Doulas e Trabalho Interdisciplinar

1.247 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pela Mestra Maíra Libertad, no I Workshop de Humanização do Parto e Nascimento, Belém - PA, ocorrido no dia 11/10/12

http://humanizabelem.wordpress.com

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Doulas e Trabalho Interdisciplinar

  1. 1. Doulas e Trabalho Interdisciplinar Maíra Libertad Soligo Takemoto Enfermeira Obstétrica, MSc, Doutoranda ANOVA, UERJ, NUPAR ReHuNaAgendaDefinir suporte contínuo durante o parto e o papel dadoulaRevisar evidências relacionadas ao suporte prestado peladoulaRelacionar o suporte da doula com outras aspectos docuidado à parturienteDiscutir implicações para nossa prática 1
  2. 2. Panorama Geral Por que falar de doula?The Millbank Report (EUA) Altas taxas de intervenções com riscos de eventos adversos (práticas utilizadas em excesso) Principais práticas utilizadas em excesso: Indução do parto, analgesia peridura/espinhal, cesárea, monitorização fetal contínua, amniotomia episiotomia, algumas práticas pré-natais de rotina Intervenções benéficas sub-utilizadas! 2
  3. 3. Tecnologias selecionadas sub-utilizadas Parteiras/obstetrizes qualificadas e médicos de família Ações para cessação do tabagismo durante a gestação Prevenção de prematuridade Versão cefácica externa para pélvicos Puxos espontâneos e “tardios” Medidas não-farmacológicas de alívio da dor, medidas para favorecer o conforto e a progressão do trabalho de parto Posições não-supinasOutras tecnologias sub-utilizadas Contato pele a pele precoce Amamentação e estratégias para facilitação Intervenções psicológicas para depressão pós-parto Suporte continuo intraparto 3
  4. 4. Respaldo científico “The only intervention that has consistently reduced rates of cesarean delivery in randomized controlled trials is the one-on-one support of a woman by a nurse, nurse- midwife, or doula.” (Cefalo & Bowes, 1998) Já há mais de uma década!O que é suporte contínuo? Presença contínua Suporte emocional Sugestões sobre medidas de conforto e para lidar com o processo Educação em saúde Advocacy pelos direitos da mulher em trabalho de parto 4
  5. 5. Doulas Provedoras de suporte contínuo “não-médicas˜ Palavra grega para “mulher que serve” Oferece suporte emocional, conforto físico, ponto de vista objetivo, dá suporte à decisão informada, facilita a comunicação, advocacy Oferece suporte para família e parceiro Atuação também no pós-partoDOULA – mulher que serve Mulheres com experiência em acompanhamento de partos normais Capacitação básica 4 dias + experiência Acreditam na capacidade das mulheres Entendem o parto como evento fisiológico normal, seguro e saudável Contratadas pela gestante (em geral) Paciência + Disponibilidade + Empatia + Intimidade 5
  6. 6. Atuação e papéis O que faz uma doula?Formas de atuação Atuação antes do parto Educação para o parto, preparação Atuação no início do processo Evita internação precoce e cascata de intervenções Atuação contínua no trabalho de parto Evita situações de pânico, tensão, medo, dor Atuação no pós-parto Amamentação e detecção precoce de depressão 6
  7. 7. Antes do Parto Noções de anatomia Fisiologia do parto Como são as contrações O que esperar – sensações Ciclo tensão-medo-dorInício do Trabalho de Parto Atendimento e orientação por telefone Visita ao casal, com orientação sobre fase latente Orientação à família Diminuição de estresse Prevenção da internação precoce 7
  8. 8. Atuação no parto Foco no ciclo Medo – Tensão – Dor Suporte contínuo, mesmo com troca de plantão Prioridade no cuidado com a parturienteObjetivos durante o parto Evitar entrar no ciclo Medo-Tensão-Dor Oferecer medidas de conforto Diminuir a demanda sobre enfermagem e médicos Aumentar a confiança no parto normal Aumentar o nível de satisfação 8
