SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DE DIREITO DA __ª 
VARA DE CRIM,INAL DA COMARCA DE IMBÉ-MG. 
TICIO, brasileiro, estado civil, profissão, portador da Carteira de Identidade nº. 
SSP/ MG, inscrito no CPF sob o nº. , residente e domiciliado à Rua 
, nº. , Bairro: . CEP: , Imbé- MG, vem com o devido acatamento, por 
intermédio de seu advogado, que esta subscreve, perante Vossa Excelência, apresentar 
RESPOSTA A ACUSAÇÃO, com fulcro nos artigos, 396 e 396-A ambos do código de processo 
penal, pelas razões de fato e de direito a seguir expostas: 
DOS FATOS. 
Na tarde de quarta-feira, dia 28 de setembro no bairro do ------------------em Imbé- 
MG. O acusado supostamente chegou à casa da vitima e pediu um copo de água, quando 
percebeu que ela estava sozinha e tentou ter relações sexuais com a vítima. 
O acusado perguntou se o marido da vítima estava em casa em casa e quando ela 
negou ele agarrou os cabelos dela e a beijou dizendo que queria ter relações sexuais com a 
suposta vítima, chegou também a lhe mostrar certa quantia em dinheiro. 
O acusado lhe agarrou e a suposta vítima fugiu para o fundo da casa, momento em 
que o acusado arrombou a porta e perseguiu a suposta vítima. 
Uma outra mulher alegou ver a agressão e ameaçou o acusado com um pedaço de 
madeira, sendo que o acusado fugiu na motocicleta. 
A vizinha chamou a polícia que localizou o suspeito em sua casa depois de alguns 
dias. O acusado negou a tentativa de estupro, a polícia verificou que ele estava cumprindo pena 
em regime aberto por tentativa de homicídio contra------------------- 
Faculdade Estácio do Ceará – FIC 
Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo 
Fone: 3456-4156 
1
DO DIREITO 
Verifica-se que a presente queixa-crime é nula. No caso em tela trata-se de ação 
penal pública condicionado a representação, conforme o crime imputado ao acusado no termo do 
artigo 213, sendo tentativa de estupro. 
Com base no art. 30 do código de processo penal, o ofendido ou quem tem 
legitimidade para representá-lo, caberá intentar a ação penal, sendo neste caso concreto a suposta 
vitima não fez nenhuma denúncia sobre o fato ocorrido. 
É imperativo que o artigo 564 II dispõe, é nulo o processo por ilegitimidade da parte, 
como no caso em tela. 
Ora, é importante relatar que o suposto acusado agiu com erro essencial de tipo, por 
falto do elemento do tipo, pois o mesmo quando pediu o copo de água, a suposta vítima estava 
usando trajes inadequados. 
No momento o acusado achou a situação no mínimo diferente e ofereceu dinheiro 
pensando estar diante de uma situação com uma mulher que poderia aceitar dinheiro para ter 
relações sexuais com ela. 
Após o ocorrido do oferecimento do dinheiro ocorreram as agressões, pois no 
momento da situação restou a vitima e o acusado agressões por ambas as partes. 
O caso esculpido perfeitamente no artigo 20 do código de processo penal, onde o 
agente agiu com erro de tipo essencial, não respondendo pelo crim, visto que não está previsto 
em lei, restando somente a agressão que não resultou em gravidade, sendo lesão leve que não 
constitui crime. 
Portanto reconhecendo a desclassificação ao crime imputado é fato o reconhecimento 
da absolvição sumária com fundamento no artigo 397,III pelo fato evidentimente não constituir 
crime. 
DO PEDIDO. 
1. Pelo exposto requer a que presente ação seja anulada com base no artigo 564,II. 
2. Requer ainda o reconhecimento da absolvição sumária com base no artigo 397,III 
do código de processo penal, mediante a desclassificação do ocorrido 
Faculdade Estácio do Ceará – FIC 
Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo 
Fone: 3456-4156 
2
3. De qualquer modo que seja arroladas as testemunhas para serem ouvidas. 
Nestes termos, 
Pedem Deferimento. 
Imbé, ........................ 
Advogado 
OAB... 
Rol de testemhas: 
1. 
2. 
3 
4. 
Faculdade Estácio do Ceará – FIC 
Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo 
Fone: 3456-4156 
3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A41180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4Consultor JRSantana
 
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPCConsultor JRSantana
 
Modelo de procuração particular para fins específicos
Modelo de procuração particular para fins específicosModelo de procuração particular para fins específicos
Modelo de procuração particular para fins específicosAlberto Bezerra
 
