O slideshow foi denunciado.
T i r a g e m 3 0 m i l - w w w . f b . c o m / ERME L I N OE P O N T ERA S A - T e l . : ( 1 1 ) 2 0 3 1 - 2 3 6 4 - r a ...
2JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Atualidades
Diretor Executivo:
Jornalistas (fl):
Contato Comercial...
3 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Destaque Local
Ermelino tem ponto de arrecadação de livros
Campanha ...
4 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Cotidiano
ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003
A...
5JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Políticia
Alckmin sela parceria com
empresa para criação de 3 mil
...
6 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Economia
Em busca de emprego? Saiba quais os
setores que mais resist...
7JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Entrevista
Haddad concede entrevista exclusiva
Fernando Haddad se ...
8JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Entrevista
Nós estamos com pouco
agente vistor nas subprefeitu-
ra...
9 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Cotidiano
Conheça dicas infalíveis para dona de
casa iniciante
Veja ...
10JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Feminissíma
Dormir com maquiagem pode trazer rugas antes do tempo...
1 1 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Feminíssima
Empatia: essencial no cuidado com a saúde
Será que o a...
12JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Educação
Rodoanel Leste.
Mais segurança e conforto
para os usuári...
1 3 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Saúde
Atchim! Não segure o espirro, ele é um
mecanismo de defesa d...
14JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Cinema
1 5 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Eventos
Eng. Reinaldo Fabiano
fala sobre as mudanças
no Plano Dire...
16JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
ESPORTES COPA DO BRASIL / CEARÁ X SÃO PAULO
São Paulo bate o
Cear...
1 7 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Esporte
Nadando de braçadaPeixe chega à terceira vitória em quatro...
18JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Esporte
No dia do aniversário de 101 anos do Palmeiras, Gabriel J...
1 9 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
Divirta-se
DIÁRIO DE S. PAULO - QUINTA-FEIRA / 27 DE AGOSTO DE 201...
20JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015
TV
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ermelino 215

183 visualizações

Publicada em

Jornal de Ermelino & Ponte Rasa trazendo matérias fresquinhas sobre a região

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Ermelino 215

  1. 1. T i r a g e m 3 0 m i l - w w w . f b . c o m / ERME L I N OE P O N T ERA S A - T e l . : ( 1 1 ) 2 0 3 1 - 2 3 6 4 - r a l e st e @ g m a i l . c o m 28 de Agosto de 2015ANO XI / Nº 215 SÃO PAULO DISTRIBUIÇÃO GRATUITA ERMELINO & PONTE RASA Alckmin sela parceria com empresa para criação de 3 mil empregos em Guarulhos O governador Geraldo Al- ckminparticipou nesta segun- da-feira, 17, em Guarulhos, da inauguração da central de relacionamento e atendimen- to a clientes da Atento (NYSE: ATTO), uma das empresas lí- deres mundiais em serviços de gestão de clientes e de processos de negócios (CRM/ BPO) para empresas. A unida- de é a 23ª que a Atento abre no Estado de São Paulo. A abertura da central de relacionamento tem o apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Investe São Paulo. Será possível gerar três mil novos empregos, sen- do que mais de 1.600 profis- sionais já foram contratados. “É uma grande conquista para Guarulhos.... Pag. 05 “Prefeitura no Bairro” faz 7 mil atendimentos em apenas uma semana Na sexta-feira (14), o Prefei- to Haddad e o Vereador Vavá participaram de um almoço na churrascaria Grelha Gaúcha, com empresários e lideranças de Ermelino Matarazzo e Ponte Rasa, dentre elas o Eng. Reinaldo Fabiano, Coordenador de CPDU e Leandro, chefe de Gabinete da subprefeitura, a ex-vereado- ra Ana Martins e o empresário Mauricio da Sorvetes Kidelícia. O prefeito veio participar do pro- grama.... Pag. 15 Desemprego chega a 8,3% no 2º trimestre de 2015, maior taxa desde 2012 A taxa de desemprego no Brasil foi estimada em 8,3% no 2º trimestre de 2015, a maior taxa da série histórica, que teve início em 2012, divulgou na ter- ça-feira (25) o Instituto Brasi- leiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta estimativa cresceu tanto na comparação com o 1º trimestre de 2015 (7,9%), quan- to com o 2º trimestre de 2014 (6,8%). No 2º trimestre de 2015 frente ao mesmo período de 2014..... Grupo Acontece recusa homenagem do Prêmio Gutenberg da ACSP.......... Cartão de crédito: saiba usar a seu favor. Pag. 06 Pag. 06 Em busca de emprego? Saiba quais os setores que mais resistem à crise........................ Pag. 06 Mais uma chance... Pag. 16 Pag. 02
  2. 2. 2JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Atualidades Diretor Executivo: Jornalistas (fl): Contato Comercial: Gerente Financeiro: Diagramador: Marketing: Reporter Fotográfico: Revisora: Distrib./Logistica: Divaldo Rosa Silmara Galvão Nunes-MTb 51.096 João Victor, Eduardo Rocha Ademir Rodrigues Bruno Barreto Rosa Ariane Andrade Eduardo Rocha Prof. Suseli Corumba MULTI-Distrib.Jornais e Folhetos As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 Av. dos Guachos, 166 - 08030-360-Vl.Curuçá–SP www.aconteceleste.com.br | E-mail: raleste@gmail.com A marca Ermelino & Ponte Rasa existe a 11 anos e faz parte do Grupo Acontece de Jornais e Revistas CIRCULAÇÃO: Itaim Paulista, Vl Curuçá, Jd Robrú, Alto Tiete (Itaquá, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano) Um veículo do GRUPO ACONTECE de Jornais e Revistas Associado a: Ed. 215 2ª Quinz.Agos.2015 Desemprego chega a 8,3% no 2º trimestre de 2015, maior taxa desde 2012 A taxa de desemprego no Brasil foi estimada em 8,3% no 2º trimestre de 2015, a maior taxa da série histórica, que teve início em 2012, divulgou na terça-feira (25) o Instituto Bra- sileiro de Geografia e Estatísti- ca (IBGE). Esta estimativa cres- ceu tanto na comparação com o 1º trimestre de 2015 (7,9%), quanto com o 2º trimestre de 2014 (6,8%). No 2º trimestre de 2015 frente ao mesmo pe- ríodo de 2014, a taxa de deso- cupação cresceu em todas as regiões: Norte (de 7,2% para 8,5%), Nordeste (de 8,8% para 10,3%), Sudeste (de 6,9% para 8,3%), Sul (de 4,1% para 5,5%) e Centro-Oeste (de 5,6% para 7,4%). Entre as unidades da federação, Bahia teve a maior taxa (12,7%) e Santa Catarina, a menor (3,9%). O rendimento médio real habitual dos traba- lhadores foi estimado em R$ 1.882. Nesse período, 78,1% dos empregados no setor priva- do tinham carteira de trabalho assinada, percentual estável em relação ao trimestre ante- rior e a igual trimestre de 2014. Nível da ocupação O nível da ocupação (in- dicador que mede a parcela da população ocupada em relação à população em ida- de de trabalhar) no Brasil, no 2º trimestre de 2015, foi estimado em 56,2%. Este in- dicador ficou estável em re- lação ao trimestre anterior e registrou queda de 0,7 pon- to percentual em compara- ção com igual trimestre de 2014 (56,9%). Em geral, as análises mostraram que nos grupos com níveis de ins- trução mais altos, o nível da ocupação era mais elevado. Destaca-se, ainda, que, no 2º trimestre de 2015, 31,0% das pessoas sem nenhuma ins- trução estava trabalhando. No grupo das pessoas com nível superior completo, o nível da ocupação chegou a 78,9%. Grupo realiza protesto na pista local da Marginal Tietê e provoca lentidão Um grupo de manifestantes protesta na manhã de quarta- -feira (26) na pista local da Marginal Tietê, na altura do do Terminal Rodoviário Tietê, pró- ximo da Ponte Cruzeiro do Sul, no sentido Castello Branco. O grupo segurava faixas e bandeiras na mão pedindo apoio para o transporte inte- restadual. Eles alegam que as vans estão aptas para fazer transporte entre estados. Por volta das 6h30, duas faixas da direita da pista local estavam interditada. A lentidão chegava a 3,2 km no sentido Castello, e ia desde a Ponte da Vila Maria até a Ponte Cruzeiro do Sul. Manifestantes pedem apoio ao transporte interestadual. Congestionamento passou dos 3 km no sentido Castello Branco, diz CET.
