O BAG-IN-BOX  NA INDÚSTRIA DO FOOD SERVICE
O BAG-IN-BOXNA INDÚSTRIA DO FOOD SERVICECaracterísticas e AplicaçõesRenata CanteiroDiretora Técnica e Desenvolvimento
AGENDA          11/OutA EMBALAGEM                 VANTAGENSNA CADEIA DE ALIMENTOS      DO BAG-IN-BOXFunções da Embalagem  ...
A EMBALAGEM  NA CADEIADE ALIMENTOS
FUNÇÕES DAEMBALAGEMPROTEGER   CONSERVAR   INFORMAR   APRESENTAR   TRANSPORTAR
TIPOS DEEMBALAGEM               B2B      VAREJO   USO INTERNOFOOD SERVICE   TERCEIRIZAÇÃO               (Fracionamento)
SE                                       NS                                         OR                                    ...
EMBALAGENSATIVAS                                     Atmosfera modificada                                     Absorção de ...
A IMPORTÂNCIA DOFORNECEDOR        HIGIENE &        CONSERVAÇÃO        DO ALIMENTO
SEGURANÇA,FLEXIBILIDADE E INOVAÇÃO.
A EMBAQUIM      1º   PIONEIRA NA PRODUÇÃO           DO SISTEMA BAG-IN-BOX2007	2008	2009	2010	2011	2012	2013
3        EX             TR               US                 OR                   AS5    CO         RT            E     &  ...
GARANTIA DAQUALIDADE                                           Teste de EstanQUiedade                    Teste de Resistên...
CERTIFICAÇÕES                       EMPRESA CERTIFICADA                       ISO 9001                             ATENDE ...
PRÊMIOS
NORMASAPLICÁVEISResinas e aditivos100% aprovados peloFDA, Mercosul e Anvisa.                           RESOLUÇÃOProdutos f...
RESOLUÇÃO            105/99            Lista positiva de polímeros e            resinas para embalagens e            equip...
RESOLUÇÃO 105/99 Limites de migração total | ALIMENTOS                Tipo I	    alimentos aquosos não ácidos (pH > 5);   ...
RESOLUÇÃO 105/99Limites de migração total | SIMULANTES                SIMULANTE A 	    água destiladaClassificação        ...
RESOLUÇÃO 105/99Limites de migração total | METAIS E OUTROS COMPOSTOSClassificação                Determinação da migração...
VANTAGENSDO SISTEMA
O BAG-IN-BOX         50          SURGIU HÁ                        ANOS ATRÁS         PELA NECESSIDADE DE UMA NOVA         ...
VANTAGENS                                              CAPACIDADE                                              1L     ATÉD...
ESTRUTURA                                    C   D                           AlturaCo                                     ...
FILMES  E SUAS OPÇÕES                                                               TPO²          TPH2O                   ...
FILMES                      E SUAS OPÇÕES                                                                                 ...
FILMESE SUAS OPÇÕES                PET METALIZADO  PEBD                 ALTA BARREIRA     PAADESIVO  EVOH                 ...
Bo  ca      l3          2m            m                  Elp                      ho                                 E SUA...
Bo  ca      l5           5m                 Ro                   sc                      a                                ...
Bo         c  al                 28                      mm                            Vi                              to ...
Bo  ca      l3          2m                                          E SUAS OPÇÕES               Pr                  e     ...
Bo  ca     l1       0m          m              Tu                                 E SUAS OPÇÕES                 b         ...
SISTEMA      PASSO-A-PASSOBAG-IN-BOX
ACESSÓRIOS      ENVASESUPORTEENVASEMANUAL(Vertical eHorizontal)SUPORTEENVASE(Chaminé e 2”)
ACESSÓRIOS          DESENVASE                              INDICADORVÁLVULA                       DE NÍVELDESENVASE(2”, In...
EXPERIÊNCIAS   ATUAISDA INDÚSTRIA
APLICAÇÕES     POLPAS     Sucos, Atomatados,Polpas e Concentrados 	     de frutas de alta e baixa acidez.
