pinel Foto: Marly Pinel Marly Conta Agora Marly Pinel ÁRVORE O diretor do Sanatório Naval, o capitão de fragata médico Luiz Carlos da Graça, convida para a cerimônia alusiva ao Dia da Árvore, no dia 20 de setembro, às 7h40. 70 ANOS O Senai completou na última quarta-feira 70 anos de glórias e muito trabalho prestado pela sociedade friburguense. CAMPESINA Maravilhoso o concerto da Banda Campesina Friburguense, com a participação do Grupo de Gaitas Escocesas e o cantor Martinho da Vila. O casal de mestre sala e porta bandeira da Vila Isabel foi um espetáculo à parte. O evento foi realizado no ginásio do SESC. Parabéns ao presidente Maguinho pelo brilhantismo da noite. CREMES Obrigado ao meu amigo Carlos Viana pela noite que nos proporcionou com aqueles cremes que nos ofereceu em sua re- sidência. Lá estavam Júlio Santos, Neuza Canedo, o tenor Ágni de Souza, Alexandre, o casal Érica e Bruno e esta colunista. HOMENAGEM O Grupo Gama homenageou o ex-prefeito Paulo Azevedo com uma placa na sua antiga casa, na Rua Augusto Cardoso. Pa- rabéns para o presidente Chico Figueiredo e o grande mentor dessas homenagens, o nosso amigo Jaburu. ANIVERSARIANTES Nossa homenagem aos aniversariantes deste mês de setem- bro: dia 15, o empresário Silvio Montechiari e o ex-Prefeito He- ródoto Beto de Mello; dia 18, o ex-vereador Eduardo Valentim; dia 19, o conceituado médico Ranulfo Lima; dia 20, o queri- do Carlos Alberto Viana; dia 21, a grande amiga Maria Emilia Temponi, esposa do Coronel Antonio Carlos Temponi. Uma homenagem muito justa. Finalmente alguém se lembrou de uma pessoa que trabalhou muito por Nova Friburgo. A homenagem que está sendo preparada para o ex-Prefeito Paulo Azevedo é acima de tudo uma forma de manutenção da história de nossa cidade. A ver- dade é que um grupo de amigos de Paulinho está se mobilizando para erigir um busto dele numa das pra- ças da cidade. Política a parte, não se pode es- quecer que durante toda sua vida, Paulo Azevedo lutou, defendeu, trabalho pela cidade. Mesmo fora do exercício de cargos, o político, desaparecido estupidamente na tragédia de 12 de janeiro de 2011, ainda está na lembrança de todo nós, pelo seu j eito simples, alegre, descontraído de atender a todos. Realmente um homem carismático que atraia multidões ao seu redor. Agora, dois anos depois, o grupo que ainda prefere não se identificar, está colhendo assinaturas na cidade, paraautorizaçãodaconstruçãodeum busto dele e implantação do mesmo numa das praças da cidade. É uma homenagem válida, por- que apesar do temperamento forte de Paulinho, depois de sua morte, Trabalhadores do setor finan- ceiro, em campanha salarial, entram em greve a partir desta sexta-feira , 20. A paralisação foi decidida na semana passada, e ocorre por tempo indeterminado, segundo a Contraf (Confederação Nacional dos Traba- lhadores do Ramo Financeiro), en- tidade ligada à CUT (Central Única dos Trabalhadores). Como a pauta dos bancários é unificada, os funcionários do Ban- co do Brasil e da Caixa Econômica Federal também vão paralisar as atividades, assim como os traba- lhadores dos bancos privados. A reivindicações dos bancá- rios são: 11,93% de reajuste sa- larial (5% de aumento real), piso Paulo Azevedo poderá ter busto em praça pública Bancários entram em greve nesta sexta salarial para a categoria bancária referente ao valor calculado pelo Dieese (acima de R$ 2.000) e o fim das demissões no setor, além de melhores condições de traba- lho; Fim das metas abusivas e assédio moral: a categoria é sub- metida a uma pressão abusiva por cumprimento de metas, que tem provocado alto índice de adoecimento dos bancários, mais segurança nas agências bancá- rias, com a proibição do porte de chaves de cofres e agências por bancários, igualdade de opor- tunidades, com contratação de pelo menos 20% de trabalhado- res afro-descendentes. OContrafrepresentadezfedera- ções e 143 sindicatos das bases onde trabalham cerca de 95% dos 490 mil bancários do país. De acordo com a confederação, a proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) foi o ajuste de 6,1% sobre salários, pisos e todas as verbas salariais (auxílio- -refeição, cesta-alimentação, auxílio- -creche/babá etc.). Também propõe participação nos lucros e resultados (PLR) de 90%, mais valor fixo de R$ 1.633,94, limitado a R$ 8.927,61 (o que signifi- ca reajuste de 6,1% sobre os valores da PLR do ano passado). Também foi proposta uma parcela adicional da PLR - 2% do lucro líquido dividido linearmente a todos os bancários, li- mitado a R$ 3.267,88. nenhuma grande homenagem foi feita a ele, principalmente porque ele governou Nova Friburgo três vezes, foi vereador, ocupou vários cargos na política e sempre esteve ao lado dos mais humildes, prova disso, era a verdadeira romaria que se formava em seu gabinete quando foi prefeito e as dezenas de pessoas que o abordavam em suas saídas do Palácio Barão de Nova Friburgo. Inicialmenteasassinaturascolhi- das serão entregues à Câmara Muni- cipal e em seguida ao atual Prefeito Rogério Cabral, para que transforme em Lei Municipal e seja autorizada a contração do busto, que não terá ônus para a municipalidade. Ex-prefeito governou a cidade em três mandatos Foto: Divulgação