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPCConsultor JRSantana
 
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo CpcConsultor JRSantana
 
14 resposta a acusação - penal
14 resposta a acusação - penal14 resposta a acusação - penal
14 resposta a acusação - penalConsultor JRSantana
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classicaConsultor JRSantana
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPCConsultor JRSantana
 
Defesa em cobrança de nota promissória prescrita
Defesa em cobrança de nota promissória prescritaDefesa em cobrança de nota promissória prescrita
Defesa em cobrança de nota promissória prescritaInforma Jurídico
 
Petição Inicial de danos morais.
Petição Inicial de danos morais.Petição Inicial de danos morais.
Petição Inicial de danos morais.Guy Valerio
 
2095 - Impugnação - Execução - Atualizado Novo Cpc
2095 - Impugnação - Execução  - Atualizado Novo Cpc2095 - Impugnação - Execução  - Atualizado Novo Cpc
2095 - Impugnação - Execução - Atualizado Novo CpcConsultor JRSantana
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC Consultor JRSantana
 
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo CpcConsultor JRSantana
 
Defesa Preliminar Penal Eleitoral
Defesa Preliminar Penal EleitoralDefesa Preliminar Penal Eleitoral
Defesa Preliminar Penal EleitoralConsultor JRSantana
 
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPCConsultor JRSantana
 
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de Uniforme
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de UniformeRUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de Uniforme
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de UniformeFalcão Brasil
 
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPCConsultor JRSantana
 
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo PericialConsultor JRSantana
 

Mais procurados (20)

1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A41180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
 
Resposta a Acusação - Penal
Resposta a Acusação  - PenalResposta a Acusação  - Penal
Resposta a Acusação - Penal
 
Alegações Finais - Penal
Alegações Finais - PenalAlegações Finais - Penal
Alegações Finais - Penal
 
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
 
Modelo de procuração particular para fins específicos
Modelo de procuração particular para fins específicosModelo de procuração particular para fins específicos
Modelo de procuração particular para fins específicos
 
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC
2118 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - Atualizado Novo CPC
 
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc
2091 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO I - Atualizado Novo Cpc
 
14 resposta a acusação - penal
14 resposta a acusação - penal14 resposta a acusação - penal
14 resposta a acusação - penal
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
 
Defesa em cobrança de nota promissória prescrita
Defesa em cobrança de nota promissória prescritaDefesa em cobrança de nota promissória prescrita
Defesa em cobrança de nota promissória prescrita
 
Petição Inicial de danos morais.
Petição Inicial de danos morais.Petição Inicial de danos morais.
Petição Inicial de danos morais.
 
2095 - Impugnação - Execução - Atualizado Novo Cpc
2095 - Impugnação - Execução  - Atualizado Novo Cpc2095 - Impugnação - Execução  - Atualizado Novo Cpc
2095 - Impugnação - Execução - Atualizado Novo Cpc
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
 
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
 
Defesa Preliminar Penal Eleitoral
Defesa Preliminar Penal EleitoralDefesa Preliminar Penal Eleitoral
Defesa Preliminar Penal Eleitoral
 
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
 
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de Uniforme
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de UniformeRUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de Uniforme
RUE - Anexo J - Modelo de Declaração de não Semelhança de Uniforme
 
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC
2116 - ALEGAÇÕES FINAIS NOVO CPC - Atualizado Novo CPC
 
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
2020 - Impugnação ao Laudo Pericial
 

Destaque

Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capital
Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capitalExcelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capital
Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capitalLucas Melo
 
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_Dubeux
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_DubeuxQueixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_Dubeux
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_DubeuxNoelia Brito
 
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizada
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizadaLei nº 11.340 lei maria da penha esquematizada
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizadaMarcos Girão
 
Espelho_pecas_para_brincar
Espelho_pecas_para_brincarEspelho_pecas_para_brincar
Espelho_pecas_para_brincarLucas Goes
 
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oabEdson Barreto
 
Peças e fundamentos
Peças e fundamentosPeças e fundamentos
Peças e fundamentosLucas Goes
 
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de Ordem
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de OrdemRaio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de Ordem
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de OrdemRicardo Torques
 
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)Franck Lenzi
 
Como elaborar o memorial
Como elaborar o memorialComo elaborar o memorial
Como elaborar o memorialUNICEP
 
Lei maria da penha (11
Lei maria da penha (11Lei maria da penha (11
Lei maria da penha (11Silvio Candido
 

