Web analytics e o Google Analytics - uma visão geral

771 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada ao Google Technologies User Group.
Local: GlobalCode
Data: 28 Abr 2010

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
771
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web analytics e o Google Analytics - uma visão geral

  1. 1. Web Analytics e o Google™ Analytics - uma visão geral 28 de Abril de 2010 Rodrigo Rubio Communication &©2010 – Rodrigo Rubio Marketing Strategy
  2. 2. ©2010 – Rodrigo RubioSobre o palestranteRodrigo Campanini RubioGraduado em Eng. Elétrica pela UNICAMP;Pós Graduado (MBA) em Gestão Empresarial pela FGV;Experiência de mais de 8 anos nas áreas deMarketing, Vendas e BI em mercados B2B eB2C, desenvolveu análises, projetos, produtos e lideroutimes em empresas como Vésper, Embratel, Telefônica eAgência Click para clientes comoCitibank, FIAT, Sadia, Roche, Nextel e Petrobras;Certificado em ferramentas como Google™Analytics, Omniture® SiteCatalyst e WebTrends™ além deexperiência em diversas outras, atualmente prestaconsultoria nas áreas de Marketing e Web Analytics. 2
  3. 3. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  4. 4. ©2010 – Rodrigo RubioO que é “WebAnalytics”? http://www.wordle.net/ 4
  5. 5. ©2010 – Rodrigo RubioSegundo a Web Analytics Association “Web analytics é o processo de medição, coleta, análise e a produção de relatórios de dados de navegação e interação com o objetivo de entender e otimizar o uso dos sites e páginas na Internet.” 5
  6. 6. ©2010 – Rodrigo RubioPor que métricas são importantes? “SHOW ME THE MONEY!” 6
  7. 7. ©2010 – Rodrigo RubioQual a finalidade de ter um PPD*? Avinash Kaushik R.O.I. Retorno do investimento PPD: Ponto de presença digital  web site, comunidade, blog, e-commerce, etc 7
  8. 8. ©2010 – Rodrigo Rubio Web Analytics permite mensurar sucesso e propor melhorias em um ciclo virtuoso Implementação Mensuração Compilação Execução Conversão Análise“In God we trust. Everybody Propostaelse bring the data!” Diagnóstico 8
  9. 9. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  10. 10. ©2010 – Rodrigo RubioComo tudo começou http://acd.ufrj.br/~pbuckup/buckup.htm Este slide já foi visualizado vezes! 10
  11. 11. ©2010 – Rodrigo RubioOs Log Analyzers vieram em seguidaOs log analyzers recolhem informações sobreacesso ao site a partir da leitura dos logs do webserver.Utilizados principalmente para fins técnicos: • avaliar erros; • disponibilidade (up-time); • links quebrados; • latência e time-outs; • compatibilidade com navegadores e plugins. Unidade mínima de mensuração: HITS http://www.fnal.gov/pub/today/images06/LQCD_large.jpg Qualquer requisição de componente de página realizada ao WEB Server 11
  12. 12. ©2010 – Rodrigo RubioE por fim surgiram as ferramentas “tag-based”O uso de tags javascript permitiu obtenção deinformações relevantes sem a necessidade doprocessamento monumental e configuraçãoaltamente complexa dos log analyzers.Foco em informações críticas para o negócio: • origem de tráfego; • tempo de permanência; • rejeição; • funis de navegação; • conversões e metas; http://extraordinarymomsnetwork.files.wordpress.com/2009/02/comfort-cookies.jpg Unidade mínima de mensuração: visitas http://www.fnal.gov/pub/today/images06/LQCD_large.jpg Independente do número de módulos da página carregada 12
  13. 13. ©2010 – Rodrigo Rubio Linha do tempo Contadores Log Javascript Web Analytics Massificação dos Presença(web counters) Logs Analyzers tags Association dados móveis múltipla (PPDs) 91 93 95 97 04 05 07 08 10 Nascimento Consolidação Convergência 13
  14. 14. ©2010 – Rodrigo Rubio Atualmente as principais ferramentas para Web Analytics se baseiam em três padrões tecnológicos Prós Contras Exemplos • Maior disponibilidade de • Demanda altíssimo poder de dados; processamento e • WebLog ExpertLogs • Informações precisas; armazenamento, logo alto custo; • AWStats • Não demanda coding no • Configuração muito complexa • Analog site, logo não impacta para obter dados relevantes. performance; • Segurança dos dados. • Demanda coding no • Alta flexibilidade; site, podendo impactarScripts • Fácil configuração da performance; • Google™ Analytics ferramenta; • Algumas informações são • Yahoo! Analytics • Processamento remoto, leve impossíveis de conseguir; • Omniture® SiteCatalyst e “infinitamente” escalável. • Não funciona em browsers sem suporte a javascript/cookies; • Dados confidenciais remotos.Híbrida • Todas as anteriores! • Todas as anteriores! • Webtrends™ • Urchin 14
