SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
TRABALHO INTERDISCIPLINAR DIRIGIDO IV

“O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de
 Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016”




                BRUNO RODRIGUES DA SILVA
                    DIEGO ANTÔNIO DIAS
                   HEBERT LIMA PINHEIRO
             JACQUELINE FARIA DESSIMONI PINTO
            WISNER PATRICK MARQUES RODRIGUES




                     BELO HORIZONTE
                          2010
Trabalho Interdisciplinar Dirigido IV

“O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a
                  realização das Olimpíadas de 2016”




                    BRUNO RODRIGUES DA SILVA
                          DIEGO ANTÔNIO
                       HEBERT LIMA PINHEIRO
                 JACQUELINE FARIA DESSIMONI PINTO
                WISNER PATRICK MARQUES RODRIGUES




                                  Trabalho em grupo que será apresentado
                                  aos professores do Centro Universitário
                                  UNA, no projeto Vitrine para o curso de
                                  Comunicação Social com habilitação em
                                  Publicidade e Propaganda,

                                  Orientador: Prof.º Antônio Carlos Caldeira




                           BELO HORIZONTE
                                2010
                                                                               2
Sumário




1. Introdução.........................................................................................................04
2. Problema Central.............................................................................................05
3. Objetivo............................................................................................................07
4. Histórico...........................................................................................................12
5. Posição Atual...................................................................................................14
6. Perspectivas.....................................................................................................16
7. Pergunta Central..............................................................................................18
8. Conclusão........................................................................................................19
9. Referências bibliográficas.................................................................................21




                                                                                                                        3
1. Introdução


O Brasil é considerado, em âmbito internacional, uma superpotência emergente,
devido a seu contingente populacional e ao crescimento econômico que vem tendo
desde o Plano Real. A partir dos anos 1990 o país conquistou estabilidade
econômica, atraindo investimentos estrangeiros. Em 2008, o PIB brasileiro atingiu a
marca de 2,030 trilhões de dólares passando países como Canadá, Itália e França e
se aproximando do Reino Unido. As exportações triplicaram em cinco anos de
aproximadamente 60 bilhões de dólares em 2002 para mais de 200 bilhões de
dólares em 2008.
Além disso, o ministro da saúde José Gomes Temporão, anunciou que fará um
investimento de R$ 296 milhões na rede pública do estado.
Por outro lado existem dados negativos, como o Rio nunca ter prestado contas
sobre seus investimentos em educação ao Ministério da Educação, como diz Paulo
Malheiro, coordenador do Siope (Orçamentos Públicos em Educação).


Porém, existem vários fatores que podem impedir o crescimento brasileiro como
gastos públicos elevados, burocracia e tributação elevadas. O país tem problemas
com a baixa qualidade da educação pública. Além disso, a corrupção política e
a violência no Brasil são muito grandes, exigindo políticas mais eficazes no campo
social, que ainda não foram totalmente implementadas.
Uma melhor gestão, organização, responsabilidade dentro da política contribuirá
muito para a melhoria das muitas áreas que o Brasil está carente atualmente. Mas
para isso precisamos contar com a boa vontade e o interesse dos políticos que
estão no poder do país.




                                                                                 4
2. Problema Central


Cantada entre os maiores músicos do mundo, belezas descritas nos mais belos
poemas e suas belas mulheres descritas em famosas musicas, assim foi descrito e
transmitido ao mundo a bela e maravilhosa cidade do Rio de Janeiro. Uma das mais
importantes e mais celebradas cidades do país, residência de celebridades mundiais
e parte importante da mais forte economicamente e historicamente região nacional,
responsável por atrair os maiores e funcionais recursos para o país. Assim é o Rio,
cidade maravilhosa, de um povo com história própria, com um orgulho de ser
Carioca e de defender a suntuosidade e benção que Deus, sendo brasileiro
derramou sobre essa cidade.


Mas uma pergunta paira no ar, como uma cidade com tantos atributos, belezas
naturais e uma riqueza pessoal tão enorme pode viver uma crise de imagem?
Durante meses, nosso grupo foi atrás desta resposta. Essa cidade cheia de
maravilhas esconde um terrível mal, algo parecido com um câncer, que vai
crescendo, se ramificando em todas as suas esferas. O Rio possui a maior favela do
mundo, a rocinha, os traficantes cada vez mais tomam conta de uma parte de seu
território. As taxas de homicídios tornam-se cada vez maiores: “Segundo o
levantamento, os bairros da Zona Sul do Rio apresentaram taxas de homicídios, em
2008, entre duas e 12 mortes por cem mil habitantes. Copacabana e Botafogo foram
às únicas da cidade que não seriam consideradas zonas endêmicas de violência. No
mesmo período, bairros como Santa Cruz, Rocha Miranda e Centro registraram
entre 50 e 75 mortes por cem mi”. Fonte: G1.


Porém, esse não é um problema exclusivo da capital, cidades ao redor também
enfrentam problemas com a segurança. Esses problemas expõem a cidade diante
de outros países de uma forma degradante. O caos na saúde pública do Rio
também é um agravante. Os problemas de infra-estrutura social, onde o tráfico toma
cada vez mais conta do espaço nas favelas, a saúde sendo esquecida e caindo no
caos, arrastões a turistas, assassinatos, tudo isso trazendo uma mancha negra a
cidade maravilhosa, podemos até pensar, o que há de maravilhoso no Rio?

                                                                                 5
“Os indicadores apontam que um dos bolsões de violência na cidade seria na
Pavuna, na Zona Norte, onde os casos de homicídio chegam a 81,89 por 100 mil
habitantes; autos de resistência 37,58 por100 mil; roubo em coletivo 117,06 por 100
mil e roubo de veículo 462,95 por 100 mil. Os números estariam acima da média da
cidade.” Fonte: G1
Se uma criança de apenas 10 anos te assaltar?
Ladrões disfarçados de policiais, te pararem no meio da rua e levarem seu carro?
Acredito que não há nada de maravilhoso nisso!


Mesmo todos agravantes, o Rio ainda destila beleza, atrai os olhares de milhares de
turistas todos os anos. A virada de ano na praia de Ipanema ainda é um dos eventos
mais esperados e visitados por todos os turistas que procuram a cidade: “Para o
Reveillon, são aguardados 643 mil turistas, com uma geração de renda de US$ 476
milhões.
Para o carnaval, a expectativa é de que 756 mil turistas estejam na cidade,
movimentando a economia em US$ 559 milhões. O saldo do verão inteiro (período
de dezembro a março) será de 2.684 milhões de turistas e renda de US$ 1.986
bilhão.” Fonte Site Paraná on-line


Esse é o nosso problema central, entender como a cidade do Rio de Janeiro, a
grande anfitriã de jogos da copa do mundo de 2014 e das olimpíadas de 2016, tem e
como contornar esta situação. Diante de todos os questionamentos existentes, como
sobreviver no Rio? Como enfrentar a marginalidade? E como superar os problemas
sociais?




                                                                                 6
3. Objetivo


Entendemos que após o avanço do país em diversas áreas, ao mesmo tempo o
Brasil tem enormes desafios que precisa enfrentar até mostrar integralmente esse
potencial. O Rio de Janeiro e o País têm que zelar pela oportunidade que foi
concedida e superar a desconfiança nacional e internacional de boa parte da
população e de alguns países.


É preciso romper principalmente com a percepção internacional em relação à
capacidade de investimentos do Brasil, sobre a realização dos jogos de modo que
atendam as expectativas do COI (Comitê Olímpico Internacional) e sejam bem
seguros no País. O problema é este, convencer os outros países e os turistas da
credibilidade do país em realizar um evento de grande porte internacional. O Brasil
teve um bom aprendizado na realização bem-sucedida dos jogos Pan-americanos e
Parapan-americanos no Rio em 2007. O legado físico destes jogos e sua infra-
estrutura proporcionaram ao Rio credibilidade uma boa imagem para o mundo. Em
2007 nos jogos Pan-americanos houve um forte planejamento de segurança pública
e a criminalidade diminuiu. Neste caso, uma Olimpíada tem uma proporção
totalmente diferente.


Os três níveis de governos envolvidos – federal, estadual e municipal - acreditam em
sua capacidade e estão empenhados e determinados em fazer todo o possível para
assegurar que os jogos Rio 2016 sejam lembrados pela celebração e transformação.
No entanto, também estão cientes que terá um trabalho árduo na preparação e
organização do evento.


Os jogos Olímpicos podem proporcionar um significativo avanço econômico para a
cidade e o país-sede do evento. Os benefícios econômicos gerados pelos jogos são
bem maiores que os próprios investimentos para a sua realização. A atração de
turistas de diversas partes do mundo faz com que melhorias estruturais sejam feitas,
como transporte, moradia e instalações esportivas, além dos inúmeros postos de
trabalho que são gerados diretos e indiretamente através do evento.



