Slidesnovotestamentoevangelhos

1.345 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slidesnovotestamentoevangelhos

  1. 1. Introdução e Análise aosEvangelhos Canônicos e Apócrifos
  2. 2. Panorama do Curso - AulasAula 1: Introdução aos EvangelhosCanônicos IAula 2: Introdução aos EvangelhosCanônicos IIAula 3: Introdução aos EvangelhosApócrifos IAula 4: Introdução aos EvangelhosApócrifos II
  3. 3. Aula 2 B) Introdução aos Evangelhos Canônicos II B.1) Os Evangelhos Sinóticos I: a) A Questão das Fontes b) O Plano Geral dos Evangelhos c) Relações entre Mateus, Marcos e Lucas B.2) Os Evangelhos Sinóticos II:a) O Evangelho de Marcos / b) O Evangelho de Mateus / c) O Evangelho de Lucas B.3) O Evangelho de João a) Relações entre João e os Sinóticos b) Plano Geral do Evangelho de João
  4. 4. A) Introdução aos Evangelhos Canônicos II B.1) Os Evangelhos Sinóticos I: O Jesus Histórico O Plano Geral dos Evangelhos Marcos – Mateus – Lucas
  5. 5. A) Introdução aos Evangelhos Canônicos II B.2) Os Evangelhos Sinóticos II: O Evangelho de Marcos O Evangelho de Mateus O Evangelho de Lucas
  6. 6. A) Introdução aos Evangelhos Canônicos II B.3) O Evangelho de João Relações entre João e os Sinóticos Plano Geral do Evangelho de João
  7. 7. OS EVANGELHOS SINÓTICOS IFORMAÇÃO E RELAÇÕES ENTRE EVANGELHOS
  8. 8. O Jesus Histórico História da Pesquisa
  9. 9. • O cristianismo do primeiro século é o resultado do impacto da vida e do ensino de Jesus.• Jesus, a partir da Galiléia, iniciou um movimento cuja amplitude rapidamente se ampliou e alcançou novas paragens e ambientes em todo o vasto Império Romano.
  10. 10. • O cristianismo nasceu na Palestina.• Jesus nasceu em Belém da Judeia (Mt 2.1).• Jesus cresceu em Nazaré (Mt 2.23).• Ele começou seu ministério nas cidades que estão às margens do Mar da Galiléia (Mt 4.13-15).• Ele viajou pela Galileia (Mt 4.23).• Jesus em Traconides (Mt 11.21).• Jesus visitou e fez milagres em Decápolis (Mt 4.25) e Samaria (Lc 17.11).• Ele foi preso, torturado, morto e sepultado em Jerusalém (Mt 21.10), tendo ressuscitado e ordenado aos seus discípulos que permanecessem na cidade (At 1.4)
  11. 11. O Jesus Histórico A Palestina Antes de Jesus• Ptolomeus• Selêucidas Domínio • Herodes, o Grego Grande • Separação administrativa da Judeia e da Domínio Galileia Asmoneu Domínio Romano
  12. 12. O Jesus Histórico A Judeia no Tempo de JesusPrefeitos Romanos Administração• Copônio (6-9) • Administrada por prefeitos• Marcos Ambíbulo (9-12) (praefectus após a deposição de• Ânio Rufo (12-15) Herodes Arquelau.• Valério Grato (15-26) • Correspondia a Judá, a Samaria e à Iduméia.• Pôncio Pilatos (26-36) • Os prefeitos da Judeia eram subordinados ao governador da Síria.
  13. 13. O Jesus Histórico A Galileia no Tempo de JesusFlávio Josefo• os galileus “sempre foram Séforis e “As aldeias “Aldeias da numerosos e Tiberíades, belicosos” monumentos da Alta Baixa• lutas pela de urbanização Galiléia” Galiléia” independência
  14. 14. O Jesus Histórico A Vida de Jesus: Infância IOrigens de Jesus• Nós temos poucas informações seguras sobre as origens de Jesus.• Pouco se sabe dos antecedentes familiares de Jesus.• Pouco se sabe sobre os seus primeiros anos de vida.• Essas lacunas foram preenchidas por lendas provenientes da imaginação popular.