  15. 15. ©2010 – Rodrigo RubioE qual é a melhor, afinal? A que atende suas necessidades! 15
  16. 16. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  17. 17. ©2010 – Rodrigo RubioO que é o• Ferramenta de Web Analytics disponibilizadagratuitamente a qualquer usuário Google;• Modelado a partir da tecnologia da UrchinSoftware Corporation, adquirida pelo Google em21 de Abril de 2005;• Detém atualmente o maior Vendor Shareentre todas as ferramentas de Web Analytics(mensuráveis)*;• Ferramenta baseada em tags javascript (firstparty cookies). *Fonte: WASP - http://blog.webanalyticssolutionprofiler.com/ 17
  18. 18. ©2010 – Rodrigo RubioDe volta aos HITS?! Fonte: Google Analytics Blog – Apr,01, 2010 - http://analytics.blogspot.com/2010/04/back-to-hits.html 18
  19. 19. ©2010 – Rodrigo RubioIniciando - como criar sua conta 1/21 Aponte seu navegador para: 2 Faça o login com http://www.google.com.br/analytics/ sua conta Google3 Confirme o serviço 4 Informe os dados de seu site: URL; Nome do Site ; Local e Fuso horário.5 Informe os dados de contato 19
  20. 20. ©2010 – Rodrigo Rubio Iniciando - como criar sua conta 2/2 8 Escolha a política de segurança que mais se aplica ao seu uso6 Aceite os termos de serviço 9 Copie o código fornecido e insira em todas as páginas do seu site imediatamente antes do “</body>”7 Clique em “Edit Settings” 20
  21. 21. ©2010 – Rodrigo Rubio Código GAPadrão • Substitui antigo código “Urchin”; • Posicionado ao fim da página<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" == document.location.protocol) ? "https://ssl." : (imediatamente antes do </body>);"http://www.");document.write(unescape("%3Cscript src=" + gaJsHost + "google-analytics.com/ga.js type=text/javascript%3E%3C/script%3E")); • Versão mais difundida atualmente;</script><script type="text/javascript"> • Ainda é a versão “default” de implantação.try{var pageTracker = _gat._getTracker("UA-XXXXXXX-Y");pageTracker._trackPageview();} catch(err) {}</script> Estável, difundido Contabiliza menos e com grande visitantes por ficar suporte na WEB no fim da páginaAssíncrono<script type="text/javascript"> var _gaq = _gaq || []; _gaq.push([_setAccount, UA-XXXXX-Y]); • Versão alternativa à versão padrão; _gaq.push([_trackPageview]); • Posicionada no início da página (function() { var ga = document.createElement(script); ga.type = (imediatamente antes do </head>);text/javascript; ga.async = true; ga.src = (https: == document.location.protocol ? https://ssl : • Versão otimizada e recomendada.http://www) + .google-analytics.com/ga.js; var s = document.getElementsByTagName(script)[0];s.parentNode.insertBefore(ga, s); })(); Mais Menos testado e</script> leve, novo, flexível exige recoding em e capta dados de sites com a tag forma mais antiga. precisa. 21
  22. 22. ©2010 – Rodrigo RubioEntendendo o código inserido nas páginas<script type="text/javascript">var gaJsHost = (("https:" == document.location.protocol) ?"https://ssl." : "http://www.");document.write(unescape("%3Cscript src=" + gaJsHost + Responsável pela"google-analytics.com/ga.js carga do “ga.js”type=text/javascript%3E%3C/script%3E"));</script><script type="text/javascript">try{var pageTracker = _gat._getTracker("UA-XXXXXXX-Y"); Chamada dopageTracker._trackPageview(); Pageview Tracker} catch(err) {}</script> 22
  23. 23. ©2010 – Rodrigo RubioTestando se o código foi inserido corretamente 1. Utilizar um analizador de HTTP (como HTTPFox ou Firebug); 2. Entrar no site onde o código foi inserido 3. Procurar por chamadas tipo “imagem gif”, com parâmetros contendo a string “utm” (Urchin Tracker Monitor”); 4. O parâmetro “utmac” deve possuir a sintaxe “UA-XXXXXXX-Y”, onde XXXXXXX-Y é seu número de conta único, provido já no código provido. 1234567-1 httpFox - https://addons.mozilla.org/pt-BR/firefox/addon/6647 23
