Alunos aula 4_-_gerenciamento_financeiro

216 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alunos aula 4_-_gerenciamento_financeiro

  1. 1. AULA 4 ANÁLISE VIABILIDADE ECONÔMICO- FINANCEIRA10 – Análise de Viabilidade Econômico-financeira:10.1 Decisões sobre fontes de financiamento10.2 Modelamento financeiro e fluxo de caixa do projeto10.3 Análise de rentabilidade e risco10.4 Seleção de projetos BRIGHAM, 1999 CLEMENTE,2008 GITMAM, 1997 WOILER, 2008
  2. 2. 10.1 Decisões sobre fontes de financiamento ATIVO capital de giroCirculante fontes de curto prazo PASSIVO (até 1 ano)RALPPermanente: investimentos investimento fontes de longo prazo imobilizado PASSIVO diferido (acima de 1 ano)
  3. 3. RECURSOS RECURSOS INTERNOS EXTERNOS LUCRORESERVAS DE LUCRO:• reserva legal• reservas estatutárias• reserva para contingências• reserva de lucros a realizar• reserva de lucro para expansão• ...• RESERVAS PESSOAIS DO EMPREENDEDOR
  4. 4. RECURSOS EXTERNOS ENDIVIDAMENTO ENDIVIDAMENTO K de TERCEIROS K PRÓPRIOInstituições de fomento Bancos comerciais Fornecedores Emissão de ação Fundos de pensão Debêntures conversíveisFundos de investimento demais terceiros
  5. 5. Fontes financiamento- TECPAR- FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA- FINEP- BRDE- BNDES- CROWDFUNDING- PRIVATE EQUITY- VENTURE CAPITAL- ANGEL INVESTMENT- “LEI DO BEM”
  6. 6. Tabela de financiamento: VALOR DA PRESTAÇÃO = AMORTIZAÇÃO DO PRINCIPAL + ENCARGOS CUSTO DO K
  7. 7. EXEMPLO FINANCIAMENTO PELO BNDESinvestimento total R$ 150.000,00 100%financiamento R$ 120.000,00 80%TJLP1/ano 6,5% = 0,065prazo total 60 mesescarência 12 mesesdata inicial 1/1/2007encargos: spread 0,045 antecipação 0,06 total 1,105 anofator redutor TJLP 1,06ano 365 dias(1+i)÷1,06=(1+0,065)÷1,06 = 1,004717fator encargos (spread + antecipação) [(1+0,045+0,06)n/365-1] 1,000399753 1,105
  8. 8. data dos nº dias saldo devedor saldo amortizado encargos amortização prestação prestaçãopagamentos no mês atual a pagar (n) (St) (Rt) (Et) (At) (Pt) (Tt) 1/1/2007 120.000,00 0 1/2/2007 31 120.047,97 0 - 60 1/3/2007 28 120.091,32 0 - 59 1/4/2007 31 120.139,32 0 2994,468 2.994,47 58 1/5/2007 30 120.185,80 0 - 57 1/6/2007 31 120.233,85 0 - 56 1/7/2007 30 120.280,36 0 3031,710 3.031,71 55 1/8/2007 31 120.328,44 0 - 54 1/9/2007 31 120.376,55 0 - 53 1/10/2007 30 120.423,11 0 3069,085 3.069,08 52 1/11/2007 31 120.471,25 0 - 51 1/12/2007 30 120.517,86 0 - 50 1/1/2008 31 120.566,04 0 3072,727 3.072,73 49 1/2/2008 31 120.614,24 118.101,44 1027,160 2.512,80 3.539,96 48 1/3/2008 29 118.145,60 115.631,87 940,967 2.513,74 3.454,70 47 1/4/2008 31 115.678,09 113.163,35 985,123 2.514,74 3.499,86 46 1/5/2008 30 113.207,13 110.691,42 932,853 2.515,71 3.448,57 45
  9. 9. 10.2 Modelamento financeiro e fluxo de caixa do projeto INVESTIMENTO CUSTO DO PROJETO CAPITAL DE GIRO (fluxo de caixa) RESERVA TÉCNICA resultado anual do fluxo de caixa 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 investimento + Representarão uma saída no ano zero capital de giro do DIAGRAMA de fluxo de caixa + para análise de projetos reserva técnica