  3. 3. 3 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Destaque Local Ermelino tem ponto de arrecadação de livros Campanha de arrecadação de livros da Fundação Tide Setubal é pontapé inicial para o Festival do Livro Para estimular o compar- tilhamento de livros novos ou usados, ampliando o acesso a partir de uma circulação soli- dária, a Fundação Tide Setubal promove de 24 de agosto a 2 de outubro a Campanha de Ar- recadação de Livros. A ação é o pontapé inicial para a 6ª. edição do Festival do Livro e da Literatura que será realizado em novembro pela Fundação Tide Setubal. Os exemplares arrecadados serão distribuídos a partir da Intervenção “Frutos Literários” onde crianças, jovens e adultos poderão colher os livros em árvores, praças, bibliotecas, es- colas e ruas do bairro de São Miguel Paulista em mais de 30 pontos do território com pro- gramação do festival. A coleta de livros aconte- cerá em 25 pontos da cidade. Dentre eles estão a sede da Fundação Tide Setubal (no Itaim Bibi), sede do Instituto Alana, Casa das Rosas, CENPEC, Instituto Paulo Montenegro e, na zona leste, CDC Tide Setu- bal, Galpão de Cultura e Cida- dania, Subprefeitura de São Miguel, escolas, bibliotecas, dentre outros. Nestes locais, os interessados terão à dispo- sição caixas de arrecadação, nas quais poderão ser depo- sitadas obras de ficção e não- -ficção. Somente não serão aceitos livros didáticos. Vejas os pontos da Campanha de Arrecadação de Livros em Ermelino Matarazzo Biblioteca Pública Rubens Borba Alves de Moraes Rua Sampei Sato, 440 - Ermelino Matarazzo Tel. 2943-5255 Colégio Argumento Objetivo Av. João Batista de Oliveira, 350 - Ermelino Matarazzo Tel. 2943-1002 Jornais de Bairro Sempre ao lado do POVO! 120anos Parque do Rodeio ganha nova iluminação Pág.3 O QUEfoi feito na Zona Leste Saiba o que foi feito perto de você e em toda a cidade: oquefoifeito.prefeitura.sp.gov.br 141 km de faixas de ônibus 58 km de ciclovias Terminal de ônibus de Itaquera 37 praças com internet grátis 14.600 novos pontos de iluminação Teatro Flávio Império 3 Hospitais Dia 1 Unidade Básica de Saúde (UBS) 106 novos leitos hospitalares e 128 leitos ativados 19 creches 7 escolas 13 Universidades nos CEUs LINGERIE depósito da Valorize sua intimidade! Rua Arnaldo Bonaventura, 505 Tel: 2516-6805 Loja Cidade Tiradentes Neste inverno, *Peçasdisponíveisenquantohouvernoestoque Acompanhe nossas novidadesAcompanhe nossas novidades facebook.com/dl.loja Neste inverno, qual é o seu pijama? Pág 7 Diretor Responsável: Ronil Spilla (In memoriam) São Paulo, de 15 a 29 de Abril de 2015 Ano XXVI Nº 352 Distribuição Gratuita Grupo JB26 anos Confira toda a programação de aniversário! Pág. 4 Parabéns CidadeTiradentes!!! CidadeTiradentes 31 anos! O Programa visita Cidade Tiradentes dia 25/04 no CEU Inácio Monteiro 'Câmara no seu bairro' Pág. 4 Divulgação RuaVictório Santim, 615 - Itaquera - São Paulo2070-2130 www.firmoesilva.com.br Profissionalismo,Solidez,ConfiabilidadeeResponsabilidade. 25 anos Especialista noTerceiroSetor O blush perfeito para seu tom de pele pág. 7 Cai o número de ações judiciais por inadimplência em condomínio Pág. 2 Comunica Síndico Pág. 8 Etec Cidade Tiradentes ajuda contribuintes a fazer declaração do Imposto de Renda Pág. 3 Comissão aprova parecer para que horário de atendimento de UBS seja ampliado pág. 5 Faça sua inscrição no Via Rápida Emprego! CAT tem mais de 900 vagas para cargos como auxiliares e ajudantes Emprego Pág. 6 Entretenimento Pág. 6 Sopa de Abóbora Pág. 7 Escola de Negócios do Sebrae-SP abre inscrições para o 2º semestre de 2015 Pág. 3 Negócios Diretor Responsável: Ronil Spilla (In memoriam) São Paulo, de 15 a 29 de Maio de 2015 Ano XXVI Nº 353 Distribuição Gratuita Moradores de Cidade Tiradentes dialogam com vereadores sobre a região pág.4 Mais opções de Turismo no Estado de São Paulo Pág. 5 Câmara no Seu Bairro Nova escola infantil em Cidade Tiradentes atende 240 crianças Pág. 2 Prefeitura SP Governo SP Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até dia 3 de junho Pág. 3 Índice de Custos Condominiais variou 8,5% nos últimos 12 meses Evolução dos custos é acompanhada mensalmente pelo Secovi-SP. Em abril, alta foi de 0,24% Pág. 6 F.T.A em Defesa Civil está a disposição para atender os síndicos em condomínios da região para dar palestras de Segurança do Lar e Briga- da de Incêndio em Condomínios. 2079-4050 Endereço: na Rua Bruno Zabala, 67 sala 06 www.ftaemdefesacivil.org Atenção síndicos e condôminos 2 REGIÃO de 30 de Abril a 14 de Maio de 2015 2801-8969 Contato Publicitário Silas Herculano 2849-3251 Cristian Ferreira 96756-8402 Daniel Candido Gerente de Inovação Expediente Os Jornais José Bonifácio em Notícias e Cidade Tiradentes em Notícias são publicações da Empresa Jornalística José Bonifácio em Notícias Ltda. Filiados à Associação dos Jornais da Zona Leste Endereço Rua Vicente Avelar, 85 - Sala 1 Conjunto José Bonifácio Itaquera - São Paulo Telefones 11 2805-3997 11 2801-8969 E-mails: jornaisgrupojb@gmail.com josebonifacioemnoticias@gmail.com jornalcidadetiradentes@gmail.com Facebook: facebook/jornais.jb Edição digital: issuu.com/grupodejornaisjb Fale conosco / Reclamações / Sugestões: 2805-3997 A direção não se responsabiliza pelas ideias ou opiniões emitidas em matérias assinadas Tiragem: 10.000 mil exemplares Distribuição: Gratuita Ronil Spilla Diretor Responsável (In memoriam) Ricardo Spilla Diretor Administrativo 2805-3997 Dr. Leandro Mussio Diretor Jurídico Para anunciar 2805-3997 2801-8969 2849-3251 Circulação Conjunto José Bonifácio - Itaquera - Guaianases Parada XV de Novembro - V. Carmosina Circulação Cidade Tiradentes - Juscelino - Iguatemi - Sta Etelvina Prestes Maia - Inácio Monteiro - CastroAlves Tiragem: 10.000 mil exemplares Distribuição: Gratuita Grupo JB25 anos JB25 anos Grupo Águada chuva Condomínio Caixa Cisternade Água 2801-8969 Instalamos Faça um orçamento para REUSO Sistema Sustentável É mais barato do que você pensa! Parcele em até 5x na conta de água do condomínio40% Economize até do seu Sem Juros Reutilize a Levantamento do Departamen- to de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habi- tação), realizado no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento do rateio condomi- nial caiu 13,7%. Em fevereiro de 2015, foram ajuizadas 732 ações, contra 848 registradas no mês ante- rior. Comparado a fevereiro de 2014 (675 registros), houve li- geira alta de 8,4%. Acumulado - Em janeiro e feve- Cai o número de ações judiciais por inadimplência em condomínio Conforme levantamento do Secovi-SP, em fevereiro, foram ajuizadas 732 ações por falta de pagamento da taxa condominial, contra 848 re- gistradas em janeiro deste ano Comunica Síndico reiro, deram entrada nos fóruns da cidade de São Paulo 1.580 ações, 19,9% a mais que as 1.318 registradas em igual pe- ríodo de 2014. No acumulado dos últimos 12 meses - março de 2014 a fevereiro de 2015 -, o volume alcançou 9.309 ações, o que equivale a uma redução de 1,5% em relação às 9.451 ações ajuizadas de março de 2013 a fevereiro de 2014. Conforme explica Hubert Ge- bara, vice-presidente de Admi- nistração Imobiliária e Condo- mínios do Sindicato, dentre os fatores que contribuíram para reduzir as pendências, estão os acordos extrajudiciais, que surtem efeito na maioria das vezes. "Os síndicos e as administra- doras precisam continuar refor- çando a cobrança", aconselha Gebara, que propõe a realiza- ção de campanhas de cons- cientização para destacar a importância do pagamento do rateio mensal para o equilíbrio das contas do condomínio. Fonte: SECOVI Sindicato de Habitação Atenção Síndico, quais são os problemas que existem ao entorno do seu prédio? Reclame, Opine! jornaisgrupojb@gmail.com 2805-3997 Jornal José Bonifácio em Notícias No último sábado de Abril (25), foi inaugurado na Praça da Esta- ção, em Itaquera, o Centro Gas- tronômico, com a presença de autoridades entre elas, o Sub- prefeito de Itaquera Sr. Mauricio Martins, o Prefeito da Cidade de SãoPauloSr.FernandoHaddad, a Vice Prefeita da Cidade de São Paulo Sra. Nádia Campeão, im- prensa e moradores da região. No primeiro final de semana, estimou-se aproximadamente mais de 5 mil pessoas circulan- tes no espaço. A iniciativa partiu do NDI – Núcleo de Desenvolvi- mento Econômico Sustentável de Itaquera, em parceria com a CDLI – Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaquera, com o apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo, Subprefeitura Itaquera e Secretaria do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo. O espaço abriga diversas ins- talações, divididas entre boxes e food-trucks com variadas op- ções gastronômicas, para aten- CENTROGASTRONÔMICODEITAQUERAÉINAUGURADO der aos munícipes e aos mais diferentes gostos. A praça foi cedida pela Subpre- feitura e as obras estão sendo fi- nalizadas.Além da pista de skate que será mantida a praça conta com uma feira de artesanato que tradicionalmente ocorre às sextas e sábados, espaço kids com brinquedos infláveis com monitores, sanitários masculino, feminino, portadores de necessi- dades especiais e fraldário, Wi- -Fi livre na praça, aos finais de semana estão sendo inseridas programações que envolvem apresentações de artistas do bairro, exposições entre outros, em um ambiente arborizado com toda a comodidade e segurança de uma praça de alimentação. O projeto funcionará aos moldes de incubadora por um período de dois anos, podendo este pra- zo ser ampliado. O Centro Gas- tronômico tem dois horários de funcionamento: De terça à quin- ta-feira, das 10h às 20h, sextas, sábados, domingos e feriados, das 10h às 22h. A Praça da Estação que, em 1875, foi cenário da primeira viagem da Maria Fumaça, inau- gurando o transporte ferroviário na nossa Itaquera, está pron- ta para funcionar como Centro Gastronômico do nosso bairro, resultado do longo e cuidadoso empenho do NDI-Núcleo de De- senvolvimento Econômico Sus- tentável de Itaquera com a co- ordenação da CDLI-Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaquera, que contou com a colaboração de todas as forças vivas da co- munidade. O Centro Gastronô- mico tornou-se realidade porque todas as entidades e instituições locais, além das personalida- des e lideranças que exercem algum tipo de influência na vida social e econômica de Itaquera, somaram suas forças. Todos de- ram as mãos, tendo em vista a importância e a nobreza da cau- sa. “Como Presidente da CDLI- -Câmara de Dirigentes Lojistas de Itaquera e do NDI-Núcleo de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Itaquera, estive todo o tempo à frente do empre- endimento, zelando pelos inte- resses dos lojistas associados, dos futuros ocupantes da praça e, sobretudo, pelos interesses da sociedade, dos Itaquerense que lá irão consumir alimentos de primeira qualidade, num am- biente saudável, com toaletes, higiene e absoluta segurança, em comum acordo com todos os envolvidos na maravilhosa inicia- tiva”, comenta o Presidente das entidades CDLI e NDI. Prefeito Haddad prestigiou a inauguração Rua Victório Santim, 615 Simone Alauk Clube Elite recebe terceira edição da Super Balada Anos 60, 70, 80 Pág. 8 Agenda Cultural Pág. 8 Sistema de Injeção Eletrônica Pág. 6 Auto Pág. 6 RicardoSpilla FábioArantes/Secom MarcoCardelinoDivulgaçãoDivulgação 1° de Setembro - Dia do Jornal de Bairro Você sabia? O 1° Jornal de Bairro da Cidade de São Paulo, foi o Jornal O Bráz, que teve sua 1ª edição publicada no dia 01 de Setembro de 1895. Ao decorrer destes 120 anos, esta importante ferramenta de representatividade local, ganhou cores, conquistou o respeito da população e do poder público. Para nós da AJORLESTE, é motivo de orgulho o 1° Jornal de bairro ter nascido na Zona Leste!