  24. 24. ©2010 – Rodrigo RubioTestando se o código foi inserido corretamente• Se as chamadas estiverem ocorrendosem erros, está ok!• Resultados começam a sercontabilizados a partir da inserção docódigo (imediato);• Compilação dos dados usualmentedisponível a partir de 24h. http://czechmatediary.com/wp-content/uploads/2009/01/pf_1677572_1032_20074210342224-jack-bauer-posters.jpg 24
  25. 25. ©2010 – Rodrigo RubioFinalmente é “hora de brincar”! 1 2 3 1234567-1 4 5 Tela de seleção de contas do Google Analytics 1. Escolha do perfil (se houver mais de um) 2. Escolha do site 3. Dimensão a ser comparada 4. ID da conta (único e deve ser o mesmo da tag) 5. Link para o Dashboard deste perfil 25
  26. 26. ©2010 – Rodrigo Rubio Contas e perfisO Google Analytics suporta, por e-mail Google, a criação de no máximo 25contas e 50 perfis por conta criada.Não há uma regra oficial mas usualmente: • contas se referem a um mesmo site ou cliente; • perfis são segmentações de uma conta que demanda dados separados.Exemplo:Conta: www.jornal.com.brPerfis: Capa Blog do Juca (colunista) Todos os perfis são Blog do Zeca (colunista) consolidados em dados globais Entretenimento da conta, mas podem ser Assinatura (informações e e-commerce) analisados separadamente! Trabalhe conosco ... 26
  27. 27. ©2010 – Rodrigo RubioFiltros e subcontas As segmentações do perfis são realizadas através em subcontas “independentes” ou “espelhadas com filtro”: • Independentes: Contas com dados independentes sob uma conta Global, usualmente um subdomínio ou URL diferente. Ex: www.meusite-blog.com.br vs. www.meusite.com.br • Espelhadas: Monitoram o mesmo domínio de outra conta, porém adicionando ou removendo informações através de filtros. Ex: “Excluir sempre o meu próprio range de IP’s” Filtros são aplicados à informação ANTES do armazenamento dos dados colhidos, logo não é possível desligá-lo para obter dados retroativamente. É recomendado manter sempre um perfil espelhado sem o filtro até que o mesmo se comprove funcional. 27
  28. 28. ©2010 – Rodrigo RubioO Dashboard 1 O Dashboard fornece uma visão 2 3 inicial geral do site antes de análises mais complexas e profundas. É customizável para até 12 módulos. 4 Por padrão o Dashboard contém: 5 1. Perfil sendo visualizado 2. Menu de relatórios 6 7 3. Período da análise 4. Curva da dimensão escolhida (visitas) 5. Dados gerais de uso do site 8 9 6. Visitantes 7. Origem geográfica 8. Fontes de tráfego 9. Páginas mais visitadas 28
  29. 29. ©2010 – Rodrigo RubioAlertas inteligentes(βeta) Permite configurar sensibilidade para identificar mudanças significativas de comportamento ou configurar alarmes customizados a serem disparados por e-mail. 29
  30. 30. ©2010 – Rodrigo RubioPanorama de Visitantes Benchmarking: caso habilitado (exige compartilhamento de informações com o Google) fornece referência de desempenho de outros sites similares. Panorama geral de comportamento dos visitantes do site. Geralmente um bom ponto de partida para iniciar a formulação de hipóteses. 30
  31. 31. ©2010 – Rodrigo RubioOrigem geográfica Infelizmente os IPs nem sempre estão onde “deveriam”... Precisão prejudicada. 31
  32. 32. ©2010 – Rodrigo Rubio Navegadores e S.O.Navegadores Profundidade de cores do Desktop ResoluçãoJava Support Flash Informações técnicas relevantes para avaliar a experiência do usuário no site. 32
  33. 33. ©2010 – Rodrigo RubioFontes de tráfego De onde vem o tráfego? Usuário digita URL; Link de outro site; Busca; • Orgânica • Paga Link de Campanhas. Cada tipo de tráfego demanda análises distintas 33
  34. 34. ©2010 – Rodrigo RubioRelatórios de Tráfego “Buscas pagas” pode ainda ser integrado ao Adwords, gerando mais informações. Buscas internas (no próprio site) são catalogadas em outro relatório por não ser uma fonte de tráfego 34
