Ana Paula
Karina
Lorenna
Mara Freire
Mercela
Tayrine Ludmila
ANEMIA FALCIFORME
ANEMIA FALCIFORME
.
CAUSA
 A anemia falciforme é uma doença genética e
hereditária, predominante em negros, mas que
pode manifestar-se tamb...
.
 O defeito do gene pode ocorrer em estado
homozigoto (SS) ou heterozigoto (AS).
 O traço falciforme constitui indivídu...
.
SINTOMAS
 Dor forte provocada pelo bloqueio do
fluxo sangüíneo e pela falta de oxigenação
nos tecidos;
 Dores articula...
.
MANIFESTAÇÕES LABORATORIAIS
 Anemia normocítica e normocrômica, com
anisocitose, poiquilocitose e RDW
aumentado.
 Pres...
.
DIAGNÓSTICO
 A eletroforese de hemoglobina é o exame
laboratorial específico para o diagnóstico
da anemia falciforme, m...
.
TRATAMENTO
 Não há tratamento específico para a
anemia falciforme. Os portadores
precisam de acompanhamento médico
cons...
.
RECOMENDAÇÕES
 Exija que o teste do pezinho seja feito em
seu filho/a logo depois do nascimento.
 Procure imediatament...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anemia falciforme

474 visualizações

Publicada em

Anemia Falciforme

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anemia falciforme

  1. 1. Ana Paula Karina Lorenna Mara Freire Mercela Tayrine Ludmila ANEMIA FALCIFORME
  2. 2. ANEMIA FALCIFORME
  3. 3. . CAUSA  A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária, predominante em negros, mas que pode manifestar-se também nos brancos.  Ela se caracteriza por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, adquirem o aspecto de uma foice (daí o nome falciforme) e endurecem, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos.
  4. 4. .  O defeito do gene pode ocorrer em estado homozigoto (SS) ou heterozigoto (AS).  O traço falciforme constitui indivíduos heterozigotos para hemoglobina S.  A anemia falciforme constitui indivíduos homozigotos para hemoglobina S.
  5. 5. . SINTOMAS  Dor forte provocada pelo bloqueio do fluxo sangüíneo e pela falta de oxigenação nos tecidos;  Dores articulares;  Fadiga intensa;  Palidez e icterícia;  Atraso no crescimento;  Tendência a infecções;  Cálculos biliares;
  6. 6. . MANIFESTAÇÕES LABORATORIAIS  Anemia normocítica e normocrômica, com anisocitose, poiquilocitose e RDW aumentado.  Presença de drepanócitos (hemácia em foice).  Reticulocitose.  Anemia hemolítica grave.
  7. 7. . DIAGNÓSTICO  A eletroforese de hemoglobina é o exame laboratorial específico para o diagnóstico da anemia falciforme, mas a presença da hemoglobina S pode ser detectada pelo teste do pezinho quando a criança nasce.
  8. 8. . TRATAMENTO  Não há tratamento específico para a anemia falciforme. Os portadores precisam de acompanhamento médico constante (quanto mais cedo começar, melhor o prognóstico) para manter a oxigenação adequada nos tecidos, prevenir infecções e controlar as crises de dor.  Transfusões Sanguíneas para prevenir a anemia.
  9. 9. . RECOMENDAÇÕES  Exija que o teste do pezinho seja feito em seu filho/a logo depois do nascimento.  Procure imediatamente assistência se a pessoa com anemia falciforme tiver uma crise de dor.

×