A Igreja Batista Emanuel apresenta De Leon Neto E Albete Correia Salmos do Sertao ~
 
 
 
 
Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao...
  No céu tão azul, na imensidão do meu sertão É que ajunta esperança Na forma de nuvens, de nuvens Porque Ele É Bom (Salmo...
Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao...
Porque Ele É Bom (Salmo 136) E sua bondade transforma em chuva Que é vida, que é vida Molhando no tempo ou fora de tempo E...
Porque Ele É Bom (Salmo 136) E sua bondade transforma em chuva Que é vida, que é vida Molhando no tempo ou fora de tempo E...
Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao...
O Chão é a terra rachada da seca O Teto é o céu sem nuvens macias A Luz é o sol braseiro brilhante Paredes pra quê? Parede...
O Chão é a terra rachada da seca O Teto é o céu sem nuvens macias A Luz é o sol braseiro brilhante Paredes pra quê? Parede...
O Sertão todo ele é a casa de Deus É a Casa de Deus A Casa de Deus (Salmo 122)
A Casa de Deus (Salmo 122) O Sertão todo ele é a casa de Deus É a Casa de Deus
Alegrei-me quando me disseram Vamos, vamos à casa do Senhor! A Casa de Deus (Salmo 122)
Madrugadinha acordei o sabi á Pra fazer com a cotovia  uma linda cantoria Uma linda cantoria   MADRUGADINHA (SALMO 108)
Madrugadinha acordei o sol Pra alumiar a serrania  e acender a pastaria A pastaria MADRUGADINHA (SALMO 108)
Madrugadinha acordei o rio Pra levar a água mais pura  a quem precisa fartura Precisa fartura MADRUGADINHA (SALMO 108)
Madrugadinha acordei a brisa Pra espalhar alegria e canto  apregoando vitória A minha vitória MADRUGADINHA (SALMO 108)
MADRUGADINHA (SALMO 108) Ê E  madrugada, acorde minh’alma Minha flauta e minha viola  vamos louvar a Deus Vamos louvar a D...
Que atendeu com presteza  ao chorado clamor E foi da vit ó ria  o grande mediador MADRUGADINHA (SALMO 108)
LOUVAÇÃO (SALMO 150) Vamos todos fazer  Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração
LOUVAÇÃO (SALMO 150) Vamos louvar com a zabumba na marcação Vamos louvar com a batida da percussão Vamos louvar no repique...
Vamos todos fazer  Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração LOUVAÇÃO (SALMO 150)
Vamos louvar com a rabeca em oração Vamos louvar na pureza do violão Vamos louvar na viola em comunhão LOUVAÇÃO (SALMO 150)
Vamos todos fazer  Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração LOUVAÇÃO (SALMO 150)
Vamos louvar com o pífano em contrição Vamos louvar com a sanfona puxando o refrão Vamos louvar com as vozes do coração LO...
Vamos louvar com os pés levantando A poeira do chão Vamos louvar com repentes de gratidão Vamos louvar a certeza da salvaç...
Com a zabumba, a viola, O tarol e a rabeca E o pífano em comunhão Com repique, pureza, alegria, beleza E a certeza da Salv...
Com a zabumba, a viola, O tarol e a rabeca E o pífano em comunhão Com repique, pureza, alegria, beleza E a certeza da Salv...
O MEU SOCORRO (SALMO 121) Botei reparo no alto monte Que reinava na paisagem orvalhada E do coração, nas cordas da minha v...
O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo campeando mato afora E não deixa que eu tropece na escarpada O MEU...
O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo afastando espinho bravo Que fere sem dó minhas mãos na ramalhada O...
O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo campeando mato afora E não deixa que eu tropece na escarpada O MEU...
O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo afastando espinho bravo Que fere sem dó minhas mãos na ramalhada O...
Vigiando a lua e o sol Me livrando de todo o perigo,  na caminhada Todo dia o dia todo Seja ida ou seja na volta, na estir...
E Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO (...
Vigiando a lua e o sol Me livrando de todo o perigo,  na caminhada Todo dia o dia todo Seja ida ou seja na volta, na estir...
E Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO (...
