Gerson Bruno Forgiarinide Quadros
Universidade Catolica de Pelotas – PPGL/UCPel
A Gamificacaoem AmbientesVirtuaisdeAprendi...
INTRODUÇÃO
Baseada na literatura especializada,
segue algumas tendências:
-A aprendizagem de um idioma deve ocorrer
de for...
OBJETIVO
Descrever a gamificação aplicada
em 2 ambientes virtuais:
• Lingualeo (www.lingualeo.com)
• Duolingo (www.duoling...
OBJETIVO
Analisar, à luz do Modelo
Comportamental de Fogg (2008), a
mudança de comportamento.
-Motivação
-Simplicidade/hab...
GAMIFICAÇÃO
1. GAMIFICAÇÃO
Gabe Zichermann, Yu Kai Chou, Karl Kapp, Jesse
Shell, Jane McGonical (“As pessoas deve jogar
ma...
GAMIFICAÇÃO
Elementos da Gamificação:
1. Conquista/Reconhecimento
2. Desejo de ser o melhor (Ranking)
3. Promoção da apren...
MODELO COMPORTAMENTAL DE FOGG
Fogg’s Behaviour Model
Fogg descreve como um indivíduo
muda seu comportamento diante de
uma ...
MODELO COMPORTAMENTAL DE FOGG
ANÁLISE PRELIMINAR
GATILHO - o desejo de aprender um idioma está
intimamente ligado à relevância que isto terá para o
apre...
ANÁLISE PRELIMINAR
Motivação – o desejo do próprio
aluno em aprender (Gatilho do tipo
“sinal”), seria o comportamento
idea...
PARABENS!
VOCE FINALIZOU A SUA
APRESENTACAO NO TEMPO RECORDE!
Apoio:
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras

1.151 visualizações

Publicada em

Apresentação de pesquisa realizada sobre a gamificação no ensino de línguas online na 3 JETAL (Univesidade Católica de Pelotas).

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.151
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A gamificação em ambientes virtuais de aprendizagem de línguas estrangeiras

  1. 1. Gerson Bruno Forgiarinide Quadros Universidade Catolica de Pelotas – PPGL/UCPel A Gamificacaoem AmbientesVirtuaisdeAprendizagemde LinguasEstrangeiras Level 1 pacman------- Points 10539
  2. 2. INTRODUÇÃO Baseada na literatura especializada, segue algumas tendências: -A aprendizagem de um idioma deve ocorrer de forma significativa, lúdica. -Motivação/engajamento direcionado ao comportamento do aprendiz no desenvolvimento de atividades.
  3. 3. OBJETIVO Descrever a gamificação aplicada em 2 ambientes virtuais: • Lingualeo (www.lingualeo.com) • Duolingo (www.duolingo.com)
  4. 4. OBJETIVO Analisar, à luz do Modelo Comportamental de Fogg (2008), a mudança de comportamento. -Motivação -Simplicidade/habilidade -Gatilho / Comportamento desejado
  5. 5. GAMIFICAÇÃO 1. GAMIFICAÇÃO Gabe Zichermann, Yu Kai Chou, Karl Kapp, Jesse Shell, Jane McGonical (“As pessoas deve jogar mais para ter uma vida melhor”). Uso de elementos de jogos digitais/virtuais em contextos de natureza real (o que não é jogo).
  6. 6. GAMIFICAÇÃO Elementos da Gamificação: 1. Conquista/Reconhecimento 2. Desejo de ser o melhor (Ranking) 3. Promoção da aprendizagem 4. Desafio 5. Estética/Design
  7. 7. MODELO COMPORTAMENTAL DE FOGG Fogg’s Behaviour Model Fogg descreve como um indivíduo muda seu comportamento diante de uma atividade/tarefa: 1) Motivação 2) Habilidade 3) Gatilho/acionador
  8. 8. MODELO COMPORTAMENTAL DE FOGG
  9. 9. ANÁLISE PRELIMINAR GATILHO - o desejo de aprender um idioma está intimamente ligado à relevância que isto terá para o aprendiz em seu contexto social. MUDANÇA DE COMPORTAMENTO - Elementos de gamificação podem contribuir (ou não) para o envolvimento maior numa determinada atividade de aprendizagem. Obs: “A atividade proposta não deve ser muito difícil e nem tão fácil”.
  10. 10. ANÁLISE PRELIMINAR Motivação – o desejo do próprio aluno em aprender (Gatilho do tipo “sinal”), seria o comportamento ideal/desejado (Fogg, 2008).
  11. 11. PARABENS! VOCE FINALIZOU A SUA APRESENTACAO NO TEMPO RECORDE!
  12. 12. Apoio:

×