O trabalho tem objetivo de mostrar que há diversas espécies de animais, desde espojas ate répteis, que podem produzir subs...
 
<ul><li>Brasil </li></ul><ul><li>Alta biodiversidade. </li></ul><ul><li>Cerca de 1,8 milhões de espécimes, isso representa...
<ul><li>Devido a alta resistência contra fungos e bactérias, são utilizados na produção de antibióticos e fungicidas. </li...
<ul><li>Tratamento de Câncer e asma retirados da esponja H akuchondria akadai. </li></ul>
<ul><li>Alguns animais da Classe Antozoa (anêmonas do mar) possuem neurotoxinas que agem em canais iônicos. </li></ul>Atua...
<ul><li>Creme para pele produzido a partir do extrato do coral  Pseudopteriogorgia elisabethae  que tem reação com um anti...
<ul><li>As toxinas do gênero  Conus  são neurotoxinas com ação na junção neuromuscular que causam paralisia rápida </li></...
<ul><li>O  Prialt® é um medicamento que contém ziconotina (substância </li></ul><ul><li>análoga à  ω- conotoxina encontrad...
<ul><li>O envenenamento é basicamente irritativo. </li></ul><ul><li>Causa parestesia parcial (frio, calor, formigamento, p...
<ul><li>O envenenamento causado por lagartas de lepdópteras pode causar: dor, vermelhidão, edema, coceiras, dormência, bol...
<ul><ul><li>A peçonha de lagartas da espécie  Lonomia caterpillar  contém substâncias anti-coagulantes, pró-coagulantes  e...
<ul><li>Foram encontradas atividades antitumoral, antimicrobiana, e anticonvulsivante nas toxinas das vespas brasileiras d...
<ul><li>Algumas toxinas produzidas por aranhas apresentam caráter analgésico e algumas podem suprimir ataques epiléticos. ...
<ul><li>Os peixes podem causar acidentes por meio da ingestão ou por meio de peixes peçonhentos. </li></ul><ul><li>Peixes ...
Peixe-escorpião da espécie  Notesthes robusta  possui efeitos analgésicos significativos em humano “ Atualmente, a empresa...
<ul><li>Devido à alta vulnerabilidade, por causa de pele fina, criaram mecanismos de defesas para repugnar predadores. </l...
<ul><li>Estudos a partir do gênero  Xenopus  contribuiu para a produção do creme antibiotico LOCILEX. Este creme contribui...
<ul><li>A partir da secreção cutânea da espécie brasileira  Bufo rubescens,  conseguiram inibir a proliferação das bactéri...
<ul><li>É o grupo de animais mais importante para a saúde pública, pois é onde se encontra o maior número de acidentes. </...
<ul><li>O fármaco Captopril, atualmente muito utilizado para controle da hipertensão, possui princípio ativo produzido a p...
 
Este trabalho foi realizado com o auxilio do artigo “Venenos e peçonhas animais: aplicações tecnológicas e Biopirataria” ,...
André Abreu Bruno Bosi Janaína Luchesi Pâmela Colini Rodrigo Glória
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho

1.130 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho

  1. 2. O trabalho tem objetivo de mostrar que há diversas espécies de animais, desde espojas ate répteis, que podem produzir substâncias que apresentem potencial de aplicação tecnológica.
  2. 4. <ul><li>Brasil </li></ul><ul><li>Alta biodiversidade. </li></ul><ul><li>Cerca de 1,8 milhões de espécimes, isso representa 13,1% da biota mundial. </li></ul><ul><li>Sendo alvo da cobiça dos países com maior tecnologia para transformar em cosméticos e fármacos. </li></ul><ul><li>a Biopirataria se configura quando o objetivo da retirada ilegal de espécimes ou partes dos mesmos e feita com a finalidade de desenvolvimento de medicamentos ou produtos tecnológicos, significando, em outras palavras, o uso de informações de origem genética contidas em espécimes para produção de produtos. </li></ul>
  3. 5. <ul><li>Devido a alta resistência contra fungos e bactérias, são utilizados na produção de antibióticos e fungicidas. </li></ul><ul><li>Drogas antivirais e anticancerígenas (Vidarabina e Cibanira, respectivamente). </li></ul><ul><li>Inibem a replicação celular e a DNA polimerase viral (enzima responsável na transcriptase reversa). Estes medicamentos são usados no tratamento de AIDS (AZT), herpes e leucemia. </li></ul>
  4. 6. <ul><li>Tratamento de Câncer e asma retirados da esponja H akuchondria akadai. </li></ul>
  5. 7. <ul><li>Alguns animais da Classe Antozoa (anêmonas do mar) possuem neurotoxinas que agem em canais iônicos. </li></ul>Atuam nos canais para sódio dos neurônios (regulação de neurotransmissão de um neurônio ao outro, constituindo uma sinapse. Isso e realizado através da bomba de sódio e potássio). <ul><li>Produzem substâncias de ação cardiotóxica, neurotóxica, hepatotóxica e demonecrosante </li></ul>
  6. 8. <ul><li>Creme para pele produzido a partir do extrato do coral Pseudopteriogorgia elisabethae que tem reação com um anti-inflamatório tópico. </li></ul>
  7. 9. <ul><li>As toxinas do gênero Conus são neurotoxinas com ação na junção neuromuscular que causam paralisia rápida </li></ul><ul><li>Apresentam toxinas peptídicas que atuam nos canais iônicos </li></ul>As toxinas produzidas por espécies do gênero Conus são usadas na produção de drogas para o tratamento de epilepsias
  8. 10. <ul><li>O Prialt® é um medicamento que contém ziconotina (substância </li></ul><ul><li>análoga à ω- conotoxina encontrada em moluscos da espécie Conus </li></ul><ul><li>Magnus ). A droga tem ação de bloqueio aos sinais de dor e é usada </li></ul><ul><li>para tratamento da dor crônica severa inflamatória e neuropática de </li></ul><ul><li>câncer e AIDS. </li></ul>
  9. 11. <ul><li>O envenenamento é basicamente irritativo. </li></ul><ul><li>Causa parestesia parcial (frio, calor, formigamento, pressão, etc) e necrose local. </li></ul>O inseticida Cartap®, usado na agricultura, é um derivado sintético da Nereistoxina encontrada, naturalmente, na saliva da Lumbriconereis Heteropod
  10. 12. <ul><li>O envenenamento causado por lagartas de lepdópteras pode causar: dor, vermelhidão, edema, coceiras, dormência, bolhas locais, hemorragias, entre outros. </li></ul><ul><li>A picada de vespas, abelhas e formigas causa edema, eritema e dor. O quadro sistêmico causa prurido, rubor e calor. </li></ul><ul><li>O envenenamento por aranha acarreta rápida paralisia da presa. </li></ul><ul><li>O ataque de escorpiões pode afetar os canais iônicos. </li></ul>
  11. 13. <ul><ul><li>A peçonha de lagartas da espécie Lonomia caterpillar contém substâncias anti-coagulantes, pró-coagulantes e com atividade antitrombótica. </li></ul></ul><ul><ul><li>Potencial farmacológico para a produção de drogas associadas à disfunção na coagulação sanguínea </li></ul></ul>