  35. 35. ©2010 – Rodrigo RubioComo rastrear uma campanha?O Google Analytics possui parâmetros de URL que devem ser passados pararastreamento de campanhas que gerem tráfego ao site: Obrigatório. Use utm_source para identificar a origem (motor de Campaign Source busca, newsletter, site, etc). (utm_source) Exemplo: utm_source=google Obrigatório. Use utm_medium para identificar a forma de veiculação Campaign Medium (e-mail, twitter, banner,busca paga). (utm_medium) Exemplo: utm_medium=cpc Usado apenas em busca paga. Use utm_term pra informar as palavras Campaign Term chave. (utm_term) Example: utm_term=temaki+de+atum Usado para diferenciar versões de anúncios, linhas criativas e testes Campaign Content A/B. (utm_content) Examples: utm_content=sashimi or utm_content=hashis Campaign Name Usado pra identificação da campanha (nome). (utm_campaign) Exemplo: utm_campaign=aniversario_1ano Pra facilitar, use o “Criador de URL” do Google: http://www.google.com/support/analytics/bin/answer.py?hl=br&answer=55578 35
  36. 36. ©2010 – Rodrigo RubioMetasAté 20 metas individuais podem serconfiguradas no Google Analytics, estaspodendo também ser configuradas em 4grupos de 5 “submetas”.Submetas podem constituir os passosnecessários para o cumprimento de umameta maior, como a finalização de umprocesso de compra ou cadastro no site.Dependendo do tipo de meta configuradaé possível inclusive desenhar um “funil deconversões”.Cada meta ou submeta pode aindareceber um valor definido pelo usuário e éútil para cálculos de ROI, engajamento oumedição de efetividade. http://www.magnetsearchmarketing.com/images/funnel.jpg 36
  37. 37. ©2010 – Rodrigo RubioConteúdo Principais Relatórios: • Páginas mais acessadas • Principais páginas de entrada • Principais páginas de saída • Palavras utilizadas para chegar a cada página • Busca interna • Eventos 37
  38. 38. ©2010 – Rodrigo Rubio EventosAlém de páginas o GA também permite monitorar eventos customizados.Usando “_trackEvent” é possível mapear o comportamento do usuário sem inflaros pageviews artificialmente: _trackEvent(category, action, optional_label, optional_value)Um exemplo de uso seria por exemplo a interação com vídeos no site pageTracker._trackEvent(Video, „Reproduzir, „Fazendo_um_Temaki„); pageTracker._trackEvent(Video, „Pausa, „Fazendo_um_Temaki„); pageTracker._trackEvent(Video, „Para, „Fazendo_um_Temaki„, tempo_do_video); pageTracker._trackEvent(Video, „Fim, „Fazendo_um_Temaki„,tempo_do_video);Com estas informações seria possível obter um mapa de como o usuário interage e consome conteúdode vídeo, incluindo tempo de audiência e vídeos mais assistidos.O mesmo é válido para mapear downloads e impressão de documentos, conteúdo em Flash e quaisqueratividades não relacionadas à visualização de páginas convencionais. Limitação: 500 eventos por sessão 38
  39. 39. ©2010 – Rodrigo Rubio Segmentação avançada “Qual o número de Paulistas realmente engajados no site?”1º passo: Definir “paulista realmenteengajado”: Está em São Paulo, SP; E Está retornando ao site; OU Visitou ao menos 3 páginas; OU Ficou ao menos 5 min no site.2º passo: Parametrizar o Google Analytics3º passo: Obter o resultado! 39
  40. 40. ©2010 – Rodrigo RubioRelatórios com Drill-down customizado 40
  41. 41. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  42. 42. ©2010 – Rodrigo RubioMensurando retorno de campanhas OFFLINE1. Informar apenas “site offline” em publicações, TV, rádio;2. Inserir página de redirecionamento no site offline, com tag GA. Manter diretório NÃO INDEXÁVEL via “robots.txt”;3. Preferencialmente configurar direcionamento para site online já com parâmetros de campanha citados anteriormente (utm_source=Globo&utm_medium=TV ou utm_source=Veja&utm_medium=revista);4. Para campanha online manter o site “oficial” da campanha indexável por buscadores e apontado por banners, busca paga e sites de referência. 42
