SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
HINDUÍS
MO
A história dessa religião.
ORIGEM
Teve sua origem 1500 anos a. C.
Não tem fundador
É tida como religião eterna
SISTEMA DE
CASTAS
Brahma criou Manu, o primeiro
homem. E dele saíram quatro
tipos de pessoas diferentes, todas
determinadas pelo “criador”.
Da cabeça
Brahmins – sacerdotes
Das mãos
Kshatriyas – Guerreiros
Das coxas
Vaisyas – Negociantes, agricultores e artesãos.
Dos pés
Sudras – Servos
Os Párias – Escravos. Estes não pertencem a
nenhuma casta.
ANIMAIS SAGRADOS
Muitos são os animais
sagrados para os Hindús.
Macacos, serpentes,
crocodilos, ratos, entre
outros.
CARMA
Um hinduísta acredita que,
depois da morte de um
indivíduo, sua alma renasce
numa nova criatura vivente.
Pode renascer numa casta mais
alta ou mais baixa, ou pode
passar a habitar um animal.
ANIMISMO
Para os hinduístas, qualquer ser
vivo pode ser um parente que
morreu.
A diferença entre o animismo e o
panteísmo é basicamente a
palavra um.
SALVAÇÃO
 Para o hinduísmo há três formas de ser salvo do
ciclo de reencarnações.
1)Através do sacrifício
2)Através do conhecimento
3)Através da devoção
Através do sacrifício
Faz-se sacrifícios e boas ações afim
de obter o fim das reencarnações.
Através do conhecimento
Alguns acreditam que é a ignorância do homem
que o amarra ao ciclo da reencarnação. E que o
homem precisa chegar ao pleno conhecimento
de que faz parte do Brahma para se ver livre do
ciclo dos carmas.
Através da devoção
Esse meio de “salvação” é
oferecido através da leitura e
dedicação do Bhagavad Gita, que
por sua vez é o livro sagrado
hindu mais popular.
TEXTOS SAGRADOS
 Pelo que parece há milhares de textos sagrados
para o hinduísmo.
 Os mais populares são:
Os Vedas ou Conhecimento;
Os Purunas;
O Mahabharata;
Os Upanishads;
O Ramayana;
e o Código de Manu.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Hinduismo Raquel
Hinduismo  RaquelHinduismo  Raquel
Hinduismo Raquel
 
India
IndiaIndia
India
 
Hinduismo
HinduismoHinduismo
Hinduismo
 
Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
 
El hinduismo
El hinduismoEl hinduismo
El hinduismo
 
Xintoísmo
XintoísmoXintoísmo
Xintoísmo
 
Hinduism: The Basics
Hinduism: The BasicsHinduism: The Basics
Hinduism: The Basics
 
EL HINDUISMO
EL HINDUISMOEL HINDUISMO
EL HINDUISMO
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
Cultura indiana
Cultura indiana Cultura indiana
Cultura indiana
 
íNdia antiga
íNdia antigaíNdia antiga
íNdia antiga
 
Islamismo
Islamismo Islamismo
Islamismo
 
El Hinduísmo
El HinduísmoEl Hinduísmo
El Hinduísmo
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
 
Hinduismo
HinduismoHinduismo
Hinduismo
 
As religiões orientais
As religiões orientaisAs religiões orientais
As religiões orientais
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
As grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundoAs grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundo
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
 

Destaque (20)

Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Hare krishna
Hare krishnaHare krishna
Hare krishna
 
Novo testamento 1 noite 2016.1
Novo testamento 1   noite 2016.1Novo testamento 1   noite 2016.1
Novo testamento 1 noite 2016.1
 
Como estudar a bíblia
Como estudar a bíbliaComo estudar a bíblia
Como estudar a bíblia
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 
O que pode acontecer a um cristão que despreza o estudo bíblico
O que pode acontecer a um cristão que  despreza o estudo bíblicoO que pode acontecer a um cristão que  despreza o estudo bíblico
O que pode acontecer a um cristão que despreza o estudo bíblico
 
