S h o w d o E P IC A
    Uma pequena narrativa
Quem diria. Epica no Espírito Santo. Eu não sei dizer o dia que
  descobri, mas me recordo de que foi uma algazarra.

Um a...
Não é possível. Como? Nunca pude imaginar que uma banda como esta
  poderia desabar até nosso estado.

Primeiro porque sem...
- Tá, Jardas. Agora sabemos que eles virão. Será que cobrarão horrores?
    – Pergunta a inocente garota.
- Ah, não sei, e...
Os dias antecedentes ao show passaram lentos e preguiçosamente.

Nunca esperar doera tanto na nossa personagem principal. ...
21/09/2008, domingo. Ginásio do Marista, Vila Velha, ES.

O tão esperado dia chegou.

Bruna e Jardel se encontram e vão pa...
Mas mesmo assim, ela continuou a sorrir, afinal, o que mais importava
  era aquele momento.

Ficaram na fila durante umas ...
Enfim tudo estava liberado.

Não demorou tanto assim e o EPICA entrou em ação.

Bruna ficou sozinha, pois seu amigo teve c...
A primeira música foi a “The obsessive devotion”, música que
   encabeça o álbum mais recente da banda. Depois vieram as
 ...
A seleção das músicas estava excelente para Bruna e Jardel. Bruna podia ver
   a empolgação de seu amigo lá na frente, ape...
A música em si as vezes pode não dizer tanta coisa, mas muitas vezes
   existem coisas por trás dela que a razão pode desc...
Depois disso, ela secou suas lágrimas e voltou a sorrir. O show
  continuava.

O show acabou. Então os fãs, ansiosos, espe...
Ela e Jardel se lançam numa missão quase impossível. Chegar perto do
   guitarrista do Epica.

Pessoas se aglomeram; se ba...
Do lado de fora.

Tudo chegara ao fim.

Sentimento de leveza. De diversão e sensibilidade misturados.

Ela estava sorrindo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Show Do Epica

807 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
807
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Show Do Epica