                                                                                  7
Para que todos estes benefícios sejam concretizados, é preciso surpreender e
encantar as pessoas da credibilidade do Brasil na realização dos jogos. A todo o
momento é discutido verbas, projetos e principalmente a segurança que nos norteia.


O objetivo de nosso Trabalho Interdisciplinar é reforçar a imagem desgastada do Rio
de Janeiro em relação aos altos índices de criminalidade presentes na cidade
perante a opinião pública; criar uma imagem positiva em relação ao público interno e
externo. Os recentes acontecimentos de violência no Rio repercutem rapidamente
na mídia, gerando grande especulação aos fatos. A criação de uma campanha com
este objetivo parte do estopim gerado após um confronto entre bandidos e policiais,
quando um hotel no Rio de Janeiro foi invadido no momento em que abrigava
centenas de turistas. Os principais órgãos de imprensa internacional destacaram o
episódio que ocorreu na zona sul carioca.


Os sites do jornal francês "Le Point" e da TV francesa “TV5 Monde” afirmaram que o
episódio "mancha mais uma vez a imagem da cidade escolhida para abrigar as
Olimpíadas de 2016". Nas reportagens, eles informam que o tiroteio ocorreu dentro
de um hotel de luxo, que tinha 300 turistas estrangeiros entre os 1.500 hóspedes.
Ambos os sites destacaram ainda que o "incidente trouxe o pânico ao bairro" e
publicaram dados sobre a violência no Rio: "O Estado é um dos mais violentos do
Brasil, país que registra a cada ano mais de 40 mil assassinatos, gerando uma taxa
anual de 23,8 homicídios a cada 100 mil habitantes". O site do jornal "Chicago
Tribune", cidade americana que perdeu para o Brasil o direito de sediar as
Olimpíadas de 2016, informou que o hotel se "transformou numa zona de guerra,
onde dez suspeitos, com armas de grosso calibre e granadas, trocaram tiros com a
polícia e mataram uma mulher". Ao informar sobre a invasão, o "Chicago Tribune"
destacou o fato de o bando ter feito reféns dentro do hotel de luxo, onde havia
turistas estrangeiros.


Sempre quando surgem estes atos de violência, formadores de opinião começam a
questionar o governo se estes fatos serão contornados em médio prazo a tempo da
realização dos próximos eventos mundiais que o país sediará: a Copa do Mundo de



                                                                                  8
2014 e as Olimpíadas 2016. Da mesma maneira, os turistas de todo o mundo ficam
completamente inseguros com estes atos criminalísticos.
Sabemos que prevenir ainda é a melhor forma de administrar e contornar uma crise
de imagem, mas, de fato, como dispomos de pouco mais de cinco anos até a
realização dos jogos, este período será propício para começar a trabalhar a imagem
da cidade e do país que está cada vez mais abalada no cenário mundial. Quando o
momento de crise acontece, gerenciá-la é uma tarefa árdua e que exige bastante
empenho e profissionalismo de quem executará


3.1 Estratégia de Comunicação
Serão desenvolvidos dois vídeos institucionais, o primeiro com duração de 60’’
voltado ao público externo com objetivo de ressaltar as belezas e seus diferenciais
em quatro aspectos, conforme descritos abaixo:


      3.1.1 Belezas naturais e turismo
Será retratado as mais belas praias, montanhas, e áreas verdes que tornam a
cidade um lugar agradável para seus moradores e uma ótima opção de destino para
os turistas, com vários pontos turísticos espalhados por diversos bairros.
      3.1.2 Esporte
Ressaltará a paixão do carioca pelo esporte, sendo praticadas as mais variadas
modalidades nos mais diversos locais de cartões portais do ao ar livre da cidade.
Também a capacidade que o Rio tem em receber outras competições esportivas de
níveis internacionais, além do próprio futebol representado nos diversos times
cariocas
      3.1.3 Música
Nascidos no próprio Rio de Janeiro, o samba e a bossa nova são ritmos que
traduzem o espírito da cidade. O samba e seu carnaval são reconhecidos
internacionalmente e todos os anos trazem milhares e milhares de turistas para a
cidade. Já na bossa nova, grandes nomes conhecidos mundialmente como João
Gilberto, Tom Jobim e Vinícius de Morais, Caetano Veloso, Chico Buarque, e outros
tantos nomes carregam a imagem da cidade consigo em boa parte de suas músicas.




                                                                                 9
3.1.4 Entretenimento e vida noturna
São diversas opções de diversão noturna na cidade, o Rio abriga muitos bares,
casas de show e boates, que mesclam diversos gêneros musicais. Bairros como a
Lapa, Copacabana, Ipanema e Leblon possui diversas opções de entretenimento
com peças teatrais, cinemas e outras opções de lazer.


3.2 Segundo vídeo
O outro vídeo virá com uma abordagem mais emotiva, focado na receptividade e
calor dos cariocas. Será retratada em torno da importância das pessoas serem mais
gentil uma com as outras, apostando que o ato da gentileza é importante e faz bem
à saúde, na medida em que diminui o estresse e todas as complicações que ele
pode trazer a vida das pessoas. Com o título ‘Gentileza gera gentileza’, o segundo
vídeo mostrará que pequenos atos individuais, têm uma grande importância quando
se juntam a outros. Atitudes simples como: não jogar lixo nas praias, recolher a
sujeira que os animais de estimação possam deixar na rua, não parar o carro na
faixa de pedestres, preservar o transporte coletivo, não estacionar em fila dupla e
não ser imprudente na direção, fumar apenas nos locais permitidos, ceder a vez ou
o lugar para idosos, gestantes e deficientes físicos, não empurrar as pessoas para
entrar ou sair do metrô, ter presteza e empatia no tratamento com os turistas e
principalmente, ser educado, usar o “bom dia”, “boa tarde”, “boa noite”, “obrigado”,
“por favor”, “desculpe” e “com licença”. A proposta do segundo vídeo é fazer jus ao
título, mostrar que a gentileza é um modo de agir e uma maneira de enxergar o
mundo.


Sabemos que antes de qualquer coisa, uma cidade se faz com pessoas e são elas
que dão personalidade a esta cidade, quando pequenos gestos de fraternidade
como estes são esquecidos, as pessoas vão ficando mais frias, ásperas e mais
violentas. É aí que a violência surge através de outros fatores sociais. A gentileza
depende do hábito e tem que ser recíproca, então a produção de um vídeo
abordando a gentileza veiculado em meios de comunicação de massa, incentivará a
cada pessoa prestar mais atenção no que está acontecendo à sua volta, rever seu
caráter, seus valores, de modo que cada um fazendo sua parte contribuirá para um
bem social, abrirá portas, facilitará negociações e muda o rumo dos conflitos. O

                                                                                 10
segundo vídeo dará suporte ao mesmo tempo para o primeiro, de modo que
aumentará a auto-estima das pessoas, para que elas trabalhem para criar um
mundo mais humano, uma cidade com suas belezas naturas bem preservadas, uma
cidade com menos criminalidade, menos violência. Enfim, uma cidade melhor para
se viver e para se visitar.




                                                                            11
4. Levantamento de Dados


      4.1 Histórico
Nas últimas décadas, a sociedade brasileira entrou no ranking entre os países mais
violentos do mundo. As violências domésticas, familiar e urbana (violências
praticadas nas ruas, como assaltos, seqüestros, extermínio, etc) assombram nosso
país e ao mesmo tempo a impunidade destes atos criminosos afetam todos os
ambientes de negócios das cidades. Mas precisamente, o estado do Rio de Janeiro
ficou em quinto lugar nacional da taxa de homicídios, segundo pesquisas do Fórum
Nacional de Segurança Pública.     Apesar de não parecer, o Rio ficou atrás dos
estados de Alagoas, Espírito Santo, Pernambuco e Pará, com 33 homicídios por
cem mil habitantes. Podemos considerar que fatores como o desrespeito, injustiças
e afrontamentos sejam pilares sociais para tal ato, além do desrespeito e desejos de
vingança, que em sua totalidade transformam-se em atos violentos.


Existem diversas teorias para explicar como é gerada a criminalidade. Segundo a
tese apresentada pelo delegado e professor universitário Roldenyr Cravo, no Fórum
Brasileiro de Segurança Pública, Roldenyr diz que “a sociedade como foi formada,
(por qualquer que seja o entendimento: do ponto de vista bíblico, ponto de vista
sociológico-científico, pela evolução do ser humano), viver em sociedade quer dizer
conviver com outros indivíduos; indivíduos bem diferentes de nós: cor, sexo, etnia,
idade, gostos, manias, hábitos, desejos, pretensões, etc. Portanto, para que esta
convivência pudesse ser mantida, tornou-se necessário à criação de regras; regras
sociais; que na realidade são padrões de comportamento. Um comportamento será
socialmente aceitável, sempre que estiver de acordo com estas regras sociais.
Serão inaceitáveis aqueles comportamentos que não estiverem em acordo com as
regras sociais. O comportamento socialmente inaceitável também é chamado de
desvio social.


