SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
Plantio palma forrageira
SULCAMENTO
50 cm
30 cm
ADUBAÇÃO DE FUNDAÇÃO
• ADUBAÇÃO SUPER SIMPLES
– 216g / m de sulco de plantio (Palma Gigante).
– 168g / m de sulco de plantio (Palma Miúda).
• ESTERCO DE GADO
– 2,7Kg / m de sulco
• Palma Gigante: 15 T / ha
• Palma Miúda: 19 T/ ha
ADUBAÇÃO FOSFATADA
ADUBAÇÃO ORGÂNICA (sobre a fosfatada)
Vara referenciando a
distância de 1 metro
PLANTIO SEM ENTERRAR
10 raquetes/m
ADUBAÇÃO DE COBERTURA
• ADUBAÇÃO URÉIA
– 108g / m de sulco de plantio.
• 1ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das
plantas no início das chuvas.
• 2ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das
plantas no meio do período das chuvas.
• 3ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das
plantas no fim do período das chuvas.
• OBS: Em terrenos argiloso  03 aplicações de 30g.
ADUBAÇÃO DE COBERTURA (2º ANO)
• ADUBAÇÃO MAP (início do inverno D0)
– 72g por metro  Palma Gigante
– 56g por metro  Palma Miúda.
• ADUBAÇÃO URÉIA (D20 e D40)
– 45g por metro  Palma Gigante
– 35g por metro  Palma Miúda.
• ADUBAÇÃO ESTERCO (D60)
– 5,4kg por metro  Palma Gigante
– 4,2kg por metro  Palma Miúda.
É Necessário fazer análise do solo a cada
dois anos. Se as adubações nitrogenadas
baixar o PH do solo (acidez), é necessário
refazer a calagem. Pode-se ainda
substituir a ureia por Nitrato de Potássio.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.
Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.
Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.Brenda Bueno
 
Cartilha defensivos alternativos_web
Cartilha defensivos alternativos_webCartilha defensivos alternativos_web
Cartilha defensivos alternativos_webMaria Da Penha Silva
 
Manejo de pastagem 1
Manejo de pastagem 1Manejo de pastagem 1
Manejo de pastagem 1GETA - UFG
 
INTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURAINTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURAGeagra UFG
 
Teoria e métodos em Agroecologia
Teoria e métodos em AgroecologiaTeoria e métodos em Agroecologia
Teoria e métodos em AgroecologiaDiogo Silva
 
Sistemas Agroflorestais
Sistemas AgroflorestaisSistemas Agroflorestais
Sistemas AgroflorestaisRafael Nunes
 
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulas
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulasCartilha agrobiodiversidade sementes crioulas
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulasHélida Freire
 
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentar
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentarAula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentar
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentarPortal Canal Rural
 
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável ANCP Ribeirão Preto
 
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócioeco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócioCarol Castro
 
Tecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiarTecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiarAlexandre Panerai
 
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01Leriaagro
 
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveis
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveisA necessidade de sistemas agrícolas sustentáveis
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveisigor-oliveira
 
Guia prático para comercialização de agricultura familiar
Guia prático para comercialização de agricultura familiarGuia prático para comercialização de agricultura familiar
Guia prático para comercialização de agricultura familiarJosé Florentino
 
Cocoinucultura apresentação
Cocoinucultura apresentaçãoCocoinucultura apresentação
Cocoinucultura apresentaçãoEvangela Gielow
 

Mais procurados (20)

Palestra Politicas Publicas no Meio Rural
Palestra Politicas Publicas no Meio RuralPalestra Politicas Publicas no Meio Rural
Palestra Politicas Publicas no Meio Rural
 
Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.
Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.
Bovinocultura de corte e leite nos Sistemas ILP, IPF e ILPF.
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestais
 
Cartilha defensivos alternativos_web
Cartilha defensivos alternativos_webCartilha defensivos alternativos_web
Cartilha defensivos alternativos_web
 
01 módulo armazenamento_de_grãos
01 módulo armazenamento_de_grãos01 módulo armazenamento_de_grãos
01 módulo armazenamento_de_grãos
 
Manejo de pastagem 1
Manejo de pastagem 1Manejo de pastagem 1
Manejo de pastagem 1
 
Ecofisiologia de plantas forrageiras
Ecofisiologia de plantas forrageirasEcofisiologia de plantas forrageiras
Ecofisiologia de plantas forrageiras
 
INTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURAINTRODUÇÃO A COTONICULTURA
INTRODUÇÃO A COTONICULTURA
 
Adubação Verde
Adubação VerdeAdubação Verde
Adubação Verde
 
Teoria e métodos em Agroecologia
Teoria e métodos em AgroecologiaTeoria e métodos em Agroecologia
Teoria e métodos em Agroecologia
 
Sistemas Agroflorestais
Sistemas AgroflorestaisSistemas Agroflorestais
Sistemas Agroflorestais
 
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulas
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulasCartilha agrobiodiversidade sementes crioulas
Cartilha agrobiodiversidade sementes crioulas
 
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentar
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentarAula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentar
Aula 5 - Estratégias para a produção de alimentos e planejamento alimentar
 
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável
Ensino Online - Integração Lavoura Pecuária intensificação sustentável
 
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócioeco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
eco aula 2 - A administracão rural e o agronegócio
 
Tecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiarTecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiar
 
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01
Apresentao culturas anuais caxias ma-140721084220-phpapp01
 
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveis
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveisA necessidade de sistemas agrícolas sustentáveis
A necessidade de sistemas agrícolas sustentáveis
 
Guia prático para comercialização de agricultura familiar
Guia prático para comercialização de agricultura familiarGuia prático para comercialização de agricultura familiar
Guia prático para comercialização de agricultura familiar
 
Cocoinucultura apresentação
Cocoinucultura apresentaçãoCocoinucultura apresentação
Cocoinucultura apresentação
 

Destaque

Destaque (10)

Apresentação do Banco de Palmas
Apresentação do Banco de PalmasApresentação do Banco de Palmas
Apresentação do Banco de Palmas
 
Cartilha seca
Cartilha secaCartilha seca
Cartilha seca
 
Palestra cactáceas
Palestra cactáceasPalestra cactáceas
Palestra cactáceas
 
Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira por J B Matiello Eng Agr Mapa P...
Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira  por J B Matiello  Eng  Agr  Mapa P...Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira  por J B Matiello  Eng  Agr  Mapa P...
Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira por J B Matiello Eng Agr Mapa P...
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Relatório popularizado do Instituto Nacional do Semiárido
Relatório popularizado do Instituto Nacional do SemiáridoRelatório popularizado do Instituto Nacional do Semiárido
Relatório popularizado do Instituto Nacional do Semiárido
 
Bioma Caatinga
Bioma CaatingaBioma Caatinga
Bioma Caatinga
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
Plantas Tìpicas da Caatinga
Plantas Tìpicas da CaatingaPlantas Tìpicas da Caatinga
Plantas Tìpicas da Caatinga
 
Importance of water to human beings
Importance of water to human beingsImportance of water to human beings
Importance of water to human beings
 

Plantio palma forrageira

  • 3. ADUBAÇÃO DE FUNDAÇÃO • ADUBAÇÃO SUPER SIMPLES – 216g / m de sulco de plantio (Palma Gigante). – 168g / m de sulco de plantio (Palma Miúda). • ESTERCO DE GADO – 2,7Kg / m de sulco • Palma Gigante: 15 T / ha • Palma Miúda: 19 T/ ha
  • 5. ADUBAÇÃO ORGÂNICA (sobre a fosfatada) Vara referenciando a distância de 1 metro
  • 7. ADUBAÇÃO DE COBERTURA • ADUBAÇÃO URÉIA – 108g / m de sulco de plantio. • 1ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das plantas no início das chuvas. • 2ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das plantas no meio do período das chuvas. • 3ª Aplicação: 36g de Uréia / metro de sulco, ao lado das plantas no fim do período das chuvas. • OBS: Em terrenos argiloso  03 aplicações de 30g.
  • 8. ADUBAÇÃO DE COBERTURA (2º ANO) • ADUBAÇÃO MAP (início do inverno D0) – 72g por metro  Palma Gigante – 56g por metro  Palma Miúda. • ADUBAÇÃO URÉIA (D20 e D40) – 45g por metro  Palma Gigante – 35g por metro  Palma Miúda. • ADUBAÇÃO ESTERCO (D60) – 5,4kg por metro  Palma Gigante – 4,2kg por metro  Palma Miúda.
  • 9. É Necessário fazer análise do solo a cada dois anos. Se as adubações nitrogenadas baixar o PH do solo (acidez), é necessário refazer a calagem. Pode-se ainda substituir a ureia por Nitrato de Potássio.