Destaque (11)

Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capital
Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capitalExcelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capital
Excelentissimo senhor juiz da 6ª vara criminal da capital
 
02. memoriais
02. memoriais02. memoriais
02. memoriais
 
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_Dubeux
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_DubeuxQueixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_Dubeux
Queixa crime defesa_virginia_pimentel_Moura_Dubeux
 
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizada
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizadaLei nº 11.340 lei maria da penha esquematizada
Lei nº 11.340 lei maria da penha esquematizada
 
Espelho_pecas_para_brincar
Espelho_pecas_para_brincarEspelho_pecas_para_brincar
Espelho_pecas_para_brincar
 
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab
150740394 tabela-de-pecas-penais-completa-para-2âª-fase-da-oab
 
Peças e fundamentos
Peças e fundamentosPeças e fundamentos
Peças e fundamentos
 
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de Ordem
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de OrdemRaio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de Ordem
Raio-X da Prova Prático-Profissional do XXI Exame de Ordem
 
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)
oab segunda fase modelos peças do ofendido (1)
 
Como elaborar o memorial
Como elaborar o memorialComo elaborar o memorial
Como elaborar o memorial
 
Lei maria da penha (11
Lei maria da penha (11Lei maria da penha (11
Lei maria da penha (11
 

Semelhante a resposta a acusação

Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...
Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...
Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...leoricardonoticiasol
 
Leia o acórdão que condenou Isaltino
Leia o acórdão que condenou IsaltinoLeia o acórdão que condenou Isaltino
Leia o acórdão que condenou IsaltinoExpresso
 
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Recurso em sentido estrito
Recurso em sentido estritoRecurso em sentido estrito
Recurso em sentido estritomikagomes
 
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militarchlima
 
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...allaymer
 
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodrigues
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodriguesRazões_de_apelação_homicídio-diego_rodrigues
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodriguesEliton Meneses
 
PGR pede prisão de Sérgio Moro
PGR pede prisão de Sérgio MoroPGR pede prisão de Sérgio Moro
PGR pede prisão de Sérgio MoroAquiles Lins
 
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiçadiariodocentrodomundo
 
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptx
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptxOficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptx
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptxWagner Muniz
 
Pedido de liberdade provisoria
Pedido de liberdade provisoriaPedido de liberdade provisoria
Pedido de liberdade provisoriaBruno Brito
 
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiro
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiroMoro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiro
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiroCleuber Carlos Nascimento
 

Semelhante a resposta a acusação (20)

Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...
Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...
Agressão com facão, fuga e queda de moto nas ocorrências policiais do fim de ...
 
Alegacoes finais latrocinio urussanga
Alegacoes finais   latrocinio urussangaAlegacoes finais   latrocinio urussanga
Alegacoes finais latrocinio urussanga
 
Leia o acórdão que condenou Isaltino
Leia o acórdão que condenou IsaltinoLeia o acórdão que condenou Isaltino
Leia o acórdão que condenou Isaltino
 
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...
Organização criminosa formada por estelionatários é condenada pela Justiça de...
 
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...
‘Seu pretinho, Branca de Neve!’ – PM é condenado por injúria racial e desacat...
 
Denuncia 0000947-19.2018.8.24.0054
Denuncia   0000947-19.2018.8.24.0054Denuncia   0000947-19.2018.8.24.0054
Denuncia 0000947-19.2018.8.24.0054
 
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...
Em Rondônia, ex-vereador acusado de matar colega a tiros dentro da Câmara vai...
 
Recurso em sentido estrito
Recurso em sentido estritoRecurso em sentido estrito
Recurso em sentido estrito
 
Sentença
SentençaSentença
Sentença
 
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar
20081120 AçãO Artigo 9 Policial Militar
 
Wanderleia 2
Wanderleia 2Wanderleia 2
Wanderleia 2
 
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...
Apelação cível. administrativo. responsabilidade civil do estado. abuso de au...
 