APLICAÇÕES      LÁCTEOS      Iogurte, Creme de leite, Leite condensado,      Misturas para milk shake, Sundae (sorvete),  ...
APLICAÇÕES      BEBIDAS      Chás, Xaropes e Extrato de Café
APLICAÇÕES         ÓLEOS         Lecitina de soja, Óleo de soja,         Amendoim, Prímula, Canola, Milho
APLICAÇÕES      OVO LÍQUIDO      Ovo integral, Gema e Clara
APLICAÇÕES       ÁGUA DE COCO       Coco-Verde
APLICAÇÕES     VINHOS     Tinto, Branco e Suco de Uva
DEFININDO A MELHOR OPÇÃO DEEMBALAGEM   ?
PR     OD          UT            O   DA EMBALAGEM                       ESCOLHAAP  LIC     AÇ       ÃOPR     OC       ES  ...
PRODUTO                        T E M P E R AT U R A                            DE ENVASE                          O2      ...
APLICAÇÃO                         CONSUMO   TEMPO DE PRATELEIRA                                    VOLUME                 ...
PROCESSO                    Cl                         Na             C O N S E R VA N T E S        FORMA ESPUMATRANSPORTE...
EMBALAGEMSUSTENTÁVEL
RE               FLFONTE: ISC                 ET                    IR             RE                                     ...
EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE  FL    ET       IR                                       REFLETIR             Antes de comprar ou p...
EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE  CU     SA        R                                      RECUSAR             Recusar materiais desn...
EMBALAGEMSUSTENTÁVEL                                 REUTILIZAR             R        ZA     ILI  UTRE                 Pens...
EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE  DU     ZI       R                                       REDUZIR             Reduzir o lixo e o con...
EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE  CI    CL       AR                                      RECICLAR             Reciclagem envolve a t...
CASEDE SUCESSO
CASEDE SUCESSO Se a caixa é octogonal, porquê o bag também não é?
CASEDE SUCESSOBag Ocotogonal 1000L
EMBALAGEMSUSTENTÁVELRedução de 20% nageração de resíduo plásticoRedução do oxigêniodentro da embalagemRedução do manuseiod...
SUCESSOCASEBag Döhler
OBRIGADA!      RENATA CANTEIRODiretora Técnica e Desenvolvimento   renata.canteiro@embaquim.com.br       Tel.: + 55 11 206...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Bag-in-Box na Indústria do Food Service

1.287 visualizações

Publicada em

Apresentação desenvolvida para a Embaquim no XXVI SEMANENG da UNESP sobre história e aplicação da tecnologia de embalagens flexíveis, conhecidas como Bag-in-Box, na indústria do Food Service.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Bag-in-Box na Indústria do Food Service

  1. 1. O BAG-IN-BOX NA INDÚSTRIA DO FOOD SERVICE
  2. 2. O BAG-IN-BOXNA INDÚSTRIA DO FOOD SERVICECaracterísticas e AplicaçõesRenata CanteiroDiretora Técnica e Desenvolvimento
  3. 3. AGENDA 11/OutA EMBALAGEM VANTAGENSNA CADEIA DE ALIMENTOS DO BAG-IN-BOXFunções da Embalagem Tipos de Filmes, BarreirasTipos de embalagens e opções de TampasTendências da AlimentaçãoEmbalagens Ativas EXPERIÊNCIASImportância do fornecedor ATUAIS DA INDÚSTRIA A Embaquim DEFININDO A MELHOR Normas Aplicáveis OPÇÃO DE EMBALAGEM
  4. 4. A EMBALAGEM NA CADEIADE ALIMENTOS
  5. 5. FUNÇÕES DAEMBALAGEMPROTEGER CONSERVAR INFORMAR APRESENTAR TRANSPORTAR
  6. 6. TIPOS DEEMBALAGEM B2B VAREJO USO INTERNOFOOD SERVICE TERCEIRIZAÇÃO (Fracionamento)
  7. 7. SE NS OR IA LE PR AZ ER COFONTE: www.brasilfoodtrends.com.br NV EN I ÊN CI A NA ALIMENTAÇÃO TENDÊNCIAS EP CO RA NF TIC IA ID BI AD LID E AD EE SA QU UD AL AB ID AD ILI DA E D EE BE SU M ST ES EN TA TA R B ILI DA D E EÉ TIC A
  8. 8. EMBALAGENSATIVAS Atmosfera modificada Absorção de O2 Absorção do etileno Redução da umidade Liberação de aditivos Nanotecnologia Flavorizantes Sistemas monitoradores de temperatura e crescimento microbianoFONTE: www.brasilfoodtrends.com.br
  9. 9. A IMPORTÂNCIA DOFORNECEDOR HIGIENE & CONSERVAÇÃO DO ALIMENTO
  10. 10. SEGURANÇA,FLEXIBILIDADE E INOVAÇÃO.
