SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
GIE – Gerência de Inovação Estratégica
DIN – Diretoria de Inovação – OUTUBRO 2015
Mapeamento
do Ecossistema
de Inovação
Rio de Janeiro
Ecossistema de Inovação
Rio de Janeiro
Ecossistema
de Inovação
Rio de Janeiro
GRUPOS DE
ANJO
CROWDFUNDING
ENTIDADES E
GOVERNO
EMPRESAS DE
INCUBADORAS
VENTURE
CAPITAL
ACELERA-
DORAS
Ecossistema de Inovação
Rio de Janeiro
Ecossistema
de Inovação
Rio de Janeiro
GRUPOS DE
ANJO
CROWDFUNDING
ENTIDADES E
GOVERNO
EMPRESAS DE
INCUBADORAS
VENTURE
CAPITAL
ACELERA-
DORAS
Crowdfunding
BENFEITORIA
https://beta.benfeitoria.com/
Um laboratório de experimentos colaborativos
que desenvolve conteúdos e ferramentas para
estimular pessoas e instituições a fazerem parte
de projetos transformadores, de forma simples e
lúdica.
Atuação social em qualquer tema.
Não há comissão obrigatória, o cliente decide o
quanto pagar pelos serviços da plataforma.
Qualquer pessoa poderá contribuir.
81% dos projetos financiados atingiram suas
metas em 2014.
CATARSE
https://www.catarse.me/
O Catarse fornece suporte aos usuários do site e torna
possível que projetos captem recursos de forma ágil e
direta utilizando a internet. Cobram 13% sobre o valor
total quando o projeto atinge ou ultrapassa a meta de
arrecadação. Ficam com cerca de 9% e 4% é
repassado ao Pagar.me, meio de pagamento utilizado
no Catarse. É independente, não tem investidores e
usa código aberto. Qualquer pessoa poderá contribuir.
2031 projetos financiados, 243497 pessoas já
apoiaram pelo menos 1 projeto e R$35 milhões
doados para projetos da plataforma
Crowdfunding
ANGELS CLUB
https://www.angelsclub.com/
O Angels Club é clube privado que, por meio de
uma plataforma facilitadora para a realização de
negócios, permite que empreendedores de todo o
país encontrem investidores para os seus projetos.
Foco: startups, empresas, imobiliários, franquias,
atletas e artistas.
Investidores devem ser associados.
Mais de R$ 200 milhões em negócios
gerados nos últimos 4 anos.
KICKANTE
http://www.kickante.com.br/
O site foi desenvolvido como a mais dinâmica e
completa plataforma brasileira de crowdfunding.
É um movimento coletivo e colaborativo!
Foco em temas relacionados a cultura, causas
sociais e empreendedorismo. Não cobram para
campanhas serem lançadas ou taxas para quem
quer contribuir. Qualquer pessoa poderá
contribuir.
Crowdfunding
Conecta startups e
investidores via plataforma de
investimento online.
Investidores-anjo experientes
podem criar e liderar clubes de
investimento em startups pela
internet.
STARTANDO
https://www.startando.com.br/
O Startando é uma plataforma de
crowdfunding − financiamento coletivo
− para projetos criativos. Foco em
projetos criativos: aplicativos, games,
objetos de design, filmes, livros,
documentários, quadrinhos,
espetáculos etc. Cobram uma taxa de
12% a 15% do montante arrecado.
BROOTA
http://www.broota.com.br/
O Broota é uma plataforma virtual
que permite o contato direto entre
empreendedores que buscam
capital e pessoas que querem
investir em projetos inovadores.
Foco: pequenas e microempresas
Objetivo: ajudar empresas a
levantarem capital semente através
da internet
FUNDACITY
http://www.fundacity.com/
Anjos
A Anjos do Brasil é uma organização sem fins
lucrativos criada com o objetivo de fomentar o
crescimento do investimento anjo para apoio
ao empreendedorismo de inovação. É uma
rede de apoio ao:
- investimento-anjo no Brasil
- empreendedorismos de inovação
- disseminação de conhecimento que dão
suporte aos dois perfis acima
Atuação: ações institucionais para disseminar
cultura de investimento-anjo e
empreendedorismo
ANJOS DO BRASIL
http://www.anjosdobrasil.net/
TI ANGELS conta com o apoio de ASSESPRO-RJ,
ENDEAVOR Brasil, SEBRAE, PUC-Rio e ACRJ -
Associação Comercial do Rio de Janeiro, entre outras
organizações que compõem o ecossistema
empreendedor brasileiro. Em parceria com essas
organizações, TI ANGELS promove, com frequencia,
eventos gratuitos para capacitar empreendedores a
fim de melhor formatar seu projeto e, assim,
aumentar suas chances de sucesso.
Foco: projetos de TI
Oferecem aporte de recursos financeiros,
conhecimento, networking e estrutura
TIANGELS
http://www.tiangels.com.br/
Anjos
A Gávea Angels é uma associação privada, sem fins
lucrativos, constituída por um número limitado de associados,
pessoas físicas e jurídicas, com o propósito de promover o
desenvolvimento de empresas nascentes localizadas,
geograficamente, dentro de uma circunferência com raio de
200 km., tendo como centro a cidade do Rio de Janeiro. A
Organização tem por objetivo facilitar o acesso dessas
empresas aos capitais financeiro e humano de que
necessitam em sua fase inicial de crescimento. Fazem apenas
o matchmaking entre investidor e empresa nascente.
Mais de 600 propostas analisadas desde 2012
GÁVEA ANGELS
http://www.gaveaangels.org.br/
Entidades e Governo
O Serviço Brasileiro de Apoio às
Micro e Pequenas Empresas
(Sebrae) é uma entidade privada
sem fins lucrativos. É um agente
de capacitação e de promoção
do desenvolvimento, criado para
dar apoio aos pequenos
negócios de todo o país.
O Banco Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social (BNDES) é uma
empresa pública federal, com sede no
Rio de Janeiro, e cujo principal objetivo
é financiar de longo prazo a realização
de investimentos em todos os
segmentos da economia, de âmbito
social, regional e ambiental.
BNDES
http://www.bndes.gov.br/
SEBRAE
http://www.sebrae.com.br/
FINEP
http://www.finep.gov.br/
A Financiadora de Estudos e
Projetos (FINEP), é uma empresa
pública brasileira de fomento
à ciência, tecnologia e inovação em
empresas, universidades, institutos
tecnológicos e outras instituições
públicas ou privadas, sediada no Rio
de Janeiro. A empresa é vinculada
ao Ministério da Ciência e
Tecnologia e Inovação.
Entidades e Governo
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA
DE STARTUPS
http://www.abstartups.com.br/
A Associação Brasileira de Startups
(ABStartups), fundada em 2011, é uma
organização sem fins lucrativos de
representação as startups brasileiras. Possuem
uma base de dados com cerca de 3.700
startups e mais de 20.000
empreendedores de todos os estados
brasileiros, que participam de projetos e eventos
focados em aumentar a competitividade
globalmente.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRIVATE
EQUITY E VENTURE CAPITAL
http://www.abvcap.com.br/
Entidade sem fins lucrativos em atividade desde o ano
2000, que visa o desenvolvimento da atividade de
investimento de longo prazo no País, nas modalidades
abrangidas pelos conceitos de private equity, venture e
seed capital. Como entidade representativa da indústria de
capital empreendedor, a ABVCAP defende os interesses
dos integrantes da indústria junto a instituições públicas e
privadas, nacionais e estrangeiras, em busca de políticas
públicas cada vez mais favoráveis ao fomento desses
investimentos no País. Sua base de dados tem cerca de
3.700 startups e mais de 20.000
empreendedores de todos os estados brasileiros,
sendo 325 startups do RJ
A Endeavor existe para multiplicar o número de
empreendedores de alto crescimento e criar um ambiente
de negócios melhor para o Brasil. Por isso, selecionam e
apoiam os melhores empreendedores, compartilham
suas histórias e aprendizados, e promovem estudos para
entender e direcionar o ecossistema empreendedor no
país. Organização sem fins lucrativos para dar suporte e
incentivo ao emrpeendedorismo.
128 empreendedores Endeavor, 72
empresas apoiadas ativamente, R$3,9
bilhões de faturamento, 2 milhões de
visitantes no portal de educação e 70 mil
pessoas impactadas pelos estudos da Endeavor
O Start-Up Brasil, Programa Nacional de Aceleração de
Startups, é uma iniciativa do governo federal, criado pelo
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com
gestão da Softex, em parceria com aceleradoras, para
apoiar as empresas nascentes de base tecnológica, as
startups.
Lançam 2 editais por ano para credenciar aceleradoras e
selecionar startups para o programa de aceleração.
A rede conta com 17 aceleradoras e mais de
50 parceiros públicos-privados; 4 turmas,
183 startups apoiadas, 17 estados
brasileiros e 13 países
Entidades e Governo
ENDEAVOR
https://endeavor.org.br/
START-UP BRASIL
http://startupbrasil.org.br/
Associação Nacional de Entidades Promotoras de
Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de
300 associados, entre incubadoras de empresas,
parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa,
órgãos públicos e outras entidades ligadas ao
empreendedorismo e à inovação. Atua por meio da
promoção de atividades de capacitação, articulação de
políticas públicas, geração e disseminação de
conhecimentos. A trajetória da Anprotec está diretamente
ligada ao desenvolvimento de incubadoras de empresas
e parques tecnológicos brasileiros. Atualmente, o Brasil
conta com 400 incubadoras de empresas e cerca de 90
iniciativas de parques tecnológicos.
Entidades e Governo
ANPROTEC
anprotec.org.br
Incubadoras
INCUBADORA DE EMPRESAS
DE TECNOLOGIA
(IETEC - Cefet/RJ)
http://www.incubadora.cefet-rj.br/
É um mecanismo de extensão do Centro Federal
de Educação Tecnológica Celso Suckow da
Fonseca – CEFET/RJ destinado a apoiar
empreendimentos nascentes inovadores de base
tecnológica. A IETEC-CEFET/RJ possui um
ambiente físico que se destina a abrigar negócios e
projetos que necessitem de um desenvolvimento
tecnológico, de formação empreendedora e de
estruturação gerencial. Constitui, assim, um meio
inovador que gera condições para aumentar as
chances de sobrevivência, crescimento e