Há, desde então, um grande esforço da sociedade para estabelecer uma disciplina,
um controle sobre estes comportamentos desviantes. Este esforço gerou a criação
do que se chama de Controle Social, que nada mais é do que um conjunto de
mecanismos materiais e simbólicos para manter o equilíbrio social, para reduzir os

                                                                                 12
comportamentos indesejados, individuais ou coletivos. O controle social pode ser
exercido formalmente, ou seja, pelas instituições públicas (Polícia, Justiça, Política,
Administração Pública, etc), como também, informalmente, ou seja, por instituições
privadas (Associações, clubes de serviço, ONGs, Família, Igreja, Escola, etc).


Portanto, a figura da Violência aparece exatamente neste contexto de desequilíbrio
da vida social. A partir da aí, estas sociedades são criadas e a criminalidade é
desenvolvida nos contextos favoráveis e propícios a elas”, diz Roldenyr Cravo.




                                                                                    13
4.2    Posição Atual

O índice de desenvolvimento humano é um dado utilizado pela Organização das
Nações Unidas para analisar a qualidade de vida de uma população. Os critérios
utilizados para calcular o IDH, são: grau de escolaridade, renda, nível de saúde.
A cidade do Rio de Janeiro está classificada em 4° lugar no ranking geral de todas
as cidades do Brasil.
Na década de 90, a educação em todo o Brasil evoluiu, e a cidade do Rio de Janeiro
acompanhou essa evolução. Pode-se notar o resultado dessa evolução pelo número
de analfabetos que vem diminuindo a cada dia. O nível de analfabetismo no estado
do Rio de Janeiro é dos mais baixos do país, com 5 a 6% de analfabetos.
O que ocorre em todo o Brasil é que a qualidade da educação continua deteriorada,
muitas crianças ainda abandonam as escolas, os professores não são valorizados,
as escolas não oferecem material didático suficiente. É preciso grande investimento
na educação para uma melhora expressiva no Brasil.


Atualmente a imagem do Rio de Janeiro está associada à dois fatores: à violência e
à quantidade de favelas existentes na cidade e ao mesmo tempo a imagem de
“cidade maravilhosa”. O número de favelas vem crescendo de forma expressiva a
cada ano no Rio de Janeiro, de forma que hoje já foram registradas pelo IBGE na
região Metropolitana um total de 513 favelas. O Rio é a segunda cidade do país com
o maior número de favelas, só perdendo para São Paulo, que está com um total de
612 favelas.


O IBGE realizou uma pesquisa e concluiu que um chefe de família que reside no
asfalto ganha em média no mês R$1.533,74, enquanto um chefe de família que
reside em uma favela ganha em média no mês R$352,41.
A prefeitura lançou um plano estratégico para redução do número de favelas até
2012. A pretensão é reduzir em 3,5% total da área ocupada por comunidades.
É de grande importância a redução de favelas e a condição de uma moradia melhor
para a população, pois a criminalidade é uma constante nas favelas cariocas e isso
devido às condições que as pessoas vivem.
Desde a década de 70, com o nascimento do crime organizado e com o aumento
das favelas a violência do Rio está sempre presente nas mídias.

                                                                                    14
Há décadas a questão da segurança vem se agravando com governadores que
apenas prometem e não tem o interesse em cumprir e melhorar a questão da
segurança no Rio. Recentemente o governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral,
comemorou a queda de homicídios em 8,8% no primeiro semestre desse ano.
Porém o número de assaltos cresceu em 17%. Existem novas modalidades de
crimes que não são mostradas nas estatísticas.


O Rio está entre as mais inseguras cidades brasileiras e no epicentro dessa
insegurança se encontra o narcotráfico. O Estado do Rio de Janeiro está bem no
ranking quando analisamos a economia da cidade, pois ele ocupa a segunda maior
economia do Brasil.
Para movimentar a economia do Estado conta com um parque industrial que é
composto por indústrias metalúrgicas, siderúrgicas, químicas, de alimentos,
mecânicas, editorial e de celulose. Além disso conta também com o turismo, que é
bastante explorado por a cidade ser reconhecida internacionalmente como “a cidade
maravilhosa”. Ele participa no PIB nacional com um total de 11,2%.




                                                                              15
4.3   Perspectivas


O presidente Lula a equipe do comitê Olímpico e os brasileiros e principalmente os
cariocas comemoram com muita felicidade a vitória da escolha do Rio de Janeiro
como sede das Olimpíadas de 2016. Porém, deve ser pensada e melhorada para
essa recepção, a segurança no Rio de Janeiro.
A população fica insegura da forma que está sendo conduzida a criminalidade na
cidade ou o difícil retorno do investimento na segurança pública. O próprio
presidente Lula decidiu investir R$100 milhões para reequipar a polícia do Rio de
Janeiro, alegando que é preciso preparar melhor os policiais e pagá-los melhor para
melhorar a segurança da cidade.
A segurança dos jogos da Copa do Mundo, em 2014, e das Olimpíadas, em 2016,
no Rio será reforçada com a ajuda do Virtual Command Center, um sistema de
inteligência criado pelo FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos.
Contudo, mesmo com tantos investimentos e com tantas promessas de segurança
para os jogos, após tanta violência que vem acontecendo no Rio nos últimos
tempos, arrastões que não param mortes, assaltos, tudo só faz a população
acreditar que os chefes que comandam as favelas do Rio realmente não têm mais
limites e quem mandam são eles. Poucas pessoas acreditam que a segurança do
Rio vai mudar por causa dos jogos.


Independente dessa visão da população carioca, a presidente da Embratur Jeanine
Pires, autarquia que divulga o Brasil no exterior ligada ao Ministério do Turismo, o
órgão "jamais teria orçamento para uma campanha sobre o país" como a verificada
no anúncio da escolha da cidade-sede. “O impacto positivo já começou mudando
radicalmente a opinião que alguns estrangeiros têm sobre o Brasil. Além do número
de pessoas que começa a trazer. Primeiro do formador de opinião, de quem quer
fazer negócios. E depois do turista", afirma Jeanine.
Para as Olimpíadas serão necessários outros gastos com infra-estrutura, estimados
em cerca de R$25 bilhões. É necessário melhorar a malha viária da cidade, expandir
a rede de metrô e de trens urbanos, além de ampliar a rede hoteleira.




                                                                                 16
Nosso projeto tem por objetivo manter uma imagem positiva do Rio de Janeiro
diante do público externo e melhorar a imagem diante do público interno até 2014,
que é quando acontecerá a Copa.
É de grande importância o desenvolvimento do projeto com os dois públicos, pois o
Rio recebe muito dinheiro com o turismo, o que pode ser usado para investimento na
cidade. Já com o público interno o objetivo é de fazê-los se importar mais com a
cidade e preservá-la melhor, recepcionar as pessoas de forma amistosa, o que
contribuirá também diretamente no turismo e desenvolvimento da cidade.




                                                                               17
5. Pergunta Central
Como o problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro
interferem na realização das Olimpíadas de 2016?


O Estado do Rio de Janeiro ocupa a segunda maior economia do Brasil. Para esse
desenvolvimento econômico ele conta em grande parte com o turismo, que é
bastante explorado pela cidade ser reconhecida internacionalmente como “cidade
maravilhosa”. Porém, vem aumentando a cada ano no Rio de Janeiro a violência, o
que gera obviamente grande repercussão internacionalmente e pode abalar o
turismo que sustenta grande parte da economia que movimenta a cidade.
As Olimpíadas de 2016 pretendem trazer para o Brasil grande número de turistas, o
que contribuirá de forma significativa para a economia do país, mas para isso é
necessário que o Rio invista em segurança, pois a própria população carioca não
acredita que a chegada das Olimpíadas mudará o poder que o crime organizado já
possui em relação ao estado.


Essa crise de imagem interna repercute internacionalmente, trazendo para o Brasil
falta de credibilidade e confiança com esta insegurança. Essa imagem formada na
mente das pessoas terá como conseqüência para o país uma redução no turismo, o
que trará um abalo na economia da cidade a partir das projeções futuras caso o Rio
de Janeiro continue repercutindo pela mídia através de seus atos criminalísticos.