  9. 9. Cuidados com o Ambiente Objetivo: Diminuição da função cortical (atividade racional) Melhor evolução do parto Recursos Luz mais baixa Música PrivacidadeAlternância de posições edeambulação Posições mais confortáveis Uso da bola Posições verticalizadas Apoio e incentivo para deambulação Soluções para situações especiais (cardiotoco, soro) 9
  10. 10. Uso de recursos nãofarmacológicos Chuveiro Bola Banheira Compressas quentes/frias Massagem/óleos Visualização, Relaxamento, Respiração Suporte emocional, incentivos InformaçãoAtuação no Pós Parto Elaboração da experiência do parto Ajuda na amamentação Detecção precoce de sinais de depressão pós-parto 10
  11. 11. Benefícios clínicos da doula Qual o impacto de inserir as doulas no cuidado ao parto? Pode mediar os efeitos doO que pode explicar o ambiente do parto: filtrabenefício da doula? ambientes não-familiares e estressantesTeorias Potencializa os sentimentos maternos de confiança e controle, favorecendo a resistências às intervenções Potencial para limitar a “cascata de intervenções” por favorecer a fisiologia 11
  12. 12. O que pode explicar obenefício da doula?FisiologiaO que pode explicar obenefício da doula?Fisiologia 12
  13. 13. Ajustes à maternagem, auto-O que pode explicar o imagem, sentimentos debenefício da doula? competência e confiançaImpacto de Longo Prazo Vínculo mãe-bebê Amamentação Depressão pós-parto Cuidado integral: mulher, bebê e família Favorecimento de relações saudáveis entre os membros da famíliaRevisão Cochrane: Adote suportecontínuo! Não há qualquer evidência de dano que possa ser causado pela presença de suporte contínuo durante o parto Principais benefícios: probabilidade aumentada de parto natural espontâneo (reduz cesáreas, fórceps e vácuo), redução no uso de medicações para dor, aumento da satisfação com a experiência de parto, partos discretamente mais rápidos 13
  14. 14. Revisão Cochrane - 2011 21 estudos, diversos países, 15.000 mulheres Desfechos incluíram: uso de ocitocina, monitoramento contínuo, analgesia, dor severa, duração do trabalho de parto, parto instrumental, cesárea, episiotomia, trauma perineal, escores baixos de APGAR, admissão em UTI do bebê, ansiedade, percepção de controle durante o processo, desfechos maternos de longo prazo Análise de subgrupo: efeitos do tipo de ambiente do parto, tipo de prestador de suporte continuo, timing do suporteEstrutura dos Estudos Mulheres em Trabalho de Parto Com Sem suporte suporte contínuo contínuo Profissional Doula Familiar do staff Desfechos! 14
  15. 15. Revisão Cochrane: Quais osbenefícios do suporte? Aumento de 8% no número de partos vaginais espontâneos Redução de 10% na necessidade de analgesia ou anestesia de qualquer tipo e de 7% no uso de analgesia ou anestesia regional (raquidiana ou peridural) Redução de 31% no número de mulheres com sentimentos negativos sobre a experiência de parto Redução de 10% no número de partos com fórceps ou extrator a vácuo Redução de 21% no risco de cesárea Uma redução de 30% no número de bebês com Apgar baixoAnálise de subgrupo: tipo deprestador INDICADOR EQUIPE TÉCNICA DOULA FAMILIAR/AMIGA Uso de ocitocina durante Aumento de 6% Redução de 31% Não houve diferença o trabalho de parto Parto vaginal Não houve diferença Aumento de 12% Não houve diferença espontâneo Cesárea Não houve diferença Redução de 28% Não houve diferença Sentimentos negativos Não houve diferença Redução de 34% Redução de 43% em relação ao parto 15
  16. 16. Conclusões dos autores Oferecer suporte continuo deveria ser rotina, não exceção! O ambiente do parto deveria garantir privacidade, ser empoderador e não-estressante! O ambiente do parto não deveriam ser caracterizados por intervenções de rotina que adicionam riscos sem benefício claro!Evidências de benefícios de longoprazo em estudos menores Melhoras nos indicadores de amamentação Melhoras no vínculo mãe-bebê Redução nas taxas de depressão pós-parto Aumento da confiança e percepção de facilidade nas tarefas de maternar Auto-imagem materna positiva Necessitam de mais estudos para confirmar! 16
  17. 17. Implicações para a prática? 17

×