Reanimação Neonatal/2010

KELSON R. FERRARINI
O nascimento é o evento mais perigoso com o qual o
ser humano se defronta du...
Reanimação Neonatal
 Cerca de 5 a 10% dos recém-nascidos (RN)

têm dificuldades durante a transição da vida
intra-uterina...
Reanimação Neonatal
 Fatores decisivos:
1) Previnir Asfixia –
consequências
futuras
2) Preparo adequado
do material e do
...
Anamnese Materna
•

Problemas pré-natais:

- Ausência de pré-natal
- Idade materna <16 e
>35
- Prematuridade
- Hipertensão...
Reanimação Neonatal
• Problemas no Trabalho de
parto e Parto:
-

LA Meconial
Amniorrexe prolongada
Corioamnionite
Apresent...
Material
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Fonte de calor
Fonte de oxigênio
Aspirador a vácuo
Sondas Traqueais
Adaptador para
aspiração d...
•CFR
Reanimação Neonatal
• O sucesso da reanimação depende da
previsão, do reconhecimento imediato do RN
que necessita ser rean...
Passos Iniciais
1) Prevenir a perda de
calor
- Após recepcionar o
RN em campos
estéreis e aquecidos,
colocá-lo, na posição...
Passos Iniciais
2) Manter as vias aéreas pérvias:
- Posicionamento adequado do RN
com leve extensão do pescoço;
- O uso de...
Passos Iniciais
• Aspiração da boca e, depois das narinas – a
sucção vigorosa e prolongada pode produzir
reflexo vagal com...
Passos Iniciais
3) Secar e remover os
campos úmidos
4) Avaliar as condições do
paciente
- Respiração
- Frequência cardíaca...
Boletim de Apgar
0

1

2

FC

Ausente

<100

>100

Respiração

Ausente

Irregular

Choro forte

Tônus

Flácido

Alguma fle...
Reanimação neonatal
•
1)
2)
3)

Avaliação do RN:
Respiração
Frequência cardíaca
Cor
Reanimação Neonatal
Oferta de oxigênio:
 O2 inalatório
 Cateter 5l/min

 Ventilação com pressão
positiva com máscara
ou...
Reanimação neonatal
• Indicação de VPP:
Ventilação com Pressão
Positiva
V.P.P
• Fazer na frequência de 40 a 60
movimentos/minuto
• Observação contínua da caixa torácica
• Se movimentos respirató...
Indicações de Intubação
Traqueal
1) Bebê deprimido banhado em LAM
2) Ventilação com balão e máscara prolongada
ou ineficaz...
Intubação Traqueal
•
-

Material:
Laringoscópio com lâminas retas 0 e 1
Cânulas traqueais nºs 2,5; 3; 3,5 e 4
Material par...
Intubação Traqueal
L.A.M
• Líquido amniótico fluido com RN com
boa respiração e FC > 100 :
– fazemos procedimento de rotina

• Líquido amniót...
Indicação de Massagem
Cardíaca
• A bradicardia neonatal é, em geral,
resultado da expansibilidade pulmonar
insuficiente e ...
Técnica da M.C

•
•
•

VPP + massagem 1:3
1 minuto: 90 M.C + 30 VPP
Interromper M.C: F.C >60

•
•
•

Terço inferior do est...
Medicações
• O uso de medicações na reanimação
neonatal é excepcional, desde que a
ventilação e M.C sejam realizadas de
fo...
Medicações
• Indicação:

– FC< 60 apesar de VPP 30” + M.C
(adrenalina)

• Drogas usada intra tubo:

– “ANEL”
– Atropina, n...
Adrenalina
• Dose: 0,1-0,3 mL/kg/dose da solução a
1/10.000 (0,01 – 0,03 mg/kg)-diluição em soro
fisiológico e NÃO EM ÁGUA...
Expansores de volume
•
•
•
•

Solução fisiológica ou Ringer lactato
Volume: 10ml/kg em 5 a 10 minutos
Veia umbilical
Suspe...
BICARBONATO DE
SÓDIO
• Uso controverso na reanimação
• Utilizado na reanimação prolongada
quando o Rn não responder a outr...
Naloxone
• Antagonista opióide
• Depressão respiratória do RN se mãe
usou opióides ou derivados 4h antes do
parto
• Soluçã...
REANIMAÇÃO PROLONGADA
 
Na reanimação prolongada, verificar
sempre a efetividade das técnicas. Se o RN
persistir ruim, con...
Considerações
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Preparar material
Fonte de calor ligada
Aspirar boca/nariz sonda 8(RNT) ou 6(...
Prescrição
•
•
•
•
•
•
•