                                                                                    18
6. Conclusão


O Rio de Janeiro está se preparando para sediar as olimpíadas de 2016 e tem tudo
para que essa experiência se torne memorável para todos, principalmente para o
Brasil, trazendo benefícios duradouros para a população do Rio e do país, assim
aproximando o movimento olímpico e paraolímpico dos jovens de to mundo. Para
que isso aconteça com excelência, o Rio está investindo mais de 2 bilhões de
dólares em instalações esportivas e na melhoria da infraestrutura necessária para a
realização do evento, o planejamento dos jogos foi desenvolvido com a colaboração
das três estâncias do governo para garantir a aceleração da cidade, do estado e do
país.


O resultado desse planejamento irá gerar uma transformação econômica e social na
cidade, trazendo maior retorno para cidade. Para que isso aconteça medidas já
estão sendo tomadas em várias áreas como segurança, transportes, acomodações,
tecnologia, infraestrutura hospitalar, área comercial e dentre outras, tudo para formar
uma base sólida para o sucesso do evento.
O Rio é conhecido como cidade maravilhosa pela sua cultura, beleza natural e
principalmente sua história sendo um dos pólos de maior movimentação econômica
do país. Mas a cidade do Rio de janeiro vem enfrentando diariamente crises de
imagem relacionada com questões de segurança da cidade, com autos índices de
homicídio, furto entre outros que vem manchando a imagem da cidade, tanto dentro
do país como para o restante do mundo. Pensando nessa questão que surgiu nosso
problema de comunicação: como resolver a crise imagem do Rio de Janeiro? Com
base nos estudos feitos verificamos que para solucionar esse problema seria preciso
ações governamentais e todas as suas áreas subseqüentes, abordando vários
aspectos do Rio como: segurança, saúde, emprego, educação e principalmente a
questão social da cidade.


O objetivo de nosso trabalho é reforçar a imagem que está sendo desgastada do Rio
de Janeiro perante atos de violência e criminalidade, criando uma imagem positiva
para público externo e interno. Para isso começamos a desenvolver um



                                                                                    19
planejamento de comunicação que será aplicado no período até a data dos jogos
olímpicos.
Primeiramente nossa estratégia visa mudar os conceitos de dois públicos distintos o
externo que está ligado com o turismo e investidores, e o interno que vem a ser a
próprio cidadão do Rio de Janeiro. Nesse intuito foram criados dois vídeos o primeiro
direcionado para o publico externo aborda todos os pontos positivos da cidade
maravilhosa como o turismo, belezas naturais, cultura, esporte e entretenimento
oferecido pela cidade.
Já o segundo vídeo que é direcionado para o público interno trabalha a questão da
gentileza entre as pessoas e o espaço físico em que elas convivem. A proposta do
segundo vídeo é fazer jus ao título, mostrar que a gentileza é um modo de agir e
uma maneira de enxergar o mundo.


Com base no estudo feito concluímos que a melhor abordagem para solucionar o
problema de imagem do Rio de Janeiro é abordar o próprio cidadão do Rio mudando
seus conceitos e seus hábitos, com isso gerando um bom relacionamento entre
todos e conseqüentemente dando outra visão a cidade mostrando para público
externo que o Rio de Janeiro não tem sua fama só pela estrutura física e turística,
mas também pela a sua cultura e sua hospitalidade provando assim que a cidade
‘maravilhosa’ faz jus a escolha de cede das olimpíadas 2016, usando a comunicação
como plataforma de educação e consciêtização pública.




                                        FIM

                                                                                  20
Referencias bibliográficas


CALDINI, Alexandre. Como gerenciar a crise. Exame. São Paulo, v.34, nº2, p.116-
18, janeiro 2000. O texto, acessdado em maio de 2005, está disponível em:
http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/
0087.htm.

ROSA, Mário. A Síndrome de Aquiles - Como lidar com as crises de imagem. São
Paulo, Editora Gente, 2001.

SAPIENZA, Vitor. Opinião - Olimpíadas no Rio, com segurança. Portal Jus Brasil
Notícias.        O         link        pode        ser        acessado         em:
http://www.jusbrasil.com.br/noticias/1971474298/opiniao-olimpiadas-no-rio-com-
seguranca

OLIVEIRA, Mariana. - Anúncio de Olimpíada trará aumento imediato de turistas ao
Brasil, prevê setor. Portal G1. O link pode ser acessado em:
http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL13235697902-9356,00-
ANUNCIO+DE+OLIMPIADA+TRARA+AUMENTO+IMEDIATO+DE+TURISTAS+AO+
BRASIL+PREVE+SET.html

LUZ, Cynthia M. Como sobreviver na crise sem crise. Propaganda. São Paulo, nº
486,     p.9-12,    agosto    de     1993.      O    texto   está   disponível    em:
http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/
0039088.htm.

MOARES, Mario. Caso Tylenol: um bom exemplo de RP. Disponível em:
http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/
005797089.htm Texto acessado em maio de 2005.




                                                                                  21

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Elcanfranero
ElcanfraneroElcanfranero
Elcanfraneroalons1955
 
Elcanfranero
ElcanfraneroElcanfranero
Elcanfraneroalons1955
 
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdf
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.PdfCapability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdf
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdfsumostew
 
Building a diverse workforce through Apprenticeships
Building a diverse workforce through ApprenticeshipsBuilding a diverse workforce through Apprenticeships
Building a diverse workforce through ApprenticeshipsJamie Leonard
 
Curso Analista Sanitário de Resíduos Sólidos
Curso Analista Sanitário de Resíduos SólidosCurso Analista Sanitário de Resíduos Sólidos
Curso Analista Sanitário de Resíduos SólidosKarlos Ribas
 
Astrologia Médica e Védica aplicada ao Diagnóstico
Astrologia Médica e Védica aplicada ao DiagnósticoAstrologia Médica e Védica aplicada ao Diagnóstico
Astrologia Médica e Védica aplicada ao DiagnósticoMichele Pó
 
Cuadro comparativo economia
Cuadro comparativo economiaCuadro comparativo economia
Cuadro comparativo economiaHector tapia
 
Marketing plan iam
Marketing plan iamMarketing plan iam
Marketing plan iamNadi Difana
 
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com Propósito
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com PropósitoWalk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com Propósito
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com PropósitoEric de Gaia
 
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google AdwordsGuillaume Eouzan
 

Destaque (14)

Elcanfranero
ElcanfraneroElcanfranero
Elcanfranero
 
Elcanfranero
ElcanfraneroElcanfranero
Elcanfranero
 
Slideshareflickr
SlideshareflickrSlideshareflickr
Slideshareflickr
 
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdf
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.PdfCapability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdf
Capability Statement Paul Stewart Randstad Professionals.Pdf
 
Building a diverse workforce through Apprenticeships
Building a diverse workforce through ApprenticeshipsBuilding a diverse workforce through Apprenticeships
Building a diverse workforce through Apprenticeships
 
Curso Analista Sanitário de Resíduos Sólidos
Curso Analista Sanitário de Resíduos SólidosCurso Analista Sanitário de Resíduos Sólidos
Curso Analista Sanitário de Resíduos Sólidos
 
Floresta Negra
Floresta NegraFloresta Negra
Floresta Negra
 
Astrologia Médica e Védica aplicada ao Diagnóstico
Astrologia Médica e Védica aplicada ao DiagnósticoAstrologia Médica e Védica aplicada ao Diagnóstico
Astrologia Médica e Védica aplicada ao Diagnóstico
 
Cuadro comparativo economia
Cuadro comparativo economiaCuadro comparativo economia
Cuadro comparativo economia
 
Brand Experience
Brand ExperienceBrand Experience
Brand Experience
 
Marketing plan iam
Marketing plan iamMarketing plan iam
Marketing plan iam
 
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com Propósito
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com PropósitoWalk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com Propósito
Walk the talk - Workshop de Cocriação de Marcas com Propósito
 
PARTE DE NÓS
PARTE DE NÓSPARTE DE NÓS
PARTE DE NÓS
 
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords
#SMX_Paris 2016 Conférence Trucs et Astuces Google Adwords
 

Semelhante a O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016

Intervento marcello baroni regione toscana pt
Intervento marcello baroni regione toscana ptIntervento marcello baroni regione toscana pt
Intervento marcello baroni regione toscana ptBrasil_Proximo
 
AAA Fundamentos do Marketing
AAA Fundamentos do MarketingAAA Fundamentos do Marketing
AAA Fundamentos do Marketing3r1c_d4
 
AAA fundamentos do marketing
AAA fundamentos do marketingAAA fundamentos do marketing
AAA fundamentos do marketing3r1c_d4
 
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiro
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiroOs impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiro
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiroPedro Godoy
 
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do Marfim
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do MarfimComunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do Marfim
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do MarfimRobert Badou
 
Trabalho aaa analise de mercados consumidores.ppt
Trabalho aaa   analise de mercados consumidores.pptTrabalho aaa   analise de mercados consumidores.ppt
Trabalho aaa analise de mercados consumidores.pptElcio Lopes
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresAraci Corrêa Cardoso
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresAraci Corrêa Cardoso
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresAraci Corrêa Cardoso
 