  11. 11. A EMBAQUIM 1º PIONEIRA NA PRODUÇÃO DO SISTEMA BAG-IN-BOX2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
  12. 12. 3 EX TR US OR AS5 CO RT E & SO L DA ESTRUTURA4 IN JE TO RA S 8 LIN HA SD EA CA BA M EN2 TO DE LA SA 3.700m² área construída UT OM PARQUE INDUSTRIAL ÁT IC AS
  13. 13. GARANTIA DAQUALIDADE Teste de EstanQUiedade Teste de Resistência ao vapor Teste de PERFURAÇÃO Teste de PRESSÃO Teste de Solda do Bocal “Drop Test”
  14. 14. CERTIFICAÇÕES EMPRESA CERTIFICADA ISO 9001 ATENDE AOS REQUISITOS BUREAU ISO 14.000 VERITAS ATENDE AOS REQUISITOS ISO 22.000RECICLAGEM DE APARAS ATENDE AOS REQUISITOSPAPEL // PLÁSTICO ISO 26.000 BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO EDUCAÇÃO DOS COLABORADORES
  15. 15. PRÊMIOS
  16. 16. NORMASAPLICÁVEISResinas e aditivos100% aprovados peloFDA, Mercosul e Anvisa. RESOLUÇÃOProdutos fabricadosde acordo com a 105/99 técnico Re gulamento is paraResolução 105/99, gera disposições gens eaprovados pela Tecpar embala lásticos em equi pamentos p limentos a contato com
  17. 17. RESOLUÇÃO 105/99 Lista positiva de polímeros e resinas para embalagens e equipamentos plásticos em contato com alimentos Lista positiva de aditivos para materiais plásticos destinados a elaboração de embalagens e equipamentos em contato com alimentos Material reciclado
  18. 18. RESOLUÇÃO 105/99 Limites de migração total | ALIMENTOS Tipo I alimentos aquosos não ácidos (pH > 5); Tipo II alimentos aquosos ácidos (pH < 5);Classificação Tipo III a. alimentos aquosos não ácidos contendo óleo ou gordura; b. alimentos aquosos ácidos contendo óleo ou gordura; Tipo IV alimentos oleosos ou gordurosos; Tipo V alimentos alcoólicos (conteúdo em álcool superior a 5% (v/v); Tipo VI alimentos sólidos secos ou de ação extrativa pouco significativa.
  19. 19. RESOLUÇÃO 105/99Limites de migração total | SIMULANTES SIMULANTE A água destiladaClassificação SIMULANTE B solução de ácido acético em água destilada a %(m/v) SIMULANTE C solução de etanol em água destilada a 15% ou na concentração mais próxima da real de uso SIMULANTE D azeite de oliva refinado; n-heptano (1)
  20. 20. RESOLUÇÃO 105/99Limites de migração total | METAIS E OUTROS COMPOSTOSClassificação Determinação da migração específica para metais e outros compostos (acetato de vinila, aminas aromáticas, tetrafluoretileno, bisfenol A etc.).
