Avaliação da dinâmica da água no solo,
evapotranspiração da cultura e estado
hídrico da videira de vinho
Bruno Djvan Ramos...
Introdução
• A ocorrência de déficit hídrico em plantas cultivadas afeta o
crescimento e o desenvolvimento das culturas em...
Introdução
• Com o crescimento da vitivinicultura no Vale do Submédio
São Francisco, o aprimoramento das práticas agronômi...
Introdução
• A técnica do déficit hídrico é utilizada para obter
qualidades desejáveis da uva para a vinificação.
• Basica...
Introdução
• O conhecimento da disponibilidade de água na zona
radicular e do estado hídrico da videira de vinho é um fato...
Introdução
Déficit de água na videira pode causar:
• fechamento dos estômatos, redução da transpiração;
• redução de fotoa...
Introdução
Videira:
•origem em regiões de clima temperado, mas adapta-se em
diferentes regiões do mundo.
Semiárido:
•compo...
Objetivo
• Avaliar a dinâmica da água no solo, a evapotranspiração
da cultura e o comportamento ecofisiológico da videira
...
Material e Métodos
Local: Campo Experimental de Bebedouro
Embrapa Semiárido, Petrolina – PE.
área experimental (em vermelh...
Material e Métodos
• Solo: Argissolo Vermelho Amarelo Eutrófico Latossólico,
textura média
• Cultura: videira cv. Syrah en...
Material e Métodos
Manejo de irrigação:
realizado para repor a evapotranspiração da cultura (ETc,
mm), estimada por
ETc = ...
Tratamentos de manejo de irrigação:
• Irrigação plena (IP): aplicação de água para reposição da ETc,
durante todo o ciclo ...
Escala de
Baggiolini
Material e Métodos
Material e Métodos
Umidade do solo monitorada por:
•tensiômetros (0,20, 0,40, 0,60, 0,80 e 1,00 m de
profundidade)
Material e Métodos
Potencial de água na folha (Ψfoliar , MPa)
•Medidas realizadas pela câmara de pressão de Scholander, ao...
Material e Métodos
Delineamento Estatístico:
•parcela dos tratamentos de irrigação foi composta por 2 fileiras
de plantas ...
Material e Métodos
Resultados e Discussão
Precipitação pluvial
• Total : 25,4 mm (abril a agosto de 2013)
• Até o início da interrupção da ir...
Resultados e Discussão
• ET0 total: 624,2 mm.
• ETc total: 460,0 mm
• LB tratamento IP : 395,0 mm
• LB tratamento IDC : 21...
Resultados e Discussão
IP
IDC
dapp
Resultados e Discussão
Resultados e Discussão
-2,0
-1,5
-1,0
-0,5
0,0
IP
ID
IDC
ANTEMANHÃ
06/06/13 17/06/13 04/07/13
MEIO-DIA
06/06/13 17/06/13 0...
Conclusão
O potencial de água na folha na videira cv. Syrah,
medido na antemanhã e ao meio-dia, indicou que
houve uma recu...
Agradecimentos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado hídrico da videira de vinho

431 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado hídrico da videira de vinho