Estudo: Os destinos do Carnaval Brasileiro
Estudo: Os destinos do Carnaval BrasileiroEstudo: Os destinos do Carnaval Brasileiro
Estudo: Os destinos do Carnaval BrasileiroMiti Inteligência
 
3. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 20203. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 2020Toni Sando
 
Revista Estação - Edição 32 de Novembro
Revista Estação - Edição 32 de NovembroRevista Estação - Edição 32 de Novembro
Revista Estação - Edição 32 de NovembroMichael Yoo
 
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018Edelman
 
Suplemento Agenda Ribeirão 2016
Suplemento Agenda Ribeirão 2016Suplemento Agenda Ribeirão 2016
Suplemento Agenda Ribeirão 2016ACIDADE ON
 
Newsletter nº 2 relações públicas e imagem
Newsletter nº 2   relações públicas e imagemNewsletter nº 2   relações públicas e imagem
Newsletter nº 2 relações públicas e imagemPablo Ruiz Amo
 
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...Universidade Federal do Rio Grande do Norte
 

Semelhante a O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016 (20)

Intervento marcello baroni regione toscana pt
Intervento marcello baroni regione toscana ptIntervento marcello baroni regione toscana pt
Intervento marcello baroni regione toscana pt
 
AAA Fundamentos do Marketing
AAA Fundamentos do MarketingAAA Fundamentos do Marketing
AAA Fundamentos do Marketing
 
AAA fundamentos do marketing
AAA fundamentos do marketingAAA fundamentos do marketing
AAA fundamentos do marketing
 
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiro
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiroOs impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiro
Os impactos das olimpíadas 2016 no mercado brasileiro
 
Apresentação aa
Apresentação aaApresentação aa
Apresentação aa
 
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do Marfim
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do MarfimComunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do Marfim
Comunicação política via internet nas eleições presidenciais da Costa do Marfim
 
Trabalho aaa analise de mercados consumidores.ppt
Trabalho aaa   analise de mercados consumidores.pptTrabalho aaa   analise de mercados consumidores.ppt
Trabalho aaa analise de mercados consumidores.ppt
 
Final de Ano 2018
Final de Ano 2018Final de Ano 2018
Final de Ano 2018
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
 
Metodologia da rede municipal
Metodologia da rede municipalMetodologia da rede municipal
Metodologia da rede municipal
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
 
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das FlôresMetodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
Metodologia da Rede Municipal de Rio das Flôres
 
Estudo: Os destinos do Carnaval Brasileiro
Estudo: Os destinos do Carnaval BrasileiroEstudo: Os destinos do Carnaval Brasileiro
Estudo: Os destinos do Carnaval Brasileiro
 
3. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 20203. Plano Aquarela 2020
3. Plano Aquarela 2020
 
Revista Estação - Edição 32 de Novembro
Revista Estação - Edição 32 de NovembroRevista Estação - Edição 32 de Novembro
Revista Estação - Edição 32 de Novembro
 
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
Tendências em Viagens e Turismo na América Latina em 2018
 
Suplemento Agenda Ribeirão 2016
Suplemento Agenda Ribeirão 2016Suplemento Agenda Ribeirão 2016
Suplemento Agenda Ribeirão 2016
 
Newsletter nº 2 relações públicas e imagem
Newsletter nº 2   relações públicas e imagemNewsletter nº 2   relações públicas e imagem
Newsletter nº 2 relações públicas e imagem
 
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...
A imagem sustentável do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos R...
 
Midia e deficiencia
Midia e deficienciaMidia e deficiencia
Midia e deficiencia
 

Mais de Bruno Rodrigues

O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...
O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...
O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...Bruno Rodrigues
 
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...Bruno Rodrigues
 
Realidade aumentada na publicidade
Realidade aumentada na publicidadeRealidade aumentada na publicidade
Realidade aumentada na publicidadeBruno Rodrigues
 
Tiririca e o Marketing Viral
Tiririca e o Marketing ViralTiririca e o Marketing Viral
Tiririca e o Marketing ViralBruno Rodrigues
 
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PP
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PPTrabalho de Planejamento e Estratégias em PP
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PPBruno Rodrigues
 
Trabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilTrabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilBruno Rodrigues
 
Trabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilTrabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilBruno Rodrigues
 

Mais de Bruno Rodrigues (8)

O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...
O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...
O PAPEL DO EVENTO RED BULL SOAPBOX RACE NA CONSTRUÇÃO DA IMAGEM DE MARCA DA R...
 
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...
Trabalho sobre Planejamento Estratégico de marketing para a empresa Santa Edw...
 
Realidade aumentada na publicidade
Realidade aumentada na publicidadeRealidade aumentada na publicidade
Realidade aumentada na publicidade
 
Tiririca e o Marketing Viral
Tiririca e o Marketing ViralTiririca e o Marketing Viral
Tiririca e o Marketing Viral
 
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PP
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PPTrabalho de Planejamento e Estratégias em PP
Trabalho de Planejamento e Estratégias em PP
 
Trabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilTrabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - Bombril
 
Trabalho de Semiótica
Trabalho de SemióticaTrabalho de Semiótica
Trabalho de Semiótica
 
Trabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - BombrilTrabalho de Branding - Bombril
Trabalho de Branding - Bombril
 

Último

HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 

Último (20)

HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 

O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016

  • 1. TRABALHO INTERDISCIPLINAR DIRIGIDO IV “O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016” BRUNO RODRIGUES DA SILVA DIEGO ANTÔNIO DIAS HEBERT LIMA PINHEIRO JACQUELINE FARIA DESSIMONI PINTO WISNER PATRICK MARQUES RODRIGUES BELO HORIZONTE 2010
  • 2. Trabalho Interdisciplinar Dirigido IV “O problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro, perante a realização das Olimpíadas de 2016” BRUNO RODRIGUES DA SILVA DIEGO ANTÔNIO HEBERT LIMA PINHEIRO JACQUELINE FARIA DESSIMONI PINTO WISNER PATRICK MARQUES RODRIGUES Trabalho em grupo que será apresentado aos professores do Centro Universitário UNA, no projeto Vitrine para o curso de Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, Orientador: Prof.º Antônio Carlos Caldeira BELO HORIZONTE 2010 2
  • 3. Sumário 1. Introdução.........................................................................................................04 2. Problema Central.............................................................................................05 3. Objetivo............................................................................................................07 4. Histórico...........................................................................................................12 5. Posição Atual...................................................................................................14 6. Perspectivas.....................................................................................................16 7. Pergunta Central..............................................................................................18 8. Conclusão........................................................................................................19 9. Referências bibliográficas.................................................................................21 3
  • 4. 1. Introdução O Brasil é considerado, em âmbito internacional, uma superpotência emergente, devido a seu contingente populacional e ao crescimento econômico que vem tendo desde o Plano Real. A partir dos anos 1990 o país conquistou estabilidade econômica, atraindo investimentos estrangeiros. Em 2008, o PIB brasileiro atingiu a marca de 2,030 trilhões de dólares passando países como Canadá, Itália e França e se aproximando do Reino Unido. As exportações triplicaram em cinco anos de aproximadamente 60 bilhões de dólares em 2002 para mais de 200 bilhões de dólares em 2008. Além disso, o ministro da saúde José Gomes Temporão, anunciou que fará um investimento de R$ 296 milhões na rede pública do estado. Por outro lado existem dados negativos, como o Rio nunca ter prestado contas sobre seus investimentos em educação ao Ministério da Educação, como diz Paulo Malheiro, coordenador do Siope (Orçamentos Públicos em Educação). Porém, existem vários fatores que podem impedir o crescimento brasileiro como gastos públicos elevados, burocracia e tributação elevadas. O país tem problemas com a baixa qualidade da educação pública. Além disso, a corrupção política e a violência no Brasil são muito grandes, exigindo políticas mais eficazes no campo social, que ainda não foram totalmente implementadas. Uma melhor gestão, organização, responsabilidade dentro da política contribuirá muito para a melhoria das muitas áreas que o Brasil está carente atualmente. Mas para isso precisamos contar com a boa vontade e o interesse dos políticos que estão no poder do país. 4
  • 5. 2. Problema Central Cantada entre os maiores músicos do mundo, belezas descritas nos mais belos poemas e suas belas mulheres descritas em famosas musicas, assim foi descrito e transmitido ao mundo a bela e maravilhosa cidade do Rio de Janeiro. Uma das mais importantes e mais celebradas cidades do país, residência de celebridades mundiais e parte importante da mais forte economicamente e historicamente região nacional, responsável por atrair os maiores e funcionais recursos para o país. Assim é o Rio, cidade maravilhosa, de um povo com história própria, com um orgulho de ser Carioca e de defender a suntuosidade e benção que Deus, sendo brasileiro derramou sobre essa cidade. Mas uma pergunta paira no ar, como uma cidade com tantos atributos, belezas naturais e uma riqueza pessoal tão enorme pode viver uma crise de imagem? Durante meses, nosso grupo foi atrás desta resposta. Essa cidade cheia de maravilhas esconde um terrível mal, algo parecido com um câncer, que vai crescendo, se ramificando em todas as suas esferas. O Rio possui a maior favela do mundo, a rocinha, os traficantes cada vez mais tomam conta de uma parte de seu território. As taxas de homicídios tornam-se cada vez maiores: “Segundo o levantamento, os bairros da Zona Sul do Rio apresentaram taxas de homicídios, em 2008, entre duas e 12 mortes por cem mil habitantes. Copacabana e Botafogo foram às únicas da cidade que não seriam consideradas zonas endêmicas de violência. No mesmo período, bairros como Santa Cruz, Rocha Miranda e Centro registraram entre 50 e 75 mortes por cem mi”. Fonte: G1. Porém, esse não é um problema exclusivo da capital, cidades ao redor também enfrentam problemas com a segurança. Esses problemas expõem a cidade diante de outros países de uma forma degradante. O caos na saúde pública do Rio também é um agravante. Os problemas de infra-estrutura social, onde o tráfico toma cada vez mais conta do espaço nas favelas, a saúde sendo esquecida e caindo no caos, arrastões a turistas, assassinatos, tudo isso trazendo uma mancha negra a cidade maravilhosa, podemos até pensar, o que há de maravilhoso no Rio? 5
  • 6. “Os indicadores apontam que um dos bolsões de violência na cidade seria na Pavuna, na Zona Norte, onde os casos de homicídio chegam a 81,89 por 100 mil habitantes; autos de resistência 37,58 por100 mil; roubo em coletivo 117,06 por 100 mil e roubo de veículo 462,95 por 100 mil. Os números estariam acima da média da cidade.” Fonte: G1 Se uma criança de apenas 10 anos te assaltar? Ladrões disfarçados de policiais, te pararem no meio da rua e levarem seu carro? Acredito que não há nada de maravilhoso nisso! Mesmo todos agravantes, o Rio ainda destila beleza, atrai os olhares de milhares de turistas todos os anos. A virada de ano na praia de Ipanema ainda é um dos eventos mais esperados e visitados por todos os turistas que procuram a cidade: “Para o Reveillon, são aguardados 643 mil turistas, com uma geração de renda de US$ 476 milhões. Para o carnaval, a expectativa é de que 756 mil turistas estejam na cidade, movimentando a economia em US$ 559 milhões. O saldo do verão inteiro (período de dezembro a março) será de 2.684 milhões de turistas e renda de US$ 1.986 bilhão.” Fonte Site Paraná on-line Esse é o nosso problema central, entender como a cidade do Rio de Janeiro, a grande anfitriã de jogos da copa do mundo de 2014 e das olimpíadas de 2016, tem e como contornar esta situação. Diante de todos os questionamentos existentes, como sobreviver no Rio? Como enfrentar a marginalidade? E como superar os problemas sociais? 6
  • 7. 3. Objetivo Entendemos que após o avanço do país em diversas áreas, ao mesmo tempo o Brasil tem enormes desafios que precisa enfrentar até mostrar integralmente esse potencial. O Rio de Janeiro e o País têm que zelar pela oportunidade que foi concedida e superar a desconfiança nacional e internacional de boa parte da população e de alguns países. É preciso romper principalmente com a percepção internacional em relação à capacidade de investimentos do Brasil, sobre a realização dos jogos de modo que atendam as expectativas do COI (Comitê Olímpico Internacional) e sejam bem seguros no País. O problema é este, convencer os outros países e os turistas da credibilidade do país em realizar um evento de grande porte internacional. O Brasil teve um bom aprendizado na realização bem-sucedida dos jogos Pan-americanos e Parapan-americanos no Rio em 2007. O legado físico destes jogos e sua infra- estrutura proporcionaram ao Rio credibilidade uma boa imagem para o mundo. Em 2007 nos jogos Pan-americanos houve um forte planejamento de segurança pública e a criminalidade diminuiu. Neste caso, uma Olimpíada tem uma proporção totalmente diferente. Os três níveis de governos envolvidos – federal, estadual e municipal - acreditam em sua capacidade e estão empenhados e determinados em fazer todo o possível para assegurar que os jogos Rio 2016 sejam lembrados pela celebração e transformação. No entanto, também estão cientes que terá um trabalho árduo na preparação e organização do evento. Os jogos Olímpicos podem proporcionar um significativo avanço econômico para a cidade e o país-sede do evento. Os benefícios econômicos gerados pelos jogos são bem maiores que os próprios investimentos para a sua realização. A atração de turistas de diversas partes do mundo faz com que melhorias estruturais sejam feitas, como transporte, moradia e instalações esportivas, além dos inúmeros postos de trabalho que são gerados diretos e indiretamente através do evento. 7
  • 8. Para que todos estes benefícios sejam concretizados, é preciso surpreender e encantar as pessoas da credibilidade do Brasil na realização dos jogos. A todo o momento é discutido verbas, projetos e principalmente a segurança que nos norteia. O objetivo de nosso Trabalho Interdisciplinar é reforçar a imagem desgastada do Rio de Janeiro em relação aos altos índices de criminalidade presentes na cidade perante a opinião pública; criar uma imagem positiva em relação ao público interno e externo. Os recentes acontecimentos de violência no Rio repercutem rapidamente na mídia, gerando grande especulação aos fatos. A criação de uma campanha com este objetivo parte do estopim gerado após um confronto entre bandidos e policiais, quando um hotel no Rio de Janeiro foi invadido no momento em que abrigava centenas de turistas. Os principais órgãos de imprensa internacional destacaram o episódio que ocorreu na zona sul carioca. Os sites do jornal francês "Le Point" e da TV francesa “TV5 Monde” afirmaram que o episódio "mancha mais uma vez a imagem da cidade escolhida para abrigar as Olimpíadas de 2016". Nas reportagens, eles informam que o tiroteio ocorreu dentro de um hotel de luxo, que tinha 300 turistas estrangeiros entre os 1.500 hóspedes. Ambos os sites destacaram ainda que o "incidente trouxe o pânico ao bairro" e publicaram dados sobre a violência no Rio: "O Estado é um dos mais violentos do Brasil, país que registra a cada ano mais de 40 mil assassinatos, gerando uma taxa anual de 23,8 homicídios a cada 100 mil habitantes". O site do jornal "Chicago Tribune", cidade americana que perdeu para o Brasil o direito de sediar as Olimpíadas de 2016, informou que o hotel se "transformou numa zona de guerra, onde dez suspeitos, com armas de grosso calibre e granadas, trocaram tiros com a polícia e mataram uma mulher". Ao informar sobre a invasão, o "Chicago Tribune" destacou o fato de o bando ter feito reféns dentro do hotel de luxo, onde havia turistas estrangeiros. Sempre quando surgem estes atos de violência, formadores de opinião começam a questionar o governo se estes fatos serão contornados em médio prazo a tempo da realização dos próximos eventos mundiais que o país sediará: a Copa do Mundo de 8
