Quem são os filhos de Deus nessa terra?

399 visualizações

Publicada em

quem são os filhos de Deus? será que podemos ser chamados de filhos de Deus?e se eu nao for ?o que fazer para ser um deles? esse estudo mostra a grandiosidade e a misericordia de Deus ,em não fazer acepçao de pessoas, mas escolhe quem aceita a Ele com sinceridade e livre arbitrio.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
399
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quem são os filhos de Deus nessa terra?

  1. 1. QUEM SÃO OS FILHOS DE DEUS?
  2. 2. “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são Filhos de Deus” (Romanos 8:14)
  3. 3. “E, se somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros com Cristo: se é certo que com Ele padecemos, para que também com Ele sejamos glorificados.” (Romanos 8:17, KJV)
  4. 4. “Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.” (Hebreus 12: 6-8)
  5. 5. “Por isso saí do meio deles (dos infiéis, dos idólatras, dos dirigidos por Belial, etc...), e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e Eu vos receberei; e Eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (II Coríntios 6:17-18, parênteses acrescentados)
  6. 6. “Não há tal coisa como seguir a Cristo a menos que recuseis gratificar a inclinação e determineis obedecer a Deus. Não são vossos sentimentos, vossas emoções, que vos tornam um filho de Deus, mas o fazer a vontade de Deus.. Uma vida de utilidade está diante de vós se vossa vontade se tornar a vontade de Deus”. (Testimonies for the Church, Vol. 5, p. 515)
  7. 7. “Os ministros pregam coisas agradáveis para convirem a esses que professam a religião de um modo carnal. Não ousam pregar a Jesus e as verdades incisivas da Bíblia... Vi que se a falsa cobertura tivesse sido retirada dos membros da igreja, seriam reveladas tais iniqüidades, vilezas e corrupção, que o mais tímido filho de Deus não teria hesitado em chamar a esses professos cristãos pelo seu verdadeiro nome, filhos de seu pai, o diabo; pois suas obras o atestavam.” (EGW, Primeiros Escritos, p. 228)
  8. 8. As condições para sermos filhos de Deus são: 1. Ser guiado pelo Espírito de Deus 2. Padecer com Cristo 3. Suportar a correção 4. Separação do mundo 5. Fazer a vontade de Deus
  9. 9. COMENTÁRIOS SOBRE O LIVRETO: “OS DEZ MANDAMENTOS” — Princípios divinos para melhorar seus relacionamentos, escrito por LORON WADE, Editado pela Casa Publicadora Brasileira, Tatuí.
  10. 10. Na página 29 lemos: “COMO TER CERTEZA DE PODERMOS USAR ESTE NOME (O nome “Filho de Deus”) ? Talvez você se pergunte: Como posso usar esse nome? Como posso ter a certeza de ser membro da família de Deus tanto na Terra como no Céu? Neste caso, congratulações! De todas as perguntas que alguém possa fazer na vida, essa é a mais importante. O Senhor Jesus Cristo nos apresentou a resposta na instrução que deu aos discípulos. Disse-lhes: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” (Mateus 28:19). É através do batismo que adotamos esse santo nome.
  11. 11. Que pensamentos lhe vêm à mente quando ouve a palavra “batismo” ? — Bem — disse-me um jovem certa vez — quando ouço esta palavra, lembro-me do batismo da minha sobrinha, quando bebê. Os pais dela a seguraram nos braços. Todos nós, parentes e amigos, formamos com eles e os padrinhos um círculo ao redor da pia batismal. Ouvimos enquanto o sacerdote tocava a testa dela com água e pronunciava as seguintes palavras: “Ego baptizo te in nomine Patris, et Filii, et Spiritus Sancti. Amén.” E todos nós dissemos reverentemente: “Aaaaaaa-mem!” (“OS DEZ MANDAMENTOS” , página 29)
  12. 12. Comentários: Loron Wade afirma que é através do batismo em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo que adotamos o nome “Filho de Deus”. Já estudamos as condições para sermos Filhos de Deus, e verificamos que não é através do batismo que nos tornamos Filhos de Deus, e sim, cumprindo aquelas condições. Consideremos , agora, a questão do batismo.
