Erp

633 visualizações

Publicada em

trabalho sobre ERP

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Erp

  1. 1. ERP/ERP II UNIPAM – Centro Universitário de Patos de Minas Engenharia de Produção
  2. 2. Roteiro  Definição;  História;  Vantagens do ERP;  Desvantagens do ERP;  Implementação do ERP;  ROI;  Soluções complementares ao ERP;  Conclusão. ERP/ ERP II
  3. 3. ERP  Enterprise Resource Planning (ERP) , são sistemas de informações que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema. A integração pode ser vista sob a perspectiva funcional (sistemas de: finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação, marketing, vendas, compras etc) e sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão etc).  Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, ERP/ ERP II possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.
  4. 4. ERP II  Nome proposto por algumas empresas para a versão renovada do ERP, que permite que a empresa acompanhe os negócios em toda a cadeia produtiva, desde os fornecedores até os clientes, todos ligados com tecnologias da web. O ERP II é o ERP incorporado à internet. ERP/ ERP II
  5. 5. Mercado ERP ERP/ ERP II
  6. 6. Evolução dos Sistemas  Anos 60/70 Anos 80 Anos 90 Anos 2000 MRP MRP II Material Manufacturin Requirement g Resource Planning Planning ERP/ ERP II ERP II ERP Enterprise Enterpris Resource e Resource Planning Planning II
  7. 7. Vantagens do ERP  Eliminar o uso de interfaces manuais;  Otimizar o fluxo da informação e a qualidade da        mesma dentro da organização (eficiência); Otimizar o processo de tomada de decisão; Eliminar a redundância de atividades; Reduzir os limites de tempo de resposta ao mercado; Reduzir as incertezas do Lead Time; Incorporação de melhores práticas (codificadas no ERP) aos processos internos da empresa; Reduzir o tempo dos processos gerenciais; Redução de estoque. ERP/ ERP II
  8. 8. Desvantagens do ERP  A utilização do ERP por si só não torna uma empresa verdadeiramente integrada;  Altos custos que muitas vezes não comprovam a relação custo/benefício;  Dependência do fornecedor do pacote;  Adoção de melhores práticas aumenta o grau de imitação e padronização entre as empresas de um segmento;  Torna os módulos dependentes uns dos outros, pois cada departamento depende das informações do módulo anterior, por exemplo. Logo, as informações têm que ser constantemente atualizadas, uma vez que as informações são em tempo real, ocasionando maior trabalho;  Aumento da carga de trabalho dos servidores da ERP/ ERP II empresa e extrema dependência dos mesmos.
  9. 9. Implementação do ERP  1 – Inicialização  2 – Planejamento  3 - Definição e Parametrização  4 – Treinamento  5 – Homologação  6 - Preparação e Acompanhamento  7 - Encerramento ERP/ ERP II
  10. 10. ROI  O ROI (Return on Investment) é uma maneira de a empresa determinar a relação entre o valor aplicado em um investimento - em nosso caso, uma solução de ERP - e os ganhos financeiros obtidos com este. Em outras palavras, é um meio de saber se a implementação do sistema deu o resultado esperado. ERP/ ERP II
  11. 11. Soluções Complementares ao ERP  CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) solução de Gerenciamento do relacionamento com os clientes, facilita o uso das informações já disponíveis no ERP sobre o cliente, melhorando os resultados das ações de prévenda, venda e pós-venda com o efetivo uso e registro dos dados sobre o cliente.  BI (BUSINESS INTELLIGENCE), solução de Inteligência Empresarial ou Sistema de informação gerencial, disponibiliza e organiza os dados de forma a facilitar a análise e o monitoramento das informações da empresa.  BPM (BUSINESS PROCESS MANAGEMENT), ferramenta de Gerenciamento de Processos de Negócio, que permite gerenciar, monitorar e automatizar processos; ERP/ ERP II  Estas ferramentas geram melhores resultados quando
  12. 12. Conclusão Um sistema de informações deve ser criado para descrever um processo genérico aos quais um determinado negócio deve se adaptar ou deve ser criado para descrever um processo específico de uma empresa? Este é um assunto que acalora o debate de um sistema de gestão empresarial. O sistema ERP responde esta questão. Economizar dinheiro, aumentar a eficiência e continuar competitivo. Os vendedores afirmam que as operações da empresa devem estar em conformidade com os processos e procedimentos prescritos nos módulos, mas estão eles certos? Inúmeras empresas que implementaram o ERP foram capazes de economizar milhões em redução de custos de produtos e processos, downsizing, aumento de eficiência e redução de tempo de ciclo. Contudo, suponha que vocé seja a segunda maior empresa de um determinado segmento. Como vocé se diferenciaria do líder de mercado seu ERP/ ERP II concorrente se ambos utilizam o mesmo sistema ERP?
  13. 13. Independente do sistema que usa, uma grande empresa possui necessariamente uma identidade, uma personalidade própria. é claro que o ERP deve ser aplicado, mas devemos lembrar que o cachorro é quem balança a cauda e não o oposto. O sucesso de uma empresa, além de toda sua competitividade, vem também de sua personalidade, de sua maneira de participar do mercado. O sistema existe para incrementar a empresa e a razão de ser do negócio jamais será satisfazer os requisitos de um sistema. Sem dúvida, a integração da empresa é a arma que garantirá sua sobrevivência, mas não necessariamente o que a fará a vencedora. A competição entre as empresas que desenvolvem o ERP com certeza tratará deste assunto, oferecendo maneiras individualizadas de manter a personalidade e pessoalidade do negócio. A total integração também é um assunto teórico pois, por maiores que sejam os esforços neste sentido, é bem remota a possibilidade de ERP/ ERP II sistema consiga suprir em 100% as necessidades que um de uma empresa. Ainda mais nesses tempos de rápidas
  14. 14. Grupo:  Bruno Martins;  Felipe Frederico;  Luan Soares;  Murilo Henrique;  Paulo Roberto;  Wender Silva. ERP/ ERP II

×