  • 9. 2014 e as Olimpíadas 2016. Da mesma maneira, os turistas de todo o mundo ficam completamente inseguros com estes atos criminalísticos. Sabemos que prevenir ainda é a melhor forma de administrar e contornar uma crise de imagem, mas, de fato, como dispomos de pouco mais de cinco anos até a realização dos jogos, este período será propício para começar a trabalhar a imagem da cidade e do país que está cada vez mais abalada no cenário mundial. Quando o momento de crise acontece, gerenciá-la é uma tarefa árdua e que exige bastante empenho e profissionalismo de quem executará 3.1 Estratégia de Comunicação Serão desenvolvidos dois vídeos institucionais, o primeiro com duração de 60’’ voltado ao público externo com objetivo de ressaltar as belezas e seus diferenciais em quatro aspectos, conforme descritos abaixo: 3.1.1 Belezas naturais e turismo Será retratado as mais belas praias, montanhas, e áreas verdes que tornam a cidade um lugar agradável para seus moradores e uma ótima opção de destino para os turistas, com vários pontos turísticos espalhados por diversos bairros. 3.1.2 Esporte Ressaltará a paixão do carioca pelo esporte, sendo praticadas as mais variadas modalidades nos mais diversos locais de cartões portais do ao ar livre da cidade. Também a capacidade que o Rio tem em receber outras competições esportivas de níveis internacionais, além do próprio futebol representado nos diversos times cariocas 3.1.3 Música Nascidos no próprio Rio de Janeiro, o samba e a bossa nova são ritmos que traduzem o espírito da cidade. O samba e seu carnaval são reconhecidos internacionalmente e todos os anos trazem milhares e milhares de turistas para a cidade. Já na bossa nova, grandes nomes conhecidos mundialmente como João Gilberto, Tom Jobim e Vinícius de Morais, Caetano Veloso, Chico Buarque, e outros tantos nomes carregam a imagem da cidade consigo em boa parte de suas músicas. 9
  • 10. 3.1.4 Entretenimento e vida noturna São diversas opções de diversão noturna na cidade, o Rio abriga muitos bares, casas de show e boates, que mesclam diversos gêneros musicais. Bairros como a Lapa, Copacabana, Ipanema e Leblon possui diversas opções de entretenimento com peças teatrais, cinemas e outras opções de lazer. 3.2 Segundo vídeo O outro vídeo virá com uma abordagem mais emotiva, focado na receptividade e calor dos cariocas. Será retratada em torno da importância das pessoas serem mais gentil uma com as outras, apostando que o ato da gentileza é importante e faz bem à saúde, na medida em que diminui o estresse e todas as complicações que ele pode trazer a vida das pessoas. Com o título ‘Gentileza gera gentileza’, o segundo vídeo mostrará que pequenos atos individuais, têm uma grande importância quando se juntam a outros. Atitudes simples como: não jogar lixo nas praias, recolher a sujeira que os animais de estimação possam deixar na rua, não parar o carro na faixa de pedestres, preservar o transporte coletivo, não estacionar em fila dupla e não ser imprudente na direção, fumar apenas nos locais permitidos, ceder a vez ou o lugar para idosos, gestantes e deficientes físicos, não empurrar as pessoas para entrar ou sair do metrô, ter presteza e empatia no tratamento com os turistas e principalmente, ser educado, usar o “bom dia”, “boa tarde”, “boa noite”, “obrigado”, “por favor”, “desculpe” e “com licença”. A proposta do segundo vídeo é fazer jus ao título, mostrar que a gentileza é um modo de agir e uma maneira de enxergar o mundo. Sabemos que antes de qualquer coisa, uma cidade se faz com pessoas e são elas que dão personalidade a esta cidade, quando pequenos gestos de fraternidade como estes são esquecidos, as pessoas vão ficando mais frias, ásperas e mais violentas. É aí que a violência surge através de outros fatores sociais. A gentileza depende do hábito e tem que ser recíproca, então a produção de um vídeo abordando a gentileza veiculado em meios de comunicação de massa, incentivará a cada pessoa prestar mais atenção no que está acontecendo à sua volta, rever seu caráter, seus valores, de modo que cada um fazendo sua parte contribuirá para um bem social, abrirá portas, facilitará negociações e muda o rumo dos conflitos. O 10
  • 11. segundo vídeo dará suporte ao mesmo tempo para o primeiro, de modo que aumentará a auto-estima das pessoas, para que elas trabalhem para criar um mundo mais humano, uma cidade com suas belezas naturas bem preservadas, uma cidade com menos criminalidade, menos violência. Enfim, uma cidade melhor para se viver e para se visitar. 11
  • 12. 4. Levantamento de Dados 4.1 Histórico Nas últimas décadas, a sociedade brasileira entrou no ranking entre os países mais violentos do mundo. As violências domésticas, familiar e urbana (violências praticadas nas ruas, como assaltos, seqüestros, extermínio, etc) assombram nosso país e ao mesmo tempo a impunidade destes atos criminosos afetam todos os ambientes de negócios das cidades. Mas precisamente, o estado do Rio de Janeiro ficou em quinto lugar nacional da taxa de homicídios, segundo pesquisas do Fórum Nacional de Segurança Pública. Apesar de não parecer, o Rio ficou atrás dos estados de Alagoas, Espírito Santo, Pernambuco e Pará, com 33 homicídios por cem mil habitantes. Podemos considerar que fatores como o desrespeito, injustiças e afrontamentos sejam pilares sociais para tal ato, além do desrespeito e desejos de vingança, que em sua totalidade transformam-se em atos violentos. Existem diversas teorias para explicar como é gerada a criminalidade. Segundo a tese apresentada pelo delegado e professor universitário Roldenyr Cravo, no Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Roldenyr diz que “a sociedade como foi formada, (por qualquer que seja o entendimento: do ponto de vista bíblico, ponto de vista sociológico-científico, pela evolução do ser humano), viver em sociedade quer dizer conviver com outros indivíduos; indivíduos bem diferentes de nós: cor, sexo, etnia, idade, gostos, manias, hábitos, desejos, pretensões, etc. Portanto, para que esta convivência pudesse ser mantida, tornou-se necessário à criação de regras; regras sociais; que na realidade são padrões de comportamento. Um comportamento será socialmente aceitável, sempre que estiver de acordo com estas regras sociais. Serão inaceitáveis aqueles comportamentos que não estiverem em acordo com as regras sociais. O comportamento socialmente inaceitável também é chamado de desvio social. Há, desde então, um grande esforço da sociedade para estabelecer uma disciplina, um controle sobre estes comportamentos desviantes. Este esforço gerou a criação do que se chama de Controle Social, que nada mais é do que um conjunto de mecanismos materiais e simbólicos para manter o equilíbrio social, para reduzir os 12
  • 13. comportamentos indesejados, individuais ou coletivos. O controle social pode ser exercido formalmente, ou seja, pelas instituições públicas (Polícia, Justiça, Política, Administração Pública, etc), como também, informalmente, ou seja, por instituições privadas (Associações, clubes de serviço, ONGs, Família, Igreja, Escola, etc). Portanto, a figura da Violência aparece exatamente neste contexto de desequilíbrio da vida social. A partir da aí, estas sociedades são criadas e a criminalidade é desenvolvida nos contextos favoráveis e propícios a elas”, diz Roldenyr Cravo. 13
  • 14. 4.2 Posição Atual O índice de desenvolvimento humano é um dado utilizado pela Organização das Nações Unidas para analisar a qualidade de vida de uma população. Os critérios utilizados para calcular o IDH, são: grau de escolaridade, renda, nível de saúde. A cidade do Rio de Janeiro está classificada em 4° lugar no ranking geral de todas as cidades do Brasil. Na década de 90, a educação em todo o Brasil evoluiu, e a cidade do Rio de Janeiro acompanhou essa evolução. Pode-se notar o resultado dessa evolução pelo número de analfabetos que vem diminuindo a cada dia. O nível de analfabetismo no estado do Rio de Janeiro é dos mais baixos do país, com 5 a 6% de analfabetos. O que ocorre em todo o Brasil é que a qualidade da educação continua deteriorada, muitas crianças ainda abandonam as escolas, os professores não são valorizados, as escolas não oferecem material didático suficiente. É preciso grande investimento na educação para uma melhora expressiva no Brasil. Atualmente a imagem do Rio de Janeiro está associada à dois fatores: à violência e à quantidade de favelas existentes na cidade e ao mesmo tempo a imagem de “cidade maravilhosa”. O número de favelas vem crescendo de forma expressiva a cada ano no Rio de Janeiro, de forma que hoje já foram registradas pelo IBGE na região Metropolitana um total de 513 favelas. O Rio é a segunda cidade do país com o maior número de favelas, só perdendo para São Paulo, que está com um total de 612 favelas. O IBGE realizou uma pesquisa e concluiu que um chefe de família que reside no asfalto ganha em média no mês R$1.533,74, enquanto um chefe de família que reside em uma favela ganha em média no mês R$352,41. A prefeitura lançou um plano estratégico para redução do número de favelas até 2012. A pretensão é reduzir em 3,5% total da área ocupada por comunidades. É de grande importância a redução de favelas e a condição de uma moradia melhor para a população, pois a criminalidade é uma constante nas favelas cariocas e isso devido às condições que as pessoas vivem. Desde a década de 70, com o nascimento do crime organizado e com o aumento das favelas a violência do Rio está sempre presente nas mídias. 14