  1. 1. S h o w d o E P IC A Uma pequena narrativa
  2. 2. Quem diria. Epica no Espírito Santo. Eu não sei dizer o dia que descobri, mas me recordo de que foi uma algazarra. Um amigo meu (que por sinal anda sumido), chamado Jardel, um certo dia, creio que uns dois meses antes, aparece no MSN desesperado e diz: “ Bruna, entra neste site.” Então a pequena Bruna, curiosa, clica no link e se depara com a agenda de shows de uma banda. Então, atentamente e bem devagar, Bruna vai descendo a página e então fica estarrecida com o que vê. “ Puta que o pariu!” – Eis a exclamação da pequena menina. Ainda mais desesperada ela abre a janela de Jardel ( o Jardas ) e grita feito louca.
  3. 3. Não é possível. Como? Nunca pude imaginar que uma banda como esta poderia desabar até nosso estado. Primeiro porque sempre é surreal; depois, porque estamos falando do estado excluído no sudeste. Era algo muito estranho para a pequena Bruna. Então ela começou a achar que de alguma forma, era uma piada. Mas como? O site da banda estava à sua frente. Era inquestionável.
  4. 4. - Tá, Jardas. Agora sabemos que eles virão. Será que cobrarão horrores? – Pergunta a inocente garota. - Ah, não sei, eu vou de qualquer jeito. – Afirma com certa brutalidade o amigo grande. Então os dias passaram e setembro apareceu. Veio o aniversário da Bruna. 21 anos. Ela mesmo deu um presente para si. O ingresso para o show. Nem acreditava, era tudo muito doido em sua cabeça. Quando comprou o ingresso ficou a olhá-lo por um longo tempo; admirando-o, como se fosse um pedaço de outro mundo.
  5. 5. Os dias antecedentes ao show passaram lentos e preguiçosamente. Nunca esperar doera tanto na nossa personagem principal. Era um misto de alegria, com estupefação e agonia. Ela iria ver a ruiva de voz suave. Um detalhe que deve ser registrado. Nossa pequena mocinha sempre apreciou ouvir vozes femininas. É como um pequeno encanto para ela. Passa tempo... Passa hora.
  6. 6. 21/09/2008, domingo. Ginásio do Marista, Vila Velha, ES. O tão esperado dia chegou. Bruna e Jardel se encontram e vão para o ponto. Pegam o primeiro ônibus que serve e vão felizes para o ginásio. Chegando lá, deparam-se com uma modesta fila. Por que Bruna ficou surpresa com isso? Parecia um pouco óbvio, talvez, que não fosse dar muita gente. Ali estava a prova.
  7. 7. Mas mesmo assim, ela continuou a sorrir, afinal, o que mais importava era aquele momento. Ficaram na fila durante umas duas horas. Neste meio tempo, conheceram algumas pessoas. Fãs um pouco ensandecidos. Conversaram entre eles. Falaram muita bobeira. Sorriram e riram. Quando a noite se fez presente, o portão de fora foi aberto. Todos foram entrando lentamente. Mais a frente, outra fila. Mais um tempo de espera. Enquanto esperavam, uma fina chuva caiu. Enquanto esperavam, a voz de Simone Simons foi ouvida.
  8. 8. Enfim tudo estava liberado. Não demorou tanto assim e o EPICA entrou em ação. Bruna ficou sozinha, pois seu amigo teve condições de ir para a área VIP. Mas não teve problema. Bruna aproveitou cada momento do show pressionada no ferro que separava a área VIP da dos plebeus. Então eles entraram. Mas algo não pareceu muito confortável para Bruna. A vocalista se retirava com freqüência do palco. E ela parecia não estar muito animada para a apresentação. Será que era o desânimo por causa do pouco público? Ou havia algo a mais?
  9. 9. A primeira música foi a “The obsessive devotion”, música que encabeça o álbum mais recente da banda. Depois vieram as demais músicas: Sensorium Menace of Vanity Quietus Fools of Damnation Cry for the Moon Drum Solo Linger Blank Infinity Crystal Mountain (Death Cover) Seif Al Din Façade of Reality Chasing the Dragon The Phantom Agony Solitary Ground Mother of Light Sancta Terra Consign to Oblivion
  10. 10. A seleção das músicas estava excelente para Bruna e Jardel. Bruna podia ver a empolgação de seu amigo lá na frente, apesar de tirar muitas fotos também. Ela estava radiante. Cantou de forma exagerada algumas músicas. Outras ela bateu cabeça. Então Bruna encontra-se com uma amiga; amiga mesmo. DJ apareceu com seu namorado. Como sempre, atrasadinhos. Depois de um tempo, uma música começou a se clarear em meio à gritaria. CHANSING THE DRAGON. Neste momento Bruna começa a se lembrar do significado que esta música tinha para ela.
  11. 11. A música em si as vezes pode não dizer tanta coisa, mas muitas vezes existem coisas por trás dela que a razão pode desconhecer. Era o caso da Bruna com esta música. Ela representava uma momento bom. Trazia recordações boas. Mas também trouxe as ruins. Recordações que não podem ser esquecidas. Além de não poderem ser apagadas, são absorvidas no modo de ver a vida e as pessoas. Então uma lágrima corre do grande olho da pequena menina. Ela chora. Não, não havia vinho por ali. Era o mais puro sentimento aflorando e tomando conta daquele momento. Então Bruna se agarra à sua amiga.
  12. 12. Depois disso, ela secou suas lágrimas e voltou a sorrir. O show continuava. O show acabou. Então os fãs, ansiosos, esperam por algum sinal de vida dos integrantes. Bruna e Jardel ficam aflitos, assim como os demais fãs. Andam para lá e para cá. Saem, voltam para o ginásio e nada. De repente quando estão do lado de fora ouvem uma certa gritaria. Bruna viu algo. Era o Mark Jansen pulando o corrimão e indo para um canto do ginásio. Ele foi para dar autógrafos e tirar fotos. Pronto, Bruna já estava louca.
  13. 13. Ela e Jardel se lançam numa missão quase impossível. Chegar perto do guitarrista do Epica. Pessoas se aglomeram; se batem; gritam. Um garoto histérico após tirar uma foto com seu ídolo berra: “ You are beautiful!” Então é chegada a hora. Bruna e Jardel estão quase lá. Então eles conseguem. Bruna só consegue olhar fixamente para Mark. Por fim ela solta um idiota “ so cute!” Ele a abraça para a foto, junto com seu amigo, fiel escudeiro. A foto é tirada. Bruna fica no céu. Nem sabe mais para onde ir. Então ela é guiada até a saída.
  14. 14. Do lado de fora. Tudo chegara ao fim. Sentimento de leveza. De diversão e sensibilidade misturados. Ela estava sorrindo ao final. Ele estava nas nuvens. Mesmo sem muita gente, seja lá pelo motivo que fosse, ela se divertiu. Viveu um momento intenso; único. É preciso ser Bruna para entender o que se passou.

×