Organizaçoes internacionais

3.824 visualizações

Publicada em

NOME- BRUNO OLIVEIRA
DISCIPLINA- OTET
ANO- 1º CURSO TURISMO
TURMA- 10Fº

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Organizaçoes internacionais

  1. 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO Trabalho 1- Módulo 2- A Organização da Indústria Turística Formando: Bruno Oliveira 10º F Nº 12 Novembro 2013 Formadora: Ester Noemia
  2. 2. Indice • • • • • • Introdução Organizações internacionais de turismo Turismo Portugal Conclusão Bibliografia Web grafia
  3. 3. Introdução: • NESTE TRABALHO VOU FALAR DAS ORGANIZAÇOES MUNDIAIS DE TURISMO
  4. 4. Organização das Nações Unidas para educação, ciência e cultura UNESCO • Foi criada em 1945 pela Conferência de Londres e tem como objetivo contribuir para a paz através da educação, da ciência e da cultura. Visa eliminar o analfabetismo e melhorar o ensino básico, além de promover publicações de livros e revistas, e realizar debates científicos. Desde 1960, atua também na preservação e restauração de espaços de valor cultural e histórico.
  5. 5. Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico OCDE • É um fórum internacional que articula políticas públicas entre os países mais ricos do mundo. Fundada em 1961, substituiu a Organização Europeia para a Cooperação Económica, criada em 1948, no quadro do Plano Marshall. Sua ação, além do terreno económico, abrange a área das políticas sociais de educação, saúde, emprego e renda.
  6. 6. IATA • A Associação Internacional de Transporte Aéreo (acrónimo português: AITA) ou  internacional air transporte association ou IATA,1 que é universalmente usada, é uma organização  internacional de linhas aéreas, fundada em 1945, na cidade  de Havana, em Cuba . Atualmente tem sua sede  em Montreal, Québec no Canada.
  7. 7. Organização Mundial do Turismo • • • OMT E uma agencia especializada das Nações Unidas e a principal organização internacional no campo do turismo  Funciona como  um fórum global para questões de políticas turísticas e como fonte de  conhecimento prático sobre o turismo. A sua sede fica situada em Madrid.
  8. 8. ICAD • • • • A Organização da Aviação Civil Internacional ou OACI, também conhecida por sua sigla em  inglês, ICAO (Internacional Civil Aviation Organization), é uma agência especializada  Organização da Aviação Civil Internacional das Nações Unidas criada em 1944 com 191 países-membros. Sua sede permanente fica  na cidade de Montreal, Canadá. O Secretário-Geral da organização é o francês Raymond  Benjamin, desde 1 de agosto de 2009. Seus principais objetivos são o desenvolvimento dos princípios e técnicas de navegação  aérea internacional e a organização e o progresso dos transportes aéreos, de modo a  favorecer a segurança, a eficiência, a economia e o desenvolvimento dos serviços aéreos. Desenvolve também um trabalho importante no campo da assistência técnica, procurando  organizar e dar maior eficiência aos serviços de infraestrutura aeronáutica nos países em  desenvolvimento. Essa assistência é prestada por meio de equipes de especialistas,  enviados aos diversos países para organizar e orientar a operação dos serviços técnicos  indispensáveis à aviação civil, e de bolsas de estudo para cursos de especialização.
  9. 9. UFTAA • • Universal Federation of Travel Agents Association A Federação Universal de Agentes de Viagens (Associação UFTAA) é uma federação de  associações nacionais de agentes de viagens e operadores turísticos e é a maior  organização mundial que representa a indústria de viagens. A Federação Universal dos  Agentes Travel Association representa 114 associações nacionais e membros afiliados  adicionais em um total de 121 países. UFTAA tem status consultivo junto à ONU / ONG /  ECOSOC, e trabalha em estreita colaboração com outros organismos mundiais como a  UNESCO, a OMS para o desenvolvimento sustentável e turismo responsável. UFTAA procura incentivar viagens entre as pessoas de todas as nações e apoiar a liberdade  de viajar por todo o mundo. Para este fim, UFTAA é um órgão de lobby eficaz e se opõe à  legislação diretamente prejudicial à viagem e à livre circulação. UFTAA procura reduzir  ou eliminar os obstáculos burocráticos para viajar. Reconhecendo a necessidade de  unificar agências de viagens e operadores turísticos em uma federação internacional  levando a voz ea defesa dos direitos dos profissionais da indústria de viagens, UFTAA foi  fundada em 1966 como resultado de uma fusão de duas grandes organizações mundiais,  FIAV e UOTAA.