  21. 21. VANTAGENSDO SISTEMA
  22. 22. O BAG-IN-BOX 50 SURGIU HÁ ANOS ATRÁS PELA NECESSIDADE DE UMA NOVA EMBALAGEM PARA ÁGUA DE BATERIA1960 1970 1980 1990 2000 ... 2012
  23. 23. VANTAGENS CAPACIDADE 1L ATÉDESIGN 1MilINTELIGENTE& FÁCIL 100 % RECICLÁVEL LITROSMANUSEIO - 80% - 30% - 90% VOLUME DA VOLUME DE VOLUME DE EMBALAGEM TRANSPORTE RESÍDUOS PÓS VAZIA DESCARTE
  24. 24. ESTRUTURA C D AlturaCo F mp rim ra E en to Largu B A
  25. 25. FILMES E SUAS OPÇÕES TPO² TPH2O ² (ml/m² / 24h) (g/m² / 24h) PEBD – Polietileno de Baixa Densidade 100 5Classificação PEAD - Polietileno de Alta Densidade 100 2 Alta barreira– EVOH Coextrusado <3 <5 PET metalizado – Dupla Laminação com PE <1,0 <1,0
  26. 26. FILMES E SUAS OPÇÕES PONTO DE RESINA TESTE DE CHAMA OBS ODOR DENS. FUSÃOIDENTIFICAÇÃO DO POLÍMERO PEBD Chama Azul Pinga como vela Cheiro de vela 105 0,89 / 0,93 PEAD Chama Azul Pinga como vela Cheiro de vela 130 0,94 / 0,98 Polipropileno Chama amarela, Pinga como vela Cheiro Agressivo 165 0,85 / 0,92 crepita ao queimar, fumaça fuliginosa PET Chama amarela, - Manteiga rançosa 180 1,15 / 1,25 fumaça mas centelha Acetato de vinila Chama amarela esverdeada - - 70 / 110 0,92 / 0,95 PVC flexível Chama amarela, Chama auto extinguível Cheiro de cloro 150 1,19 / 1,35 vértice verde Poliuretanos Bastante fumaça - Acre 230 1,2 / 1,22 Nylon-6 Chama azul, Formam bolas na ponta - 215 1,12 / 1,16 vértice amarelo, centelhas, difíceis de queimar Nylon-66 Chama azul, Formam bolas na ponta Pena e 260 1,12 / 1,16 vértice amarelo, centelhas, cabelo queimado difíceis de queimar
  27. 27. FILMESE SUAS OPÇÕES PET METALIZADO PEBD ALTA BARREIRA PAADESIVO EVOH PEBDADESIVO PA PEBD PEBD ADESIVO PET METALIZADO ADESIVO PEBD
  28. 28. Bo ca l3 2m m Elp ho E SUAS OPÇÕES TAMPAS Bo ca l3 2m m Pl an a Bo ca l5 5m m ASSÉPTICAS Elp ho
  29. 29. Bo ca l5 5m Ro sc a E SUAS OPÇÕES TAMPAS Bo ca l5 5m m Al ça (La cre Ex te rn o) Bo ca l5 5m m INDUSTRIAIS Bo rb ol et a
  30. 30. Bo c al 28 mm Vi to p E SUAS OPÇÕES TAMPASBo ca l3 2m m La cre (A ma re la )Bo ca l3 2m m Bi ca DOSADORAS
  31. 31. Bo ca l3 2m E SUAS OPÇÕES Pr e TAMPAS ss ão Bo ca l3 2m LACRES m La cre (In te rn o)
  32. 32. Bo ca l1 0m m Tu E SUAS OPÇÕES b TAMPAS oD os ad orBo ca l3 0m m Tu b oD os ad or TUBO DOSADOR
  33. 33. SISTEMA PASSO-A-PASSOBAG-IN-BOX
  34. 34. ACESSÓRIOS ENVASESUPORTEENVASEMANUAL(Vertical eHorizontal)SUPORTEENVASE(Chaminé e 2”)
  35. 35. ACESSÓRIOS DESENVASE INDICADORVÁLVULA DE NÍVELDESENVASE(2”, Inox eMetálica) ENROLADORENGATE METÁLICORÁPIDOCONECTOR32mm
  36. 36. EXPERIÊNCIAS ATUAISDA INDÚSTRIA
  37. 37. APLICAÇÕES POLPAS Sucos, Atomatados,Polpas e Concentrados de frutas de alta e baixa acidez.