1) leite materno livre demanda
2)alojamento conjunto/berço simples
3)kanakion 1mg IM 1x
4)primei...
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Reanimao%20 neonatal[1]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reanimao%20 neonatal[1]

1.514 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reanimao%20 neonatal[1]

  1. 1. Reanimação Neonatal/2010 KELSON R. FERRARINI O nascimento é o evento mais perigoso com o qual o ser humano se defronta durante toda a sua existência. É neste contexto que as considerações serão colocadas, trazendo as renovações com embasamento científico para substituir as velhas práticas (Guinsburg R, 2006) RESIDENCIA MÉDICA H.U.RM  
  2. 2. Reanimação Neonatal  Cerca de 5 a 10% dos recém-nascidos (RN) têm dificuldades durante a transição da vida intra-uterina para a vida neonatal e requerem algum tipo de reanimação na sala de parto.
  3. 3. Reanimação Neonatal  Fatores decisivos: 1) Previnir Asfixia – consequências futuras 2) Preparo adequado do material e do pessoal
  4. 4. Anamnese Materna • Problemas pré-natais: - Ausência de pré-natal - Idade materna <16 e >35 - Prematuridade - Hipertensão Arterial e DHEG - Diabetes gestacional - Doenças maternas crônicas - Uso de drogas Isoimunização Rh Amniorrexe prematura Infecções maternas Gestação múltipla Malformações fetais Pós-maturidade Oligo ou polidrâmnio
  5. 5. Reanimação Neonatal • Problemas no Trabalho de parto e Parto: - LA Meconial Amniorrexe prolongada Corioamnionite Apresentações anômalas TP prolongado - Prolapso de cordão - Administração de opióides - Descolamento prematuro de placenta - Anestesia Geral
  6. 6. Material • • • • • • • • • Fonte de calor Fonte de oxigênio Aspirador a vácuo Sondas Traqueais Adaptador para aspiração de mecônio Ambú Máscaras para RNT e PT Laringoscópio Cânulas Traqueais • Esparadrapo • Drogas – Adrenalina, bicarbonato, expansores de volume • Seringas e agulhas • Água destilada • Luvas e gazes estéreis • Lâmina de bisturi • Estetoscópio • Fios ou cadarço umbilical
  7. 7. •CFR
  8. 8. Reanimação Neonatal • O sucesso da reanimação depende da previsão, do reconhecimento imediato do RN que necessita ser reanimado e do início rápido das manobras de reanimação. • Uma reanimação demorada ou ineficaz pode tornar demorada a própria reanimação e aumentar o risco de lesões.
  9. 9. Passos Iniciais 1) Prevenir a perda de calor - Após recepcionar o RN em campos estéreis e aquecidos, colocá-lo, na posição supina, com ligeiro cefalo-declive, sob calor radiante.
  10. 10. Passos Iniciais 2) Manter as vias aéreas pérvias: - Posicionamento adequado do RN com leve extensão do pescoço; - O uso de coxim é opcional.
  11. 11. Passos Iniciais • Aspiração da boca e, depois das narinas – a sucção vigorosa e prolongada pode produzir reflexo vagal com bradicardia e/ou apnéia • Se houver mecônio no LA (líquido amniótico) pode ser necessária a aspiração traqueal sob visualização direta
  12. 12. Passos Iniciais 3) Secar e remover os campos úmidos 4) Avaliar as condições do paciente - Respiração - Frequência cardíaca - Cor (valorizar cianose central) Nesta primeira etapa da reanimação devem ser gastos, no máximo 30 segundos.
  13. 13. Boletim de Apgar 0 1 2 FC Ausente <100 >100 Respiração Ausente Irregular Choro forte Tônus Flácido Alguma flexão Bom Reflexos Ausente Alguns movimentos Espirros Cianose/ palidez Acrocianose Róseo (estímulo nasal) Cor
  14. 14. Reanimação neonatal • 1) 2) 3) Avaliação do RN: Respiração Frequência cardíaca Cor
  15. 15. Reanimação Neonatal Oferta de oxigênio:  O2 inalatório  Cateter 5l/min  Ventilação com pressão positiva com máscara ou tubo traqueal
  16. 16. Reanimação neonatal • Indicação de VPP:
  17. 17. Ventilação com Pressão Positiva