  12. 12. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Bairro Ypu: uma história esquecida Pedro Toledo Localizado na zona sul de Nova Friburgo,oBairroYpurecebeonome de uma importante fábrica, instalada há mais de um século na cidade. A fábrica participa positivamente do PIB do município e colabora para a manutençãodosempregosdemuitas famílias que há décadas trabalham na empresa, fabricando aviamentos, bordados, elásticos entre outros pro- dutos. A Ypu colaborou, por décadas, com o título que Nova Friburgo re- ceberia de capital da moda íntima, anos mais tarde. Não é preciso ir muito além do acesso à Estrada Real Leopoldina para encontrar problemas típicos de lugares completamente abandona- dos. A falta de iluminação e urbani- zação,principaisproblemasconstata- dos, abrem espaço para transtornos, como a prática sexual e realização de rituais de magia negra. A ausência desses recursos básicos facilita tam- bém transgressões como assaltos, es- tupros, tráfico e consumo de drogas ilícitas. Ainda na Estrada Real Leopol- dina os traços do esquecimento são mais fortes com a presença de entu- lhos em grande quantidade, que são abandonados com freqüência na lo- calidade. O local é também ponto de Lixo acumula em diversos pontos Carro depenado foi flagrado pela equipe de reportagem Entulho é despejado irregularmente abandono de carros sucateados, que apresentam rico a saúde de quem passa pela Estrada, e servem de abri- go para animais peçonhentos. Apesar de tantos problemas, o Bairro Ypu conta com diversas ins- tituições importantes para a cidade. Uma delas é a Fábrica Ypu, que deu nome ao bairro. A fábrica foi instala- da há mais de um século na cidade e participa positivamente do PIB do município, colaborando para a ma- nutenção dos empregos de muitas famílias que há décadas trabalham na empresa, fabricando aviamentos, bordados, elásticos entre outros produtos. A Ypu colaborou também com o título que Nova Friburgo re- ceberia de capital da moda íntima, anos mais tarde. Outra importante instituição localizada no bairro é a ADINF (Associação de Diabéticos de Nova Friburgo), que orienta e trata os associados que possuem o diabetes. Segundo Flávia Lopes, secretária da instituição, a esco- lha de implantar a sede no bairro foi determinada por dois fatores: O empréstimo do prédio, por parte da Fábrica Ypu, e o espaço, que apesar de estar distante do Centro, abriu a possibilidade de implantar uma horta comunitária e consultórios para o tratamento dos diabéticos. O bairro possui uma das mais tradicionais escolas de samba de Nova Friburgo. A Unidos da Sauda- Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira de fica localizada na saída do Viadu- to Geremias de Mattos Fontes e é tricampeã do carnaval friburguense. Com a maior torcida da cidade, a es- cola possui 21 títulos e, neste ano, falará em seu samba enredo da his- tória da cerveja, bebida típica alemã muito presente em Nova Friburgo, graças à colonização européia. Aindanasaídadoviaduto,aobra da pista de skate Mac Niven ainda não terminou. A parceria da Prefei- tura Municipal com o Governo Fe- deral teve início em 19 de junho e deveria ter sido entregue no último dia 17, mas o prazo não foi cumpri- vestibular www.estacio.br 3231 0000 (Cidades com DDD 21) 0800 282 3231 (Demais localidades) “Agora posso ter meu diploma superior estudando a qualquer hora e de qualquer lugar. Eu faço meu horário.” Bianca, Administração • Estude onde quiser** . • Material didático completo, sem custo. Início imediato A partir de R$ 132,00 * por mês *Valor referente aos cursos tecnológicos da modalidade EAD MAIS, válido para as novas turmas com início em outubro. **As provas deverão ser realizadas presencialmente no polo de educação a distância da Estácio indicado pelo aluno no ato da matrícula. Graduação a distância Flexibilidade para estudar, com a mesma qualidade.