consolidação de microempresas inovadoras.’
INCUBADORA
INICIATIVA JOVEM
http://www.iniciativajovem.org.br/
O Iniciativa Jovem é um programa de
empreendedorismo que oferece suporte e estrutura
para que jovens de 18 a 30 anos desenvolvam seus
próprios negócios. Foi lançado em outubro de 2001, no
Rio de Janeiro, adaptado do programa LiveWire, uma
iniciativa mundial do Grupo Shell presente em 15
países e que já deu suporte a mais de 9 milhões
de negócios. No Brasil, o Programa Iniciativa
Jovem foi desenvolvido e é operado pela Dialog e
possui como objetivos principais: inserção social do
jovem com perfil empreendedor, geração de trabalho e
renda e irradiação da cultura do empreendedorismo
sustentável.
Incubadoras
EXPERIMENTAL
AD/VENTURE
PARTICIPAÇÕES LTDA
http://experimental.cc/
A Experimental lidera e articula uma rede
de consultores de negócios e empresas
criativas que atuam em segmentos
distintos, porém complementares. Seu
papel é atender demandas de
empreendedores que desejam aumentar
sua eficiência, tomar decisões técnicas,
organizar, gerir e/ou inovar em seu
negócio, e precisam de ajuda.
FUNDAÇÃO BIO-RIO
http://www.biorio.org.br
O Pólo BIO-RIO possui uma área total
de 116 mil m² de Parque Tecnológico,
cercada e com vigilância 24 horas; onde
uma área de 2.500 m² é destinada à
incubação de empresas, que hoje abriga
um total de 10 empresas
incubadas. A Incubadora de
Empresa é um ambiente planejado e
protegido, propício para o
desenvolvimento de micro e pequenas
empresas, interessadas em investir em
novos projetos na área de Biotecnologia e
setores afins.
INTEC CABO
FRIO –
INCUBADORA
MUNICIPAL
TECNOLÓGICA
DE EMPRESAS
Incubadoras
INCUBADORA
TECNOLÓGICA GÊNESIS
http://www.genesis.puc-rio.br/
O Instituto Gênesis é uma unidade
complementar da PUC-Rio, com o objetivo de
transferir conhecimento da Universidade para
a sociedade, por meio da formação de
empreendedores e da geração de
empreendimentos inovadores de sucesso,
contribuindo assim para a inclusão social, a
preservação da cultura nacional e melhoria da
qualidade de vida da região onde está
inserido. 11 empresas incubadas,
18 pré-incubadas, 60
graduadas, 56 satélites, R$755
milhões de faturamento total
INCUBADORA DE EMPRESAS
DA COPPE/UFRJ
http://www.incubadora.coppe.ufrj.br/
Fundada em 1994, a Incubadora de Empresas
da COPPE/UFRJ é um ambiente
especialmente projetado para estimular a
criação de novas empresas baseadas no
conhecimento tecnológico gerado em grupos
de pesquisa localizados na UFRJ. Esse
ambiente proporciona o desenvolvimento de
empresas que ofertam produtos e serviços
com conteúdo inovador e de alto valor
agregado. Em 2014, as empresas da
Incubadora alcançaram um faturamento
de R$ 289 milhões.
Incubadoras
INCUBADORA TECNOLÓGICA
DE COOPERATIVAS
POPULARES DA COPPE/UFRJ
http://www.itcp.coppe.ufrj.br/
A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP)
é um programa de extensão universitária do Instituto Alberto
Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia
(COPPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Em 1995, a ITCP foi concebida como um centro de
tecnologia que tornaria disponíveis os conhecimentos e os
recursos acumulados na universidade pública para gerar, por
meio do suporte à formação e desenvolvimento (incubação)
de empreendimentos solidários auto gestionários,
alternativas de trabalho, renda e cidadania para indivíduos e
grupos em situação de vulnerabilidade social e econômica.
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE BASE
TECNOLÓGICA DO
INSTITUTO POLITÉCNICO
DA UERJ – IEBTEC (NOVA
FRIBURGO)
http://www.nd2tec.iprj.uerj.br/
Empreendimentos de base tecnológica,
com ênfase nos setores Têxtil/Confexão,
Metal-Mecânico, Turismo, Agronegócios
Incubadoras
INCUBADORA DE EMPRESAS
DE BASE TECNOLÓGICA EM
AGRONEGÓCIOS DO
INSTITUTO DE TECNOLOGIA
DA UFRRJ – INEAGRO
(Seropédica)
http://www.ufrrj.br/ineagro/
Incubadora voltada para Agronegócios, que
tenham um compromisso permanente com a
inovação tecnológica, com o meio ambiente e
com a qualidade de vida, utilizando o
conhecimento científico, tecnológico, empresarial
e cultural gerado na UFRRJ.
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE BASE
TECNOLÓGICA DA UFF
http://www.incubadora.uff.br/
A Incubadora de Empresas da UFF tem como
principal objetivo gerar e estabelecer um tecido
empresarial, capaz de interagir com atividades de
pesquisa e desenvolvimento da própria Universidade.
A Divisão de Incubadora de Empresas compõe a
estrutura da Agência de Inovação da UFF (Agir),
órgão responsável por gerir a política de inovação da
Universidade. Juntamente com esta divisão há ainda
outras três, a saber: Divisão de Articulação
Acadêmica; Divisão de Capacitação e Difusão e o
Escritório de Transferência do Conhecimento.
Incubadoras
SEÇÃO DE PARCERIAS
TECNOLÓGICAS – INCUBADORA DO
INT
https://www.int.gov.br/incubadora-de-empresas/empresas-graduadas
O Instituto Nacional de Tecnologia (INT) através da sua
Seção de Transferência e Cooperação Tecnológicas, oferece
as condições e facilidades necessárias para o crescimento de
novas empresas e negócios, estimulando o empreende-
dorismo e oferecendo apoio estratégico durante os primeiros
anos de existência da empresa. A Incubadora INT de
Empresas de Base Tecnológica ou Incubadora INT, por meio
do Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT, estimula a criação
de novos negócios pautados no desenvolvimento de
tecnologias inovadoras. Com base no empreendedorismo, o
Núcleo incentiva a formação de empresas de base
tecnológica utilizando-se de produtos e pesquisas gerados no
Instituto ou que se relacionem fortemente com as áreas de
atuação do INT.
INCUBADORA DE
EMPRESAS DO
INMETRO
http://www.inmetro.gov.br/apls/incubadora.asp
A Incubadora de Empresas do
Inmetro é um ambiente voltado à
inovação tecnológica e diferencia-se
por estar inserida no Campus
Laboratorial do Inmetro.
Incubadoras
INSTITUTO VITAL BRASIL
http://www.ivb.rj.gov.br/
Em 2011, foi inaugurada a sede da Biotec, incubadora
do Instituto Vital Brazil. Sua estrutura permite a
formação de micro e pequenas empresas participantes
do desenvolvimento socioeconômico, na medida em que
essas apresentam sua potencialidade, sendo capazes
de induzir o surgimento de unidades produtivas no setor
de biotecnologia e contribuir para a geração de grande
parte da produção industrial do país.
Com este objetivo, além dos processos de incubação
das empresas, a incubadora busca atuar com um
modelo de financiamento de empreendimentos
nascentes por meio de uma empresa de participações,
solucionando as dificuldades de auto sustentabilidade
financeira da incubadora e das incubadas.
REDETEC - Rede de
Tecnologia e Inovação
http://www.redetec.org.br/
A Rede de Tecnologia e Inovação é uma associação, de
fins não lucrativos, que reúne 53 das
principais universidades, centros de
pesquisa e instituições de fomento do
estado do Rio de Janeiro. A Redetec estimula, fomenta,
apoia e mobiliza os diversos segmentos da sociedade e
dos poderes públicos, em toda e qualquer atividade, que
promova: a pesquisa, o desenvolvimento e a
implantação de inovações tecnológicas, científicas e
culturais realizadas tanto no Rio de Janeiro quanto no
país. Equivale dizer que a Redetec aproxima as
empresas de suas associadas, visando ao
desenvolvimento socioeconômico e tecnológico do
estado do Rio de Janeiro.
Incubadoras
INCUBADORA DE
EMPRESAS E NEGÓCIOS
(INCEN-RIO)
http://www.institutolatinoamericano.org.br/incenrio.php
A INCEN-RIO é a Incubadora de
Empresas e Negócios mantida pelo
Instituto Latino Americano - ILA. Sua
atuação está focada em apoiar
empreendedores em fase de pré-
incubação, instalar empresas através
do sistema de incubação presencial e
spin off e auxiliar empresas
associadas na consecução de seus
objetivos.
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE BASE
TECNOLÓGICA DO
EXÉRCITO BRASILEIRO
(IETEX)
Instituição vinculada ao Instituto de Fomento e
Inovação Exército Brasileiro (IFIEx). Possui
foco no fomento do desenvolvimento industrial
voltado para a área de Defesa.
Incubadoras
INCUBADORA DE
COOPERATIVAS DE
MACAÉ
INCUBADORA AFRO
BRASILEIRA
ia.org.br/
A Incubadora Afro Brasileira é a primeira incubadora de
empresas com uma abordagem étnica no Brasil e tem como
objetivo desenvolver o papel econômico da população negra
através da implementação de “Planos de Negócios”. A
Incubadora Afro Brasileira oferece quatro 4 tipos de
prestação de serviços gratuitos: Formação em Gestão,
Consultoria (economia, direito, contabilidade, marketing,
finanças, etc); Apoio Logístico (feiras e infra-estrutura de
eventos, stands de montagem, etc) e de Assistência técnica
(visitas ao empreendimentos para ajudar o empreendedor a
colocar o seu “Plano de Negócio” em prática).
Incubadoras
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE BASE
TECNOLÓGICA DO LNCC
http://www.incubadora.lncc.br/
A Incubadora LNCC tem como missão transformar
conhecimentos em novos produtos, serviços e
processos, incentivando a inovação tecnológica,
inserindo-os no mercado nacional e internacional.
Promove a associação entre pesquisadores e
empreendedores, a criação de pequenas empresas
de base tecnológica e incuba projetos nas áreas de
tecnologia da informação e simulação de sistemas
complexos.
TEC CAMPOS –
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE BASE
TECNOLÓGICA DE CAMPOS
http://www.teccampos.com.br/
Criada em 2008, a TEC CAMPOS é a primeira
Incubadora de Empresas do Norte Fluminense. Nasceu
da parceria da UENF e IFF com as primeiras
instituições da região comprometidas com o
desenvolvimento regional, como: FUNDENOR,