  4. 4. 4 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Cotidiano ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA / ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Todos juntos fazem um trânsito melhor. CB 300R 15/15 á vista R$ 13.860,00. CG Titan 150 EX 15/15 à vista R$ 9.696,00 ou entrada R$ 2.800,00 + 48x R$ 296,00 (Total a prazo R$ 17.008,00) Banco Honda c/ juros 2,29% a.m. (31,22% a.a.).LEAD 15/15 à vista R$ 7.490,00. ou entrada R$ 3.000,00 + 48x R$ 164,00 (Total a prazo R$ 10.872,00) Banco Honda c/ juros 1,69% a.m. (22,28% a.a.). PCX 150 15/15 à vista R$ 9.839,00 ou entrada de R$ 3.936,00 + 36x R$ 238,00(Total a prazo R$ 12.504,00). Banco Honda c/ juros 1,69% a.m. (22,28% a.a.)Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada). Ofertas não cumulativas com outras. Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. #melhornegocio JAPAUTO JAPAUTO www.japauto.com.br CB 300 MELHOR CONDIÇÃO! MELHOR CONDIÇÃO! CG 150 TITAN EX 296 Entrada + mensais RS LEAD 238 Entrada + mensais RS PCX 150 164 Entrada + mensais RS Grupo Acontece recusa homenagem do Prêmio Gutenberg da ACSP - Distritais da Zona LestePor: Divaldo Rosa Diretor presidente do Grupo Acontece de Jornais e Revista O Grupo Acontece de Jor- nais e Revista fundado há 20 anos e dirigido por mim, Di- valdo Rosa, desde o começo é o grupo de comunicação da zona leste mais homenagea- do pelo Prêmio Gutenberg da ACSP, porém, nesta 8a. edição da homenagem, cria- da para destacar os melho- res veículos da mídia impres- sa regional, decidimos não aceitar a homenagem como forma de alertar aos orga- nizadores do prêmio, bem como aos superintendentes das Sucursais da ACSP da Zona Leste, sobre a perda de credibilidade e a falta de cri- térios mínimos para tornar esta homenagem uma refe- rência em nossa região e em toda cidade de São Paulo. Em meu modesto entendi- mento, o Prêmio Gutenberg deveria ser uma referência para o mercado empresarial que busca informações so- bre as melhores mídias da região, uma referência que pudesse conferir status aos veículos homenageados e servir de estímulo aos veí- culos que não alcançaram a honraria. Infelizmente, isto não vem acontecendo, pois presenciamos uma série de equívocos nas últimas pre- miações, algumas eu acusei de pronto o meu desconten- tamento, mas nada foi feito para sanar as falhas. Com esta atitude, o Gru- po Acontece de Jornais e Re- vista espera chamar a aten- ção da Diretoria da ACSP e de suas Superintendências locais, pois se não houver uma séria correção dos ru- mos, o Prêmio Gutenberg vai cair numa vala comum de falta de credibilidade e de le- gitimidade. E o seu patrono não merece tamanha ofensa. Diante da minha recusa em participar, recebi duas ligações de Fernando Veluc- ci, Superintendente da Dis- trital São Miguel e da Eliana, gerente da Distrital São Mi- guel, tentando me conven- cer a voltar atrás em minha decisão. Esta decisão pode- rá contribuir para melhorar o Prêmio e por isso decidi- mos manter a nossa posição, deixando claro tratar-se de uma postura profissional e não pessoal. Sempre admirei e respeitei o Velucci, ele deu maior dinamismo à Distrital São Miguel e espero que a nossa decisão não interfira em nossa amizade. O que fazer para confe- rir mais credibilidade e legitimidade? Como participei de todas as edições do Prêmio Guten- berg e também participo de entidades representativas dos jornais e revistas, conhe- ço os pontos fracos da nossa categoria e sei o que está fal- tando para tornar o Prêmio Gutenberg uma referência importante. Apresento abai- xo (6) seis providências que se forem adotadas, poderão mudar os rumos e aumentar a credibilidade desta home- nagem: 1) Estabelecer parceria com as entidades represen- tativas dos Jornais e Revis- tas (AJORLESTE e SINDJORB), para criar um critério único de avaliação dos veículos ho- menageados. 2) Definir quem pode ser homenageado, se apenas os jornais e revistas ou toda mí- dia (impressa, falada, televi- siva e web), ou ainda profis- sionais e estudantes da área, etc. 3) Estabelecer critérios para os veículos serem ho- menageados como: prazo de existência mínima do veículo; apresentar prova física de periodicidade regular; esta- belecer quantidade mínima de páginas para jornais e re- vistas. 4) Estimular participação dos veículos, mediante in- serção de publicidade insti- tucional da ACSP nos jornais homenageados. 5) Publicar critérios no site da ACSP para escolha dos veículos homenageados e a lista dos veículos esco- lhidos com uma sinopse de suas informações básicas, que poderão ser acessadas pelos agentes do mercado publicitário. 6) Utilizar informações disponíveis nas Secretarias de Comunicação dos go- vernos Federal (MidiaCad), Estadual (CAUFESP) e Muni- cipal, onde os veículos pre- cisam atender uma série de exigências para estar com sua situação regular. Mesa do prêmio Gutenberg de 2014
  5. 5. 5JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Políticia Alckmin sela parceria com empresa para criação de 3 mil empregos em Guarulhos O governador Geraldo Al- ckminparticipou nesta segun- da-feira, 17, em Guarulhos, da inauguração da central de relacionamento e atendimen- to a clientes da Atento (NYSE: ATTO), uma das empresas lí- deres mundiais em serviços de gestão de clientes e de processos de negócios (CRM/ BPO) para empresas. A unida- de é a 23ª que a Atento abre no Estado de São Paulo. A abertura da central de relacionamento tem o apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Investe São Paulo. Será possível gerar três mil novos empregos, sen- do que mais de 1.600 profis- sionais já foram contratados. “É uma grande conquista para Guarulhos, principalmen- te num momento em que o Brasil atravessa severa crise econômica. Nossa tarefa é preservar o emprego e criar novos postos de trabalho”, ressaltaAlckmin. Nessa central, empresas líderes dos segmentos Finan- ceiro e Saúde contam com soluções end to end de ex- periência ao cliente, Vendas, Crédito, Back Office, além de múltiplos canais de relaciona- mento, com foco em propor- cionar a melhor experiência aos consumidores, indepen- dente do ponto de contato. O presidente da Investe São Paulo, Juan Quirós, des- taca a importância da Atento em investir no Estado: “O in- vestimento comprova o po- tencial do Estado de São Paulo para atrair empresas que ge- ram empregos e assim contri- buem com a qualidade de vida da população”. Já para Nelson Armbrust, diretor geral da Atento Bra- sil, a abertura da nova central é motivo de muito orgulho e satisfação, além de mais um marco que demostra o com- promisso da Atento com o desenvolvimento econômico de diferentes regiões do País. “Sejam grandes centros urba- nos ou cidades do interior, a Atento busca proporcionar o crescimento da economia local e oferecer uma melhor qualificação e qualidade de vida para seus profissionais”, destaca. Com esta unidade, a Atento ultrapassa 57 mil fun- cionários no Estado de São Paulo. As instalações da Atento em Guarulhos ocupam cer- ca de 6.900 m² construídos em dois andares. Contam também com salas de treina- mento e breaks (áreas para refeições e descanso), som ambiente nas áreas comuns, além de biometria para aces- so à Companhia, utilizada por funcionários em período de treinamento e clientes. A cen- tral é totalmente adaptada para PCDs (Pessoas com Defi- ciência). A Atento é a maior em- presa de serviços de gestão do relacionamento com clien- tes e processos de negócios (CRM/BPO) na América Latina e um dos três maiores prove- dores mundiais com base em seu faturamento. A Atento é líder em serviços de CRM/BPO nearshoring para companhias que desenvolvem suas ativi- dades nos Estados Unidos. Desde 1999, a companhia desenvolveu seu modelo de negócio em 14 países, onde emprega mais de 160 mil pes- soas. A Atento possui mais de 400 clientes aos quais oferece uma ampla gama de serviços CRM/BPO por meio de múlti- plos canais. Seus clientes são multinacionais líderes nos se- tores de telecomunicações, bancário e financeiro, saúde, varejista, administração pú- blica, entre outros. As ações da Atento são negociadas sob o símbolo ATTO na Bolsa de Nova York (New York Stock Exchange). Para mais infor- mações, visite www.atento. com.br. Emanuel de Aquino Lopes escreve VIVER EM SEGURANÇA Drogas para con- sumo pessoal O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes votou dia 20/08 último a favor da descrimi- nalização do porte de dro- gas para consumo pessoal. Mas o ministro Edson Fa- chin pediu vista do proces- so para melhor análise do caso e não há prazo pre- visível para retomada do tema. Gilmar Mendes con- siderou em seu voto que a Lei Antidrogas interfere na intimidade do usuário, não garante a proteção á saúde coletiva e seguran- ça pública descartando medidas penais. Dessa for- ma, uma pessoa flagrada com drogas seria somente notificada a comparecer diante de um juiz cível. No caso de suspeito de venda de drogas, a pessoa seria presa preventivamente depois de imediatamen- te apresentada a um juiz. Contudo, há uma confusão de conceitos. Fala-se em criminalização do consu- mo de drogas mas isso não é crime. Crime é portar drogas e a pena para quem porta para uso já é menor. A eventual exclusão do porte para consumo cria- rá novos problemas, com o tráfico operando em pequenas quantidades. O usuário é quem alimenta o tráfico, o qual promove a dissociação do indivíduo das normas sociais, cujo prejuízo não é apenas pes- soal mas também coletivo. *Emanuel de Aquino Lopes é Coronel da Reser- va da Policia Militar, Mes- tre em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública, especializado em Direitos Humanos pela Fundação Getúlio Var- gas, membro do Núcleo de Projetos Estratégicos – ISAE Amazônia e do Lu- xembourg Brasil Business Council. A periferia precisa de lazer São Paulo precisa de opções de lazer em todas as suas regiões. Precisa de parques e áreas verdes para as famílias saírem de casa e se divertirem com segurança e tranquilidade. A falta de opções obriga pais e mães dos bairros mais periféricos a se deslocarem uma hora de ônibus para encontrar uma área verde para fazer um piquenique e deixar a criançada brincar e correr livremente. É isso o que acontece com os moradores do Jardim Nova Conquista, na Zona Leste, um dos bairros com o menor índice de arboriza- ção da capital, que precisam gastar pelo menos uma hora dos seus dias de descanso para chegar ao Parque do Carmo, o local mais perto. O problema da falta de lugares públicos para as pessoas se divertirem não se resume à Zona Leste, também afeta bairros na Zona Norte, como é o caso da Vila Medeiros, e da Zona Sul, como a Cidade Ademar. Está generalizado por con- ta da visão reducionista do prefeito Fernando Haddad, que acha que São Paulo se resume a ações no centro expandido, e por sua inca- pacidade de planejamento, que não sabe priorizar o que é de fato prioridade. Parece que hoje as úni- cas agendas da prefeitura são o fechamentos da ave- nida Paulista aos domingos, sacolinhas plásticas e ci- clovias nos Jardins. Não se discute mais nada. Lógico que podem ser medidas in- teressantes, mas sem muito impacto. Basta lembrar que a avenida Paulista já abriga dois parques: o Trianon e o Mário Covas, que talvez o prefeito não conheça por não sair de seu gabinete. Por isso, melhor seria o prefeito estudar a recolo- cação das ruas de lazer nas periferias onde as pessoas de qualquer idade efetiva- mente não têm nenhuma opção de passeio. Ou cuidar das calçadas (que não exis- tem) da Avenida Marechal Tito, em São Miguel, cam- peã das mortes de pedes- tres. O prefeito não pode privilegiar uma região da ci- dade por estratégia de ma- rketing, pensando apenas na eleição do ano que vem. São Paulo precisa ser um lo- cal mais agradável a todos e não apenas à parcela mino- ritária da população. Abra os olhos, senhor prefeito, debata nossa periferia. É ela que mais precisa de investi- mentos. Andrea Matarazzo
