Revolução industrial

522 visualizações

Publicada em

Enem 2014 - histporia

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Revolução industrial

  1. 1. ANGLO ENEM 2014 – AULA 7 “REVOLUÇÃO INDUSTRIAL:MEMÓRIA E HISTÓRIA.”  COMPETÊNCIA 1: COMPREENDER OS ELEMENTOS CULTURAIS QUE CONSTITUEM AS IDENTIDADES;  HABILIDADE 2: ANALISAR A PRODUÇÃO DA MEMÓRIA PELAS SOCIEDADES HUMANAS. PROFESSORA BRUNA CAMARGO
  2. 2. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Revolução - do latim revolutio – “uma volta”. Conjunto de transformações da estrutura econômica, social e política. COMO? POR MEIO DO PROCESSO DE ACELERAÇÃO DA PRODUÇÃO CARACTERIZADO PELA SUBSTITUIÇÃO DA FERRAMENTA MANUAL POR MÁQUINAS MOVIDAS POR FORÇA MOTRIZ; SUBSTITUIÇÃO DE OFICINAS ARTESANAIS DOMÉSTICAS PELO SISTEMA FABRIL DE PRODUÇÃO
  3. 3. O QUE MUDA? • SISTEMA DE PRODUÇÃO; • NOÇÃO DE TRABALHO HUMANO; • EFEITOS SOCIAIS.
  4. 4. • DO ARTESANATO A MANUFATURA: - ARTESANATO: Sem divisão do trabalho. Todas as etapas do processo produtivo são realizadas pela mesma pessoa - MANUFATURA: Divisão do trabalho, produção em maior escala, artesão não participa de todas as etapas. - MAQUINOFATURA: Mantém-se a divisão de trabalho, mas a transformação da matéria-prima é feita pela máquina.
  5. 5. REFRESCANDO A MEMÓRIA... ETAPAS DA INDUSTRIALIZAÇÃO • 1º FASE : SÉCULO XVIII – INGLATERRA – MÁQUINA A VAPOR. • 2ºFASE: SÉCULO XIX – EUROPA, E.U.A E JAPÃO. • 3ºFASE: SÉCULO XX E XXI...
  6. 6. Artesãos
  7. 7. POR QUE? MOTIVOS POLÍTICOS: • Revolução Gloriosa MOTIVOS ECONÔMICOS • Liderança comércio europeu ; • Desenvolvimento mercantilista e uma forte frota naval; • Acumulação de capitais – Banco da Inglaterra; • Rico depósito de ferro e carvão; • Inúmeras colônias ao redor do mundo supriam o país com matérias-primas; MOTIVOS SOCIAIS • Lei dos Cercamentos(enclosure) – exôdo rual; • Puritanismo/calvinismo: estimulavam o trabalho e a acumulação de riquezas como formas de obter a salvação; • Afirmação da burguesia – classe econômica dominante;
  8. 8. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E FORMAÇÃO DO OPERARIADO ÊXODO RURAL CERCAMENTOS • VIOLÊNCIA URBANA. INCHAÇO DAS CIDADES MÃO –DE – OBRA BARATA MANUFATURA - MAQUINOFATURA DESEMPREGO. ALIENAÇÃO : ESPECIALIZAÇÃO DE TAREFAS. PROSTITUIÇÃO. USO DE DROGAS. LONGAS JORNADAS DE TRABALHO INSANIDADE
  9. 9. NOVO MÉTODO DE PRODUÇÃO CAPITAL(PROPRIETÁRIOS) X TRABALHO(EMPREGADOS) (DETENTOR OS MEIOS DE PRODUÇÃO) X(VENDE A FORÇA DE TRABALHO)
  10. 10. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E MEMÓRIA DOS OPERÁRIOS
  11. 11. A REAÇÃO DO PROLETARIADO REVOLTA CONTRA OS BAIXOS SALÁRIOS, CONDIÇÕES INSALUBRES E DESEMPREGO:  LUDISMO: DESTRUIÇÃO DE MÁQUINAS E FÁBRICAS NO SÉC. XIX  CARTISMO: FORMA DE NEGOCIAÇÃO DOS OPERÁRIOS POR MEIO DE CARTAS.  TRADE-UNIONS: ASSOCIAÇÃO DE TRABALHADORES QUE LUTAVAM POR MELHORES SALÁRIOS, CONDIÇÕES DE TRABALHO E LEGISLAÇÃO TRABALHISTA.
  12. 12. Trabalho ou distúrbio de uma ou da outra! 1811 – LUDISMO! DESTRUIÇÃO DAS MÁQUINAS
  13. 13. A INDÚSTRIA DA PROPAGANDA - 1970: O CONSUMISMO

×