Novo testamento 2 2016.1 tarde e noite
Novo testamento 2   2016.1 tarde e noiteNovo testamento 2   2016.1 tarde e noite
Novo testamento 2 2016.1 tarde e noite
 
O Budismo seminário de religiões mundiais
O Budismo   seminário de religiões mundiaisO Budismo   seminário de religiões mundiais
O Budismo seminário de religiões mundiais
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
A importância do estudo bíblico para a igreja
A importância do estudo bíblico para a igrejaA importância do estudo bíblico para a igreja
A importância do estudo bíblico para a igreja
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
EL BUDISMO
EL BUDISMOEL BUDISMO
EL BUDISMO
 
Teoria de religion
Teoria de religionTeoria de religion
Teoria de religion
 
Catolicismo
CatolicismoCatolicismo
Catolicismo
 
El budismo definitivo
El budismo definitivoEl budismo definitivo
El budismo definitivo
 
Catolicismo
CatolicismoCatolicismo
Catolicismo
 
Introdução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamentoIntrodução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamento
 
India
IndiaIndia
India
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 

Semelhante a Hinduísmo

IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 Rubens Sohn
 
6º ano rafa história - india
6º ano   rafa história - india6º ano   rafa história - india
6º ano rafa história - indiaRafael Noronha
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Ruteelvira.sequeira
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e ChinaRafael Noronha
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2PIBJA
 
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Gessica Chaves
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidadeOver Lane
 
Hinduismo 120321063319-phpapp01
Hinduismo 120321063319-phpapp01Hinduismo 120321063319-phpapp01
Hinduismo 120321063319-phpapp01DCRDANYLA
 
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdfLourenoRocha1
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideClaudio Macedo
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade Paulo Henrique
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmomaruu7
 

Semelhante a Hinduísmo (20)

Hinduísmo
Hinduísmo  Hinduísmo
Hinduísmo
 
Religiao hinduísmo
Religiao hinduísmoReligiao hinduísmo
Religiao hinduísmo
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
 
6º ano rafa história - india
6º ano   rafa história - india6º ano   rafa história - india
6º ano rafa história - india
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 2
 
Hinduismo resumo
Hinduismo resumoHinduismo resumo
Hinduismo resumo
 
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
 
Imagens índia
Imagens índiaImagens índia
Imagens índia
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Relig mund aula 2
Relig mund aula 2Relig mund aula 2
Relig mund aula 2
 
Bramanismo
BramanismoBramanismo
Bramanismo
 
Hinduismo 120321063319-phpapp01
Hinduismo 120321063319-phpapp01Hinduismo 120321063319-phpapp01
Hinduismo 120321063319-phpapp01
 
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
 
A origem do ser Humano
A origem do ser HumanoA origem do ser Humano
A origem do ser Humano
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
Maiores religiões
Maiores religiõesMaiores religiões
Maiores religiões
 

Mais de Bruno Cesar Santos de Sousa

As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5Bruno Cesar Santos de Sousa
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4Bruno Cesar Santos de Sousa
 

Mais de Bruno Cesar Santos de Sousa (18)

A formação da bíblia
A formação da bíbliaA formação da bíblia
A formação da bíblia
 
Homilética I Itaporanga
Homilética I ItaporangaHomilética I Itaporanga
Homilética I Itaporanga
 
O cânon do novo testamento
O cânon do novo testamentoO cânon do novo testamento
O cânon do novo testamento
 
Principais Tipos de Sermão
Principais Tipos de SermãoPrincipais Tipos de Sermão
Principais Tipos de Sermão
 
A hermenêutica nos séculos xix e xx
A hermenêutica nos séculos xix e xx A hermenêutica nos séculos xix e xx
A hermenêutica nos séculos xix e xx
 
A hermenêutica na reforma protestante 9
A hermenêutica na reforma protestante 9A hermenêutica na reforma protestante 9
A hermenêutica na reforma protestante 9
 