  6. 6. 6 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Economia Em busca de emprego? Saiba quais os setores que mais resistem à criseA desaceleração da econo- mia acabou com a bonança do mercado de trabalho brasilei- ro - mas o que isso quer dizer, na prática, para quem está desempregado ou quer mudar de emprego? Onde procurar e o que esperar do mercado em um cenário de crise? Nos últi- mos anos, se tornaram relati- vamente comuns nos grandes centros urbanos brasileiros casos de profissionais que pu- lavam de um emprego a outro, atraídos por salários mais altos e melhores condições de traba- lho. Agora que a crise chegou ao mercado de trabalho, mais brasileiros estão perdendo seus empregos, e a competição pe- los postos disponíveis está cada vez mais acirrada. Confira uma lista de alguns setores e áreas de atuação que, apesar de não estarem imunes à crise econô- mica, segundo os consultores, ainda têm mostrado alguma re- siliência na geração de empre- gos e oferecem oportunidades para bons profissionais. 1. Tecnologia Entre os cargos com mais vagas abertas estão analista/ técnico de suporte, desenvol- vedor e programador. Para o cargo de diretor de TI, o salá- rio médio seria superior a R$ 17 mil, e para o de gerente de TI, superior a R$ 7 mil. Os sites de internet, empresas de tec- nologia e start-ups têm con- seguido seguir na contramão (do aumento do desemprego) e se manter em crescimento. E o que é melhor: com salários atraentes 2. Saúde As boas perspectivas de longo prazo fazem com que os serviços da área de saúde mantenham as contratações mesmo em meio à crise. Essa é uma das áreas em que mui- tas famílias resistem em fazer cortes quando são obrigadas a enxugar o orçamento. E fenô- menos como o envelhecimento da população e maior acesso a planos de saúde privados con- tribuem para criar boas pers- pectivas para o setor. 3. Educação Os cortes e incertezas liga- dos a programas governamen- tais da área de Educação, como o Pronatec e o Fies, tiveram im- pacto negativo sobre a rede pri- vada de ensino superior. Mas o mercado de trabalho do setor de Educação como um todo tem mostrado grande resistên- cia em meio à desaceleração. Trata-se de um segmento que atrai muitos investimentos por- que exige um aporte inicial re- lativamente baixo se compara- do, por exemplo, à exploração de petróleo ou à construção civil e, no longo prazo as pers- pectivas são de crescimento. 4.Segurosesetorfinanceiro Os profissionais da área financeira ainda são relativa- mente demandados, mas os que podem se mover com mais facilidade são aqueles que têm um entendimento mais amplo dos negócios – ou seja, que sabem não só o que é preciso para enxugar os custos, mas também como ampliar as ven- das. Os setores de seguros e os bancos, em particular, estão resistindo bem à desacelera- ção da economia, apesar de analistas manifestarem algu- ma preocupação com um au- mento dos índices de inadim- plência e com a exposição de alguns grupos a empresas que podem passar por dificulda- des em função das repercus- sões da operação Lava Jato. 5. Vendas O profissional de vendas é quem pode virar o jogo no momento de escassez. Por isso, há uma grande procu- ra por aqueles que de fato conseguem trazer resultado nessa área em empresas de todos os segmentos. É claro que muitas redes estão enxu- gando seu quadro de pessoal. Mas, no geral, as empresas têm um limite para cortar pessoal de vendas ou reduzir contratações, já que isso pode afetar muito seus resultados. 6. Agronegócios A Confederação Nacional da Agricultura reclama que a inflação elevada, a retra- ção no PIB e as taxas de juros crescentes estariam inibindo as atividades da agropecuária brasileira. Mas o agronegócio ainda deve ter um desempe- nho melhor que o resto da economia. Entre os setores que estão crescendo se en- contram a produção de carnes e os produtos florestais. Eles estão se beneficiando bas- tante do aumento das expor- tações, agora que o real está mais desvalorizado. O cartão de crédito é uma modalidade de pagamento das mais populares no Brasil e no mundo. No País, existem mais de 85,7 milhões de cartões ati- vos, segundo dados do Banco Central. Mas é preciso saber como usá-lo para não se preju- dicar com os altos juros cobra- dos, principalmente quando se faz uso do rotativo. De acordo com o BC, não existe um limite máximo para as taxas de juros cobradas pelas emissoras de cartão de crédito. As taxas variam de instituição para instituição, não detendo o Banco Central atribuição le- gal para fixá-las ou intervir para que sejam alteradas. Para verificar as taxas, mui- tos órgãos de defesa do consu- midor divulgam mensalmente as variações do mercado. O BC também disponibiliza as tari- fas das instituições financeiras para consulta. Tarifas Desde junho de 2011, se- gundo resolução do Banco Cen- tral, o pagamento mensal não poderá ser inferior a 15% do Cartão de crédito: saiba usar a seu favorvalor total da fatura e só pode- rão ser cobradas cinco tarifas referentes à prestação de servi- ços de cartão de crédito. Quais sejam elas: a. anuidade; b. para emissão de 2ª via do cartão; c. para retirada em espécie na função saque; d. no uso do cartão para pa- gamento de contas; e. no caso de pedido de ava- liação emergencial do limite de crédito. Conheça as exceções na co- brança de serviços vinculados a cartão de crédito Além das tarifas acima, po- dem ser cobradas ainda taxas pela contratação de serviços de envio de mensagem automáti- ca relativa à movimentação ou lançamento na conta de paga- mento vinculado ao cartão de crédito e pelo fornecimento de plástico de cartão de crédito em formato personalizado. Es- ses serviços são considerados “diferenciados” pela regula- mentação. Pagamento mínimo O valor mínimo da fatu- ra de cartão de crédito a ser pago mensalmente não pode ser inferior a 15% do valor to- tal da fatura. Caso opte pelo pagamento mínimo, o cliente assume o uso do rotativo e os procedimentos a serem adota- dos nessas situações. É impor- tante saber que ao não realizar o pagamento total da fatura, você estará contratando uma operação de crédito, sujeita à cobrança de juros sobre o saldo não liquidado. As operações de crédito estão sujeitas à incidên- cia de encargos financeiros. As taxas de juros são livremente pactuadas entre o cliente e a emissora do cartão e devem constar no contrato.
  7. 7. 7JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Entrevista Haddad concede entrevista exclusiva Fernando Haddad se orgu- lha muito de ser professor uni- versitário e tem horror à de- magogia, que qualifica como a “corrupção da política”. Firme em suas convicções, ele diz que “quem não tem coragem de governar, não deveria se arriscar, porque hoje para go- vernar precisa de coragem, que é o que está faltando na vida política”. Mesmo com as dificuldades impostas pelo cenário econômico nacional e internacional, que impuseram um crescimento zero na eco- nomia da cidade e uma reces- são de 2% no Estado de São Paulo, Haddad se diz otimista na consecução de suas metas de governo. Mais que isso, ele elenca algumas ações efe- tivas que melhoraram a vida do paulistano, como as faixas exclusivas de ônibus que dimi- nuíram em até 90 minutos o tempo diário das viagens dos ônibus urbanos, durante en- trevista que o prefeito conce- deu na última quinta 30, para a AJORLESTE e os jornais de bairro da Zona Leste. Qual o legado que o Plano Diretor Estratégico proporcio- nará à cidade nos próximos 16 anos? O Plano Diretor organiza o desenvolvimento urbano em torno dos chamados eixos de mobilidade. Onde tem eixo de mobilidade constrói. Nos eixos de mobilidade haverá um tamanho máximo de imóveis que poderão ser construídos. Justamente pen- sando na família moderna, que é uma família mais enxuta, tem muitos desenhos familia- res hoje que não existiam 30 anos ou 40 anos atrás. Qual a avaliação do Pro- grama Prefeitura no Bairro, quais são os primeiros resul- tados? A Prefeitura no Bairro é uma forma de comunicação. É uma maneira de você aproxi- mar as secretarias das subpre- feituras. Qual a previsão de melho- ria no atendimento da saúde para o paulistano? Os contratos que estão sendo renovados contam com uma cláusula que não existia. Como era feito o contrato com as OSs? Era um contrato com meta. Cumpriu a meta, a pes- soa podia parar de atender que ela recebia. Isso foi con- testado pelo Tribunal de Con- tas na administração anterior e nós fizemos um chamamen- to público para renovar este contrato com uma cláusula garantindo equipes mínimas, cumprindo ou não a meta. In- dependentemente de cumprir a meta você tem que manter uma equipe de profissionais de saúde no local. Isso está sendo concluído agora. O jornalista Divaldo Rosa, representando os jornais de Ermelino & Ponte Rasa per- guntou sobre as obras do Mini Anel Viário de São Miguel e da Avenida Gualtar em Itaquera, obras fundamentais para me- lhoria do trânsito das suas re- giões. Sobre a Avenida Gualtar eu não sei dizer por que ainda não foi iniciada a obra, pois eu já mandei fazer. Realmente é uma obra prioritária para os moradores do Vale do Arican- duva e não vai custar nada para a cidade, pois o Shopping Aricanduva decidiu fazer a obra e doa para a municipali- dade. O problema com o CEU Aricanduva já foi solucionado no projeto apresentado pelo shopping com a colocação de uma passarela ligando os dois prédios, portanto não sei por que razão ainda não foi inicia- do a obra. Mas prometo me informar e te passar a infor- mação o mais rápido possível. Quanto à obra de São Miguel depois que estive lá na esqui- na da Imperador com a Pires do Rio ficamos sabendo que ainda não tinha o projeto, en- tão mandamos fazer o projeto e isto leva algum tempo, infe- lizmente não vai sair tão rapi- damente como a população gostaria. Por que o Corredor da Ave- nida Celso Garcia não entrou no PAC? O corredor da Celso Gar- cia não entrou nos 150 quilô- metros do PAC em função do custo das desapropriações. O projeto está pronto, certa- mente vai acabar sendo feito, não existia nem projeto, mas ali nós vamos ter que fazer uma parceria público-privada, provavelmente para viabilizar a obra. É uma obra muito cara. Então provavelmente vai ser no âmbito de uma operação urbana ou de uma intervenção urbana. Mas não está nos 150 quilômetros que nós licitamos. A redução de velocidade nas marginais e nas princi- pais avenidas, deixou a cidade mais emperrada? A redução da velocidade máxima nas vias urbanas é uma tendência internacio- nal. Eu não vou abrir mão dos meus princípios. Nós temos um dos trânsitos mais violen- tos do mundo. Equivale a uma guerra. Estamos muito longe das cidades mais evoluídas, que estão fazendo um esforço maior do que o de São Paulo para reduzir os acidentes. A vida das pessoas não deveria ser razão de partidarização. O bem estar do ciclista não deve- ria ser razão de partidarização. A priorização das faixas exclu- sivas para ônibus não deveria ser razão de partidarização. Se está havendo partidarização em torno disso é por causa de um clima político que está sendo alimentado pela intole- rância e pelo ódio e não pelo bom senso e pela generosida- de. Existe um conceito em en- genharia de trânsito chamado trânsito induzido. Nunca na história de São Paulo se viu a implantação de tantos radares. Inclusive ver- dadeiras armadilhas como o da Ponte das Bandeiras. Por que o prefeito se submete a tantas decisões impopulares da CET? Eu confio muito na CET, acho a melhor Companhia de Engenharia de Tráfego do Bra- sil. De novo, os críticos estão errados em relação à veloci- dade das vias.Aquele radar que você se refere na Ponte das Bandeiras é o que garante a fluidez da Marginal. Se você abrir o acesso para os carros ali, você vai perder uma faixa da marginal porque a Santos Dumont não comporta tanto movimento. Quais são as obras que o senhor ainda pretende reali- zar na zona leste? Nós já demos ordem de serviço para construir 15 Upas na cidade, a maior parte na zona leste, 16 UBSs, a maioria na zona leste e norte, porque foi onde a gente conseguiu ter- reno. Mais ou menos 147 equi- pamentos de educação, que estão entregues ou em obras, com creche, Emef, Emei, nós vamos universalizar o atendi- mento, este ano a previsão é de abrir pelo menos 40 mil va- gas em creches, entre outras. E quanto à possibilidade de descentralizar a adminis- tração, dando mais força às subprefeituras? Houve uma recentralização muito forte na administração anterior. Eu não estou con- vencido de que o problema é descentralizar orçamento. Eu estou convencido de que a gente tem que descentralizar poder, porque às vezes um contrato pode ser centraliza- do e a gestão do contrato não pode ser. Então a vice-prefeita Nádia Campeão tem liderado um processo em que os sub- prefeitos e os conselhos par- ticipativos, que nós criamos, participam cada vez mais da gestão e do acompanhamento dos contratos da Prefeitura. A Prefeitura pretende em algum tempo exercer fiscali- zação sobre a distribuição de panfletos e jornais nos semá- foros da cidade?