FUNDAÇÂO PRÓ-IFF, UFF, FENORTE, SEBRAE,
ACIC, FIRJAN e PMCG. É uma Incubadora de
desenvolvimento regional, que abriga empreendimentos
de base tecnológica e de base tradicional com ênfase
em inovação, visando torná-los mais competitivos.
Incubadoras
ORIGEM
INCUBADORA DE
EMPRESAS
INOVADORAS
Instituição vinculada ao Instituto
Politécnico/Campus Regional da UERJ,
Nova Friburgo
INCUBADORA DE EMPRESAS SUL
FLUMINENSE
http://www.fat.uerj.br/incubadora.htm
A Incubadora de Empresas Sul Fluminense deu início às suas
atividades no final de 2009 com a atribuição de: contribuir para a
formação de cultura empreendedora na Região Sul Fluminense;
transformar os resultados de pesquisa em empreendimentos; apoiar a
modernização e geração de pequenas e médias empresas que
agreguem inovação à cadeia produtiva local; e, o desenvolvimento de
iniciativas produtivas que associem vocações locais e potencialidades
do mercado na geração de emprego e renda. Assim, gerada como uma
incubadora de empresas voltada ao desenvolvimento local, a Sul
Fluminense está com sua atividade focada nas necessidades da cadeia
produtiva local e desenvolvimento de arranjos produtivos (APL’s), tendo
como segmentos prioritários o metal-mecânico, químico, automotivo,
siderurgia, energia nuclear, turismo, meio ambiente e logística, não
excluindo, porém no seu processo seletivo, os projetos inovadores e
intensivos em capital intelectual e tecnologia em todas as áreas do
conhecimento, que se adequem em pesquisa e desenvolvimento ao
perfil da Incubadora
Incubadoras
INCUBADORA DE
EMPRESAS DE DESIGN
ESDI/UERJ
Instituição vinculada à Escola Superior de
Desenho Industrial (Esdi/UERJ).
Foco e setores de atuação: Projetos e
empreendimentos com foco em design (desenho
industrial). Oferece os seguintes serviços:
espaço individual com um computador e acesso
à Internet, espaço de reuniões compartilhado,
apoio administrativo (cópia, impressão, telefone e
fax), capacitação gerencial por meio de cursos,
consultorias especializadas e acompanhamento.
INCUBADORA DE EMPRESAS
PHOENIX
http://www.phoenix.eng.uerj.br/
A Incubadora PHOENIX, da Faculdade de Engenharia da
UERJ, foi criada em 01 de julho de 2003. É uma incubadora
de base tecnológica, com foco principal de atuação em
Energias Renováveis e TIC (Tecnologia de Informação e
Comunicação). Todavia, projetos de outras áreas, de
empreendedores com perfil inovador, poderão também ser
acolhidos, desde que sejam de interesse da comunidade
acadêmica da UERJ.
Incubadoras
INCUBADORA DE
EMPRESAS UVA
http://www.uva.br/ne/incubadora_empresas.html
Atendendo às demandas de seu entorno e
principalmente as oriundas da comunidade acadêmica, a
Incubadora de Empresas UVA é a unidade que atua
como suporte e fortalecimento de negócios inovadores.
O objetivo maior é a contribuição ao desenvolvimento
socioeconômico e favorecimento das competências
regionais da Cidade e do Estado, através do incentivo ao
empreendedorismo em três principais áreas: Indústria
Criativa e Turismo - Design (Moda, Joias, Carnaval,
Interiores, Produto, etc), Economia da Cultura e Turismo
Receptivo; Tecnologia - TIC (Tecnologia da Informação e
Comunicação) e Energia; Sustentabilidade -
Empreendimentos de Economia Solidária, Tecnologia
Social Ambiental.
Venture Capital
Iniciaram suas atividades
operacionais em 2010, como
uma empresa não financeira,
com o objetivo de atuar
exclusivamente como gestora
de recursos de terceiros. Seu
foco de atuação é a gestão de
investimentos de Private
Equity e Venture Capital.
Empresa de capital de risco com
foco exclusivo em educação,
incluindo tecnologia e educação.
Investem em empreendedores de
alto potencial com o duplo
objetivo de gerar impacto relevante
na educação e obter retornos
financeiros atrativos.
GERA VENTURES
CAPITAL
http://www.geraventure.com.br/pt/
NOVA
INVESTIMENTOS
http://www.novainv.com.br/GRID
INVESTIMENTS
http://www.grid-invest.com/
A GRID Investments é uma
empresa de Seed e Venture Capital
que investe em empresas e
empreendedores de alto impacto,
alto potencial e desempenho acima
da média.
IDEIASNET
http://www.ideiasnet.com.br/
A Ideiasnet iniciou operações como empresa de
investimentos em projetos de Internet em 2000, ano
em que abriu seu capital na Bovespa. Hoje, a
companhia se posiciona como uma venture capital
de tecnologia no Brasil e na América Latina,
participando ativamente de todos os estágios de
desenvolvimento de suas investidas. É uma gestora
de investimentos focada em empresas de tecnologia
com rápido crescimento nas áreas de E-commerce,
Education Tech, Health Tech, Digital Commerce,
Digital Media, SaaS - Software as a Service e
Mobilidade
Venture Capital
VENTURE
INVESTIMENTOS
http://ventureinvest.com.br/
Gestora de recursos que tem como
objetivo oferecer aos seus clientes
um produto que proporcione uma
renda periódica associada à
atualização do capital inicial
investido. Atualmente, dedica-se
integralmente a aplicar sua filosofia
de investimentos ao Fundo de
Ações VENTURE DIVIDEND FIA,
procurando ser o mais abrangente
possível na análise das empresas.
Venture Capital
ANTERA GESTÃO DE
RECURSOS SA
http://www.anteragr.com.br/
Fundada em 2005 para preencher uma lacuna de capital
semente na jovem indústria brasileira de capital de risco, a
empresa se dedica a identificar e apoiar empresas jovens
que possuam excelência tecnológica e elevado potencial
de crescimento, tanto nos mercados nacional e
internacionais. A Antera é atualmente co-gestora do maior
fundo de capital semente na America Latina, o Criatec I, e
já realizou 36 investimentos em setores que vão
da energia renovável e tecnologias limpas, a biotecnologia
e ciências da vida, a agronegócios e tecnologia da
informação.
Aceleradoras
A 21212 é uma aceleradora de startups digitais há 3 anos em
operação com sede no Rio de Janeiro e em Nova Iorque. A equipe da
aceleradora é constituída por 15 distribuídos nas áreas de Negócios,
Produto, Tecnologia, Talentos, Financeira e Jurídica, além de uma
rede de mais de 40 mentores de diversos países. Todo esse trabalho
rendeu à aceleradora 31 empresas aceleradas, das quais
15 já receberam investimentos que totalizam R$ 25 milhões.
Durante o processo de aceleração, as startups recebem até R$ 50 mil
de capital, além de o equivalente a R$ 250 mil em serviços oferecidos
pelas 25 empresas parceiras da 21212. Atualmente, as atividades de
aceleração para novas startups estão CONGELADAS. Atuação
apenas nas startups que já estavam sendo aceleradas. Para os novos
empreendedores, está sendo usada a
21212 Academy - Plataforma online de acesso gratuito ao
conhecimento da 21212.
21212
http://21212.com/
PAPAYA VENTURE
http://papayaventures.com/
Aceleradora temática de startups, baseada
na cidade do Rio de Janeiro. Para cada
programa de aceleração, que tem a
duração de 6 meses, é selecionado um
novo tema, com base em tendências de
negócios, consumo e tecnologia. Esse
formato permite customizar o programa
incluindo workshops e mentores
específicos. Ao longo programa de
aceleração, os empreendedores são
imersos em diversas metodologias como
“design thinking” e “user experience”.
Investimento: R$ 20 mil em dinheiro e
R$100 mil em serviços e a aceleradora
pega 10% de equity por empresa
Aceleradoras
OUTSOURCE BRAZIL
http://outsourcebrazil.com.br/
Foco: empresas e startups de TI com foco em B2B,
Educacional, Cultural/Social, Cidadania e projetos
internacionais. Iníciou suas operações em 2008,
mas é atuante desde 1991.
Objetivo: internacionalização e aceleração de
empresas e startups de TI. É patrocinado pelo
Ministério de Ciência e Tecnologia.
Baseado nessa experiência, trabalhando com
empresas de TI, foi desenvolvida uma metodologia
diferenciada de aceleração para Startups. Busca
empresas com foco em B2B, Educacional,
cultural/Social, Cidadania e projetos internacionais
com um nível de maturidade mínimo que tenha
possibiliade de tracionar dentro de um prazo
máximo de 12 meses.
PIPA
http://pipa.vc/
A Pipa capacita empreendedores que queiram mudar o
mundo através dos negócios e que estejam
comprometidos a construir empresas com impacto
positivo no mundo, através do programa de aceleração de
empresas capazes de gerar retorno financeiro, social e
ambiental. Além disso, a Pipa é parte do Global
Accelerator Network, iniciativa criada pela TechStars e a
Casa Branca para apoiar as principais aceleradoras que
desenvolvem empresas que podem transformar o mundo.
Foco: empresas com negócios que gerem valor
financeiro, social e ambiental (valor compartilhado).
Áreas de atuação: meio ambiente, negócios que
devolvem o poder às pessoas (power to the crowd) e
desenvolvimento humano.
Aceleradoras
ACELERA PARTNERS
http://www.acelerapartners.com.br/
A Acelera Partners é uma holding de investimentos em
startups de base tecnológica e foi criada como uma rede
de aceleradoras com o propósito de promover a cultura da
inovação e do empreendedorismo no Brasil. Ainda, busca
apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas
inovadoras com alto potencial de crescimento, não apenas
no mercado nacional, mas também global.
Foco: empresas de base tecnológicas na fase de pós-
aceleração.
Objetivo: desenvolver e fortalecer a gestão das startups
para prepará-las para rodadas subsequentes de
investimento junto a fundos de capital de risco brasileiros
e/ou internacionais, além de ajudar a iniciar o processo de
globalização, quando aplicável.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Criando uma cultura de inovação
Criando uma cultura de inovaçãoCriando uma cultura de inovação
Criando uma cultura de inovaçãoAdriana Fontenele
 