  • 15. Há décadas a questão da segurança vem se agravando com governadores que apenas prometem e não tem o interesse em cumprir e melhorar a questão da segurança no Rio. Recentemente o governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral, comemorou a queda de homicídios em 8,8% no primeiro semestre desse ano. Porém o número de assaltos cresceu em 17%. Existem novas modalidades de crimes que não são mostradas nas estatísticas. O Rio está entre as mais inseguras cidades brasileiras e no epicentro dessa insegurança se encontra o narcotráfico. O Estado do Rio de Janeiro está bem no ranking quando analisamos a economia da cidade, pois ele ocupa a segunda maior economia do Brasil. Para movimentar a economia do Estado conta com um parque industrial que é composto por indústrias metalúrgicas, siderúrgicas, químicas, de alimentos, mecânicas, editorial e de celulose. Além disso conta também com o turismo, que é bastante explorado por a cidade ser reconhecida internacionalmente como “a cidade maravilhosa”. Ele participa no PIB nacional com um total de 11,2%. 15
  • 16. 4.3 Perspectivas O presidente Lula a equipe do comitê Olímpico e os brasileiros e principalmente os cariocas comemoram com muita felicidade a vitória da escolha do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas de 2016. Porém, deve ser pensada e melhorada para essa recepção, a segurança no Rio de Janeiro. A população fica insegura da forma que está sendo conduzida a criminalidade na cidade ou o difícil retorno do investimento na segurança pública. O próprio presidente Lula decidiu investir R$100 milhões para reequipar a polícia do Rio de Janeiro, alegando que é preciso preparar melhor os policiais e pagá-los melhor para melhorar a segurança da cidade. A segurança dos jogos da Copa do Mundo, em 2014, e das Olimpíadas, em 2016, no Rio será reforçada com a ajuda do Virtual Command Center, um sistema de inteligência criado pelo FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos. Contudo, mesmo com tantos investimentos e com tantas promessas de segurança para os jogos, após tanta violência que vem acontecendo no Rio nos últimos tempos, arrastões que não param mortes, assaltos, tudo só faz a população acreditar que os chefes que comandam as favelas do Rio realmente não têm mais limites e quem mandam são eles. Poucas pessoas acreditam que a segurança do Rio vai mudar por causa dos jogos. Independente dessa visão da população carioca, a presidente da Embratur Jeanine Pires, autarquia que divulga o Brasil no exterior ligada ao Ministério do Turismo, o órgão "jamais teria orçamento para uma campanha sobre o país" como a verificada no anúncio da escolha da cidade-sede. “O impacto positivo já começou mudando radicalmente a opinião que alguns estrangeiros têm sobre o Brasil. Além do número de pessoas que começa a trazer. Primeiro do formador de opinião, de quem quer fazer negócios. E depois do turista", afirma Jeanine. Para as Olimpíadas serão necessários outros gastos com infra-estrutura, estimados em cerca de R$25 bilhões. É necessário melhorar a malha viária da cidade, expandir a rede de metrô e de trens urbanos, além de ampliar a rede hoteleira. 16
  • 17. Nosso projeto tem por objetivo manter uma imagem positiva do Rio de Janeiro diante do público externo e melhorar a imagem diante do público interno até 2014, que é quando acontecerá a Copa. É de grande importância o desenvolvimento do projeto com os dois públicos, pois o Rio recebe muito dinheiro com o turismo, o que pode ser usado para investimento na cidade. Já com o público interno o objetivo é de fazê-los se importar mais com a cidade e preservá-la melhor, recepcionar as pessoas de forma amistosa, o que contribuirá também diretamente no turismo e desenvolvimento da cidade. 17
  • 18. 5. Pergunta Central Como o problema da segurança e a crise de imagem do Rio de Janeiro interferem na realização das Olimpíadas de 2016? O Estado do Rio de Janeiro ocupa a segunda maior economia do Brasil. Para esse desenvolvimento econômico ele conta em grande parte com o turismo, que é bastante explorado pela cidade ser reconhecida internacionalmente como “cidade maravilhosa”. Porém, vem aumentando a cada ano no Rio de Janeiro a violência, o que gera obviamente grande repercussão internacionalmente e pode abalar o turismo que sustenta grande parte da economia que movimenta a cidade. As Olimpíadas de 2016 pretendem trazer para o Brasil grande número de turistas, o que contribuirá de forma significativa para a economia do país, mas para isso é necessário que o Rio invista em segurança, pois a própria população carioca não acredita que a chegada das Olimpíadas mudará o poder que o crime organizado já possui em relação ao estado. Essa crise de imagem interna repercute internacionalmente, trazendo para o Brasil falta de credibilidade e confiança com esta insegurança. Essa imagem formada na mente das pessoas terá como conseqüência para o país uma redução no turismo, o que trará um abalo na economia da cidade a partir das projeções futuras caso o Rio de Janeiro continue repercutindo pela mídia através de seus atos criminalísticos. 18
  • 19. 6. Conclusão O Rio de Janeiro está se preparando para sediar as olimpíadas de 2016 e tem tudo para que essa experiência se torne memorável para todos, principalmente para o Brasil, trazendo benefícios duradouros para a população do Rio e do país, assim aproximando o movimento olímpico e paraolímpico dos jovens de to mundo. Para que isso aconteça com excelência, o Rio está investindo mais de 2 bilhões de dólares em instalações esportivas e na melhoria da infraestrutura necessária para a realização do evento, o planejamento dos jogos foi desenvolvido com a colaboração das três estâncias do governo para garantir a aceleração da cidade, do estado e do país. O resultado desse planejamento irá gerar uma transformação econômica e social na cidade, trazendo maior retorno para cidade. Para que isso aconteça medidas já estão sendo tomadas em várias áreas como segurança, transportes, acomodações, tecnologia, infraestrutura hospitalar, área comercial e dentre outras, tudo para formar uma base sólida para o sucesso do evento. O Rio é conhecido como cidade maravilhosa pela sua cultura, beleza natural e principalmente sua história sendo um dos pólos de maior movimentação econômica do país. Mas a cidade do Rio de janeiro vem enfrentando diariamente crises de imagem relacionada com questões de segurança da cidade, com autos índices de homicídio, furto entre outros que vem manchando a imagem da cidade, tanto dentro do país como para o restante do mundo. Pensando nessa questão que surgiu nosso problema de comunicação: como resolver a crise imagem do Rio de Janeiro? Com base nos estudos feitos verificamos que para solucionar esse problema seria preciso ações governamentais e todas as suas áreas subseqüentes, abordando vários aspectos do Rio como: segurança, saúde, emprego, educação e principalmente a questão social da cidade. O objetivo de nosso trabalho é reforçar a imagem que está sendo desgastada do Rio de Janeiro perante atos de violência e criminalidade, criando uma imagem positiva para público externo e interno. Para isso começamos a desenvolver um 19
  • 20. planejamento de comunicação que será aplicado no período até a data dos jogos olímpicos. Primeiramente nossa estratégia visa mudar os conceitos de dois públicos distintos o externo que está ligado com o turismo e investidores, e o interno que vem a ser a próprio cidadão do Rio de Janeiro. Nesse intuito foram criados dois vídeos o primeiro direcionado para o publico externo aborda todos os pontos positivos da cidade maravilhosa como o turismo, belezas naturais, cultura, esporte e entretenimento oferecido pela cidade. Já o segundo vídeo que é direcionado para o público interno trabalha a questão da gentileza entre as pessoas e o espaço físico em que elas convivem. A proposta do segundo vídeo é fazer jus ao título, mostrar que a gentileza é um modo de agir e uma maneira de enxergar o mundo. Com base no estudo feito concluímos que a melhor abordagem para solucionar o problema de imagem do Rio de Janeiro é abordar o próprio cidadão do Rio mudando seus conceitos e seus hábitos, com isso gerando um bom relacionamento entre todos e conseqüentemente dando outra visão a cidade mostrando para público externo que o Rio de Janeiro não tem sua fama só pela estrutura física e turística, mas também pela a sua cultura e sua hospitalidade provando assim que a cidade ‘maravilhosa’ faz jus a escolha de cede das olimpíadas 2016, usando a comunicação como plataforma de educação e consciêtização pública. FIM 20
  • 21. Referencias bibliográficas CALDINI, Alexandre. Como gerenciar a crise. Exame. São Paulo, v.34, nº2, p.116- 18, janeiro 2000. O texto, acessdado em maio de 2005, está disponível em: http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/ 0087.htm. ROSA, Mário. A Síndrome de Aquiles - Como lidar com as crises de imagem. São Paulo, Editora Gente, 2001. SAPIENZA, Vitor. Opinião - Olimpíadas no Rio, com segurança. Portal Jus Brasil Notícias. O link pode ser acessado em: http://www.jusbrasil.com.br/noticias/1971474298/opiniao-olimpiadas-no-rio-com- seguranca OLIVEIRA, Mariana. - Anúncio de Olimpíada trará aumento imediato de turistas ao Brasil, prevê setor. Portal G1. O link pode ser acessado em: http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL13235697902-9356,00- ANUNCIO+DE+OLIMPIADA+TRARA+AUMENTO+IMEDIATO+DE+TURISTAS+AO+ BRASIL+PREVE+SET.html LUZ, Cynthia M. Como sobreviver na crise sem crise. Propaganda. São Paulo, nº 486, p.9-12, agosto de 1993. O texto está disponível em: http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/ 0039088.htm. MOARES, Mario. Caso Tylenol: um bom exemplo de RP. Disponível em: http://www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual/relacoespublicas/administracaodecrises/ 005797089.htm Texto acessado em maio de 2005. 21