Slideevangelhocomogeneroliterario

356 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slideevangelhocomogeneroliterario

  1. 1. EVANGELHOCOMO GÊNERO LITERÁRIO
  2. 2. O Evangelho como Gênero Literário• O Uso do Antigo Testamento na Pregação Neotestamentária – “A profissão de fé e – Diante da ressurreição, a pregação cristã comunidade primitiva começam e se fundam, entendeu que a morte outrora como hoje, na tinha um sentido e ressurreição de Jesus.” significado, e nisto a ressurreição era uma prova inconfundível.
  3. 3. O Evangelho como Gênero Literário• A Via de Jesus “segundo as Escrituras” – Para a comunidade • “A consciência da primitiva, o destino de Jesus deve corresponder conformidade da morte à Sagrada Escritura do Senhor com a – A pregação apostólica Escritura reclamava: assumiu o princípio de – uma explicitação ser expositora da – um desenvolvimento Escritura, pois a paixão, – evidência: a história da morte de ressurreição de paixão Jesus estavam nela
  4. 4. O Evangelho como Gênero Literário• Relações entre Antigo Testamento e o Cristianismo – A Igreja exprime o que aconteceu com Jesus com palavras do Antigo Testamento. – Expressões da Igreja para • Exemplos na narrativa da exprimir conceitos teológicos paixão: é do Antigo Testamento: – divisão de vestes (Jo • Deus, salvação, juízo, justiça, graça, crer, escolher, verdade 19.24 / Sl 22.18) • convite do Salvador (Mt 11.28- – Escárnio e 30) zombarias(Lc 18.31- • agradecimentos (Lc 1.46-55; 68-79) 32 / Is 53.3) – o grito de Jesus (Mt 27.46 / Sl 22.1)
  5. 5. Referências Temáticas do AT no NT: • Mc 8.2 Cristo • Mt 11.2 “Filho de Davi” (Sl 2) • Mc 1.11,9.7 “Filho do Homem” • Mc 8.28, 13.26 (Dn 7.13) • Jo 3.13
  6. 6. Atitude de Jesus Perante o AT
  7. 7. Os Encômios e os Evangelhos• O encômio (louvor, elogio, • Segundo Cícero (106-43 a.C.), um panegírico) é uma apresentação encômio deve conter: laudatória de uma pessoa, sendo – o nome semelhante à biografia, ainda que – a origem não faça referência à totalidade – o modo de vida da vida do personagem narrado; – a fortuna• O primeiro a fazer em prosa tal – os hábitos apresentação elogiosa foi – os sentimentos Isócrates (436-338 a.C.), nas – os interesses obras Nicócles, Os Ciprianos e – as propostas Evágoras. – as realizações• A estrutura dos encômios foi – os acidentes desenvolvida no período – uma fala sobre os feitos. helenístico, principalmente entre os oradores romanos. – CÍCERO, De Inventione, I, xxiv, 34.
  8. 8. Os Encômios e os Evangelhos• Ordem cronológica do encômio Encômios do Novo Testamento (narrativum) segundo K. Berger: – Proêmio – indicação de origem 1 Tm 3.16: Cl 2.9-15 Referências – formação e profissão Hb 7.1-10 ao gênero – Atos – virtudes, vícios e atitudes -escrito no I Tm 2.5-6 oposto ao habituais). passivum Tt 2.11-15: encômio, a• As fontes mais abundantes dos divinum zombaria: encômios: - próximo - textos em Mc 15.29- – inscrições aos que são 32,36 – literatura judaico-helenista encômios citadas as Mt 27.40-44 – modelo simplificado: mais principais Lc 23.35- • Natureza antigos obras dignas 37,39 • Origem • Atos - enumera a de louvor, Mc 15.18 • Fama. origem – primeiro as Mt 27.49 “revelado da graça, Lc 22.64 na carne” depois as de Jo 11.37, 19.3 - enumera Jesus Cristo. Lc 4.23. as ações
  9. 9. As Biografias Greco-Romanas e os Evangelhos• As biografias greco- • Um paradigma para a romanas análise da biografia – apresentam grande grego-romana da época flexibilidade e variabilidade da redação dos no período compreendido Evangelhos é a obra do entre o século I a.C. e I d.C. Plutarco (45-125? d.C.), – conservam relações mais autor grego de quem pelo próximas com o gênero ‘evangelho’. menos cinqüenta ‘Vidas’ – desde a sua origem, foram foram preservadas e são chamadas de ‘Vidas’ (em conhecidas hoje. grego, bíoi; em latim, vitae).
  10. 10. Características das Biografias Greco- Romanas concentravam- continham se nos uma narrativa detalhes do histórica caráter do seu apenas protagonista abreviada apresentavam grande tinham caráter diversidade de moral padrões literários
  11. 11. Elementos que fazem parte de uma Biografia Helenística prodígios pessoais relatos daGenetlíaco Lc 2.25-38 sabedoria Mt 2.1-12, McMt 1.20-21 14.3-8 Lc 2.41-52Lc 1.1,13b origem ultima história de nobre do verba infância herói relatos de políticas Lc 23.46 sofrimento Mt 1.18-25Mt 2.16-18 Jo 19.30 e morte Lc 2.1-5

×