A hermenêutica na idade média 8
A hermenêutica na idade média 8A hermenêutica na idade média 8
A hermenêutica na idade média 8
 
Hermenêutica na igreja primitiva 7
Hermenêutica na igreja primitiva 7Hermenêutica na igreja primitiva 7
Hermenêutica na igreja primitiva 7
 
Teologia da prosperidade
Teologia da prosperidadeTeologia da prosperidade
Teologia da prosperidade
 
A corrida da vida cristã
A corrida da vida cristãA corrida da vida cristã
A corrida da vida cristã
 
Missões e as redes sociais
Missões e as redes sociaisMissões e as redes sociais
Missões e as redes sociais
 
O papel do espírito santo no livro de Atos
O papel do espírito santo no livro de AtosO papel do espírito santo no livro de Atos
O papel do espírito santo no livro de Atos
 
A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6A hermenêutica entre os judeus 6
A hermenêutica entre os judeus 6
 
As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5As traduções bíblicas e o significado do texto 5
As traduções bíblicas e o significado do texto 5
 
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
O papel do espírito santo na interpretação bíblica 4
 
Inspiração e interpretação bíblica 3
Inspiração e interpretação bíblica 3Inspiração e interpretação bíblica 3
Inspiração e interpretação bíblica 3
 
A necessidade do estudo da hermenêutica 2
A necessidade do estudo da hermenêutica 2A necessidade do estudo da hermenêutica 2
A necessidade do estudo da hermenêutica 2
 
Introdução ao estudo da hermenêutica 1
Introdução ao estudo da hermenêutica 1Introdução ao estudo da hermenêutica 1
Introdução ao estudo da hermenêutica 1
 

Último

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 

Último (20)

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 

Hinduísmo

  • 2. ORIGEM Teve sua origem 1500 anos a. C. Não tem fundador É tida como religião eterna
  • 3. SISTEMA DE CASTAS Brahma criou Manu, o primeiro homem. E dele saíram quatro tipos de pessoas diferentes, todas determinadas pelo “criador”.
  • 4. Da cabeça Brahmins – sacerdotes Das mãos Kshatriyas – Guerreiros Das coxas Vaisyas – Negociantes, agricultores e artesãos. Dos pés Sudras – Servos Os Párias – Escravos. Estes não pertencem a nenhuma casta.
  • 5. ANIMAIS SAGRADOS Muitos são os animais sagrados para os Hindús. Macacos, serpentes, crocodilos, ratos, entre outros.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. CARMA Um hinduísta acredita que, depois da morte de um indivíduo, sua alma renasce numa nova criatura vivente. Pode renascer numa casta mais alta ou mais baixa, ou pode passar a habitar um animal.
  • 12. ANIMISMO Para os hinduístas, qualquer ser vivo pode ser um parente que morreu. A diferença entre o animismo e o panteísmo é basicamente a palavra um.
  • 13. SALVAÇÃO  Para o hinduísmo há três formas de ser salvo do ciclo de reencarnações. 1)Através do sacrifício 2)Através do conhecimento 3)Através da devoção
  • 14. Através do sacrifício Faz-se sacrifícios e boas ações afim de obter o fim das reencarnações. Através do conhecimento Alguns acreditam que é a ignorância do homem que o amarra ao ciclo da reencarnação. E que o homem precisa chegar ao pleno conhecimento de que faz parte do Brahma para se ver livre do ciclo dos carmas.
  • 15. Através da devoção Esse meio de “salvação” é oferecido através da leitura e dedicação do Bhagavad Gita, que por sua vez é o livro sagrado hindu mais popular.
  • 16. TEXTOS SAGRADOS  Pelo que parece há milhares de textos sagrados para o hinduísmo.  Os mais populares são: Os Vedas ou Conhecimento; Os Purunas; O Mahabharata; Os Upanishads; O Ramayana; e o Código de Manu.