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação PROF YOGUI, R
 
Apresentação de Design Thinking
Apresentação de Design ThinkingApresentação de Design Thinking
Apresentação de Design Thinkingbaufaker
 
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de Inovacao
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de InovacaoGestao da Inovacao - Processo e Projeto de Inovacao
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de InovacaoKenneth Corrêa
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeLevi Tancredo
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovaçãogmktipam
 
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoPalestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoElvis Fusco
 
Ferramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaFerramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaInventta
 
Transformação digital
Transformação digitalTransformação digital
Transformação digitalNei Grando
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaMacroplan
 
Gestão de Projetos Hibrida
Gestão de Projetos HibridaGestão de Projetos Hibrida
Gestão de Projetos HibridaAragon Vieira
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking   Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking Priscila Machado
 

Mais procurados (20)

Criando uma cultura de inovação
Criando uma cultura de inovaçãoCriando uma cultura de inovação
Criando uma cultura de inovação
 
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação Framework de Inovação (e Roadmap)  para Gestão Estratégica da Inovação
Framework de Inovação (e Roadmap) para Gestão Estratégica da Inovação
 
Apresentação de Design Thinking
Apresentação de Design ThinkingApresentação de Design Thinking
Apresentação de Design Thinking
 
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de Inovacao
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de InovacaoGestao da Inovacao - Processo e Projeto de Inovacao
Gestao da Inovacao - Processo e Projeto de Inovacao
 
Gestão da Inovação na Prática 5 anos (2009-2014)
Gestão da Inovação na Prática 5 anos (2009-2014)Gestão da Inovação na Prática 5 anos (2009-2014)
Gestão da Inovação na Prática 5 anos (2009-2014)
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de InovaçãoPalestra sobre Ecossistemas de Inovação
Palestra sobre Ecossistemas de Inovação
 
Governança da inovação
Governança da inovaçãoGovernança da inovação
Governança da inovação
 
Design thinking
Design thinkingDesign thinking
Design thinking
 
Ferramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaFerramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação aberta
 
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentesInovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes
 
Design Thinking (simplificado)
Design Thinking (simplificado)Design Thinking (simplificado)
Design Thinking (simplificado)
 
Transformação digital
Transformação digitalTransformação digital
Transformação digital
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
 
Pitch Startup Weekend
Pitch Startup WeekendPitch Startup Weekend
Pitch Startup Weekend
 
Planejamento Estratégico da Inovação
Planejamento Estratégico da InovaçãoPlanejamento Estratégico da Inovação
Planejamento Estratégico da Inovação
 
Gestão de Projetos Hibrida
Gestão de Projetos HibridaGestão de Projetos Hibrida
Gestão de Projetos Hibrida
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking   Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
 
Palestra Inovação e Criatividade
Palestra Inovação e CriatividadePalestra Inovação e Criatividade
Palestra Inovação e Criatividade
 

Destaque

Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...
Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...
Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...WeNova Consulting
 
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro WeNova Consulting
 
Gestão da Inovação na Indústria - Industry Innovation
Gestão da Inovação na Indústria - Industry InnovationGestão da Inovação na Indústria - Industry Innovation
Gestão da Inovação na Indústria - Industry InnovationWeNova Consulting
 
Inovação e Empreendedorismo
Inovação e EmpreendedorismoInovação e Empreendedorismo
Inovação e EmpreendedorismoWeNova Consulting
 
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010WeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESWeNova Consulting
 
القبعات السته
القبعات الستهالقبعات السته
القبعات الستهamr hassaan
 
A comunidade de startups catarinense
A comunidade de startups catarinenseA comunidade de startups catarinense
A comunidade de startups catarinenseAlexandre Souza
 
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silva
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silvaSeminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silva
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silvaAlex Silva
 
Como implantar o sistema de inovação incremental
Como implantar o sistema de inovação incrementalComo implantar o sistema de inovação incremental
Como implantar o sistema de inovação incrementalvilagemp
 
Road Show BlackBerry Claro
Road Show BlackBerry ClaroRoad Show BlackBerry Claro
Road Show BlackBerry Claroguest39cbd9b6
 
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazer
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazerPesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazer
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazerMaria Fernanda Hosken
 
Guia docente completo_indexado
Guia docente completo_indexadoGuia docente completo_indexado
Guia docente completo_indexadobrolezi
 
Desafios e Oportunidades para Competitividade e Inovação
Desafios e Oportunidades para Competitividade e InovaçãoDesafios e Oportunidades para Competitividade e Inovação
Desafios e Oportunidades para Competitividade e InovaçãoWeNova Consulting
 
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete PaísesEstratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete PaísesLuis Nassif
 
Codigo etica
Codigo eticaCodigo etica
Codigo eticaSesc Rio
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieRafaella Cavalca
 
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...Allagi Open Innovation Services
 
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11Allagi Open Innovation Services
 

Destaque (20)

Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...
Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...
Mapeamento das incubadoras parques tecnológicos e polos industriais do rio de...
 