  38. 38. APLICAÇÕES LÁCTEOS Iogurte, Creme de leite, Leite condensado, Misturas para milk shake, Sundae (sorvete), Coalhada, Leite e Derivados
  39. 39. APLICAÇÕES BEBIDAS Chás, Xaropes e Extrato de Café
  40. 40. APLICAÇÕES ÓLEOS Lecitina de soja, Óleo de soja, Amendoim, Prímula, Canola, Milho
  41. 41. APLICAÇÕES OVO LÍQUIDO Ovo integral, Gema e Clara
  42. 42. APLICAÇÕES ÁGUA DE COCO Coco-Verde
  43. 43. APLICAÇÕES VINHOS Tinto, Branco e Suco de Uva
  44. 44. DEFININDO A MELHOR OPÇÃO DEEMBALAGEM ?
  45. 45. PR OD UT O DA EMBALAGEM ESCOLHAAP LIC AÇ ÃOPR OC ES SO
  46. 46. PRODUTO T E M P E R AT U R A DE ENVASE O2 O2 O2 O2 O2 O2 Ph O2 SENSIBILIDADE AO O2 T E O R D E P O L PA (PARTÍCULAS) VISCOSIDADE
  47. 47. APLICAÇÃO CONSUMO TEMPO DE PRATELEIRA VOLUME SISTEMA DE DISPENSAMENTO
  48. 48. PROCESSO Cl Na C O N S E R VA N T E S FORMA ESPUMATRANSPORTE E N VA S A D O R A ARMAZENAMENTO PRODUTIVIDADE AMBIENTE DE ENVASE
  49. 49. EMBALAGEMSUSTENTÁVEL
  50. 50. RE FLFONTE: ISC ET IR RE EMBALAGEM CU SA R RE UT ILI ZA R SUSTENTÁVEL RE DU ZI R 5Rs RE CI CL AR
  51. 51. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE FL ET IR REFLETIR Antes de comprar ou pedir alguma coisa, deveríamos refletir se realmente precisamos dele. O consumo excessivo e o consumismo lideram as causas da degradação ambiental e social.FONTE: ISC
  52. 52. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE CU SA R RECUSAR Recusar materiais desnecessários que não sejam biodegradáveis, como sacolas e copos descartáveis.FONTE: ISC
  53. 53. EMBALAGEMSUSTENTÁVEL REUTILIZAR R ZA ILI UTRE Pensar sobre as coisas que você pode reutilizar: envelopes velhos, jornais, sacolas plásticas, etc. Doar ou vender objetos pessoais como vestuário, móveis e brinquedos. A reutilização de itens reduz o número de coisas novas que você precisa comprar e, portanto, reduz a quantidade de resíduos que se produz.FONTE: ISC
  54. 54. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE DU ZI R REDUZIR Reduzir o lixo e o consumo de energia.FONTE: ISC
  55. 55. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE CI CL AR RECICLAR Reciclagem envolve a transformação de mateiais usados, indesejados em novos produtos para evitar o desperdício de materiais potencialmente úteis. Apesar das estratégias utilizadas para reciclagem não serem o caminho ideal para a sustentabilidade e a redução das emissões de CO2, elas fazem sentido no que diz respeito à conservação dos recursos naturais escassos.FONTE: ISC
  56. 56. CASEDE SUCESSO
  57. 57. CASEDE SUCESSO Se a caixa é octogonal, porquê o bag também não é?
  58. 58. CASEDE SUCESSOBag Ocotogonal 1000L
  59. 59. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRedução de 20% nageração de resíduo plásticoRedução do oxigêniodentro da embalagemRedução do manuseiodurante envaseAté 100L a mais na caixa 100L +
  60. 60. SUCESSOCASEBag Döhler
  61. 61. OBRIGADA! RENATA CANTEIRODiretora Técnica e Desenvolvimento renata.canteiro@embaquim.com.br Tel.: + 55 11 2066 - 2333 www.embaquim.com.br

×