atividade publicitária do ponto de vista do          profissional de criação
MarketingAtividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos dosconsumidoresatravés de processos de tro...
Publicidade e Propaganda,rigorosamente não significam a mesma coisa.Publicidade deriva de público(do latim publicus) e des...
Esclarecer as necessidades latentes do consumidor;Ampliar o conhecimento da marca;Ampliar o conhecimento do produto;Aperfe...
AGÊNCIA DE PROPAGANDAPlanejamentoCriação:Direção de Arte e RedaçãoNegócios:Mídia e Atendimento (Contatos)Operações:Tráfego...
PERFIL IDEAL DO PROFISSIONAL DEPROPAGANDAAceitação de riscosAprendizado permanenteConfiançaCuriosidadeDisciplinaElaboração...
ÉTICA NA PROPAGANDA E OS CLIENTES(EMPRESAS)1. divulgar informações confidenciais relativas a seus negócios ou planos;2. de...
ÉTICA NA PROPAGANDA E AS AGÊNCIAS1. aliciar empregados de outras agências em número capaz de criar dificuldades aseus serv...
ÉTICA NA PROPAGANDA E O CONSUMIDOR1. divulgar acontecimentos inverídicos, qualidades ou testemunhos não comprovados;atesta...
CASES
Conar proíbe Tim de veicular propaganda na TVna última segunda-feira (13) o Conselho Nacional de AutorregulamentaçãoPublic...
A academia Runner criou um outdoor que perguntava o seguinte:Neste verão, você quer ser sereia ou baleia?Uma mulher enviou...
Conar proíbe anúncio irônicosobre pacificação de favela
CONAR PROIBEPROPAGANDA DA DEVASSAO Conselho Nacional de AutorregulamentaçãoPublicitária (Conar) concedeu nesta segunda-fei...
ANEXO "A" - Bebidas AlcoólicasANEXO "B" - Educação, Cursos,EnsinoANEXO "C" - Empregos e OportunidadesANEXO "D" - Imóveis: ...
Obrigado WAGNER LUIZ SANTOS bywagner@me.com
Etica byw
Etica byw
Etica byw
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Etica byw