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro
Innovation Ecosystem - Rio de Janeiro
 
Gestão da Inovação na Indústria - Industry Innovation
Gestão da Inovação na Indústria - Industry InnovationGestão da Inovação na Indústria - Industry Innovation
Gestão da Inovação na Indústria - Industry Innovation
 
Inovação e Empreendedorismo
Inovação e EmpreendedorismoInovação e Empreendedorismo
Inovação e Empreendedorismo
 
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010
Logempresarial armazenagem e embalagem rev2010
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
 
القبعات السته
القبعات الستهالقبعات السته
القبعات السته
 
A comunidade de startups catarinense
A comunidade de startups catarinenseA comunidade de startups catarinense
A comunidade de startups catarinense
 
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silva
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silvaSeminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silva
Seminario Empreendedorismo_prof jair_alex_silva
 
Como implantar o sistema de inovação incremental
Como implantar o sistema de inovação incrementalComo implantar o sistema de inovação incremental
Como implantar o sistema de inovação incremental
 
Python & inovação
Python & inovaçãoPython & inovação
Python & inovação
 
Road Show BlackBerry Claro
Road Show BlackBerry ClaroRoad Show BlackBerry Claro
Road Show BlackBerry Claro
 
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazer
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazerPesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazer
Pesquisa em Propriedade Intelectual: o que não fazer
 
Guia docente completo_indexado
Guia docente completo_indexadoGuia docente completo_indexado
Guia docente completo_indexado
 
Desafios e Oportunidades para Competitividade e Inovação
Desafios e Oportunidades para Competitividade e InovaçãoDesafios e Oportunidades para Competitividade e Inovação
Desafios e Oportunidades para Competitividade e Inovação
 
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete PaísesEstratégia de Desenvolvimento de Sete Países
Estratégia de Desenvolvimento de Sete Países
 
Codigo etica
Codigo eticaCodigo etica
Codigo etica
 
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - BizzieBMGen Canvas -  Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
BMGen Canvas - Intro e bloco 1 - Aula 4 MFN 2014 UFRJ/ FIRJAN - Bizzie
 
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
Apresentação Eduardo Vasconcellos | OIS2010 | O que sabemos sobre gestão da i...
 
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
Apresentação Lourdes Casanova | OIS 2011 | Seminário - 23/11
 

Semelhante a Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro

Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020
Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020
Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020Fórum de Desenvolvimento do Rio
 
Ecossistema de startups 2016.pptx
Ecossistema de startups 2016.pptxEcossistema de startups 2016.pptx
Ecossistema de startups 2016.pptxLiliane Carvalho
 
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...ABCR
 
Ecossistema Brasileiro de Startups
Ecossistema Brasileiro de StartupsEcossistema Brasileiro de Startups
Ecossistema Brasileiro de Startupsccsl-usp
 
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...Maria Betania Alves
 
Startup sorocaba: Apresentação Institucional
Startup sorocaba:  Apresentação InstitucionalStartup sorocaba:  Apresentação Institucional
Startup sorocaba: Apresentação InstitucionalStartup Sorocaba
 
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para Startups
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para StartupsCapital Seed do Governo de Minas Gerais para Startups
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para StartupsSamir Iásbeck de Oliveira
 
Festival 2017 - Suellen Moreira
Festival 2017 - Suellen MoreiraFestival 2017 - Suellen Moreira
Festival 2017 - Suellen MoreiraABCR
 
Parceria Minas Invest Almg Sede Resumo
Parceria Minas Invest Almg Sede ResumoParceria Minas Invest Almg Sede Resumo
Parceria Minas Invest Almg Sede Resumominasinvest
 
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das Empresas
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das EmpresasAção empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das Empresas
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das EmpresasWalber Pinheiro
 
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Everton742248
 
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)Priscilla Banaggia
 
Venture driven innovation
Venture driven innovationVenture driven innovation
Venture driven innovationInventta
 

Semelhante a Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro (20)

Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020
Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020
Guia de Instituições de Apoio a Negócios de Impacto Socioambiental - 2020
 
Ecossistema de startups 2016.pptx
Ecossistema de startups 2016.pptxEcossistema de startups 2016.pptx
Ecossistema de startups 2016.pptx
 
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
fabcr22_apresentação_Como identificar as melhores estratégias de Captação den...
 
Criativem
CriativemCriativem
Criativem
 
Ecossistema Brasileiro de Startups
Ecossistema Brasileiro de StartupsEcossistema Brasileiro de Startups
Ecossistema Brasileiro de Startups
 
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...
Empreender com E maiúsculo! Serviços e oportunidades para as empresas do Gove...
 
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto SocialCase Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Dín4mo apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
 
Startup sorocaba: Apresentação Institucional
Startup sorocaba:  Apresentação InstitucionalStartup sorocaba:  Apresentação Institucional
Startup sorocaba: Apresentação Institucional
 
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para Startups
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para StartupsCapital Seed do Governo de Minas Gerais para Startups
Capital Seed do Governo de Minas Gerais para Startups
 
Festival 2017 - Suellen Moreira
Festival 2017 - Suellen MoreiraFestival 2017 - Suellen Moreira
Festival 2017 - Suellen Moreira
 
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
GV-executivo VOLUME 17, NÚMERO 6 NOV/DEZ 2018
 
Parceria Minas Invest Almg Sede Resumo
Parceria Minas Invest Almg Sede ResumoParceria Minas Invest Almg Sede Resumo
Parceria Minas Invest Almg Sede Resumo
 
Cietec
CietecCietec
Cietec
 
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das Empresas
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das EmpresasAção empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das Empresas
Ação empreendedora_Workshop Empresarial_Fatores de Sucesso das Empresas
 
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
 
Apresentação acsp e panorama digital
Apresentação acsp e panorama digitalApresentação acsp e panorama digital
Apresentação acsp e panorama digital
 
Apresentacao i9TI by Sérgio Barbosa
Apresentacao i9TI by Sérgio BarbosaApresentacao i9TI by Sérgio Barbosa
Apresentacao i9TI by Sérgio Barbosa
 
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)
Apresentação Tributo ao Futuro - Institucional (PJ)
 
Venture driven innovation
Venture driven innovationVenture driven innovation
Venture driven innovation
 
Apresentaçao BIG - Business Insights Group
Apresentaçao BIG - Business Insights GroupApresentaçao BIG - Business Insights Group
Apresentaçao BIG - Business Insights Group
 

Mais de WeNova Consulting

Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deck
Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deckIdeation - How to design a business idea and prepare your pitch deck
Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deckWeNova Consulting
 
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BC
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BCCanadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BC
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BCWeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações Externas
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações ExternasDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações Externas
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações ExternasWeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕESWeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOSDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOSWeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRO
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRODESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRO
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACROWeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2WeNova Consulting
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESWeNova Consulting
 
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001Grupo pão de açucar compra ponto frio0001
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001WeNova Consulting
 
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001Veja 103 milhões de livros à escola pública0001
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001WeNova Consulting
 
Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E EmbalagemLogística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E EmbalagemWeNova Consulting
 
Logística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesLogística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesWeNova Consulting
 
Logística Empresarial Transportes
Logística Empresarial TransportesLogística Empresarial Transportes
Logística Empresarial TransportesWeNova Consulting
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoWeNova Consulting
 
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01WeNova Consulting
 
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...WeNova Consulting
 
Administração de Operações - Projeto Redes E Instalações
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõesAdministração de Operações - Projeto Redes E Instalações
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõesWeNova Consulting
 
Administração de Operações - PCP
Administração de Operações - PCPAdministração de Operações - PCP
Administração de Operações - PCPWeNova Consulting
 
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...WeNova Consulting
 

Mais de WeNova Consulting (20)

Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deck
Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deckIdeation - How to design a business idea and prepare your pitch deck
Ideation - How to design a business idea and prepare your pitch deck
 
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BC
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BCCanadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BC
Canadian Innovation Landscape - Universities Chaper - 2017 BC
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações Externas
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações ExternasDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações Externas
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - RESUMO PARTE 1 - Ações Externas
 
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO E PRODUTOS E OPERAÇÕES
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOSDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - CICLO DE VIDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRO
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRODESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRO
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - ORGANIZAÇÕES VISÃO MACRO
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES - PARTE 2
 
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕESDESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS E OPERAÇÕES
 
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001Grupo pão de açucar compra ponto frio0001
Grupo pão de açucar compra ponto frio0001
 
Volta ao mundo
Volta ao mundoVolta ao mundo
Volta ao mundo
 
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001Veja 103 milhões de livros à escola pública0001
Veja 103 milhões de livros à escola pública0001
 
Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E EmbalagemLogística Empresarial Armazenagem E Embalagem
Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem
 
Logística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesLogística Empresarial Estoques
Logística Empresarial Estoques
 
Logística Empresarial Transportes
Logística Empresarial TransportesLogística Empresarial Transportes
Logística Empresarial Transportes
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
 
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01
Administração de Operacões - Projeto Redes Rev01
 
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõEs + Tecnologias de Pro...
 
Administração de Operações - Projeto Redes E Instalações
Administração de Operações - Projeto Redes E InstalaçõesAdministração de Operações - Projeto Redes E Instalações
Administração de Operações - Projeto Redes E Instalações
 
Administração de Operações - PCP
Administração de Operações - PCPAdministração de Operações - PCP
Administração de Operações - PCP
 
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...
Administração de Operações - ExercíCios Em Sala (Metodos De Definicao Para Lo...
 

