Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Assis Chateaubriand
Curso: Base Artística e Reflexiva - B.A.R.
Supervisora d...
 Promover uma viagem à Olinda, cidade representativa do folclore nordestino;
 Fornecer subsídios aos alunos para a criaç...
 Inicialmente, faremos a dinâmica das "palavras embaralhadas", trata-se de um quebra-
cabeça com os nomes de diversas len...
 Nesta aula, individualmente, os alunos produzirão seus próprios causos, a partir de
alguma história vivenciada por eles ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sequência Folclore

696 visualizações

Publicada em

PIBID

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
696
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
143
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sequência Folclore

  1. 1. Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Assis Chateaubriand Curso: Base Artística e Reflexiva - B.A.R. Supervisora da Área De Letras: Magliana Rodrigues Coordenadora da Escola: Wilma Alves de Luna Licenciandas em Letras: Bruna Maria/ Déborah Correia/ Gorette Andrade/ Haiany Leôncio/ Stefanie Nascimento SEQUÊNCIA DIDÁTICA Temática principal:  As múltiplas faces do Nordeste: cultura e tradição Conteúdo:  Gêneros: Lenda e Causo;  Oralidade  Produção textual Objetivo geral:  Apresentar aos alunos os gêneros Lenda e Causo buscando promover a valorização da cultura e tradição do folclore nordestino;  Desenvolver a oralidade, a partir da leitura e produção destes gêneros orais. Objetivos específicos:  Despertar o interesse dos alunos pela cultura e tradição do folclore nordestino;  Fornecer informações necessárias para a melhor compreensão dos gêneros apresentados;  Despertar a criatividade e imaginação dos alunos;  Desenvolver a oralidade, através de leituras, discussões e dramatizações;
  2. 2.  Promover uma viagem à Olinda, cidade representativa do folclore nordestino;  Fornecer subsídios aos alunos para a criação de seus próprios causos. Procedimentos metodológicos: 1ª aula (24/09):  Iniciaremos esta primeira aula, com a exibição de um vídeo em que o apresentador Danilo Gentili faz algumas piadas a respeito do nordeste. Em seguida, apresentaremos o vídeo em que a apresentadora nordestina Raquel Sherazade fala sobre a condenação da estudante Mayara Petruso que divulgou em sua rede social comentários preconceituosos a respeito dos nordestinos. Após esse momento, discutiremos quais as razões que motivam essa discriminação e falaremos sobre as riquezas e a tradição de nossa cultura, exibindo o clipe "Norte Nordeste me veste", do rapper Rapadura XC, e o poema “Nordeste Independente”, de Bráulio Tavares, interpretado na voz de Elba Ramalho, com o intuito de apresentar aos alunos a temática que será abordada nas aulas seguintes.  Em seguida, realizaremos algumas dinâmicas que remetem à tradição popular nordestina, como as adivinhações e o trava-língua. Após esse momento, os alunos serão divididos em trios e pediremos que escrevam trava-línguas conhecidos, ainda não citados na aula. Cada equipe desafiará a outra para repetir o trava-língua que escreveu, sem errar.  Ao final, apresentaremos a definição de cada "brincadeira", bem como a importância destas e, de tantas outras, na tradição folclórica do Nordeste. 2ª aula (26/09):  Promoveremos um passeio à Olinda, cidade representativa do folclore nordestino. 3ª aula (01/10):
  3. 3.  Inicialmente, faremos a dinâmica das "palavras embaralhadas", trata-se de um quebra- cabeça com os nomes de diversas lendas folclóricas brasileiras, para que os alunos possam adentrar previamente no contexto das lendas da tradição nordestina;  Num segundo momento, a aula será destinada à leitura e socialização de algumas lendas, a saber: lenda da Mandioca, lenda do Papa-figo, do Corpo Santo, do Algodão e da Comadre Florzinha. 4ª aula (03/10):  Nesta aula teremos o momento "Cinema no B. A. R.", com a exibição de um espetáculo do Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra, gravado no Teatro Municipal Severino Cabral.  Terminada a exibição do espetáculo, falaremos a respeito das danças folclóricas ali executadas, ressaltando suas histórias e origens. 5ª aula (08/10):  Dividiremos a turma em grupos e faremos a leitura e socialização dos causos “Comício em Beco Estreito” e “Agruras da lata d’água”, de Jessier Quirino; ”MILONGA”; “A dor de barriga repentina do prefeito” e “Nóis tamo é lascado”;  Num segundo momento exibiremos vídeos, em animação, de contadores de causos. 6ª aula (10/10):  Nesta aula, apresentaremos o conceito de Lenda e Causo, estudados nas aulas anteriores, enfatizando a relevância dos mesmos para o folclore;  Levaremos ainda, alguns causos de Seu Lunga, famoso personagem popular, abordando o humor e a representação de antigas figuras nordestinas;  Na sequência, dividiremos a turma em grupos para que façam a leitura dramatizada dos causos lidos em sala. 7ª aula (15/10):
  4. 4.  Nesta aula, individualmente, os alunos produzirão seus próprios causos, a partir de alguma história vivenciada por eles ou, até mesmo, da imaginação. 8ª aula (17/10):  Esta aula será destinada à reescrita dos causos produzidos na aula anterior. Antes, enfatizaremos alguns aspectos presentes nos textos, para que eles desenvolvam melhor a atividade de escrita. 9ª aula (29/10):  Esta aula será destinada à organização do encerramento desta sequência. Selecionaremos alguns alunos para apresentarem os causos produzidos. Após essas decisões, faremos o ensaio para o show de contações de causos que acontecerá na aula seguinte. 10ª aula (31/10):  Como se trata da aula de encerramento desta sequência, promoveremos o terceiro "Sarau do B. A. R.", momento em que os alunos terão a oportunidade de mostrar mais uma vez a criatividade, apresentando e interpretando os próprios causos e revelando, assim, uma das múltiplas faces do Nordeste;  Anteriormente, distribuiremos panfletos por toda a escola e convidaremos também, os pais dos alunos, para que possam prestigiar a evolução intelectual e desenvoltura oral de cada um.

×