  15. 15. O Jesus Histórico A Vida de Jesus: Infância IIDas Origens de Jesus, sabemos que:• os pais de Jesus se chamavam José e Maria• Jesus e seus pais viveram em Nazaré• Jesus tinha vários irmãos• A ocupação de José e provavelmente de Jesus tem relação com possíveis visitas frequentes a Séforis• A educação judaica de Jesus: família e sinagoga
  16. 16. O Jesus Histórico A Vida de Jesus: Infância IIINazaré• população máxima de 480 habitantes no começo do séc. I• situada a apenas quatro ou cinco quilômetros de Séforis• fora da rota de uma grande estrada que passava por Jafa• aldeia sem importância especial, sem dúvida, ofuscada por Jafa• todas as aldeias desta região eram governadas e tributadas por Séforis• sensível às pressões administrativas
  17. 17. O Jesus Histórico A Vida de Jesus: Ministério Atividades Movimento Separação: batismais de JesusJesus e o Batista. Jesus e o paralelas (Jo desenvolveu Batista. 3.22, Jo 4,1- características 2). próprias.
  18. 18. O Jesus HistóricoO Tríplice Ministério de Jesus I. ensinando nas sinagogas E percorria Jesus toda a Galiléia (Mt 4.23) II. pregando o evangelho do E percorria Jesus todas as Reino cidades e povoados (Mt 9.35) III. curando todas as enfermidades e moléstias
  19. 19. O Jesus Histórico A Pregação: Reino de Deus Expressões RelaçãoPregação Religião Conhecida simbólicas, Reino- Comum com Central no poéticas, implicações Ações (Mc no NT judaísmo sugerindo a 1.15; Mtde Jesus políticas. doutrina. 12.28)
  20. 20. O Jesus Histórico A Vida de Jesus: MortePurificação doTemplo (Mc11.15-16) Ação das Ação das• Cambistas Autoridades Autoridades Judaicas Romanas• Vendas• Utensílios
  21. 21. O Jesus Histórico RessurreiçãoTestemunhas Testemunhos Dúvida• Mulheres • Paulo • Bultmann• Discípulos • Atos • Crossan• Liturgia: Lc 24
  22. 22. Plano Geral dos Evangelhos Divisão Geral dos EvangelhosMinistério de Jesus O ministério de A paixão, a morte e ana Galiléia (Mt 4.12; Jesus na Judéia (Mt ressurreição de 19.1) 19.1, 24.16) Cristo (Mt 26.1)
  23. 23. Plano Geral dos Evangelhos Particularidades dos EvangelhosNarrativas do Nascimento Narrativas Exclusivase Infância • Mt - M• Mt 1-3 • Mc - os 6 versos• Lc 2 • Lc - L • Jo – viagens à Jerusalém
  24. 24. Os Quatro Evangelhos• Três dos quatro evangelhos são muito semelhantes, e por isso são chamados de sinóticos.• O tamanho dos evangelhos é variável, pois cada evangelista resolveu enfatizar aspectos importantes para o seu grupo.• Ainda que diferentes em forma e extensão, os Evangelhos falam de forma coerente entre si sobre Jesus e o movimento a ele ligado.• É Jesus o ponto de partida que une todos os evangelhos.