  18. 18. V.P.P • Fazer na frequência de 40 a 60 movimentos/minuto • Observação contínua da caixa torácica • Se movimentos respiratórios espontâneos e FC>100: – Interromper VPP e oferecer O2 5L/min por cateter
  19. 19. Indicações de Intubação Traqueal 1) Bebê deprimido banhado em LAM 2) Ventilação com balão e máscara prolongada ou ineficaz 3) Hérnia diafragmática 4) Quando é necessária a realização de massagem cardíaca ou administração de drogas 5) PT < 1250g para administração de surfactante pulmonar
  20. 20. Intubação Traqueal • - Material: Laringoscópio com lâminas retas 0 e 1 Cânulas traqueais nºs 2,5; 3; 3,5 e 4 Material para aspiração Esparadrapo – “Bigode” Estetoscópio
  21. 21. Intubação Traqueal
  22. 22. L.A.M • Líquido amniótico fluido com RN com boa respiração e FC > 100 : – fazemos procedimento de rotina • Líquido amniótico espesso com apnéia ou irregularidade respiratória ou FC<100: – aspiração traqueal (cânula +aspirador de mecônio)
  23. 23. Indicação de Massagem Cardíaca • A bradicardia neonatal é, em geral, resultado da expansibilidade pulmonar insuficiente e hipoxemia acentuada • A M.C só está indicada se após 30 segundos de VPP o RN apresentar FC < 60 bpm
  24. 24. Técnica da M.C • • • VPP + massagem 1:3 1 minuto: 90 M.C + 30 VPP Interromper M.C: F.C >60 • • • Terço inferior do esterno Poupa-se apêndice xifóide Profundidade 1/3 ant-post tórax
  25. 25. Medicações • O uso de medicações na reanimação neonatal é excepcional, desde que a ventilação e M.C sejam realizadas de forma efetiva. • Vias: – traqueal, – veia umbilical (via preferencial) – intra-óssea
  26. 26. Medicações • Indicação: – FC< 60 apesar de VPP 30” + M.C (adrenalina) • Drogas usada intra tubo: – “ANEL” – Atropina, naloxone, epinefrina, lidocaina – Administrar via seringa e ventilar depois
  27. 27. Adrenalina • Dose: 0,1-0,3 mL/kg/dose da solução a 1/10.000 (0,01 – 0,03 mg/kg)-diluição em soro fisiológico e NÃO EM ÁGUA DESTILADA por via endotraqueal (UMA ÚNICA VEZ) e a seguir, se necessário, endovenosa (0,1 a 0,3 mL/kgdose) • Repetir EV cada 3 a 5”
  28. 28. Expansores de volume • • • • Solução fisiológica ou Ringer lactato Volume: 10ml/kg em 5 a 10 minutos Veia umbilical Suspeita de hipovolemia
  29. 29. BICARBONATO DE SÓDIO • Uso controverso na reanimação • Utilizado na reanimação prolongada quando o Rn não responder a outras medidas terapêuticas • Solução 4,2% (0,5meq/ml) : usar 1 a 2meq/kg lentamente
  30. 30. Naloxone • Antagonista opióide • Depressão respiratória do RN se mãe usou opióides ou derivados 4h antes do parto • Solução 0,4mg/ml: usar 0,1mg/kg
  31. 31. REANIMAÇÃO PROLONGADA   Na reanimação prolongada, verificar sempre a efetividade das técnicas. Se o RN persistir ruim, considerar malformações de vias aéreas, pulmonares, pneumotórax, hérnia diafragmática, cardiopatia congênita. Não reanimar: -IG < 23 sem -Peso < 400g -Diagnóstico de anencefalia, trissomia 13e 18 -Após 15 minutos de procedimento -10 minutos de assistolia
  32. 32. Considerações • • • • • • • • • • • • • • • Preparar material Fonte de calor ligada Aspirar boca/nariz sonda 8(RNT) ou 6(RNPT) Secar Trocar campos Cortar cordão umbilical 2 a 3 cm Permeabilidade narinas Aspirar conteúdo gástrico >seringa de 20 ml Permeabilidade de anal 2 a 3cm Avaliar mal-formações( cardícaca, neurológica, TGI, síndromes) Carimbar pé direito e polegar direito da mãe Colocar pulseiras mão/pé controlateral Envolver RN e colocar touca Mostrar a mãe Colocar ao seio materno
  33. 33. Prescrição • • • • • • • 1) leite materno livre demanda 2)alojamento conjunto/berço simples 3)kanakion 1mg IM 1x 4)primeira dose da vacina hepatite B 5) credê nos olhos (somente de P.N) 6) alcool 70% no coto umbilical 7) CCGG + SSVV

×