  13. 13. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Diabéticos têm atendimento no Bairro YpuA tricampeã Unidos da Saudade é um dos orgulhos dos moradores Horta comunitária beneficia pacientes Viaduto foi uma das últimas grandes obras do município Adinf está sediada no bairro Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira Foto: Jander Nogueira do. A obra custou R$ 180.049, 35 e traria para a cidade mais uma opção de atividade esportiva. Sobre o atraso na entrega da pista de skate Mac Niven, a Prefeitura Municipal disse que o prazo inicial foi prorrogado e a nova data será formalizada em um termo aditivo, que será publicado no diário oficial. A respeito da ilu- minação e urbanização da Estrada Real Leopoldina, A Secretaria de Obras e o Escritório de Gerencia- mento de Projetos informaram que não há nenhum plano urba- nístico para a estrada. O Bairro Ypu, apesar de seu po- tencialhistóricoestá,háanos,esque- cido pelo poder público, que se obli- tera de ver o bairro como um acesso obrigatório ao centro da cidade por quem utiliza a RJ-116 (geralmente turistas) para chegar à Nova Fribur- go. Mais uma vez, esquecidas, as be- lezas de Nova Friburgo estão sendo varridas para debaixo do tapete.
  14. 14. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Foto: SECOM/Daniel Marcus Foto: Divulgação Foto: Jander Nogueira Festival de Pipas foi atração no último final de semana Anda Friburgo realiza nova caminhada Alexandre fica em terceiro lugar na Campos Run Bruno Baeta fica em 4° em Visconde de Mauá Neste sábado, 21, a empresa de turismo Receptivo, através do Projeto Anda Friburgo, realizará sua última caminhada do ano. Dessa vez, ela será realizada de uma forma diferente, pois serãomostradoscincocenáriosdocircui- toTere-Fri:Prevenção,queabordaráos lugares que servem de ponto de apoio emumacomunidade;Social,sobreane- cessidadedesaneamentobásico,destino correto do lixo, entre outros; Ambiental, que mostrará os cuidados com o meio ambiente, lixos em trilhas e plantas nativas; Rural, sobre a importância da produçãoagrícoladentrodeumcircuito, oquantofazmaloagrotóxico;eoUrba- no,queterácomotemasuaimportância quantoaosacessoseatrativosparaaeco- nomialocaleparaacomunidade. Antes de iniciar a caminhada, a Cruz Vermelha de Nova Friburgo Foi realizada em Visconde de Mauá, a quinta e penúltima etapa do Campeonato Carioca de Downhill 2013. O piloto friburguense Bruno Baeta ficou um pouco desapontado por não ter acertado seu rolé na pista, mas terminou satisfeito em ter anda- doempistadealtoníveleconquista- do a 4ª colocação na categoria. Agora arrecadará 1 kg de alimento não pere- cível para ajudar a comunidade local. Em seguida, será realizado um alonga- mento e dadas orientações sobre essa caminhada diferente. Na sequência, o grupo partirá no sentido da Prainha, localquesofreucomatragédiade2011, ondeserãoapresentadososcenáriosde prevenção,socialeambiental. Acaminhadalevaráemtornodetrês horas, aproximadamente, e deverá ter 6 km de extensão nos arredores da Quei- jaria Escola. A faixa etária é livre e qual- quer pessoa pode participar, bastando levar 1 kg de alimento não perecível. O ponto de encontro está marcado para as 9h30 em frente à Queijaria. A organiza- ção aconselha