Botei reparo no alto monte Que reinava na paisagem orvalhada E do coração, nas cordas da minha viola Brotou u´a canção diz...
Que Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO...
E Ele vai comigo, sempre Sempre comigo Sempre vai comigo, sempre  Na caminhada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu ...
DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) A brisa vagarosa Espalhando o cheiro bom Que vem da plantação
DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu ...
DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) No céu bem cor-de-rosa O brilho da estrela d´alva Que é de minha estimação
DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu ...
E o açude nem tá cheio Mas é espelho cristalino Da divina criação DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8)
As tuas obras proclamam o teu nome Todo o sertão manifesta adoração DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8)
A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
O milho verde para canjica e munguzá Cará lambu, batata doce e fruta pão A macaxeira que faz puba e pirão Beiju cheiroso q...
A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
A COLHEITA (SALMO 67) Feijão de corda, mulatinho e a fava Oiti coró, maçaranduba e araçá Mangaba-doce, sapoti e seriguela ...
A COLHEITA (SALMO 67)
A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
A COLHEITA (SALMO 67) A manga-rosa, guabiraba e jenipapo Jambo amarelo, abricó e umbu-cajá A jaca mole, jaca dura e guajir...
A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus Canto um forte louvor Por seu grande poder Sou feliz colhedor
A COLHEITA (SALMO 67) Sou feliz colhedor feliz colhedor feliz colhedor feliz colhedor ...
PANELA CHEIA (SALMO 126) Ontem o chão tão duro e rachado O leito do rio bem seco O pasto todo queimado de sol Meus pés da ...
Ontem, jazia lavoura mirrada Panela no fogo vazia A criação acabada no pó Minhas mãos da lida cansadas PANELA CHEIA (SALMO...
Hoje, a chuva que o rio encheu O barro macio deixou O pasto todo de verde enfeitou Meus pés, sim aliviou PANELA CHEIA (SAL...
Hoje lavoura que é só belezura Panela no fogo encheu A criação é alegre moldura Minhas mãos acenam ventura PANELA CHEIA (S...
Ontem o chão tão duro e rachado O leito do rio bem seco O pasto todo queimado de sol Meus pés da lida cansados PANELA CHEI...
Ontem, jazia lavoura mirrada Panela no fogo vazia A criação acabada no pó Minhas mãos da lida cansadas PANELA CHEIA (SALMO...
Hoje, a chuva que o rio encheu O barro macio deixou O pasto todo de verde enfeitou Meus pés, sim aliviou PANELA CHEIA (SAL...
Hoje lavoura que é só belezura Panela no fogo encheu A criação é alegre moldura Minhas mãos acenam ventura PANELA CHEIA (S...
Grandes coisas fez o Senhor por nós, Por isso estamos alegres PANELA CHEIA (SALMO 126)
NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Pasto verdejante Água transparente Rumo dependente
O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Sombra inclemente Cajado confortante Cálice transbordante
O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Vida pertencente, Bondade permanente Bênção comovente
O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
FIM
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Salmos do sertão

1.851 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.851
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Salmos do sertão

  1. 1. A Igreja Batista Emanuel apresenta De Leon Neto E Albete Correia Salmos do Sertao ~
  2. 6. Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao Senhor
  3. 7.   No céu tão azul, na imensidão do meu sertão É que ajunta esperança Na forma de nuvens, de nuvens Porque Ele É Bom (Salmo 136)
  4. 8. Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao Senhor
  5. 9. Porque Ele É Bom (Salmo 136) E sua bondade transforma em chuva Que é vida, que é vida Molhando no tempo ou fora de tempo Esse chão que é seu pão
  6. 10. Porque Ele É Bom (Salmo 136) E sua bondade transforma em chuva Que é vida, que é vida Molhando no tempo ou fora de tempo Esse chão que é seu pão