  10. 10. OECD • • • • • • • • • • • A OCDE foi criada em 30 de Setembro de 1961, sucedendo à Organização para a Cooperação  Económica Europeia, criada em 16 de Abril de 1948. Também é chamada de "Grupo dos  Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico Ricos", porque os 31 países participantes produzem juntos mais da metade de toda a  riqueza do mundo. O Secretário-Geral é, desde 1 de Junho de 2006, o mexicano José ÁngelGurríaTreviño. Objetivos apoiar um crescimento económico duradouro desenvolver o emprego aumentar o nível de vida manter a estabilidade financeira ajudar os outros países a desenvolverem as suas economias contribuir para o crescimento do comércio mundial A OCDE também partilha os seus conhecimentos e troca de ideias com mais de 100 outros  países e economias, desde o Brasil, China e Rússia até os países menos desenvolvidos  da África.
  11. 11. Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento • • O Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento (MEID) foi o departamento  do Governo de Portugal, responsável pela gestão dos assuntos respeitantes à economia  portuguesa, especialmente nos sectores da  indústria, energia, comércio, turismo e serviços. O MEID tem por missão conceber, executar e avaliar as políticas dirigidas às actividades  económicas.
  12. 12. Turismo de portugal • Integrado no Ministério da Economia e da Inovação, o Turismo de Portugal, I. P. é a  Autoridade Turística Nacional responsável pela promoção, valorização e sustentabilidade  da actividade turística, agregando numa única entidade todas as competências  institucionais relativas à dinamização do turismo, desde a oferta à procura. • • A missão do Turismo de Portugal consiste em • • • • Qualificar e desenvolver as infra-estruturas turísticas; Desenvolver a formação de recursos humanos; Apoiar o investimento no sector; Coordenar a promoção interna e externa de Portugal como destino turístico; • Regular e fiscalizar os jogos de fortuna e azar • .
  13. 13. CTP Confederação do Turismo Português • • • • • • • • • • • Este e um organismo de associativismo empresarial na  area do turismo, que adquiriu Personalidade juridica em 1995, juntando a totalidade das associaçoes empresariais da   actividade turistica. Tem como missao: Assegurar a coesao e unidade interna dos agentes economicos  do turismo e pugnar pelo  desemvolvimento  da actividade economica do turismo; Assegurar o controlo estrategico da confederaçao pelas assocociaçoes empresariais nela   filiadas ; Contribuir para a defeniçao  da  politica de  turismo; Reservar  a sua  intervençao para  o  tratamento de  materias  globais   e  intersectoriais  actuando sempre com uma postura supletiva das iniciativas dos  seus  associados; Contribuir  para  melhor  conhecimento cientifico do turismo como forma  de  preparação   e implementação das medidas de politica Desenvolver uma organizaçao flexivel credivel eficiente e com capacidade De intervençao.
  14. 14. ENATUR EMPRESA NACIONAL DE TURISMO • Criada em 1976 em consequencia da decisao do governode criar um organismo destinado a  gerir as participaçoes do estado no capital das empresas do setor turistico hoteleiro e a  reestruturar, racionalizar e diminizar a exploraçao dos empreendimentos turisticoshoteleiros sob a intervençao governamental. • E responsavel por gerir os bens, estabelecimentos e participaçoes financeiras que façam  parte do seu patrimonio e colaborar na recuperaçao e aproveitamento para fins  turisticos de monumentos e outros edificios de valor historico-cultural. • As pousadas de portugal  são o reflexo mais visivel destas atribuiçoes sendo 49% do seu  capital propriedade do grupo pestana que gere das pousadas de portugal e do estado  com 51%