Último

ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 

Último (8)

ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 

Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro

  • 1. GIE – Gerência de Inovação Estratégica DIN – Diretoria de Inovação – OUTUBRO 2015 Mapeamento do Ecossistema de Inovação Rio de Janeiro
  • 2. Ecossistema de Inovação Rio de Janeiro Ecossistema de Inovação Rio de Janeiro GRUPOS DE ANJO CROWDFUNDING ENTIDADES E GOVERNO EMPRESAS DE INCUBADORAS VENTURE CAPITAL ACELERA- DORAS
  • 3. Ecossistema de Inovação Rio de Janeiro Ecossistema de Inovação Rio de Janeiro GRUPOS DE ANJO CROWDFUNDING ENTIDADES E GOVERNO EMPRESAS DE INCUBADORAS VENTURE CAPITAL ACELERA- DORAS
  • 4. Crowdfunding BENFEITORIA https://beta.benfeitoria.com/ Um laboratório de experimentos colaborativos que desenvolve conteúdos e ferramentas para estimular pessoas e instituições a fazerem parte de projetos transformadores, de forma simples e lúdica. Atuação social em qualquer tema. Não há comissão obrigatória, o cliente decide o quanto pagar pelos serviços da plataforma. Qualquer pessoa poderá contribuir. 81% dos projetos financiados atingiram suas metas em 2014. CATARSE https://www.catarse.me/ O Catarse fornece suporte aos usuários do site e torna possível que projetos captem recursos de forma ágil e direta utilizando a internet. Cobram 13% sobre o valor total quando o projeto atinge ou ultrapassa a meta de arrecadação. Ficam com cerca de 9% e 4% é repassado ao Pagar.me, meio de pagamento utilizado no Catarse. É independente, não tem investidores e usa código aberto. Qualquer pessoa poderá contribuir. 2031 projetos financiados, 243497 pessoas já apoiaram pelo menos 1 projeto e R$35 milhões doados para projetos da plataforma
  • 5. Crowdfunding ANGELS CLUB https://www.angelsclub.com/ O Angels Club é clube privado que, por meio de uma plataforma facilitadora para a realização de negócios, permite que empreendedores de todo o país encontrem investidores para os seus projetos. Foco: startups, empresas, imobiliários, franquias, atletas e artistas. Investidores devem ser associados. Mais de R$ 200 milhões em negócios gerados nos últimos 4 anos. KICKANTE http://www.kickante.com.br/ O site foi desenvolvido como a mais dinâmica e completa plataforma brasileira de crowdfunding. É um movimento coletivo e colaborativo! Foco em temas relacionados a cultura, causas sociais e empreendedorismo. Não cobram para campanhas serem lançadas ou taxas para quem quer contribuir. Qualquer pessoa poderá contribuir.
  • 6. Crowdfunding Conecta startups e investidores via plataforma de investimento online. Investidores-anjo experientes podem criar e liderar clubes de investimento em startups pela internet. STARTANDO https://www.startando.com.br/ O Startando é uma plataforma de crowdfunding − financiamento coletivo − para projetos criativos. Foco em projetos criativos: aplicativos, games, objetos de design, filmes, livros, documentários, quadrinhos, espetáculos etc. Cobram uma taxa de 12% a 15% do montante arrecado. BROOTA http://www.broota.com.br/ O Broota é uma plataforma virtual que permite o contato direto entre empreendedores que buscam capital e pessoas que querem investir em projetos inovadores. Foco: pequenas e microempresas Objetivo: ajudar empresas a levantarem capital semente através da internet FUNDACITY http://www.fundacity.com/
  • 7. Anjos A Anjos do Brasil é uma organização sem fins lucrativos criada com o objetivo de fomentar o crescimento do investimento anjo para apoio ao empreendedorismo de inovação. É uma rede de apoio ao: - investimento-anjo no Brasil - empreendedorismos de inovação - disseminação de conhecimento que dão suporte aos dois perfis acima Atuação: ações institucionais para disseminar cultura de investimento-anjo e empreendedorismo ANJOS DO BRASIL http://www.anjosdobrasil.net/ TI ANGELS conta com o apoio de ASSESPRO-RJ, ENDEAVOR Brasil, SEBRAE, PUC-Rio e ACRJ - Associação Comercial do Rio de Janeiro, entre outras organizações que compõem o ecossistema empreendedor brasileiro. Em parceria com essas organizações, TI ANGELS promove, com frequencia, eventos gratuitos para capacitar empreendedores a fim de melhor formatar seu projeto e, assim, aumentar suas chances de sucesso. Foco: projetos de TI Oferecem aporte de recursos financeiros, conhecimento, networking e estrutura TIANGELS http://www.tiangels.com.br/
  • 8. Anjos A Gávea Angels é uma associação privada, sem fins lucrativos, constituída por um número limitado de associados, pessoas físicas e jurídicas, com o propósito de promover o desenvolvimento de empresas nascentes localizadas, geograficamente, dentro de uma circunferência com raio de 200 km., tendo como centro a cidade do Rio de Janeiro. A Organização tem por objetivo facilitar o acesso dessas empresas aos capitais financeiro e humano de que necessitam em sua fase inicial de crescimento. Fazem apenas o matchmaking entre investidor e empresa nascente. Mais de 600 propostas analisadas desde 2012 GÁVEA ANGELS http://www.gaveaangels.org.br/
  • 9. Entidades e Governo O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada sem fins lucrativos. É um agente de capacitação e de promoção do desenvolvimento, criado para dar apoio aos pequenos negócios de todo o país. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma empresa pública federal, com sede no Rio de Janeiro, e cujo principal objetivo é financiar de longo prazo a realização de investimentos em todos os segmentos da economia, de âmbito social, regional e ambiental. BNDES http://www.bndes.gov.br/ SEBRAE http://www.sebrae.com.br/ FINEP http://www.finep.gov.br/ A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), é uma empresa pública brasileira de fomento à ciência, tecnologia e inovação em empresas, universidades, institutos tecnológicos e outras instituições públicas ou privadas, sediada no Rio de Janeiro. A empresa é vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação.
  • 10. Entidades e Governo ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE STARTUPS http://www.abstartups.com.br/ A Associação Brasileira de Startups (ABStartups), fundada em 2011, é uma organização sem fins lucrativos de representação as startups brasileiras. Possuem uma base de dados com cerca de 3.700 startups e mais de 20.000 empreendedores de todos os estados brasileiros, que participam de projetos e eventos focados em aumentar a competitividade globalmente. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL http://www.abvcap.com.br/ Entidade sem fins lucrativos em atividade desde o ano 2000, que visa o desenvolvimento da atividade de investimento de longo prazo no País, nas modalidades abrangidas pelos conceitos de private equity, venture e seed capital. Como entidade representativa da indústria de capital empreendedor, a ABVCAP defende os interesses dos integrantes da indústria junto a instituições públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, em busca de políticas públicas cada vez mais favoráveis ao fomento desses investimentos no País. Sua base de dados tem cerca de 3.700 startups e mais de 20.000 empreendedores de todos os estados brasileiros, sendo 325 startups do RJ
  • 11. A Endeavor existe para multiplicar o número de empreendedores de alto crescimento e criar um ambiente de negócios melhor para o Brasil. Por isso, selecionam e apoiam os melhores empreendedores, compartilham suas histórias e aprendizados, e promovem estudos para entender e direcionar o ecossistema empreendedor no país. Organização sem fins lucrativos para dar suporte e incentivo ao emrpeendedorismo. 128 empreendedores Endeavor, 72 empresas apoiadas ativamente, R$3,9 bilhões de faturamento, 2 milhões de visitantes no portal de educação e 70 mil pessoas impactadas pelos estudos da Endeavor O Start-Up Brasil, Programa Nacional de Aceleração de Startups, é uma iniciativa do governo federal, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com gestão da Softex, em parceria com aceleradoras, para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica, as startups. Lançam 2 editais por ano para credenciar aceleradoras e selecionar startups para o programa de aceleração. A rede conta com 17 aceleradoras e mais de 50 parceiros públicos-privados; 4 turmas, 183 startups apoiadas, 17 estados brasileiros e 13 países Entidades e Governo ENDEAVOR https://endeavor.org.br/ START-UP BRASIL http://startupbrasil.org.br/
  • 12. Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de 300 associados, entre incubadoras de empresas, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa, órgãos públicos e outras entidades ligadas ao empreendedorismo e à inovação. Atua por meio da promoção de atividades de capacitação, articulação de políticas públicas, geração e disseminação de conhecimentos. A trajetória da Anprotec está diretamente ligada ao desenvolvimento de incubadoras de empresas e parques tecnológicos brasileiros. Atualmente, o Brasil conta com 400 incubadoras de empresas e cerca de 90 iniciativas de parques tecnológicos. Entidades e Governo ANPROTEC anprotec.org.br