  8. 8. 8JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Entrevista Nós estamos com pouco agente vistor nas subprefeitu- ras. Agora eu posso pautar na reunião de subprefeitos essa preocupação. Aqui ocorre des- leixo com a limpeza da cidade por parte de alguns cidadãos. Quando a Prefeitura vai cuidar da iluminação das pas- sarelas? A iluminação pública quan- do eu assumi era o primeiro lugar de reclamação no 156. Hoje é o 18º. Agora passarela eu preciso checar. O que a gen- te iluminou de praça, de centro esportivo, baixo de viaduto. A gente está fazendo aquela ilu- minação pedonal, que é aquela voltada para a calçada, baixi- nha. Eu vou pedir para o secre- tário de Serviços Simão Pedro, para incluir naquele projeto de iluminação pedonal as passare- las. De fato não tenho lembran- ça de São Paulo ter iluminação em passarela. Não me recordo. É uma bela pauta. As únicas ilu- minadas que eu lembro são as da Praça da Bandeira, para che- gar no Terminal. Nunca foram iluminadas, não é que é uma deficiência. Mas também em- beleza, torna a cidade mais bo- nita, além de mais segura. Boa sugestão. Vou encomendar um estudo. O senhor vai conseguir cumprir o seu plano de metas? Nós temos 123 pontos no programa de metas da Prefei- tura. Nós esperamos cumprir mais de 100. E são 19 que es- tão com o sinal amarelo de cumprimento, mas nós vamos deixar tudo muito bem enca- minhado. Com eu já falei: nós tivemos uma frustração muito grande com o crescimento eco- nômico do período próximo a zero. Agora, administrador não escolhe tempo bom ou tempo ruim. Se você é administra- dor, tem que administrar no tempo bom e no ruim e ainda, buscar alternativas. Acho que estamos administrando, em tempos de vacas magras, de maneira muito coerente. Qual foi a maior dificulda- de de sua gestão até agora? Muito provavelmente nós vamos fechar 2013-2016, o período do meu mandato, com crescimento econômi- co no Brasil de 0%. Se nós aos principais jornais de bairro de SP levarmos em consideração o crescimento de 2014, 2015 e 2016, o crescimento médio destes anos provavelmente vai chegar a zero e no estado nós teríamos vivido uma re- cessão nestes anos, ou seja, crescimento negativo. E com tudo isso, mais suspensão de um ano da planta genérica de valores do IPTU, mais pas- se livre para estudante, mais redução da tarifa, que custou R$ 1,5 bi em 2013, mais paga- mento de precatório, R$ 1,5 bi a mais que o previsto por cau- sa da ação no Supremo Tribu- nal Federal. Com tudo isso, eu não deixei de encaminhar absolutamente nada. Pode ter prejudicado o cronograma, mas o planejamento da cidade está absolutamente garantido com todos os revezes que nós sofremos de arrecadação. Não é brincadeira ser prefeito com 0% de crescimento. Porque em geral o custeio da cidade toma conta do orçamento. Para você expandir serviços é o crescimento econômico que garante a expansão. Nós con- seguimos expandir serviços sem crescimento econômico. Então não foi brincadeira não. E o grande legado nosso vai ser a dívida, porque nós consegui- mos renegociar a dívida com a União que vai garantir que as próximas administrações respirem um pouco. Porque a dívida com a União chegou a R$ 80 bilhões. Nós vamos der- rubar 40% desta dívida, baixar para menos que R$ 40 bi. O Minha Casa, Minha Vida realizou o sonho da casa própria de mais de 32 mil famílias na capital. Já são 398 mil moradias entregues no Estado. Na saúde, com o Mais Médicos, 280 profissionais beneficiam 966 mil pessoas. E 1,4 milhão recebem medicamentos gratuitos para asma, hipertensão e diabetes. Na educação, mais de 194 mil bolsas foram concedidas pelo ProUni. E o Pronatec beneficia 648 mil jovens e trabalhadores com qualificação profissional. EM PARCERIA COM ESTADO E MUNICÍPIOS
  9. 9. 9 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Cotidiano Conheça dicas infalíveis para dona de casa iniciante Veja o que fazer para orga- nizar e para não ficar perdi- da com as tarefas do lar Um dos sonhos da maioria das mulheres é casar-se e ter uma família. Algumas também tem o sonho de morar sozinha. Mas o começo da vida de dona de casa pode ser difícil. Às ve- zes por falta de experiência ou até mesmo por não saber resolver algumas situações do- mésticas. Para ajudar as moças e as donas de casa de primeira viagem, recomendamos algu- mas dicas matadoras. As ideias ajudam na organização da casa e, com o passar do tempo, as coisas vão ficando mais fáceis e naturais. Veja abaixo como começar uma vida mais tran- quila: Nunca deixe acumular Para ajudar nessa hora, vale a regra também de ter só o que precisa. Cuidado para não dei- xar 17 copos disponíveis, pois você pode cair na besteira de usar todos antes de resolver lavar. Isso serve pra todos os outros ítens, também. Contas organizadas Mantenha suas contas or- ganizadas e em dia, muitas ve- zes vemos novas donas de casa mal orientadas em relação às finanças da casa. É importante que você tenha um controle disso para não correr o risco de ficar sem luz, por exemplo, por falta de pagamento. Roupas As roupas não se lavam so- zinhas e você verá como gasta muita roupa quando começar a cuidar das suas. Deixe acumular uma quantidade razoável para encher sua máquina, mas não misture cores escuras com cla- ras. Cuidado com a quantidade e o tipo de sabão, amaciante ou alvejantes que vai utilizar. Dê uma lida no manual para maiores informações sobre o seu modelo de máquina. Enxoval Há algum tempo era muito comum que lojas tivessem lis- tas com a quantidade de roupa de cama, mesa e banho que você precisava. Hoje em dia as coisas são mais práticas e vamos logo dar a dica: bastam quatro jogos de cama (para cada cama da casa) e 4 jogos de banho para cada pessoa. Afinal, dá tempo suficiente de usar, la- var e voltar para lugar. VOCE SABIA QUE OS JOVENS APARTIR DE 14 ANOS IDADE PODEM TRABALHAR LEGAMENTE? Temos percebido enormes duvidas e informações desen- contradas dos Jovens e dos Pais e responsáveis sobre a possibi- lidade de trabalho dos Jovens. Muitos gostariam muito que seus filhos pudessem trabalhar, quer seja para ajudar nas des- pesas dos próprios Jovens, quer seja por acreditar que o trabalho poderia ajudar na formação dos Jovens. Por outro lado, mesmo agora no momento de crise com tra- balho, com muitas demissões ocorrendo, as Empresas tem se mostrado com grande interesse em admitir Jovens entre 14 anos e 23 anos de idade, e pior não tem conseguido encontrar este Jovem. O que esta ocorrendo? Por- que esta aparente descoorde- nação? Vamos com este artigo, esclareceremos os Jovens, fami- liares e as Empresas sobre como proceder. A Lei da Aprendizagem é uma lei de transformação. A Lei da Aprendizagem (10.097/2000) foi criada para o jovem, e tem o potencial de transformar vidas. Ela determina que empresas de médio e grande porte contratem jovens com idade entre 14 e 24 anos como aprendizes, preen- chendo uma cota de 5% a 15% do seu quadro cujas funções de- mandem formação profissional. Aprendiz é o jovem que es- tuda e trabalha. Deve estar ma- triculado e frequentando o En- sino Fundamental ou Médio e, durante o contrato de trabalho, é capacitado por uma instituição formadora e por uma empresa, combinando formação teóri- ca e prática. Por meio da Lei da Aprendizagem, os jovens têm a oportunidade de inclusão social por alcançar o primeiro emprego e desenvolvimento para o mun- do do trabalho. Os empresários, por sua vez, têm a oportunidade de contribuir para a formação dos futuros profissionais do país, difundindo os valores e cultura de sua empresa. As empresas, mesmo as grandes que tenham departa- mentos de treinamento e de- senvolvimento, têm enorme dificuldade de localizar e atrair os jovens que estejam alinhados com as suas organizações. Os Jo- vens que gostariam de participar dos programas como este, tem dificuldade de encontrar as em- presas que estejam em processo de contratação. Esta dificuldade na sinergia dos interesses, esta relacionada 1) primeiramente com a novida- de que representa o programa, e com as informações desencon- tradas. Muitas empresas tem utilizados os nomes como trai- nee, estagiário, aprendiz, menor aprendiz, jovem aprendiz etc. o que representa a mesma, coisa, porem parece ser coisas dife- rentes, 2) Embora muitos Jovens utilizem computadores no dia-a- -dia, tenho observado que pou- cas sabem utilizar computadores para tarefas operacionais, sabem utilizar somente para atividades de entretenimento e comuni- cação. As empresas tem maior interesse em Jovens que tenha conhecimento e saiba operar o pacote Microsoft Office e bons conhecimentos em Windows. 3) Também espera que o Jovem escreva e fale de forma correta, 3) Escrever e ler corretamente e um requisito necessário. Se falar Inglês, seguramente será um enorme diferencial, uma vez que poderá atuar em empresas internacionais que tem contatos constantes com o exterior. 4) E por ultimo, a capacidade de tra- balhar em Equipes, motivar-se trabalhando, e capacidade de aprender. Resumindo, os Jovens com maior possibilidade de encon- trar uma posição como Jovem Aprendiz, são aqueles que sai- bam como utilizar informática de forma operacional, escrevam e leiam corretamente, Inglês é um importante diferencial, caso tenha interesse em trabalhar em empresas de grande porte, prin- cipalmente internacionais, e, fi- nalmente que tenha capacidade de trabalhar em equipe, apren- der e motivar-se. Para as Empresas, sugiro que utilizem o nome da função Jovem aprendiz, ao invés de outras nomenclaturas, utilizem as agências especializadas em recrutamento de Jovens, e, que tenham atuação, principalmente nos bairros declassemédia e pe- riféricos da Cidade. E finalmente que inclua em suas estratégias de desenvolvimento de recursos humanos, o programa de jovem aprendiz como uma ferramenta importante e fundamental para atingir os objetivos empresariais Para maiores informações e detalhamento sugiro que veja os seguintes sites. www.aprendizlegal.org.br www.programamaisempregos. com.br facebook: yzjobs Por Antônio Carlos Pereira