  15. 15. APECATE  ASSOCIAÇAO PORTUGUESA DE EMPREGOS DE CONGRASSOS  ANIMAÇAO TURISTICA E EVENTOS • A APECATE é a associação que congrega e representa as empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos de Portugal. • A sua actuação centra-se na representação de sectores de relevância na Indústria Criativa e  no Turismo, onde se incluem empresas que concebem, desenvolvem e realizam produtos  e serviços inovadores e de grande interesse estratégico para a economia Portuguesa.   • Eventos corporate, de marketing e culturais, pequenos e grandes congressos, nacionais ou  internacionais, conferências, simpósios, reuniões, acções de teambuilding,  incentivos  outdoor, actividades de turismo natureza ou de turismo cultural, tudo se congrega e  complementa em torno do grande produto que une estes sectores: a Meeting Industry •   OBJETIVOS Promover os Associados no mercado interno e externo.  Fomentar a internacionalização das Empresas Associadas. • Dinamizar as sinergias inter-sectoriais e as relações profissionais entre Associados .  
  16. 16. APAVT ASSOCIAÇAO PORTUGUESA DAS AGENCIAS DE VIAGENS E TURISMO • A APAVT - Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo é a única associação desta classe em Portugal e a mais antiga e representativa do turismo nacional, reunindo: Associados Efectivos: Agências de Viagens nacionais; Associados Aliados: outras empresas relacionadas com o sector turístico tais como Agências de Viagens estrangeiras, companhias de aviação, hotéis, restaurantes, rent-a-car, organismos oficiais de turismo, parques de campismo e transportes rodoviários, entre outros. A APAVT foi fundada em 30 de Maio de 1950 por um conjunto de Agentes de Viagens que consideraram que, sob a forma de Associação, poderiam em conjunto melhor defender os direitos e interesses do seu sector de actividade. Ao longo dos últimos sessenta anos a Associação tem tido um papel fundamental no desenvolvimento do turismo nacional, promovendo o debate de ideias entre os seus associados, apresentando propostas a todos os níveis, antecipando as mudanças do mercado e preparando o sector para os desafios que lhe são colocados. Atendendo ao posicionamento de charneira das agências de viagens, que constituem o principal elo de ligação entre a oferta turística e os consumidores, a acção da APAVT ultrapassa muitas vezes o âmbito desta classe, contribuindo decisivamente para a actividade turística no seu todo.
  17. 17. inac Instituto nacional de aviaçao civil • O Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P., abreviadamente designado por INAC, I.P., é um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio. Compete-lhe assegurar o bom ordenamento de todas as atividades da esfera da aviação civil, devendo regular e fiscalizar as condições em que as mesmas se desenvolvem, visando elevados padrões de segurança. O INAC, I.P. prossegue atribuições do Ministério da Economia e do Emprego, sob superintendência e tutela do respetivo ministro.
  18. 18. IPDT INSTITUTO DE PLANEAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO TURISMO • O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo é uma associação, de direito privado, sem fins lucrativos, com objetivos de utilidade pública, com personalidade jurídica e duração ilimitada. As suas atividades pressupõem o exercício e o apoio à investigação aplicada e ao ensino, no setor do Turismo e setores subsidiários: Hotelaria, Transporte Aéreo, Aeroportuário e Agências de Viagens. O Instituto tem âmbito internacional, reconhecendo a importância do intercâmbio, assim como do estabelecimento de parcerias e protocolos com organismos nacionais e internacionais que visem os mesmos fins.

×