410 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Etica byw

  1. 1. atividade publicitária do ponto de vista do profissional de criação
  2. 2. MarketingAtividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos dosconsumidoresatravés de processos de troca.Processo de atrair e manter clientes.Marketing tem a ver com Mercado e Marcas.
  3. 3. Publicidade e Propaganda,rigorosamente não significam a mesma coisa.Publicidade deriva de público(do latim publicus) e designa a qualidade doque é público, significa o ato de vulgarizar, de tornar público um fato, umaideia.Propaganda é definido como a propagação de princípios e teorias.Foi introduzida pelo Papa Clemente VII em 195, quando fundou aCongregação da Propaganda, com a finalidade de propagar a fé católicapelo mundo. Deriva do latim propagare, que significa reproduzir por meiode. "de enterrar o rebento de uma planta" no solo. Isto é propagare. Apropagação de doutrinas religiosas ou princípios políticos de algumpartido.Um bom exemplo é a campanha de combate à dengue.Quando o Governo Federal veicula peças mostrando as formas deprevenção ao mosquito, isso é propaganda. Se a Raid faz omesmo, é publicidade.
  4. 4. Esclarecer as necessidades latentes do consumidor;Ampliar o conhecimento da marca;Ampliar o conhecimento do produto;Aperfeiçoar a imagem de marca;Melhorar a imagem da empresa;Ampliar a preferência de marca.
  5. 5. AGÊNCIA DE PROPAGANDAPlanejamentoCriação:Direção de Arte e RedaçãoNegócios:Mídia e Atendimento (Contatos)Operações:TráfegoProdução de RTVCProdução GráficaAdministrativo:PessoalFaturamentoContabilidade
  6. 6. PERFIL IDEAL DO PROFISSIONAL DEPROPAGANDAAceitação de riscosAprendizado permanenteConfiançaCuriosidadeDisciplinaElaboraçãoOusadiaCoragemFlexibilidadeIntuiçãoMente abertaCapacidade de observaçãoIneditismoPensamento convergentePersistênciaSensibilidade a problemasSensibilidade para oportunidadesSenso de humorTolerância à ambigüidade
  7. 7. ÉTICA NA PROPAGANDA E OS CLIENTES(EMPRESAS)1. divulgar informações confidenciais relativas a seus negócios ou planos;2. debitar-lhes espaços, tempo ou qualquer serviço obtido graciosamente;3. não comprovar as despesas efetuadas;4. deixar de conseguir, em benefício do cliente, as melhores condições epreços.
  8. 8. ÉTICA NA PROPAGANDA E AS AGÊNCIAS1. aliciar empregados de outras agências em número capaz de criar dificuldades aseus serviços;2. reproduzir, embora veladamente, sem a devida autorização, temas publicitários,marcas, músicas, sketches, ilustrações, enredos de rádio, televisão e cinema, deautoria ou propriedade de terceiros;3. difamar concorrentes ou depreciar seus méritos técnicos;4. atribuir, a produtos ou serviços concorrentes, defeitos ou falhas;5. oferecer, em concorrência de caráter especulativo, propaganda elaboradagratuitamente;6. estabelecer concessões que contrariem as normas-padrão para a prestação deseus serviços, de maneira a criar condições de concorrência desleal ouantieconômica;7. financiar, direta ou indiretamente, a propaganda de clientes anunciantes;8. assumir, no todo ou em parte, o salário, o honorário ou pró-labore de pessoas aserviço exclusivo do cliente, o que é forma de amesquinhar, em concorrência desleal,a remuneração dos serviços da agência;9. conceder comissões ou quaisquer compensações a pessoas relacionadas, diretaou indiretamente, com o cliente;10. infringir a cláusula III das Normas-Padrão para prestação de serviços;11. violar estatutos da Associação Brasileira de Agência de Propaganda e os Códigosde Ética .
  9. 9. ÉTICA NA PROPAGANDA E O CONSUMIDOR1. divulgar acontecimentos inverídicos, qualidades ou testemunhos não comprovados;atestar procedência inexata ou garantir preços e condições de pagamento nãoexistentes;2. publicar textos ou ilustrações ofensivos à moral;3. dar idéia falsa de um produto ou serviço, alternando-lhe pormenores, gráfica ouliteralmente;
  10. 10. CASES
  11. 11. Conar proíbe Tim de veicular propaganda na TVna última segunda-feira (13) o Conselho Nacional de AutorregulamentaçãoPublicitária (Conar) proibiu a empresa de veicular comerciais na programação deTV por quatro semanas. O vídeo da campanha de dia dos pais intitulado “Diário deum grávido” desrespeitou os regulamentos da entidade, sendo considerado “depéssimo mau gosto”. Nas últimas semanas, a operadora foi proibida de vendernovos chips de celular em alguns estados brasileiros, e foi denunciada porderrubar propositalmente o sinal de ligações.“Simplesmente não dá pra aceitar. A barba desse cara é ridícula!”, revoltou-se odiretor executivo do Conar, Maurício Couto Sobrinho. “Temos que impor limites,senão daqui a pouco eles começam a usar palhaços anões pelados empropaganda de sabão em pó , declarou.
  12. 12. A academia Runner criou um outdoor que perguntava o seguinte:Neste verão, você quer ser sereia ou baleia?Uma mulher enviou a sua resposta, distribuindo o seguinte e-mail por aí:Baleias estão sempre cercadas de amigos.Baleias têm vida sexual ativa, engravidam e têm filhotinhos fofos. Baleias amamentam.Baleias nadam por aí, singrando os mares e conhecendo lugares legais como as banquisas degelo da Antártida e os recifes de coral da Polinésia.Baleias têm amigos golfinhos. Baleias comem camarão à beça.Baleias esguicham água e brincam muito.Baleias cantam muito bem e têm até CDs gravados. Baleias são enormes e quase não têmpredadores naturais.Baleias são bem resolvidas, lindas e amadas.Sereias não existem. Se existissem viveriam em crise existencial: “Sou um peixe ou um serhumano?”Sereias não têm filhos, pois matam os homens que se encantam com sua beleza. São lindas,porém tristes e sempre solitárias...Runner, querida, prefiro ser baleia!
  13. 13. Conar proíbe anúncio irônicosobre pacificação de favela
  14. 14. CONAR PROIBEPROPAGANDA DA DEVASSAO Conselho Nacional de AutorregulamentaçãoPublicitária (Conar) concedeu nesta segunda-feira(1/03) uma liminar parcial suspendendo a veiculaçãoda campanha da cerveja Devassa Bem Loura, marcaque pertence à Schincariol.Segundo o órgão, foramsuspensos as propagandas na televisão, no rádio,em mídia impressa e na internet, incluindo partes dosite da Devassa Bem Loura.Na quarta-feira (24), oConar havia aberto três processos contra acampanha, com base em representações quequestionam o forte apelo sensual da campanha etambém uma promoção no site da Devassa, que,segundo a entidade, poderia estimular o consumoexcessivo de álcool. Além disso, uma representaçãoda Secretaria Especial dos Direitos da Mulher dizque o site da cerveja desrespeita a figura da mulher,com o uso de imagens sexistas.
  15. 15. ANEXO "A" - Bebidas AlcoólicasANEXO "B" - Educação, Cursos,EnsinoANEXO "C" - Empregos e OportunidadesANEXO "D" - Imóveis: Venda e AluguelANEXO "E" - Investimentos, Empréstimos e Mercado de CapitaisANEXO "F" - Lojas e VarejoANEXO "G" - Médicos, Dentistas, Veterinários, Parteiras,Massagistas, Enfermeiros, Serviços Hospitalares, Paramédicos,Para-hospitalares, Produtos Protéticos e TratamentosANEXO "H" - Alimentos, Refrigerantes, Sucos e BebidasAssemelhadasANEXO "I" - Produtos Farmacêuticos Isentos de PrescriçãoANEXO "J" - Produtos de FumoANEXO "K" - Produtos Inibidores do FumoANEXO "L" - Profissionais LiberaisANEXO "M" - Reembolso Postal ou Vendas pelo CorreioANEXO "N" - Turismo, Viagens, Excursões, HotelariaANEXO "O" - Veículos MotorizadosANEXO "P" - Cervejas e VinhosANEXO "Q" - Testemunhais, Atestados, EndossosANEXO "R" - Defensivos AgrícolasANEXO "S" - Armas de FogoANEXO "T" - Ices e Bebidas AssemelhadasANEXO "U" - Apelos de sustentabilidade
  16. 16. Obrigado WAGNER LUIZ SANTOS bywagner@me.com

×