  13. 13. “Ou, porventura, ignorais que todos os que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados na Sua morte? Fomos, pois, sepultados com Ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida. Porque se fomos unidos com Ele na semelhança da Sua morte, certamente o seremos também na semelhança da Sua ressurreição; sabendo isto, que foi crucificado com Ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos.; porquanto quem morreu, justificado está do pecado.” (Rom. 6:3-7)
  14. 14. “O novo nascimento é uma experiência rara nesta época do mundo. Esta é a razão porque existem tantas perplexidades na igreja. Muitos e muitos que assumem o nome de Cristo são profanos e não santificados. Eles têm sido batizados, porém foram sepultados vivos. O ‘eu’ não morreu, e, portanto não ressuscitaram para uma novidade de vida em Cristo.” (Bible Commentary, vol. 6, p. 1075; (Rom. 6:3-7); Margaret Davis, Experience the Gospel, p. 20)
  15. 15. “O Consolador que Cristo prometeu enviar após subir ao céu é o Espírito em toda a plenitude da Divindade, tornando manifesto o poder da graça divina a todos que recebam e crêem em Cristo como um Salvador pessoal. Existem três personalidades vivas do trio celestial; em nome destes três grandes poderes ¾ o Pai, o Filho, e o Espírito Santo ¾ aqueles que recebem Cristo por viva fé são batizados, e estes poderes irão cooperar com os obedientes súditos do céu em seus esforços para viver a nova vida em Cristo. (Special Testemonies, Series B, Nº 7, pp. 62, 63 (1905). { Evangelismo, p. 615}.
  16. 16. COMENTÁRIO DO TEXTO DE ELLEN WHITE 1.Mesmo que o texto de Mateus 28:19 seja usado no batismo, ele não comprova o dogma da trindade. Batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, não implica em dizer que a divindade é composta de três deuses; que são três em Um; que não exista hierarquia na divindade, e que devemos adorar o Espírito Santo como adoramos o Pai. 2. Este texto não diz que, após o batismo, a pessoa se torna um filho de Deus.
  17. 17. No livro de Atos, os discípulos batizavam em nome de Jesus: “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos , e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;” (Atos 2:38) “Respondeu, então Pedro: Pode alguém recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo? E mandou que fossem batizados em nome do Senhor. Então rogaram que ficasse com eles por alguns dias.” (Atos 10: 47 e 48) “E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus.” (Atos 19: 5)
  18. 18. Rodapé da Bíblia de Jerusalém, Sobre Mateus 28:18 a 20 É possível que, em sua forma precisa, essa fórmula reflita influência do uso litúrgico posteriormente fixado na comunidade primitiva. Sabe-se que o livro dos Atos fala em batizar “em nome de Jesus” (Atos 1:5; 2:38). Mais tarde deve ter-se estabelecido a associação do batizado as três pessoas da trindade.
  19. 19. Enciclopédia Britânica, 11ª Edição, Vol. 3, p. 365-366 “A fórmula batismal foi mudada do nome de Jesus Cristo para as palavras Pai, Filho e Espírito Santo pela Igreja Católica no 2º século.” Idem, Vol. 3 pág. 82. “Em todas as fontes mais antigas afirma-se que o batismo era em Nome de Jesus Cristo.”
  20. 20. “Diversas igrejas batizam, sem dúvida, validamente; por esta razão, um cristão batizado numa delas não pode ser rebatizado, nem sequer sob condição. Conseqüentemente, as certidões de batismo delas valem para nós, como se fossem certidões da Igreja Católica. São elas: Igrejas Orientais, Episcopais do Brasil, Luteranas, Metodistas, Presbiterianas, Congregacionais, Batistas e Adventistas.” “Há um só Rebanho”, p. 251-252, Edições Loyola de 1989
  21. 21. §1278 “O rito essencial do Batismo consiste em mergulhar na água o candidato, ou em derramar água sobre sua cabeça pronunciando a invocação da Santíssima Trindade, isto é, do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” “O Catecismo Católico”, p. 354. http://catecismo-az.tripod.com/conteúdo/a-z/a/batismo.html
  22. 22. CONCLUSÃO Ser batizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo não nos torna um filho de Deus, mas um filho da Igreja Católica!

×