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodrigues
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodriguesRazões_de_apelação_homicídio-diego_rodrigues
Razões_de_apelação_homicídio-diego_rodrigues
 
PGR pede prisão de Sérgio Moro
PGR pede prisão de Sérgio MoroPGR pede prisão de Sérgio Moro
PGR pede prisão de Sérgio Moro
 
REVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docxREVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docx
 
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça
“Gnomo sonegador”: DCM tem vitória sobre Luciano Hang na Justiça
 
Apelação 2
Apelação 2Apelação 2
Apelação 2
 
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptx
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptxOficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptx
Oficina Penal e Processo Penal de Wagner Muniz - Estácio 2022.1.pptx
 
Pedido de liberdade provisoria
Pedido de liberdade provisoriaPedido de liberdade provisoria
Pedido de liberdade provisoria
 
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiro
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiroMoro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiro
Moro pede que PGR e PF investiguem depoimento de porteiro
 

Último

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 

resposta a acusação

  • 1. EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DE DIREITO DA __ª VARA DE CRIM,INAL DA COMARCA DE IMBÉ-MG. TICIO, brasileiro, estado civil, profissão, portador da Carteira de Identidade nº. SSP/ MG, inscrito no CPF sob o nº. , residente e domiciliado à Rua , nº. , Bairro: . CEP: , Imbé- MG, vem com o devido acatamento, por intermédio de seu advogado, que esta subscreve, perante Vossa Excelência, apresentar RESPOSTA A ACUSAÇÃO, com fulcro nos artigos, 396 e 396-A ambos do código de processo penal, pelas razões de fato e de direito a seguir expostas: DOS FATOS. Na tarde de quarta-feira, dia 28 de setembro no bairro do ------------------em Imbé- MG. O acusado supostamente chegou à casa da vitima e pediu um copo de água, quando percebeu que ela estava sozinha e tentou ter relações sexuais com a vítima. O acusado perguntou se o marido da vítima estava em casa em casa e quando ela negou ele agarrou os cabelos dela e a beijou dizendo que queria ter relações sexuais com a suposta vítima, chegou também a lhe mostrar certa quantia em dinheiro. O acusado lhe agarrou e a suposta vítima fugiu para o fundo da casa, momento em que o acusado arrombou a porta e perseguiu a suposta vítima. Uma outra mulher alegou ver a agressão e ameaçou o acusado com um pedaço de madeira, sendo que o acusado fugiu na motocicleta. A vizinha chamou a polícia que localizou o suspeito em sua casa depois de alguns dias. O acusado negou a tentativa de estupro, a polícia verificou que ele estava cumprindo pena em regime aberto por tentativa de homicídio contra------------------- Faculdade Estácio do Ceará – FIC Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo Fone: 3456-4156 1
  • 2. DO DIREITO Verifica-se que a presente queixa-crime é nula. No caso em tela trata-se de ação penal pública condicionado a representação, conforme o crime imputado ao acusado no termo do artigo 213, sendo tentativa de estupro. Com base no art. 30 do código de processo penal, o ofendido ou quem tem legitimidade para representá-lo, caberá intentar a ação penal, sendo neste caso concreto a suposta vitima não fez nenhuma denúncia sobre o fato ocorrido. É imperativo que o artigo 564 II dispõe, é nulo o processo por ilegitimidade da parte, como no caso em tela. Ora, é importante relatar que o suposto acusado agiu com erro essencial de tipo, por falto do elemento do tipo, pois o mesmo quando pediu o copo de água, a suposta vítima estava usando trajes inadequados. No momento o acusado achou a situação no mínimo diferente e ofereceu dinheiro pensando estar diante de uma situação com uma mulher que poderia aceitar dinheiro para ter relações sexuais com ela. Após o ocorrido do oferecimento do dinheiro ocorreram as agressões, pois no momento da situação restou a vitima e o acusado agressões por ambas as partes. O caso esculpido perfeitamente no artigo 20 do código de processo penal, onde o agente agiu com erro de tipo essencial, não respondendo pelo crim, visto que não está previsto em lei, restando somente a agressão que não resultou em gravidade, sendo lesão leve que não constitui crime. Portanto reconhecendo a desclassificação ao crime imputado é fato o reconhecimento da absolvição sumária com fundamento no artigo 397,III pelo fato evidentimente não constituir crime. DO PEDIDO. 1. Pelo exposto requer a que presente ação seja anulada com base no artigo 564,II. 2. Requer ainda o reconhecimento da absolvição sumária com base no artigo 397,III do código de processo penal, mediante a desclassificação do ocorrido Faculdade Estácio do Ceará – FIC Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo Fone: 3456-4156 2
  • 3. 3. De qualquer modo que seja arroladas as testemunhas para serem ouvidas. Nestes termos, Pedem Deferimento. Imbé, ........................ Advogado OAB... Rol de testemhas: 1. 2. 3 4. Faculdade Estácio do Ceará – FIC Rua Visconde de Mauá 1940- bloco G – Térreo Fone: 3456-4156 3