  10. 10. 10JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Feminissíma Dormir com maquiagem pode trazer rugas antes do tempo Dormir com maquiagem pode trazer rugas antes do tempo. Rugas precoces, envelheci- mento das linhas faciais, pele ressecada e de aspecto velho, poros entupidos e sujeitos à formação de cravos e espinhas: estes são alguns problemas que você enfrentará caso dur- ma com maquiagem. Sim, um simples esquecimento, a longo prazo, pode trazer um resultado nada agradável para sua pele. Dormir com o make entope os poros - da pele - do rosto justa- mente na hora em que ele mais precisa respirar, que é durante à noite. Quando a gente está dormindo a pele respira, troca água com o meio ambiente, e a maquiagem interrompe esse processo. Então, dormir com make, nunca! Veja práticas para cuidar da pele e bons motivos para você nunca deixar de tirar o make antes de dormir? Dormir com o make não deixa a pele respirar O prejuízo, em longo prazo, para quem tem o hábito de não tirar a maquiagem antes de dor- mir é aquela pele feia, sem viço [vida], sem brilho, que fica cheia de pequenas bolinhas porque a pele fica com as glândulas entu- pidas. E aí, claro, você não deixa a pele respirar. Esqueceu de tirar o make antes de dormir? Segundo a dermatologista, caso você tenha esquecido de tirar a maquiagem antes de dormir, é preciso dar uma boa higienizada nessa pele na manhã seguinte. Lave com água e sabonete específicos para a face. Depois, passe um tônico com algodão para limpar bem os poros, repare como o algodão vai sair bem sujo. Por último, passe um protetor solar. Não se deve tirar a ma- quiagem durante o banho Um dos erros mais comuns na hora de retirar o make antes de dormir é querer tirar a ma- quiagem durante o banho. As mulheres lavam e acham que o rosto está limpo, mas não está. Durante o banho, nada de usar sabonete corporal, jamais faça isso! Até dá uma impressão de que estamos tirando a ‘sujei- ra’ do dia a dia, o pó. Mas sua face não ficará limpa apenas usando o sabonete comum. A maquiagem entra em todo buraquinho, em cada detalhe da pele. Você tem que lavar o rosto, usar o demaquilante, o tônico e limpar bem até sair toda aquela cor, aquele tom de maquiagem, até o algodão sair branquinho. Rotina ideal de limpeza! Comece, inicialmente, lim- pando a sujeirasuperficial no rosto. Para isso, lave com água e use um sabonete específico ou uma espuma de limpeza. Depois, passe o demaquilante com uma esponjinha ou algo- dão. Se o demaquilante for de espuma, aplique direto com a mão e depois enxágue! Em seguida, pode vir um tônico porque, se o demaquilante for cremoso, ele pode deixar o rosto um pouquinho oleoso, com excesso de creme. Então, a rotina ideal é lavar com a espuma de limpeza, passar o produto específico para tirar a maquiagem, enxaguar e passar o tônico.
  11. 11. 1 1 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Feminíssima Empatia: essencial no cuidado com a saúde Será que o ato de cuidar, fundamental no cuidado com a saúde, é às vezes negligenciado? Muitos acham que sim, visto que os tradicionais médicos de família têm sido cada vez mais substituídos por especialistas pressiona- dos pelo tempo. Entre os médicos, esse ato de se interessar pelo pacien- te costumava ser chamado de “boas maneiras na práti- ca médica”. Agora, a empa- tia está sendo redescoberta e ensinada como habilidade fundamental. Segundo o serviço de notí- cias Kaiser Health, a empatia melhora a experiência tan- to dos pacientes como dos médicos, quando os profis- sionais da medicina demons- tram empatia na abordagem clínica. O paciente ao sen- tir que o médico o entende, apresenta melhor recupera- ção. Como pratico a Ciência Cristã profissionalmente, também constatei o valor da empatia, porém, vejo-a não apenas como uma técnica, mas como o âmago do dese- jo de ajudar o próximo. Por sermos filhos de um Criador amoroso, a capacidade de cuidarmos uns aos outros é inerente a todos. Descobri isso em minha própria prática de cura. Ou- vir calmamente os pacientes é fundamental. Ao invés de interromper uma conversa devido à pressão do tempo, ou de insistir em dar expli- cações, dar antes de tudo à pessoa a oportunidade de ser ouvida pode fazer uma enor- me diferença no tratamento. Então, haverá mais espaço mental e emocional para que o paciente seja confortado e fique receptivo a boas ideias. A base do meu trabalho de cura é um livro-texto so- bre a cura espiritual, Ciência e Saúde com a Chave das Es- crituras, de Mary Baker Eddy. No capítulo intitulado “A prática da Ciência Cristã”, a autora também recomenda a não dar explicações demais. Eddy menciona que se deve “falar ao doente com palavras de ternura e animá- -lo de maneira cristã, ter pa- ciência compassiva para com seus temores, eliminando- -os…” Como sanador, é preciso ter interesse genuíno pelo paciente. Ao acalmar o medo com empatia e amor, virá a compreensão espiritual que traz a cura física. A empatia faz parte do nosso ser, pois somos criados à imagem do Amor. Para a prática eficaz da cura, certifi- quemo-nos de que realmente nos importamos com o outro. Joel Magnes é Comitê de Publicação da Ciência Cristã para o estado de Minneso- ta, EUA. http://www.christianscien- ceminnesota.com Joel Magnes
  12. 12. 12JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Educação Rodoanel Leste. Mais segurança e conforto para os usuários. Acaba de ser inaugurado o Trecho Leste do Rodoanel, que liga as Rodovias Ayrton Senna e Dutra e facilita o acesso a dois pontos estratégicos do estado: o Porto de Santos e o Aeroporto de Cumbica. O novo trecho reduz em até 30% o tempo de viagem entre a Baixada Santista e Guarulhos. Isso significa economia e conforto para quem usa a rodovia. O reflexo da obra também pode ser sentido no trânsito da capital: são 20 mil veículos a menos em circulação nas Marginais, desafogando o trânsito e reduzindo níveis de poluição na cidade de São Paulo. O Rodoanel Leste é fiscalizado pela ARTESP e já conta com câmeras de monitoramento, telefones de emergência e serviços gratuitos de atendimento pré-hospitalar e de guincho. Inovação e tecnologia para garantir uma rodovia segura, moderna e serviços de qualidade para os usuários. Rodoanel Mario Covas - Trevo Rodovia Ayrton SennaRodoanel Mario Covas - Trevo Rodovia Ayrton Senna
  13. 13. 1 3 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Saúde Atchim! Não segure o espirro, ele é um mecanismo de defesa do corpo Muitas pessoas têm ver- gonha de espirrar e fazer muito barulho, mas é essen- cial deixar o corpo eliminar as substâncias que estão ir- ritando o nariz. O espirro na verdade é um mecanismo de defesa do organismo. Então ele dispõe de mecanismos para nos proteger quando respiramos alguma coisa que faria mal. O espirro é um ato refle- xo, quando respiramos algu- ma coisa que irrita o nariz, es- pirramos para nos proteger. Além disso, outro mecanismo de defesa é a coriza, que vai lavar o nariz, removendo o que o impactou. Quando a gente respira, o ar vai baten- do no nariz e a sujeira é re- tida. Quando ele filtra, isso irrita a mucosa. Por isso ele produz a secreção para lavar e espiramos para expulsar a substância. O espirro não só elimina substâncias que irritam o nariz, mas garante que as vias aéreas, principal- mente o pulmão, não sejam atingidas por nenhum corpo estranho. Com o ar seco, acaba acu- mulando maior poluição. Es- tamos respirando um ar mais impuro, e essas impurezas ficam retidas na via aérea, que são capazes de iniciar al- gum processo inflamatório. Nessa época do ano em que o ar está mais seco e polu- ído, é fundamental manter o nariz úmido. É importante lavar com soro e se hidratar. Sempre usar soro fisiológico no nariz, para umedecer a narina. A dica é não exponha seu fi- lho a aparelhos eletrônicos (TV, IPad,celulares antes de dormir), esses aparelhos emitem uma luz azul, invisível aos nossos olhos, que diminui a produção da mela- tonina (hormônio do sono). Fator que influência principalmente após os 3 meses quando o bebê inicia a produção do hormônio. Desde os primeiros dias de vidaestabeleçaumritualdesono, o banho noturno ajuda muito. Nas primeiras semanas os bebês costumam não gostar, mas com o tempo eles se habituam e funcio- na como um relaxamento. Para seu pequeno embalar no sono da noite deixe-o dormir bem durante o dia, sonecas diur- nas deixam o bebê mais relaxa- do e ajudam durante a noite. A maioria das pessoas acredita que manter o bebê acordado durante a tarde o deixará cansado e como consequência dormirá mais fácil à noite. Engano! Na verdade se o pequeno estiver muito cansado ele terá mais dificuldade para pe- gar no sono. O ciclo do sono dos bebês é menor em relação aos adultos e metade dele acontece de forma superficial, portanto é normal o bebê despertar com facilidade. Não “atenda” o bebê a cada pe- queno resmungo, pois ele pode estar em um momento de transi- ção para um novo ciclo de sono e desta maneira você vai atrapalhá- -lo. Oambientequeacriançador- me deve estar totalmente escuro, com temperatura a agradável. Isso se relaciona ao conceito de higiene do sono, que nada mais é do que manter um ambiente apropriado ao sono sem fatores de interferência. Nos primeiros meses o bebê ainda tem a memória do ambien- te intrauterino, por isso o chama- do ruído branco (sons de cachoei- ra, mar) podem ajudar a acalmar o bebê. O ideal é desligar o som assim que ele relaxa e entra no sono profundo o que acontece entre15e20minutosapósobebe adormecer. Respeite a janela do sono do seu bebê, esse período engloba aquelesminutosqueacriançatem maisfacilidadeemadormecer.Po- rém, muitas vezes os pais acabam interpretando os sinais de forma inadequada,poisacriançaficaagi- tada e a tendência é achar que o mesmo não quer dormir. Essa ja- nela pode se apresentar como um bocejo, o ato de coçar os olhos ou agitaçãocorporal.Entãoassimque perceber algum desses sinais colo- queacriança para dormir. Como fazer seu filho dormir bem? Comer rapidamente aumenta o risco de diabetes Que comer rápido demais faz mal à saúde, todos sabe- mos. Mas um estudo realizado pela Universidade de Ciências da Lituânia Saúde revelou que fazer as refeições com pressa não só possibilita ganhar peso com facilidade como também aumentar as chances de desen- volver diabetes. O estudo acompanhou 702 pessoas, que ao preencher um questionário detalhado sobre seus estilos de vida falavam sobre hábitos de dieta, exer- cícios e se fumavam. Uma das perguntas era a forma como faziam suas refeições diárias - se comiam mais rápido ou lentamente. Estes participan- tes foram pesados e medidos para calcular o índice de massa corporal e determinar se eram obesos. Ao longo da pesquisa, foi descoberto que aqueles que comiam mais rapidamente do que a maioria das pesso- as apresentavam duas vezes e meia mais chances de desen- volver diabetes tipo 2. Já os participantes do estudo que já apresentavam diabetes eram mais propensos a ter um maior índice de massa corporal, disse- ram os pesquisadores. Para o endocrinologista do hospital Sírio Libanês, Renato Zilli, “tanto o ambiente como a forma como as pessoas se alimentam influenciam no aparecimento de doenças”. O especialista explica que comer frequentemente em locais agi- tados, como por exemplo em fast foods, é um risco. “As pessoas deveriam fazer suas refeições em locais calmos e mastigar lentamente, porque a agitação faz com que comam rápido e não prestem a atenção no que estão ingerindo”, diz. Segundo ele, ao se alimentar em lugares tranquilos conse- guimos mastigar mais vezes, o que favorece o processo de digestão e nos faz comer me- nos. “Isso acontece porque o sistema digestivo tem a oportu- nidade de enviar um sinal para o cérebro de que está cheio e não precisa ingerir mais nada”. O médico lembra que a pre- valência de diabetes tipo 2 au- mentou em todo o mundo, tor- nando a doença uma pandemia mundial. “Hoje existem 382 milhões de diabéticos em todo o mundo e a estimativa é que em 2035 esse número aumen- tará até 55%, passando para 592 milhões”, diz o médico. “Só no Brasil, o número de por- tadores da doença chega a 12 mil, cerca de 6,2% da popula- ção”. Para Zilli, a pesquisa mos- tra que a doença, então, tem não só relação com a genética, mas também com o ambiente em que a pessoa vive. Por isso é fundamental identificar fato- res de risco que podem ser mu- dados, fazendo com que haja redução das chances de uma pessoa desenvolver a doença.