  • 13. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS DE TECNOLOGIA (IETEC - Cefet/RJ) http://www.incubadora.cefet-rj.br/ É um mecanismo de extensão do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca – CEFET/RJ destinado a apoiar empreendimentos nascentes inovadores de base tecnológica. A IETEC-CEFET/RJ possui um ambiente físico que se destina a abrigar negócios e projetos que necessitem de um desenvolvimento tecnológico, de formação empreendedora e de estruturação gerencial. Constitui, assim, um meio inovador que gera condições para aumentar as chances de sobrevivência, crescimento e consolidação de microempresas inovadoras.’ INCUBADORA INICIATIVA JOVEM http://www.iniciativajovem.org.br/ O Iniciativa Jovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens de 18 a 30 anos desenvolvam seus próprios negócios. Foi lançado em outubro de 2001, no Rio de Janeiro, adaptado do programa LiveWire, uma iniciativa mundial do Grupo Shell presente em 15 países e que já deu suporte a mais de 9 milhões de negócios. No Brasil, o Programa Iniciativa Jovem foi desenvolvido e é operado pela Dialog e possui como objetivos principais: inserção social do jovem com perfil empreendedor, geração de trabalho e renda e irradiação da cultura do empreendedorismo sustentável.
  • 14. Incubadoras EXPERIMENTAL AD/VENTURE PARTICIPAÇÕES LTDA http://experimental.cc/ A Experimental lidera e articula uma rede de consultores de negócios e empresas criativas que atuam em segmentos distintos, porém complementares. Seu papel é atender demandas de empreendedores que desejam aumentar sua eficiência, tomar decisões técnicas, organizar, gerir e/ou inovar em seu negócio, e precisam de ajuda. FUNDAÇÃO BIO-RIO http://www.biorio.org.br O Pólo BIO-RIO possui uma área total de 116 mil m² de Parque Tecnológico, cercada e com vigilância 24 horas; onde uma área de 2.500 m² é destinada à incubação de empresas, que hoje abriga um total de 10 empresas incubadas. A Incubadora de Empresa é um ambiente planejado e protegido, propício para o desenvolvimento de micro e pequenas empresas, interessadas em investir em novos projetos na área de Biotecnologia e setores afins. INTEC CABO FRIO – INCUBADORA MUNICIPAL TECNOLÓGICA DE EMPRESAS
  • 15. Incubadoras INCUBADORA TECNOLÓGICA GÊNESIS http://www.genesis.puc-rio.br/ O Instituto Gênesis é uma unidade complementar da PUC-Rio, com o objetivo de transferir conhecimento da Universidade para a sociedade, por meio da formação de empreendedores e da geração de empreendimentos inovadores de sucesso, contribuindo assim para a inclusão social, a preservação da cultura nacional e melhoria da qualidade de vida da região onde está inserido. 11 empresas incubadas, 18 pré-incubadas, 60 graduadas, 56 satélites, R$755 milhões de faturamento total INCUBADORA DE EMPRESAS DA COPPE/UFRJ http://www.incubadora.coppe.ufrj.br/ Fundada em 1994, a Incubadora de Empresas da COPPE/UFRJ é um ambiente especialmente projetado para estimular a criação de novas empresas baseadas no conhecimento tecnológico gerado em grupos de pesquisa localizados na UFRJ. Esse ambiente proporciona o desenvolvimento de empresas que ofertam produtos e serviços com conteúdo inovador e de alto valor agregado. Em 2014, as empresas da Incubadora alcançaram um faturamento de R$ 289 milhões.
  • 16. Incubadoras INCUBADORA TECNOLÓGICA DE COOPERATIVAS POPULARES DA COPPE/UFRJ http://www.itcp.coppe.ufrj.br/ A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) é um programa de extensão universitária do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 1995, a ITCP foi concebida como um centro de tecnologia que tornaria disponíveis os conhecimentos e os recursos acumulados na universidade pública para gerar, por meio do suporte à formação e desenvolvimento (incubação) de empreendimentos solidários auto gestionários, alternativas de trabalho, renda e cidadania para indivíduos e grupos em situação de vulnerabilidade social e econômica. INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA UERJ – IEBTEC (NOVA FRIBURGO) http://www.nd2tec.iprj.uerj.br/ Empreendimentos de base tecnológica, com ênfase nos setores Têxtil/Confexão, Metal-Mecânico, Turismo, Agronegócios
  • 17. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA EM AGRONEGÓCIOS DO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DA UFRRJ – INEAGRO (Seropédica) http://www.ufrrj.br/ineagro/ Incubadora voltada para Agronegócios, que tenham um compromisso permanente com a inovação tecnológica, com o meio ambiente e com a qualidade de vida, utilizando o conhecimento científico, tecnológico, empresarial e cultural gerado na UFRRJ. INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA UFF http://www.incubadora.uff.br/ A Incubadora de Empresas da UFF tem como principal objetivo gerar e estabelecer um tecido empresarial, capaz de interagir com atividades de pesquisa e desenvolvimento da própria Universidade. A Divisão de Incubadora de Empresas compõe a estrutura da Agência de Inovação da UFF (Agir), órgão responsável por gerir a política de inovação da Universidade. Juntamente com esta divisão há ainda outras três, a saber: Divisão de Articulação Acadêmica; Divisão de Capacitação e Difusão e o Escritório de Transferência do Conhecimento.
  • 18. Incubadoras SEÇÃO DE PARCERIAS TECNOLÓGICAS – INCUBADORA DO INT https://www.int.gov.br/incubadora-de-empresas/empresas-graduadas O Instituto Nacional de Tecnologia (INT) através da sua Seção de Transferência e Cooperação Tecnológicas, oferece as condições e facilidades necessárias para o crescimento de novas empresas e negócios, estimulando o empreende- dorismo e oferecendo apoio estratégico durante os primeiros anos de existência da empresa. A Incubadora INT de Empresas de Base Tecnológica ou Incubadora INT, por meio do Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT, estimula a criação de novos negócios pautados no desenvolvimento de tecnologias inovadoras. Com base no empreendedorismo, o Núcleo incentiva a formação de empresas de base tecnológica utilizando-se de produtos e pesquisas gerados no Instituto ou que se relacionem fortemente com as áreas de atuação do INT. INCUBADORA DE EMPRESAS DO INMETRO http://www.inmetro.gov.br/apls/incubadora.asp A Incubadora de Empresas do Inmetro é um ambiente voltado à inovação tecnológica e diferencia-se por estar inserida no Campus Laboratorial do Inmetro.
  • 19. Incubadoras INSTITUTO VITAL BRASIL http://www.ivb.rj.gov.br/ Em 2011, foi inaugurada a sede da Biotec, incubadora do Instituto Vital Brazil. Sua estrutura permite a formação de micro e pequenas empresas participantes do desenvolvimento socioeconômico, na medida em que essas apresentam sua potencialidade, sendo capazes de induzir o surgimento de unidades produtivas no setor de biotecnologia e contribuir para a geração de grande parte da produção industrial do país. Com este objetivo, além dos processos de incubação das empresas, a incubadora busca atuar com um modelo de financiamento de empreendimentos nascentes por meio de uma empresa de participações, solucionando as dificuldades de auto sustentabilidade financeira da incubadora e das incubadas. REDETEC - Rede de Tecnologia e Inovação http://www.redetec.org.br/ A Rede de Tecnologia e Inovação é uma associação, de fins não lucrativos, que reúne 53 das principais universidades, centros de pesquisa e instituições de fomento do estado do Rio de Janeiro. A Redetec estimula, fomenta, apoia e mobiliza os diversos segmentos da sociedade e dos poderes públicos, em toda e qualquer atividade, que promova: a pesquisa, o desenvolvimento e a implantação de inovações tecnológicas, científicas e culturais realizadas tanto no Rio de Janeiro quanto no país. Equivale dizer que a Redetec aproxima as empresas de suas associadas, visando ao desenvolvimento socioeconômico e tecnológico do estado do Rio de Janeiro.
  • 20. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS E NEGÓCIOS (INCEN-RIO) http://www.institutolatinoamericano.org.br/incenrio.php A INCEN-RIO é a Incubadora de Empresas e Negócios mantida pelo Instituto Latino Americano - ILA. Sua atuação está focada em apoiar empreendedores em fase de pré- incubação, instalar empresas através do sistema de incubação presencial e spin off e auxiliar empresas associadas na consecução de seus objetivos. INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DO EXÉRCITO BRASILEIRO (IETEX) Instituição vinculada ao Instituto de Fomento e Inovação Exército Brasileiro (IFIEx). Possui foco no fomento do desenvolvimento industrial voltado para a área de Defesa.
  • 21. Incubadoras INCUBADORA DE COOPERATIVAS DE MACAÉ INCUBADORA AFRO BRASILEIRA ia.org.br/ A Incubadora Afro Brasileira é a primeira incubadora de empresas com uma abordagem étnica no Brasil e tem como objetivo desenvolver o papel econômico da população negra através da implementação de “Planos de Negócios”. A Incubadora Afro Brasileira oferece quatro 4 tipos de prestação de serviços gratuitos: Formação em Gestão, Consultoria (economia, direito, contabilidade, marketing, finanças, etc); Apoio Logístico (feiras e infra-estrutura de eventos, stands de montagem, etc) e de Assistência técnica (visitas ao empreendimentos para ajudar o empreendedor a colocar o seu “Plano de Negócio” em prática).
  • 22. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DO LNCC http://www.incubadora.lncc.br/ A Incubadora LNCC tem como missão transformar conhecimentos em novos produtos, serviços e processos, incentivando a inovação tecnológica, inserindo-os no mercado nacional e internacional. Promove a associação entre pesquisadores e empreendedores, a criação de pequenas empresas de base tecnológica e incuba projetos nas áreas de tecnologia da informação e simulação de sistemas complexos. TEC CAMPOS – INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DE CAMPOS http://www.teccampos.com.br/ Criada em 2008, a TEC CAMPOS é a primeira Incubadora de Empresas do Norte Fluminense. Nasceu da parceria da UENF e IFF com as primeiras instituições da região comprometidas com o desenvolvimento regional, como: FUNDENOR, FUNDAÇÂO PRÓ-IFF, UFF, FENORTE, SEBRAE, ACIC, FIRJAN e PMCG. É uma Incubadora de desenvolvimento regional, que abriga empreendimentos de base tecnológica e de base tradicional com ênfase em inovação, visando torná-los mais competitivos.