os participantes a usarem boné, óculos de sol, bermuda, camiseta, garrafa d’água, tênis, caneta, bloco para anotaçõesecâmerafotográfica. O corredor Alexandre Pereira dos Santosficouemterceirolugarna4ªetapa da Corrida Campos Run, realizada no últimodomingo,compercursode6,5km e participação de mais de 300 atletas de váriascidadesdoestadodoRio. A próxima corrida será dia 26 de outubro. O corredor friburguense agra- dece aos patrocinadores Vancler Pro- tético, Farmácia Estação Saúde, Meca AutoCenter,CasadoQuicaeMercado Robertinho.Osresultadosforam: - Masculino: 1°: José Gutemberg da Silva (Pé de Vento), 18’50” 2°:ReginaldoAzevedodosSantos (Luiz Cláudio Corredor), 19’30” 3°: Alexandre Pereira dos Santos (Luiz Cláudio Corredor), 19’40” - Feminino: 1°:MirlenedaSilvaSantos,22’05” 2°: Vera Betania (Domiciana Go- mes), 24’00’’ 3°: Francilene Araújo dos Santos (Domiciana Gomes), 24’05” (SECOM) O Grupo Amigos de Boa Vontade, com o apoio da Secre- taria Municipal de Esportes e Lazer, promoveunoúltimodomingo,15,o7° Festival de Pipas de Nova Friburgo, na Via Expressa, em Olaria. O festival atraiu cerca de 150 par- ticipantese elegeu os melhores nas categorias beleza, maior pipa, menor pipa, criatividade, engenhosidade, melhor pipa industrial e destaque. SegundoMoacirPoletti,organiza- dordofestival,resgatarasbrincadeiras de infância do passado é o que mobi- lizaeventosdestanatureza.“Agrande atração deste encontro é, na verdade, a volta das brincadeiras simples e pra- zerosas de antigamente. Não sou con- tra os vídeos games, mas é importante que a criançada experimente outras formas de lazer”, esclareceu Moacir. Além do grande encontro entre os pipeiros da região, o evento teve ainda como objetivo desenvolver um ele inicia os treinamentos para a 6ª e ultima etapa, que será realizada na cidade de Trajano de Moraes. O piloto agradece aos patroci- nadores: Elite Bike Show, Ibs Bikes (Intense Bike Shop), Showrrasquinho, Loja DNA-T Suplementos, Acade- mia Body Club, Neicy Personal, RV4, CCMSportseOficinaSuperBril. Corredor friburguense conseguiu mais um bom resultado Maior pipa do evento despertou curiosidade importante trabalho social, com a ar- recadaçãodealimentosnãoperecíveis que serão posteriormente distribuídos entre as entidades locais. O projeto já é conhecido dos participantes, que fi- zeram questão de colaborar e mostrar às crianças a importância da iniciativa. O próximo Festival de Pipas será realizado em 2014, e a expectativa já é grande. “Não falto a um even- to destes, e não compreendo como os pequenos podem estar tão longe desta realidade. A tecnologia faz par- tedomundoatual,masnãopodemos esquecer o que realmente faz parte da infância”, concluiu emocionado Ismael de Barros, participante de todas as edições.