  25. 25. Marcos – Mateus – Lucas A Questão Sinótica IHipóteses Evidências• Evangelho primitivo • Paralelos entre os três• Fragmentos evangelhos• Tradição • Paralelos entre Marcos e Mateus• Utilização ou Lucas • Mateus - Marcos - Lucas • Paralelos entre Mateus e Lucas • Mateus - Lucas - Marcos • Marcos - Mateus / Marcos - Lucas
  26. 26. Marcos – Mateus – Lucas A Questão Sinótica IIParalelos entre os Paralelos entre dois Seções de discursossinóticos evangelhos que só estão em• autoridade de Jesus (Mc • Mt 4.18-22a, paralelo Mateus e Lucas 11.27ss par.) a Mc 1.16-20a• cura do leproso (Mc 1.40ss • Mt 3.7b-10.12 / Lc par.) • Mc 1.21-25, paralelo a 3.7b-9.17.• Discurso escatológico (Mc Lc 4.31-35 • - Mt 23.37-39 / Lc 13.5-8.14-17, 28-32 par.) 13.34-35• Mc 8.34-36 par.; Mc 9.1 e paralelos; Mc 10.13-15 par. • - Mt 11.4ss / Lc 7.22ss.
  27. 27. OS EVANGELHOS SINÓTICOS IIMATEUS, MARCOS E LUCAS
  28. 28. Evangelho de Marcos Contexto do Evangelho Sinagogas Tiro e Sidon • 1.21,23,29,39; • 3.8 Síria, contexto 3.1;próximo ao ano • 7.24 5.22,35,36,38; 70 6.2; 12.39; 13.9.
  29. 29. Conteúdo do Evangelho de Marcos• O Evangelho de Mateus apresenta, como outros Evangelhos Sinóticos, três grandes seções, Introdução Jesus na Subida a Paixão e com temas Galileia Jerusalém Ressurreição (1.1-13) (1.14-5.43) (10.1-52) (14.1-16.8) diferenciados para cada uma
  30. 30. Evangelho de Marcos Divisão do EvangelhoMilagres Os Doze: Sem Fé, Os Doze: Três anúncios• Milagres entre judeus Cegos, Mudos, Testemunho e prévios da • Na sinagoga: 1.23 Surdos Cegueira • Casa de Simão: morte 1.31 • Caminha sobre • Pães e • Leprosos: 1.41 as águas: 6.48 testemunho: • 8.31 • Paralítico: 2.1 • Cura o 8.1-10 • 9.30 • Na sinagoga: 3.1 paralítico: 6.55 • Cego: 8.22• Milagres do Reino • 10.32 • Tiro e Sidon: • Testemunho de • Natureza: 4.39 • Demônios: 5.1 7.26 Pedro: 8.29 • Enfermidade: 5.29 • Cura do surdo: • Cego: 10.22 • Morte: 5.41 7.32
  31. 31. Evangelho de Marcos Temas do EvangelhoSilêncio Jesus Cristo Filho de Deus Contra a FaltaMessiânico • Para os • Para os de Fé• 1.44 judeus gentios • 16.14• 5.43• 9.9• Inversão: 16.8
  32. 32. Evangelho de Mateus Contexto do Evangelho Galileia, não maisContexto pós-70 Fariseus e Escribas Antioquia
  33. 33. A Composição Social da crianças brincando na praça do mercado (MtComunidade de Mateus 11.6); recrutamento de diaristas na praça do mercado• A comunidade (Mt 20.3); mateana é basicamente uma comunidade citadina. o ambiente urbano sugerido na parábola da grande ceia – um vai para o campo, e outro• O termo pólis (cidade) para o seu negócio (emporía, Mt 22.5); surge no Evangelho 27 vezes, em vez das 8 aparições do o ambiente urbano também é sugerido na Evangelho de Marcos, parábola das virgens (Mt 25.1ss); além das menções constantes ao mesmo que haja tais menções, ainda há fortes comércio no indicações de proximidade com o ambiente Evangelho. campesino, o que evidencia que o local de redação e/ou destino provavelmente é uma cidade pequena.