  • 23. Incubadoras ORIGEM INCUBADORA DE EMPRESAS INOVADORAS Instituição vinculada ao Instituto Politécnico/Campus Regional da UERJ, Nova Friburgo INCUBADORA DE EMPRESAS SUL FLUMINENSE http://www.fat.uerj.br/incubadora.htm A Incubadora de Empresas Sul Fluminense deu início às suas atividades no final de 2009 com a atribuição de: contribuir para a formação de cultura empreendedora na Região Sul Fluminense; transformar os resultados de pesquisa em empreendimentos; apoiar a modernização e geração de pequenas e médias empresas que agreguem inovação à cadeia produtiva local; e, o desenvolvimento de iniciativas produtivas que associem vocações locais e potencialidades do mercado na geração de emprego e renda. Assim, gerada como uma incubadora de empresas voltada ao desenvolvimento local, a Sul Fluminense está com sua atividade focada nas necessidades da cadeia produtiva local e desenvolvimento de arranjos produtivos (APL’s), tendo como segmentos prioritários o metal-mecânico, químico, automotivo, siderurgia, energia nuclear, turismo, meio ambiente e logística, não excluindo, porém no seu processo seletivo, os projetos inovadores e intensivos em capital intelectual e tecnologia em todas as áreas do conhecimento, que se adequem em pesquisa e desenvolvimento ao perfil da Incubadora
  • 24. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS DE DESIGN ESDI/UERJ Instituição vinculada à Escola Superior de Desenho Industrial (Esdi/UERJ). Foco e setores de atuação: Projetos e empreendimentos com foco em design (desenho industrial). Oferece os seguintes serviços: espaço individual com um computador e acesso à Internet, espaço de reuniões compartilhado, apoio administrativo (cópia, impressão, telefone e fax), capacitação gerencial por meio de cursos, consultorias especializadas e acompanhamento. INCUBADORA DE EMPRESAS PHOENIX http://www.phoenix.eng.uerj.br/ A Incubadora PHOENIX, da Faculdade de Engenharia da UERJ, foi criada em 01 de julho de 2003. É uma incubadora de base tecnológica, com foco principal de atuação em Energias Renováveis e TIC (Tecnologia de Informação e Comunicação). Todavia, projetos de outras áreas, de empreendedores com perfil inovador, poderão também ser acolhidos, desde que sejam de interesse da comunidade acadêmica da UERJ.
  • 25. Incubadoras INCUBADORA DE EMPRESAS UVA http://www.uva.br/ne/incubadora_empresas.html Atendendo às demandas de seu entorno e principalmente as oriundas da comunidade acadêmica, a Incubadora de Empresas UVA é a unidade que atua como suporte e fortalecimento de negócios inovadores. O objetivo maior é a contribuição ao desenvolvimento socioeconômico e favorecimento das competências regionais da Cidade e do Estado, através do incentivo ao empreendedorismo em três principais áreas: Indústria Criativa e Turismo - Design (Moda, Joias, Carnaval, Interiores, Produto, etc), Economia da Cultura e Turismo Receptivo; Tecnologia - TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) e Energia; Sustentabilidade - Empreendimentos de Economia Solidária, Tecnologia Social Ambiental.
  • 26. Venture Capital Iniciaram suas atividades operacionais em 2010, como uma empresa não financeira, com o objetivo de atuar exclusivamente como gestora de recursos de terceiros. Seu foco de atuação é a gestão de investimentos de Private Equity e Venture Capital. Empresa de capital de risco com foco exclusivo em educação, incluindo tecnologia e educação. Investem em empreendedores de alto potencial com o duplo objetivo de gerar impacto relevante na educação e obter retornos financeiros atrativos. GERA VENTURES CAPITAL http://www.geraventure.com.br/pt/ NOVA INVESTIMENTOS http://www.novainv.com.br/GRID INVESTIMENTS http://www.grid-invest.com/ A GRID Investments é uma empresa de Seed e Venture Capital que investe em empresas e empreendedores de alto impacto, alto potencial e desempenho acima da média.
  • 27. IDEIASNET http://www.ideiasnet.com.br/ A Ideiasnet iniciou operações como empresa de investimentos em projetos de Internet em 2000, ano em que abriu seu capital na Bovespa. Hoje, a companhia se posiciona como uma venture capital de tecnologia no Brasil e na América Latina, participando ativamente de todos os estágios de desenvolvimento de suas investidas. É uma gestora de investimentos focada em empresas de tecnologia com rápido crescimento nas áreas de E-commerce, Education Tech, Health Tech, Digital Commerce, Digital Media, SaaS - Software as a Service e Mobilidade Venture Capital VENTURE INVESTIMENTOS http://ventureinvest.com.br/ Gestora de recursos que tem como objetivo oferecer aos seus clientes um produto que proporcione uma renda periódica associada à atualização do capital inicial investido. Atualmente, dedica-se integralmente a aplicar sua filosofia de investimentos ao Fundo de Ações VENTURE DIVIDEND FIA, procurando ser o mais abrangente possível na análise das empresas.
  • 28. Venture Capital ANTERA GESTÃO DE RECURSOS SA http://www.anteragr.com.br/ Fundada em 2005 para preencher uma lacuna de capital semente na jovem indústria brasileira de capital de risco, a empresa se dedica a identificar e apoiar empresas jovens que possuam excelência tecnológica e elevado potencial de crescimento, tanto nos mercados nacional e internacionais. A Antera é atualmente co-gestora do maior fundo de capital semente na America Latina, o Criatec I, e já realizou 36 investimentos em setores que vão da energia renovável e tecnologias limpas, a biotecnologia e ciências da vida, a agronegócios e tecnologia da informação.
  • 29. Aceleradoras A 21212 é uma aceleradora de startups digitais há 3 anos em operação com sede no Rio de Janeiro e em Nova Iorque. A equipe da aceleradora é constituída por 15 distribuídos nas áreas de Negócios, Produto, Tecnologia, Talentos, Financeira e Jurídica, além de uma rede de mais de 40 mentores de diversos países. Todo esse trabalho rendeu à aceleradora 31 empresas aceleradas, das quais 15 já receberam investimentos que totalizam R$ 25 milhões. Durante o processo de aceleração, as startups recebem até R$ 50 mil de capital, além de o equivalente a R$ 250 mil em serviços oferecidos pelas 25 empresas parceiras da 21212. Atualmente, as atividades de aceleração para novas startups estão CONGELADAS. Atuação apenas nas startups que já estavam sendo aceleradas. Para os novos empreendedores, está sendo usada a 21212 Academy - Plataforma online de acesso gratuito ao conhecimento da 21212. 21212 http://21212.com/ PAPAYA VENTURE http://papayaventures.com/ Aceleradora temática de startups, baseada na cidade do Rio de Janeiro. Para cada programa de aceleração, que tem a duração de 6 meses, é selecionado um novo tema, com base em tendências de negócios, consumo e tecnologia. Esse formato permite customizar o programa incluindo workshops e mentores específicos. Ao longo programa de aceleração, os empreendedores são imersos em diversas metodologias como “design thinking” e “user experience”. Investimento: R$ 20 mil em dinheiro e R$100 mil em serviços e a aceleradora pega 10% de equity por empresa
  • 30. Aceleradoras OUTSOURCE BRAZIL http://outsourcebrazil.com.br/ Foco: empresas e startups de TI com foco em B2B, Educacional, Cultural/Social, Cidadania e projetos internacionais. Iníciou suas operações em 2008, mas é atuante desde 1991. Objetivo: internacionalização e aceleração de empresas e startups de TI. É patrocinado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia. Baseado nessa experiência, trabalhando com empresas de TI, foi desenvolvida uma metodologia diferenciada de aceleração para Startups. Busca empresas com foco em B2B, Educacional, cultural/Social, Cidadania e projetos internacionais com um nível de maturidade mínimo que tenha possibiliade de tracionar dentro de um prazo máximo de 12 meses. PIPA http://pipa.vc/ A Pipa capacita empreendedores que queiram mudar o mundo através dos negócios e que estejam comprometidos a construir empresas com impacto positivo no mundo, através do programa de aceleração de empresas capazes de gerar retorno financeiro, social e ambiental. Além disso, a Pipa é parte do Global Accelerator Network, iniciativa criada pela TechStars e a Casa Branca para apoiar as principais aceleradoras que desenvolvem empresas que podem transformar o mundo. Foco: empresas com negócios que gerem valor financeiro, social e ambiental (valor compartilhado). Áreas de atuação: meio ambiente, negócios que devolvem o poder às pessoas (power to the crowd) e desenvolvimento humano.
  • 31. Aceleradoras ACELERA PARTNERS http://www.acelerapartners.com.br/ A Acelera Partners é uma holding de investimentos em startups de base tecnológica e foi criada como uma rede de aceleradoras com o propósito de promover a cultura da inovação e do empreendedorismo no Brasil. Ainda, busca apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas inovadoras com alto potencial de crescimento, não apenas no mercado nacional, mas também global. Foco: empresas de base tecnológicas na fase de pós- aceleração. Objetivo: desenvolver e fortalecer a gestão das startups para prepará-las para rodadas subsequentes de investimento junto a fundos de capital de risco brasileiros e/ou internacionais, além de ajudar a iniciar o processo de globalização, quando aplicável.