  43. 43. ©2010 – Rodrigo Rubio Mensurando espalhamento em Mídias Sociais1. Nos botões de “compartilhar este conteúdo” de seu site pode-se informar como parâmetro utm_content=user por exemplo. Se o cadastro for necessário, usa-se o user ID;2. Encurtadores de URL (Migre.me, Bit.ly, TinyURL) são excelentes ferramentas para encapsular esses parâmetros de campanha;3. Disparar um EVENTO cada vez que algo for compartilhado usando categoryredesocial, actioncompartilhar, option al_labeluser ou userID.4. Pronto, agora é possível saber quanto conteúdo foi compartilhado, para onde e por quem! 5. Bônus: O link com parâmetros seguirá intacto, permitindo identificar quantas visitas foram trazidas por outros usuários e outras ações de e-CRM! http://www.masternewmedia.org/images/30_cool_wordpress_plugins_content_sharing_id19863341.jpg 43
  44. 44. ©2010 – Rodrigo RubioMuito além da interface...• Por mais atrativa que seja a interface do GA ela é apenas o www.vounojapa.com.br começo da aventura;• A partir do próprio GA, de sua API ou plugins como o “Excelent Analytics” é possível extrair dados brutos para sua planilha e cruzar com quaisquer outros dados do cliente que façam sentido;• Imagine o que dá para fazer se for possível concluir correlações de reclamações ao call-center ao de cancelamento de produtos! Ou de simulações feitas no site que se revertem em vendas. 44
  45. 45. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  46. 46. ©2010 – Rodrigo RubioCertificação Individual: GAIQ GAIQ (Google Analytics Individual Qualification) Anúncio oficial do Google em 01/Mar/2009 46
  47. 47. ©2010 – Rodrigo Rubio Certificação Individual: GAIQGoogle AnalyticsIndividual Qualification• Válida por 18 meses• Administrada eletronicamente• 70 questões de mútipla escolha (inglês)• Nota mínima: 80% de acertos• Valor: $50 USD (por tentativa)Curso online: http://www.google.com/support/conversionuniversity/ (em inglês)Onde prestar o teste? http://google.starttest.com/ 47
  48. 48. ©2010 – Rodrigo Rubio Agenda1. Importância do Web Analytics;2. Um breve histórico do Web Analytics;3. Usando o Google™ Analytics: • O que é o GA • Entendendo e testanto a tag básica • Contas, perfis e filtros; • O “Dashboard”; • Inteligência (Beta) • Informações de visitantes; • Fontes de tráfego, busca orgânica, paga e interna; • Campanhas; • Metas e funis; • Análise de conteúdo; • Segmentação avançada; • Relatórios customizados;4. Exemplos de usos não óbvios; • mensuração de campanha offline; • mensuração campanhas em mídia social; • Além do GA;5. Certificação GAIQ;6. Espaço para dúvidas
  49. 49. ©2010 – Rodrigo RubioDúvidas? 49
  50. 50. ©2010 – Rodrigo RubioSite utilizado para exemplos e análiseswww.vounojapa.com.brBlog com resenhas de diversosrestaurantes japoneses (ênfaseem São Paulo, SP);Categoria “Drink & Food”selecionada no Benchmarkingdo Analytics;Plataforma Google Blogger. 50
  51. 51. WEBLIOGRAFIA 1. Web analytics Association: http://www.webanalyticsassociation.org 2. Wikipedia - Web Analytics: http://pt.wikipedia.org/wiki/Web_analytics 3. Brice Bottégal - Definition and history of web analytics: http://en.bricebottegal.com/definition-history-web-analytics/ 4. The EMG blog - The Very Short History of Web Analytics: http://www.emgblog.com/the-very-short-history-of-web- analytics/ 5. Avinash Kaushik - Occam’s Razor: http://www.kaushik.net/avinash/ 6. Encontro “Por dentro do Google”, Mar/09 com Avinash Kaushik. Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=HlhZpvcf_n0 7. Google buys Urchin Web Analytics: http://www.seroundtable.com/archives/001729.html 8. Omniture acquires Visual Sciences: http://www.grokdotcom.com/2007/10/25/omniture-acquires-visual-sciences/ 9. Google Analytics Support – URL Builder: http://www.google.com/support/analytics/bin/answer.py?hl=br&answer=55578 10. Google Code – Event Tracking: http://code.google.com/intl/pt-BR/apis/analytics/docs/tracking/eventTrackerGuide.html 11. Google Analytics Tracking API Documentation: http://code.google.com/intl/pt-BR/apis/analytics/docs/gaJS/gaJSApi.html 51 Communication &©2010 – Rodrigo Rubio Marketing Strategy
  52. 52. Agradecimentos Ao GTUG-SP pelo convite; à Globalcode pelo espaço cedido; e principalmente à presença e interesse de todos rubio@bunnyconsulting.com @rcrubio http://br.linkedin.com/in/rrubio Communication &©2010 – Rodrigo Rubio Marketing Strategy

×