  14. 14. 14JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Cinema
  15. 15. 1 5 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Eventos Eng. Reinaldo Fabiano fala sobre as mudanças no Plano Diretor da prefeitura Aprovado no dia 30 de julho e sancionado em 31 de julho de 2014 pelo prefeito Fernando Haddad, a cidade São Paulo tem hoje o “Plano Diretor Estratégico do Mu- nicípio de São Paulo”. Este novo método de adminis- trar faz com que aproxime os cidadãos ao emprego e à moradia, reequilibrando a cidade como um todo. Reinaldo Fabiano Ribei- ro, arquiteto e engenheiro, membro da Academia Brasi- leira de Arte, Cultura e His- tória, comendador e Doutor Honoris Causa em Arquite- tura e morador de Ermelino Matarazzo, cresceu e ainda vive na região há mais de 50 anos. Ele explica que o Plano Diretor traz uma série de diretrizes para orientar o desenvolvimento e o cresci- mento da cidade pelos pró- ximos anos. Segundo o profissional de arquitetura, São Paulo é uma cidade dinâmica em constante expansão e pre- cisava de um plano diretor que acompanhasse e se ade- quasse a esse crescimento. “Acredito que o plano diretor veio ao encontro do anseio da população por melhorias, principalmente da mobilidade urbana. O que precisamos entender é que há o aumento de nú- mero de carros, mas não de vias. Antigamente tínhamos horários de picos, hoje a qualquer hora enfrentamos o caótico trânsito”, lamen- ta. Ainda dentro do plano diretor, a implantação dos corredores de ônibus, se- gundo a prefeitura de São Paulo, é uma das soluções desta problemática. “O que antes levava 2 horas no trânsito, com os corredores, a população leva cerca de 30 minutos. Teremos menos carros nas avenidas, mais qualidade do ar, e chego a dizer que até mais qualida- de de vida para nós paulis- tanos”. Na opinião do Arquiteto Reinaldo, o prefeito Fernan- do Haddad é um grande em- preendedor e um visionário que enxerga o futuro de São Paulo. “Implantou as ciclo- vias e as faixas de ônibus, essas mudanças são para o bem a longo prazo. E a po- pulação sentirá o resultado positivo no futuro.” Reinal- do Fabiano também salien- ta que a população precisa se conscientizar. “Para que São Paulo conquiste o po- tencial que tem, é neces- sário que além de uma ges- tão visionária, a população também se engaje na busca de melhorias para nossa ci- dade.” “Prefeitura no Bairro” faz 7 mil atendimentos em Ermelino Matarazzo em apenas uma semana Fernando Haddad almoça com vereador Vavá e empresários da região de Ermelino Matarazzo Na sexta-feira (14), o Prefei- to Haddad e o Vereador Vavá participaram de um almoço na churrascaria Grelha Gaúcha, com empresários e lideranças de Ermelino Matarazzo e Ponte Rasa, dentre elas o Eng. Reinaldo Fabiano, Coordenador de CPDU e Leandro, chefe de Gabinete da subprefeitura, a ex-vereado- ra Ana Martins e o empresário Mauricio da Sorvetes Kidelícia. O prefeito veio participar do programa Prefeitura no Bairro acompanhado da vice- prefeita Nádia Campeão e do Secretário Alexandre Padilha. Na ocasião, Fernando Ha- ddad falou de seus projetos na prefeitura e citou que a região de Ermelino está batendo recorde de demandas no programa Pre- feitura no Bairro. “Atendemos cerca de 7.000 cidadãos em ape- nas uma semana o que é muito bom para melhorar a qualidade da administração pública, que sem participação popular não vai para frente”, enfatizou ele. O prefeito aproveitou para falar de outros projetos do bairro, como o Hospital Dia da Rede Hora Cer- ta de Ermelino Matarazzo, que será sediado no local do Hospital Menino Jesus. Durante a 18ª edição do pro- grama, a Prefeitura realizou ain- da 113 podas de árvores, corte de 43.700 metros de grama e limpeza de 153 bocas de lobo. A Vigilância Sanitária visitou ainda mais de 1.221 residências e 12 comércios da região beneficiada pela ação integrada. Por meio da operação Cata Bagulho foram retiradas 20 toneladas de itens e 15,8 toneladas de limpeza de en- tulho em descartes irregulares. Além do prefeito e da vice- -prefeita, também participaram do “Prefeitura no Bairro” os se- cretários municipais Luiz Anto- nio de Medeiros (Coordenação das Subprefeituras), Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Urbana) e Alexandre Padilha (Relações Governamen- tais), entre outros. Vereador Vavá destaca a Rota de Fuga do Jardim Keralux Na ocasião, o vereador Vavá disse à nossa reportagem que está muito feliz por participar ativamente do governo local, pois foi eleito pelos moradores de Ermelino Matarazzo e Pon- te Rasa e o seu mandato está a serviço de todos. “Gostaria de destacar a Rota de Fuga do Jardim Keralux que vai bene- ficiar 20 mil pessoas que não tem como se locomover, haja visto que necessitar de uma ambulância ou de uma viatura do Corpo de Bombeiros o so- corro pode demorar mais de 40 minutos e com a Rota de Fuga esse tempo pode cair pra 10 minutos. Este é um projeto da subprefeitura local que conta com o nosso apoio e uma par- ceria com as empresas locais IRF Matarazzo, Viscofan, Ban Química e Cimento Liz para executar esta obra que deverá estar pronta até 2016”, disse o Vereador do bairro.