  7. 11. Porque Ele É Bom (Salmo 136) Ê Eu vou louvar ao Senhor Porque ele é bom Porque ele é bom Porque ele é bom Eu vou louvar ao Senhor
  8. 12. O Chão é a terra rachada da seca O Teto é o céu sem nuvens macias A Luz é o sol braseiro brilhante Paredes pra quê? Paredes pra quê? A Casa de Deus (Salmo 122)
  9. 13. O Chão é a terra rachada da seca O Teto é o céu sem nuvens macias A Luz é o sol braseiro brilhante Paredes pra quê? Paredes pra quê? A Casa de Deus (Salmo 122)
  10. 14. O Sertão todo ele é a casa de Deus É a Casa de Deus A Casa de Deus (Salmo 122)
  11. 15. A Casa de Deus (Salmo 122) O Sertão todo ele é a casa de Deus É a Casa de Deus
  12. 16. Alegrei-me quando me disseram Vamos, vamos à casa do Senhor! A Casa de Deus (Salmo 122)
  13. 17. Madrugadinha acordei o sabi á Pra fazer com a cotovia uma linda cantoria Uma linda cantoria   MADRUGADINHA (SALMO 108)
  14. 18. Madrugadinha acordei o sol Pra alumiar a serrania e acender a pastaria A pastaria MADRUGADINHA (SALMO 108)
  15. 19. Madrugadinha acordei o rio Pra levar a água mais pura a quem precisa fartura Precisa fartura MADRUGADINHA (SALMO 108)
  16. 20. Madrugadinha acordei a brisa Pra espalhar alegria e canto apregoando vitória A minha vitória MADRUGADINHA (SALMO 108)
  17. 21. MADRUGADINHA (SALMO 108) Ê E madrugada, acorde minh’alma Minha flauta e minha viola vamos louvar a Deus Vamos louvar a Deus ^
  18. 22. Que atendeu com presteza ao chorado clamor E foi da vit ó ria o grande mediador MADRUGADINHA (SALMO 108)
  19. 23. LOUVAÇÃO (SALMO 150) Vamos todos fazer Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração
  20. 24. LOUVAÇÃO (SALMO 150) Vamos louvar com a zabumba na marcação Vamos louvar com a batida da percussão Vamos louvar no repique do tarol
  21. 25. Vamos todos fazer Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  22. 26. Vamos louvar com a rabeca em oração Vamos louvar na pureza do violão Vamos louvar na viola em comunhão LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  23. 27. Vamos todos fazer Uma grande louvação Pra nosso Senhor os sons do coração LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  24. 28. Vamos louvar com o pífano em contrição Vamos louvar com a sanfona puxando o refrão Vamos louvar com as vozes do coração LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  25. 29. Vamos louvar com os pés levantando A poeira do chão Vamos louvar com repentes de gratidão Vamos louvar a certeza da salvação LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  26. 30. Com a zabumba, a viola, O tarol e a rabeca E o pífano em comunhão Com repique, pureza, alegria, beleza E a certeza da Salvação LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  27. 31. Com a zabumba, a viola, O tarol e a rabeca E o pífano em comunhão Com repique, pureza, alegria, beleza E a certeza da Salvação LOUVAÇÃO (SALMO 150)
  28. 32. O MEU SOCORRO (SALMO 121) Botei reparo no alto monte Que reinava na paisagem orvalhada E do coração, nas cordas da minha viola Brotou u´a canção dizendo assim:
  29. 33. O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo campeando mato afora E não deixa que eu tropece na escarpada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  30. 34. O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo afastando espinho bravo Que fere sem dó minhas mãos na ramalhada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  31. 35. O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo campeando mato afora E não deixa que eu tropece na escarpada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  32. 36. O meu socorro, o meu socorro vem de Deus Que vai comigo afastando espinho bravo Que fere sem dó minhas mãos na ramalhada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  33. 37. Vigiando a lua e o sol Me livrando de todo o perigo, na caminhada Todo dia o dia todo Seja ida ou seja na volta, na estirada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  34. 38. E Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  35. 39. Vigiando a lua e o sol Me livrando de todo o perigo, na caminhada Todo dia o dia todo Seja ida ou seja na volta, na estirada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  36. 40. E Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  37. 41. Botei reparo no alto monte Que reinava na paisagem orvalhada E do coração, nas cordas da minha viola Brotou u´a canção dizendo assim: O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  38. 42. Que Ele vai comigo na escarpada E Ele vai comigo na ramalhada E Ele vai comigo na caminhada E Ele vai comigo O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  39. 43. E Ele vai comigo, sempre Sempre comigo Sempre vai comigo, sempre Na caminhada O MEU SOCORRO (SALMO 121)