  34. 34. Perfil dos Membros daComunidade de Mateus José de Arimatéia, descrito em Marcos como um conselheiro, é descrito em Mateus como um homem rico que se torna discípulo de Jesus (Mt 27.57) o reino dos céus é descrito na imagem de um rico proprietário de vinhedos (Mt 20.1ss) o rico de Marcos transforma-se em Mateus no jovem rico (Mt 13.22; 19.23s) a crítica aos ricos de Marcos 10.23 é modificada: é feita uma menção explícita aos plousioí, ricos (Mt 19.23), além da menção à pobreza espiritual em Mt 5.3
  35. 35. Os Servos dos Ricos coletores de impostos (Mt 5.46; 9.10s; • A presença de um 10.3; 11.19; 18.17; 21.31s) considerável número de referências aos ricos em Mateus, militares (Mt 3.14; 5.25); quando comparado com os outros Sinóticos (especialmente Marcos), pode ser suboficiais romanos (Mt 8.5,8,13; 27.54); reforçada pela presença de referências àqueles que os servem: a guarda do sumo-sacerdote (Mt 26.58; 27.65,66; 28.11).
  36. 36. Conteúdo do Evangelho de Mateus • O Evangelho de Mateus apresenta, como outros Evangelhos Sinóticos, três sobre o grandes seções, sofrimento, sobre a sobre a morte e com temas pessoa (1.1- proclamação ressurreição 4.16) (4.17-16.20) diferenciados de Jesus para cada uma (16.21-28.20)
  37. 37. Evangelho de Mateus Esboço de MateusPrólogo• 1.1-2.23O Evangelho do Reino• 3.1-7.29O Reino expandido sob a autoridade de Jesus• 8.1-11.1O ensino e a pregação do Evangelho do Reino: aoposição crescente• 11.2-13.53A glória e a penumbra: a polarização progressiva• 13.54-19.2Oposição e escatologia: o triunfo da graça• 19.3-26.5A paixão e a ressurreição de Jesus• 26.6-28.20
  38. 38. Evangelho de Mateus Mateus 1-4 A libertação do exílio (Mt 1.1-17): Mateus 1. 17 A libertação da família (Mt 1.18-25): Mateus 1. 20 A libertação dos gentios (Mt 2.1-12): Mateus 2. 2 A libertação da morte (Mt 1.13-23): Mateus 2 .20 A libertação da tentação (Mt 4.1-11): Mateus 4.10-11
  39. 39. Evangelho de Mateus
  40. 40. Evangelho de Lucas Contexto do Evangelho Um Evangelho AdversáriosContexto Grego Tardio, com Judeus seleção de fontes
  41. 41. Evangelho de Lucas Divisão do EvangelhoPrólogo O caminho O Caminho Em• 1.1-4.13 na Galileia para Jerusalém • 4.14-9.51 Jerusalém • 19.28- • 9.51-19.27 24.53
  42. 42. Evangelho de Lucas Temas do EvangelhoCaminho História da Opção pelos• 1.76,79; 2.44; 3.4; 7.27; Salvação Desafortunados 8.5,12; 9.3,57; • Antes de Cristo: • Convite aos pobres: 14.13 10.4,31,38; 11.6; 12.58; Esperança de Israel • Repartir com os pobres: 13.22,33; 14.23; 18.35; 18.22, 19.8 19.28,36; 20.21; • Em Cristo • Viúva pobre: 21.2 24.17,32,35. • Depois de Cristo: Igreja • Lázaro: 16.20 • Beira do caminho: bom- samaritano – 10.25-37
  43. 43. O EVANGELHO DE JOÃORELAÇÕES COM OS SINÓTICOSPLANO DO EVANGELHO
  44. 44. A Relação João-Sinóticos Semelhanças entre João e os Sinóticos Dependência deRelato da Paixão Crossan Marcos
  45. 45. A Relação João-Sinóticos Diferenças entre João e os SinóticosViagens a Sete Milagres Alta CristologiaJerusalém
  46. 46. Evangelho de João Conteúdo do EvangelhoPrólogo Sete Milagres, Paixão, Morte e Sete Discursos Ressurreição

×