  16. 16. 16JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 ESPORTES COPA DO BRASIL / CEARÁ X SÃO PAULO São Paulo bate o Ceará em Fortaleza, impede vexame e se classifica para as quar- tas de final da Copa do Brasil. Ceni faz de pênalti e mantém vivo sonho de ganhar único tor- neio que falta em sua galeria Rogério Ceni jamais ga- nhou a Copa do Brasil. É o único troféu que falta na galeria do goleiro. Ontem, o sonho da inédita taça poderia ter morrido no Castelão, em Fortaleza. Mas haverá uma segunda chance. Com um gol de pênalti na vitória por 3 a 0 sobre o Ceará, ele ajudou o São Paulo a evitar mais um vexame em meio ao momen- to turbulento vivido pelo clu- be. O time está nas quartas de final — havia perdido no Morumbi por 2 a 1. “Seria difícil sobreviver à pressão, ao dia a dia, sem uma classificação hoje (on- tem). Sabemos dos nossos defeitos, foi uma equipe que se empobreceu durante a ja- nela de transferências. Mas se a gente quiser chegar a algum título ou uma Liber- tadores, acho que ainda dá tempo de a gente repensar. Nós tivemos uma outra chan- ce”, reconheceu o capitão. Outra chance também para a diretoria e o técnico Juan Carlos Osorio recons- truírem a relação, que ficou estremecida nos últimos dias. O colombiano pensou em ir embora, chateado por uma mensagem em tom de crítica que ele recebeu de um diretor em seu celular. Apa- rentemente, algo que ficou para trás. Não que os problemas te- nham sumido de um hora para outra, como o próprio Ceni fez questãodefrisarapósaclas- sificação, cobrando reforços. “Precisamos dar uma olhadinha no mercado. Não necessariamente jogadores caros, mas que possam fa- zer essas funções”, falou, referindo-se principalmente à posição de Ganso, para a qual não há peça de repo- sição no elenco após a ida de Boschilia para o Monaco- -FRA. “Achei que era o momento de estar presente. E juro, não que faça diferença técnica, porque o Renan está no mesmo nível. Mas era o momento de eu estar aqui” Rogério Ceni Goleiro do São Paulo expulsão decide/ É bom que se diga que o Ceará, um dos piores times da Sé- rie B, ajudou e muito na mis- são do São Paulo. Até os 41 minutos de jogo, os paulistas haviam criado pouco. Aí, o zaguei- ro Wellington Carvalho deu carrinho violento em Pato e levou o vermelho direto. Três minutos depois, San- chez se enroscou com Car- linhos dentro da área e o juiz marcou o pênalti convertido por Ceni. Na etapa final, Thiago Mendes e Pato — seu 21 gol na temporada — garantiram a vaga. Ceará 3-5-2 Luis Carlos; Gilvan(Sandro),Charles e Wellington Carvalho; Tiago Cametán, Carlão, João Marcos, Wescley (Julio Cesar) e Sanchez; Fabinho e Siloén (Rafael Costa) T:Marcelo Cabo São Paulo São Paulo 4-3-3 RogérioCeni; Bruno, Rodrigo Caio, Luiz Eduardo e Reinaldo (Matheus Reis); Thiago Men- desn, Michel Bastos(Wesley) e Ganso; Carlinhos, Wilder(Hudson) e Pato T:Juan Carlos Osorio COPA DO BRASIL>OITAVAS— JOGO DE VOLTA Onde: Castelão, em Fortaleza Juiz:Pablo dos Santos Alves(PB) Gols: Rogério Ceni aos 45 do 1o tempo; Thiago Mendes aos 10 e Pato aos 30 do 2o Renda e Público: R$509.892,03/12.460
  17. 17. 1 7 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Esporte Nadando de braçadaPeixe chega à terceira vitória em quatro jogos contra o Timão em 2015 e se garante nas quartas de final Santos está classifica- do para as quartas de fi- nal da Copa do Brasil. Só isso já seria moti- vo de muita alegria para a torcida. Mas a maneira como o time chegou lá deixou tudo mais bonito. Depois de vencer o Corinthians na Vila Belmiro (2 a 0), o Peixe fez 2 a 1 ontem, no Itaquerão, manteve a hegemonia do duelo nesta temporada e eliminou seu maior rival. Esta foi a terceira vitória do Alvinegro praiano em quatro partidas neste ano — um empa- te no Paulistão, duas vitórias na Copa do Brasil e uma no Brasi- leirão. Com o resultado, o técni- co Dorival Júnior manteve o im- pressionante retrospecto com o Santos em jogos de mata-mata: esta foi a 10 classificação em 11 confrontos. De quebra, o Peixe impôs ao Timão a terceira eliminação este ano no Itaquerão — já ha- via caído diante do Guarany- -PAR, pela Libertadores, e para o Palmeiras, no Paulistão — e quebrou seu jejum de cinco me- ses sem vitórias fora de casa. O adversário do Peixe nas quartas de final sairá de um sorteio que será realizado pela CBF. Mas o time deixou claro ontem que está pronto para qualquer um. Letal/ É bem verdade que o time teve de suportar a pressão inicial, mas a primeira finalização do Peixe foi fatal. E, claro, o gol tinha de ter a assi- natura de Lucas Lima. Com o técnico da seleção, Dunga, no estádio, o meia enfiou uma bola precisa entre dois marcadores para Geuvânio arrancar em ve- locidade pela esquerda e cruzar rasteiro para Gabriel tocar para a rede, aos 14 minutos. Obviamente, o Timão con- tinuou no ataque, mas sempre esteve mais perto de levar o segundo, nos contra-ataques. E isso aconteceu no segundo tempo. Marquinhos Gabriel fez assistência para Ricardo Olivei- ra ampliar aos 19. O Corinthians ainda diminuiu com Romero, aos 27, mas não teve forças para evitar a vitória do maior al- goz nesta temporada. Neste clássico, quem dá a bola em 2015 é o Santos. O Corinthians 4-4-2 Cássio; Edilson, Felipe (Edu Dracena), Giln e Uendel; Ralf ,Bruno Henrique (Cristian), Renato Augusto e Matheus Pereira (Romero); Malcom e Vagner Love T:Tite Santos 4-2-3-1 Vanderlei; Victor Ferraz,David Braz,Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Leandrinho) e Renato; Geuvâ- nio (Chiquinho), Lucas Lima e Gabriel (Marquinhos Gabriel); Ricardo Oliveira T: Dorival Júnior COPA DO BRASIL> OITAVAS DE FINAL— JOGO DE VOLTA Onde: Itaquerão, em São- Paulo Juiz: Ricardo Marques Ribeiro(MG) Gols:Gabriel aos 14 do 1o tempo; Ricardo Oliveira aos 19 e Romero aos27 do 2o Tempo Renda e público: R$2.353.824,50/37.338 COPA DOBRASIL/CORINTHIANS X SANTOS
  18. 18. 18JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Esporte No dia do aniversário de 101 anos do Palmeiras, Gabriel Jesus dá show no Mineirão e ajuda o Verdão a despachar a Raposa Marta Teixeira marta.teixeira@diariosp.com.br Gabriel Jesus tem ape- nas 18 anos de idade e subiu para o profissional neste ano, mas já faz es- trago de gente grande. No dia em que o Palmeiras completou 101 anos, o ca- misa 33 marcou duas ve- zes e deixou a defesa do Cruzeiro maluca na vitória do Verdão por 3 a 2 sobre a Raposa. Com os 2 a 1 a favor do jogo de ida, o Alviverde só ratificou sua passagem para as quartas de final da Copa do Brasil. O adversário será definido por sorteio na segunda- -feira. O triunfo alviverde co- meçou cedo e com um dedo, ou melhor, um pé, de Gabriel Jesus. Aos 8, Dudu colocou a bola dentro da área e o atacante deu um bonito toque de calcanhar para servir Lucas Barrios. O pa- raguaio só precisou chutar para o fundo da rede na saída do goleiro Fábio: 1 a 0. Pressionado, o Cruzei- ro tentou reagir. Assustou com Fabrício e Leandro Damião, forçando defesas de Fernando Prass. Mas Jesus vestia verde e bran- co e pintou e bordou em cima da concorrência. Em contra-ataque rápi- do, Bruno Rodrigo derru- bou o atacante na meia- -lua e recebeu o vermelho. Com um homem a menos, o Cruzeiro, que já não es- tava muito bem na partida, perdeu o rumo de vez. E Gabriel Jesus não perdoou. Egídio recebeu na esquerda e cruzou. O atacante apareceu livre e tocou de primeira na meta de Fábio: 2 a 0. O garoto, empolgado, mostrou que não estava ali de brincadeira mesmo. Zé Roberto roubou a bola, passou para Dudu, que lançou o camisa 33. O ata- cante deixou Paulo André no chão, invadiu a área, limpou a jogada em cima de Fábio e, com tranquili- dade, mandou por baixo das pernas do zagueiro para ampliar a vantagem: 3 a 0. O Palmeiras quase fez o quarto com Barrios. No primeiro chute, Fábio es- palmou para fora. O pró- prio gringo teve uma nova chance no lance, mas se atrapalhou todo na hora do segundo arremate e, no rebote, o arqueiro sal- vou de vez. A empolgação alviverde era tamanha que a defesa vacilou. Vinícius Araújo re- cebeu livre na área e chu- tou em cima de Prass. O camisa 1 espalmou, mas cedeu o rebote e, desta vez, o atacante bateu cer- teiro: 3 a 1. pressão controlada/ O Cruzeiro conseguiu dimi- nuir depois do intervalo em cobrança de pênalti. João Pedro derrubou Alisson na área e o próprio atacante bateu no canto esquerdo de Fernando Prass: 3 a 2. Mas a missão alviverde já estava cumprida e foi só fazer a festa. Feliz aniversário, Ver- dão! COPA DO BRASIL / CRUZEIRO X PALMEIRAS
  19. 19. 1 9 JORNAL ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 Divirta-se DIÁRIO DE S. PAULO - QUINTA-FEIRA / 27 DE AGOSTO DE 201527 horóscopopor João Bidu ÁRIES (21/3 a 20/4) Corra atrás de melhorias no trabalho e não abra mão das suas metas. A ajuda dos amigos será mais do que bem-vin- da. Aproveite para expandir seus inte- resses e batalhar pelos seus sonhos. TOURO (21/4 a 20/5) Seu bom humor e alto-astral serão mais evidentes logo cedo. Depois, a concentração na vida profissional se torna intensa. Quanto mais se dedicar, melhor será o resultado que vai atingir. GÊMEOS (21/5 a 20/6) Aproveite a manhã para se livrar de al- gumas coisas no trabalho e em casa. Sua curiosidade cresce e vai se interes- sar mais pelos estudos. Mais otimista, pode contagiar os colegas. CÂNCER (21/6 a 21/7) Passar mais tempo na companhia das pessoas queridas levanta seu astral. Os familiares precisam de atenção e vão retribuir seu carinho e dedicação. Pode ser mais fácil de quebrar velhos hábitos. LEÃO (22/7 a 22/8) Resolva assuntos pendentes logo cedo, quando terá mais pique para cuidar das finanças e deixar tudo em ordem em casa. Nada de se isolar: as coisas vão fluir se priorizar tarefas em grupo. VIRGEM (23/8 a 22/9) Tudo corre melhor pela manhã, quando vai contar com uma dose extra de sorte. Depois, terá de ralar dobrado para dar conta das tarefas. Bom momento tam- bém para dar atenção a sua saúde. LIBRA (23/9 a 22/10) Comprar algo para a casa ou definir o orçamento familiar será mais produtivo. Com a Lua em seu paraíso astral, você vai dar um show de simpatia e boas ideias. Explore sua criatividade. ESCORPIÃO (23/10 a 21/11) Anote as boas ideias que tiver, pois elas podem ser úteis mais tarde. Serviço li- gado ao lar ou que possa ser feito em casa pode render mais. A família estará ao seu lado: peça apoio se precisar. SAGITÁRIO (22/11 a 21/12) Melhor cuidar do dinheiro de maneira discreta na manhã. Pode receber di- nheiro de quem menos esperava. Seu falante fica ainda mais evidente, facili- tando o contato com clientes e colegas. CAPRICÓRNIO (22/12 a 20/1) Comece o dia resolvendo qualquer as- sunto pessoal que ainda esteja pen- dente. As finanças ganham destaque e você pode descobrir ótimas maneiras de usar melhor o seu dinheiro. AQUÁRIO (21/1 a 19/2) Pense duas vezes antes de comentar sobre seus planos, inclusive os que en- volvem a carreira. Terá mais energia pa- ra correr atrás dos seus objetivos. Mer- cúrio favorece o aprendizado. PEIXES (20/2 a 20/3) A companhia de um amigo será impor- tante hoje. Boa hora para fazer planos de viagem com a turma. Mais tarde, o desejo de se isolar e cuidar dos seus assuntos a sós deve crescer. Cruzadas passatempo Soluções Sete erros Sudoku O conteúdo de Passatempo é fornecido pela www.coquetel.com.br Preencha os espaços vazios com algarismos de 1 a 9. Os algarismos não podem se repetir nas linhas verticais e horizontais, nem nos quadrados menores (3.3).
  20. 20. 20JORNAL DE ERMELINO & PONTE RASA - 28 de Agosto de 2015 TV

×