  1. 1. Avaliação da dinâmica da água no solo, evapotranspiração da cultura e estado hídrico da videira de vinho Bruno Djvan Ramos Barbosa Luciana Martins Santos Rafael Pombo Teixeira Agnaldo Rodrigues de Melo Chaves Luís Henrique Bassoi
  2. 2. Introdução • A ocorrência de déficit hídrico em plantas cultivadas afeta o crescimento e o desenvolvimento das culturas em todo o mundo. • Existe uma preocupação quanto ao uso racional dos recursos hídricos • Ao mesmo tempo, existe uma pressão sobre a agricultura para que haja um controle mais efetivo do uso da água.
  3. 3. Introdução • Com o crescimento da vitivinicultura no Vale do Submédio São Francisco, o aprimoramento das práticas agronômicas tem ocorrido, com a intenção de melhorar a qualidade da produção de uvas e, consequentemente, a qualidade dos vinhos produzidos na região.
  4. 4. Introdução • A técnica do déficit hídrico é utilizada para obter qualidades desejáveis da uva para a vinificação. • Basicamente, consiste na aplicação de quantidade de água menor que a requerida pela cultura, em determinados estádios fenológicos, a fim de evitar vigor vegetativo excessivo, maximizar o tamanho de frutos, e propiciar maior acúmulo de substâncias desejáveis nos frutos (qualidade).
  5. 5. Introdução • O conhecimento da disponibilidade de água na zona radicular e do estado hídrico da videira de vinho é um fator importante para a aplicação de estratégias de irrigação com déficit. • Além disso, é importante saber em qual estádio fenológico a prática da irrigação com deficit deve ser aplicada.
  6. 6. Introdução Déficit de água na videira pode causar: • fechamento dos estômatos, redução da transpiração; • redução de fotoassimilados; • Aumento da concentração de açúcares; • redução da acidez; • redução do pH; • aumento da concentração de compostos fenólicos no mosto.
  7. 7. Introdução Videira: •origem em regiões de clima temperado, mas adapta-se em diferentes regiões do mundo. Semiárido: •comportamento das videiras é diferente de outras regiões devido à alta disponibilidade de radiação solar durante todo o ano. Chuvas no Semiárido: •distribuição irregular e insuficiente para suprir necessidade hídrica da videira ⇒ necessidade de irrigação.
  8. 8. Objetivo • Avaliar a dinâmica da água no solo, a evapotranspiração da cultura e o comportamento ecofisiológico da videira de vinho submetida à irrigação com déficit no Vale do Submédio São Francisco.
  9. 9. Material e Métodos Local: Campo Experimental de Bebedouro Embrapa Semiárido, Petrolina – PE. área experimental (em vermelho) estação agrometeorológica (em azul)
  10. 10. Material e Métodos • Solo: Argissolo Vermelho Amarelo Eutrófico Latossólico, textura média • Cultura: videira cv. Syrah enxertada sobre Paulsen 1103, plantada em 30 de abril de 2009 • Sistema de irrigação Gotejamento: emissores espaçados 0,5 m (2 por planta) Vazão aferida do emissor: 2,5 L.h-1 , 100 KPa
  11. 11. Material e Métodos Manejo de irrigação: realizado para repor a evapotranspiração da cultura (ETc, mm), estimada por ETc = ETo . Kc onde: •ETo é a evapotranspiração de referência (mm): obtida pelo método de Penman-Monteith FAO (Allen at al., 1989) e formecida pela estação agrometeorológica ; •Kc é o coeficiente de cultura (Bassoi et al., 2007).
  12. 12. Tratamentos de manejo de irrigação: • Irrigação plena (IP): aplicação de água para reposição da ETc, durante todo o ciclo de produção de uva; • Irrigação com déficit controlado (IDC): aplicação de água para repor a ETc até a fase de cacho fechado, quando foi interrompida, mas realizada eventualmente de acordo com monitoramento da umidade no solo na zona efetiva do sistema radicular (0,6 m); • Irrigação com déficit (ID): aplicação de água para repor a ETc foi interrompida desde a fase de cacho fechado até a colheita.
  13. 13. Escala de Baggiolini Material e Métodos
  14. 14. Material e Métodos Umidade do solo monitorada por: •tensiômetros (0,20, 0,40, 0,60, 0,80 e 1,00 m de profundidade)
  15. 15. Material e Métodos Potencial de água na folha (Ψfoliar , MPa) •Medidas realizadas pela câmara de pressão de Scholander, aos 57, 68, 85 e 111 (dapp), respectivamente em 6, 17 de junho e 4, 30 de julho de 2013, entre os estádios fenológicos de cacho fechado e maturação dos cachos.
  16. 16. Material e Métodos Delineamento Estatístico: •parcela dos tratamentos de irrigação foi composta por 2 fileiras de plantas com 12 plantas em cada fileira. •3 tratamentos e 4 repetições em blocos casualisados. •dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey a 5 % de probabilidade Ciclo de produção avaliado: •10 de abril de 2013 (poda) a 9 de Agosto de 2013 (colheita) – 5º ciclo.
  17. 17. Material e Métodos
  18. 18. Resultados e Discussão Precipitação pluvial • Total : 25,4 mm (abril a agosto de 2013) • Até o início da interrupção da irrigação (43 dapp): 14,0 mm, • Posteriormente: 11,4 mm.
  19. 19. Resultados e Discussão • ET0 total: 624,2 mm. • ETc total: 460,0 mm • LB tratamento IP : 395,0 mm • LB tratamento IDC : 217,5 mm • LB tratamento ID 181,6 mm
  20. 20. Resultados e Discussão IP IDC dapp
  21. 21. Resultados e Discussão
  22. 22. Resultados e Discussão -2,0 -1,5 -1,0 -0,5 0,0 IP ID IDC ANTEMANHÃ 06/06/13 17/06/13 04/07/13 MEIO-DIA 06/06/13 17/06/13 04/07/13 a b b a a b a a b a b b b a b a a a a b a 30/07/1330/07/13 a b ab Os valores de Ψfoliar obtidos ao meio-dia nas plantas de todos os tratamentos não indicaram que elas estavam sofrendo déficit hídrico, pois os valores obtidos na antemanhã em todas as avaliações indica uma recuperação da turgescência da planta.
  23. 23. Conclusão O potencial de água na folha na videira cv. Syrah, medido na antemanhã e ao meio-dia, indicou que houve uma recuperação da turgescência das plantas. Assim, do ponto de vista fisiológico, as estratégias de irrigação podem ser utilizadas para o manejo de irrigação em videira de vinho.
  24. 24. Agradecimentos

×