  40. 44. DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu chão
  41. 45. DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) A brisa vagarosa Espalhando o cheiro bom Que vem da plantação
  42. 46. DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu chão
  43. 47. DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) No céu bem cor-de-rosa O brilho da estrela d´alva Que é de minha estimação
  44. 48. DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8) Coisa mais bonita é o entardecer do meu sertão o sol morninho apagando sua luz nos morros do meu chão
  45. 49. E o açude nem tá cheio Mas é espelho cristalino Da divina criação DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8)
  46. 50. As tuas obras proclamam o teu nome Todo o sertão manifesta adoração DIVINA CRIAÇÃO (SALMO 8)
  47. 51. A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
  48. 52. O milho verde para canjica e munguzá Cará lambu, batata doce e fruta pão A macaxeira que faz puba e pirão Beiju cheiroso que é do sertão o maná A COLHEITA (SALMO 67)
  49. 53. A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
  50. 54. A COLHEITA (SALMO 67) Feijão de corda, mulatinho e a fava Oiti coró, maçaranduba e araçá Mangaba-doce, sapoti e seriguela E a banana pão que é do sertão o maná
  51. 55. A COLHEITA (SALMO 67)
  52. 56. A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus A semente vingou E no solo sofrido Lindo verde brotou
  53. 57. A COLHEITA (SALMO 67) A manga-rosa, guabiraba e jenipapo Jambo amarelo, abricó e umbu-cajá A jaca mole, jaca dura e guajiru Jerimum caboclo que é do sertão o maná
  54. 58. A COLHEITA (SALMO 67) No sertão de meu Deus Canto um forte louvor Por seu grande poder Sou feliz colhedor
  55. 59. A COLHEITA (SALMO 67) Sou feliz colhedor feliz colhedor feliz colhedor feliz colhedor ...
  56. 60. PANELA CHEIA (SALMO 126) Ontem o chão tão duro e rachado O leito do rio bem seco O pasto todo queimado de sol Meus pés da lida cansados
  57. 61. Ontem, jazia lavoura mirrada Panela no fogo vazia A criação acabada no pó Minhas mãos da lida cansadas PANELA CHEIA (SALMO 126)
  58. 62. Hoje, a chuva que o rio encheu O barro macio deixou O pasto todo de verde enfeitou Meus pés, sim aliviou PANELA CHEIA (SALMO 126)
  59. 63. Hoje lavoura que é só belezura Panela no fogo encheu A criação é alegre moldura Minhas mãos acenam ventura PANELA CHEIA (SALMO 126)
  60. 64. Ontem o chão tão duro e rachado O leito do rio bem seco O pasto todo queimado de sol Meus pés da lida cansados PANELA CHEIA (SALMO 126)
  61. 65. Ontem, jazia lavoura mirrada Panela no fogo vazia A criação acabada no pó Minhas mãos da lida cansadas PANELA CHEIA (SALMO 126)
  62. 66. Hoje, a chuva que o rio encheu O barro macio deixou O pasto todo de verde enfeitou Meus pés, sim aliviou PANELA CHEIA (SALMO 126)
  63. 67. Hoje lavoura que é só belezura Panela no fogo encheu A criação é alegre moldura Minhas mãos acenam ventura PANELA CHEIA (SALMO 126)
  64. 68. Grandes coisas fez o Senhor por nós, Por isso estamos alegres PANELA CHEIA (SALMO 126)
  65. 69. NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Pasto verdejante Água transparente Rumo dependente
  66. 70. O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
  67. 71. NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Sombra inclemente Cajado confortante Cálice transbordante
  68. 72. O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
  69. 73. NADA ME FALTARÁ (SALMO 23) Vida pertencente, Bondade permanente Bênção comovente
  70. 74. O Senhor é o meu pastor Nada me faltará NADA ME FALTARÁ (SALMO 23)
  71. 75. FIM

×