  15. 15. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Foto: Divulgação Foto: Divulgação Foto: Divulgação FriburgoVôlei vence na segunda rodada da Liga 5ª Copa Chico Faria de Inclusão Social 2013 – Resultados finais: - 15 de Setembro Local: Campo do Lumiar Fute- bol Clube Sub-12: Batalhão 5 x 1 Lumiar Sub-14: Batalhão 0 x 1 Lumiar Sub-10: Batalhão 0 x 3 Serrano Sub-10:GoldePlaca1x4Lumiar Sub-12:GoldePlaca2x1Serrano Sub-14:GoldePlaca1x0Serrano - Classificação Geral: Sub-10: 1º: Lumiar | 2º: Gol de Placa 3º: Serrano | 4º: Batalhão Sub-12: 1º: Gol de Placa | 2º: Serrano 3º: Lumiar | 4º: Batalhão Sub-14: 1º: Gol de Placa | 2º: Serrano 3º: Lumiar | 4º: Batalhão - Artilheiros: Sub-10:RoaniBalonecker(Lumiar) Sub-12: Carlos Eduardo (Gol de Placa)eGuilhermeOuverney(Serrano) Sub-14: Roger Martins (Serrano) - Goleiros menos vazados: Sub-10: João Vitor (Lumiar) Sub-12:NatanTozzato(GoldePlaca) Sub-14: Jandre Jr. e Guilherme Novaes (Gol de Placa) O Nova Friburgo Vôlei venceu a segunda rodada da Liga Rio Vôlei, realizada na cidade no último final de semana. Na primeira partida, pela categoria sub-13 feminina, a equipe de Nova Friburgo enfrentou Rio das Ostras. No primeiro set, im- pôs forte ritmo de jogo e não encon- trou dificuldades para vencer por 25 x16. O segundo começou de forma equilibrada, seguindo empatado até o sétimo ponto. No oitavo, conquis- tado pelo NFCC, a atleta Lívia tor- ceu o tornozelo ao atingir o piso da quadra. Com a lesão, ela não pôde continuar e desestabilizou emo- cionalmente o restante de equipe. Privada de duas atacantes, já que Giovanna Wermelinger também havia torcido o tornozelo no trei- no da última sexta-feira, o Rio das Ostras fechou em 25 x 17, empatan- do. A decisão foi para o tie-break e Friburgo recuperou o ritmo de jogo e venceu por 15 x 4, encerrando a partida em 2 x 1. No outro jogo, pela categoria sub-15 masculina, o Nova Friburgo Vôlei jogou contra Vila Olímpica Manuel Tubino. O primeiro set foi equilibrado e as equipes se alterna- ram na frente do placar até o vigési- mo ponto, quando os jogadores de Nova Friburgo abriram vantagem, fechando o set por 25 x 22. O se- gundo manteve o mesmo ritmo. A equipe local cometeu uma série de erros primários, permitindo a vitó- ria do Manuel Tubino por 25 x 18. A decisão, mais uma vez, foi para o tie-break e novamente prevaleceu o equilíbrio entre as equipes. No entanto, os atletas friburguenses, muito firmes no bloqueio e no sa- que, venceram por 15 x 11, em mais uma vitória por 2 x 1. Outros resultados: sub-15 mas- culino - Rio das Ostras 0 X 2 Vila Olímpica Manuel Tubino; sub-18 feminino - Rio das Ostras 1 X 2 São Gonçalo Vôlei Clube. Os times de Nova Friburgo jo- garam com: Equipe feminina sub-13 fez bonito na competição Time masculino também obeteve bom resultado - Sub-13 Feminino: Anna Clara Barroso, Anna Flávia Dantas, Bruna Rodrigues, Gabrielle Cardinot, Iara Rosário Barbosa, Julia Almo de Mo- raes, Lívia Fantappie, Luane Rie- dmann, Luiza Bôscolo Muylaert, Maria Eduarda Cano, Maria Beatriz Gomes e Victória Barros. - Sub-15 Masculino: Bernardo di Bernardi, Bruno Monerat Aze- vedo, Caio Monte Alto, Fernando Kenzo Murata, Hugo Corrêa Duro, João Hélio Amaduro, João Toledo, Luiz Felipe Costas, Paulo Kevison Rodrigues e Vinícius da Cunha Esteves. O projeto de voleibol do Fribur- go Vôlei Clube/NFCC, patrocinado pelo sabonete Dettol, visa a prepara- ção competitiva para esta modalida- de, com a participação em competi- ções locais e estaduais. Os treinos são realizados todas as terças, quintas e sextas, para jovens entre 8 e 16 anos. As pessoas interessadas em matricu- lar seus filhos devem manter contato com a secretaria do NFCC pelo tele- fone 2522-9552.