  12. 14. <ul><li>Foram encontradas atividades antitumoral, antimicrobiana, e anticonvulsivante nas toxinas das vespas brasileiras do gênero Polybia e Philanthu </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Algumas toxinas produzidas por aranhas apresentam caráter analgésico e algumas podem suprimir ataques epiléticos. </li></ul><ul><li>A peçonha de escorpiões podem interferir em desordens neurológicas como esclerose múltipla, epilepsia e dores neuropáticas. </li></ul><ul><li>Algumas substâncias são potenciais inseticidas. </li></ul><ul><li>A alteração nos canis iônicos (principalmente os de Na+ e Ca2+) possuem efeitos de anti-hipertensivos, cardiodepressivos e de antiarritimias. Possuem grande potencial na produção de drogas com propriedades neuroprotetoras e analgésicas. </li></ul>
  14. 16. <ul><li>Os peixes podem causar acidentes por meio da ingestão ou por meio de peixes peçonhentos. </li></ul><ul><li>Peixes peçonhentos: dor intensa, atividade neurotóxica, dermatonecrótica, necrosante, neurotoxicidade e cardiotoxcidade. </li></ul><ul><li>Envenenamento por ingestão: parestesia, náuseas, descoordenação motora, hipotensão, dispnéia, paralisia muscular, hipóxia, bradicardia e pode chegar a óbito por insuficiência respiratória. </li></ul>
  15. 17. Peixe-escorpião da espécie Notesthes robusta possui efeitos analgésicos significativos em humano “ Atualmente, a empresa International WEX Pharmaceutical Technologies INC finalizou os testes e aguarda autorização para a comercialização dos analgésicos a base de TTX, sendo eles: O Tocudin® anestésico local tópico veterinário; o Tectin® analgésico para dores crônicas em doentes terminais; e o Tetrodin® para a recuperação em doentes quimiodependentes.” (Disponível em:<http://www.wextech.ca/PageNotFound.aspx?Languag eID=1> Acesso em: 26 fev. 2011) ”
  16. 18. <ul><li>Devido à alta vulnerabilidade, por causa de pele fina, criaram mecanismos de defesas para repugnar predadores. </li></ul><ul><li>A toxinas podem ter ação neuroativa, antimicrobiana, anticâncer, antiviral e fungicida. </li></ul><ul><li>Toxinas que inibem a transcrição do vírus e a infecção deste nas células T do organismo, utilizado para tratamento de Herpes e HIV. </li></ul>
  17. 19. <ul><li>Estudos a partir do gênero Xenopus contribuiu para a produção do creme antibiotico LOCILEX. Este creme contribui para a abertura de poros em membranas de bactérias anaeróbias. </li></ul><ul><li>O creme não foi aprovado pois não foi comprovada sua eficácia. </li></ul>Xenopus laeviss
  18. 20. <ul><li>A partir da secreção cutânea da espécie brasileira Bufo rubescens, conseguiram inibir a proliferação das bactérias Echelichia coli e Staphylococcus aureu, que são bactéria patogênicas. </li></ul>Bufo rubescens
  19. 21. <ul><li>É o grupo de animais mais importante para a saúde pública, pois é onde se encontra o maior número de acidentes. </li></ul><ul><li>Podem apresentar um o quadro clínico de edema, esquimose, dor, linfadenomegalia, bolhas, insuficiência hipofisária crônica, choque, insuficiência renal, hemorragia digestiva, hemorragia de sistema nervoso central e óbito. </li></ul>
  20. 22. <ul><li>O fármaco Captopril, atualmente muito utilizado para controle da hipertensão, possui princípio ativo produzido a partir da peçonha da serpente brasileira Bothrops jararaca. </li></ul>Bothrops jararaca
  21. 24. Este trabalho foi realizado com o auxilio do artigo “Venenos e peçonhas animais: aplicações tecnológicas e Biopirataria” , de Natiela Beatriz de Oliveira e Osmindo Rodrigues Pires Júnior. Disponível em: http://www.cpgls.ucg.br/6mostra/artigos/SAUDE/NATIELA%20BEATRIZ%20DE%20OLIVEIRA%20E%20OSMINDO%20RODRIGUES%20PIRES%20J%C3%9ANIOR.PDF
  22. 25. André Abreu Bruno Bosi Janaína Luchesi Pâmela Colini Rodrigo Glória

×