  16. 16. Nova Friburgo, 20 a 23 de setembro de 2013 Frizão goleia o Ceres e assume a vice-liderança na Copa Rio O Friburguense venceu o Ce- res por 4 x 1 quarta-feira no Estádio Eduardo Guinle e já é o 2° colocado na chave C da Copa Rio. O Ceres que ainda não venceu na competição não foi em momento algum adversá- rio para o nosso tricolor,. A equipe de Bangu é muito fraca física e tecnica- mente. Os gols foram marcados por Toshya (2), Jorge Luiz e Douglas para o Frizão, descontando Taylor para o Ceres. O Fri só volta a campo na pró- xima quarta-feira, 25, para enfren- tar o Madureira na rua Conselheiro Galvão, enquanto o Ceres joga com o América no Estádio João Francisco em Bangu, neste sábado. 18/09–19h30–CopaRio–turno – 3° rodada Estádio Eduardo Guinle Árbitro: Leandro Noel Laranja Assistente1:WanderdaConceição Assistente 2: Alrismar de Araújo 4°árbitro:MarcioMendesCabral Assessor: Ivo Gonçalves Cartões amarelos: Cartões vermelhos: Gols: Jorge Luiz 4’/1°T (1-0); Toshiya 15’/1°T (2-0); Toshiya 47’/1°T (3-0); Douglas Tardin 18’/2°T (4-0); Leandrinho 38’/2°T (4-1) Renda R$ 2.390, 00 – Público pagante: 210 Público presente: 330 CERES FRIBURGUENSE4 Afonso Sergio Gomes Cadão Bruno Felipe (Damião) Bidu Pierre (Rômulo Azevedo) Jorge Luiz (Douglas Tardin) Gean Toshyia Romulo Técnico: Luiz Mendonça Léo Flores Betinho (Douglas Silva) Caio Bruno (Hudson) Vaguinho Taylor Alexandre Vitor Castro (Renan) Eudes Leandrinho Luiz Gustavo Técnico: Leandro Ferreira 1 PRÓXIMOS JOGOS Grupo A 21/09: Goytacaz x Macaé (Ary de Oliveira) 22/09: Olaria x Barra da Tijuca (Bariri) Folga: Boavista Grupo B 21/09: Volta Redonda x Cabofriense (Raulino de Oliveira) 21/09: Bonsucesso x Quissamã (Leônidas da Silva) Folga: Duque de Caxias Grupo C 25/09: São Gonçalo x Friburguense (Mauá) 21/09: Ceres x América (João Francisco) Folga: Madureira Grupo D 26/09: Audax Rio x Resende (Moça Bonita) 25/09: Bangu x Nova Iguaçu (Moça Bonita) Folga: Sampaio Corrêa Brasileirão Série A - 23ª Rodada Brasileirão Série B - 24ª Rodada 21 de setembro 18h30: Fluminense x Coritiba (Maracanã) 21h: Vitória x Grêmio (Barradão) 22 de setembro 16h: Botafogo x Bahia (Maracanã) 16h: Corinthians x Cruzeiro (Pacaembu) 16h: Internacional x Portuguesa (Novo Hamburgo) 16h: Goiás x São Paulo (Serra Dourada) 16h: Náutico x Flamengo (Arena Pernambuco) 18h30: Atlético-MG x Vasco (Independência) 18h30: Atlético-PR x Ponte Preta (Vila Capanema) 18h30: Santos x Criciúma (Vila Belmiro) 20 de setembro 19h30 Oeste x América-MG (Amaros) 19h30 Icasa x ASA (Romeirão) 19h30SãoCaetanoxBragantino(AnacletoCampanella) 21h50 Joinville x Avaí (Arena Joinville) 21 de setembro 16h20 Boa Esporte Clube x Ceará (Melão) 16h20 Figueirense x Paraná (Orlando Scarpelli) 16h20 ABC x Chapecoense (Frasqueirão) 16h20 Palmeiras x Sport (Pacaembu) 21h Guaratinguetá x América-RN (Ninho da Garça) 21h Paysandu x Atlético-GO (Curuzu) COPA RIO - CLASSIFICAÇÃO grupo a Pts J V E D GP GC S 12 4 3 3 3 3 6 3 0 3 4 0 0 9 3 6 2 0 1 3 2 1 1 0 2 4 5 -1 0 0 3 3 7 -4 1 0 2 2 4 -2 Boavista Goytacaz Barra da Tijuca Olaria Macaé grupo c Pts J V E D GP GC S 8 4 3 3 3 3 4 4 2 2 2 2 0 7 4 3 1 1 1 6 5 1 1 1 1 4 4 0 0 2 1 1 2 -1 0 2 1 4 7 -3 Madureira Friburguense América São Gonçalo E.C. Ceres grupo b Pts J V E D GP GC S 9 3 4 3 3 3 9 4 1 0 3 0 0 6 0 6 3 0 1 4 3 1 1 1 1 6 2 4 0 1 2 2 5 -3 0 0 3 0 8 -8 Volta Redonda Duque de Caxias Cabofriense Bonsucesso Quissamã grupo d Pts J V E D GP GC S 8 4 3 3 4 4 7 5 4 0 2 2 0 8 4 4 2 1 0 4 2 2 1 2 0 6 4 2 1 1 2 5 7 -2 0 0 4 3 9 -6 Audax Rio Bangu Resende Nova Iguaçu Sampaio Corrêa

×