  10. 10.  Fluxo de caixa• 3 formas de representação em projetos: 1 Fluxo de Caixa ajustado Saldo final ANO 0 ANO 1 ANO 2 ANO 3 ANO 4 ANO 5(=)flx cx ajustado  (100.000)  (11.200)  (31.400)  68.900 61.200  101.500  2 Diagrama de Fluxo de Caixa ajustado 68.900 61.200 101.500 0 1 2 3 4 5 (100.000) (11.200) (31.400)
  11. 11. “diagrama é uma representação gráfica dos movimentos de dinheiro ao longo do tempo”. saldo fluxo de caixa: entradas – saídas saldo positivo do fluxo 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 ao longo de um valor do saldo negativo do fluxo determinado tempo: ninvestimento
  12. 12. 3 Quadro do Fluxo de Caixa ajustado Fluxo de Caixa ajustado ANO R$ 0 (100.000) 1 (11.200) 2 (31.400) 3 68.900 4 61.200 5 101.500
  13. 13. O FLUXO DE CAIXA PRECISA SER AJUSTADO CONFORME A(S) FONTE(S) DE CAPITAL UTILIZADA(S) ANO I ANO II ANO III ANO IV ANO V(+) entrada 50.000 60.000 160.000 180.000 220.000(-) saída (45.000) (32.000) (36.000) (68.000) (72.000)(=) saldo do fluxo 5.000 28.000 124.000 112.000 148.000
  14. 14. AJUSTE DO FLUXO DE CAIXA 1º PASSO: incluir ANO 0 ANO ANO ANO ANO I II III IV ANO V (+) entrada 50.000 60.000 160.000 180.000 220.000 (-) saída (45.000) (32.000) (36.000) (68.000) (72.000) (=) saldo do fluxo 5.000 28.000 124.000 112.000 148.000 ANO ANO ANO ANO ANO 0 I II III IV ANO V (+) entrada 50.000 60.000 160.000 180.000 220.000 (-) saída (45.000) (32.000) (36.000) (68.000) (72.000) (=) saldo do fluxo 5.000 28.000 124.000 112.000 148.000
  15. 15.  2º PASSO: somar a depreciação ANO  ANO  ANO  ANO  ANO    0 I II III IV ANO V (+) entrada    50.000 60.000  160.000  180.000  220.000  (-) saída    (45.000) (32.000)  (36.000)  (68.000)  (72.000)  (=) saldo do fluxo    5.000 28.000  124.000  112.000  148.000  (+) depreciação  -  2.000  2.000 2.000  2.000  2.000 3º PASSO: incluir no ANO 0: valor do investimento +capital de giro + reserva técnicaInvestimento: 200.000Capital de giro: 80.000 (280.000,)Reserva técnica: zero
  16. 16. ANO  ANO  ANO  ANO  ANO   0 I II III IV ANO V(+) entrada  -  50.000 60.000  160.000  180.000  220.000 (-) saída  -  (45.000) (32.000)  (36.000)  (68.000)  (72.000) (=) saldo do fluxo  -  5.000 28.000  124.000  112.000  148.000 (+) depreciação  -  2.000 2.000  2.000 2.000  2.000 (-) investimento  (200.000)  -  -  -  -  -(-) capital giro  (80.000)  -  -  - -  - (-) reserva téc. -  -  -  - -  - 4º PASSO: ajustar o fluxo(=)flx cx ajustado  (280.000)  7.000 30.000  126.000  114.000  150.000 
  17. 17.  5º PASSO: simular utilização das fontes de recurso INTERNO K TERCEIROS K PRÓPRIO• apenas: UTILIZAÇÃO R INTERNO ANO  ANO  ANO  ANO  ANO   0 I II III IV ANO V(+) entrada  -  50.000 60.000  160.000  180.000  220.000 (-) saída  -  (45.000) (32.000)  (36.000)  (68.000)  (72.000) (=) saldo do fluxo  -  5.000 28.000  124.000  112.000  148.000 (+) depreciação  -  2.000 2.000  2.000 2.000  2.000 (-) investimento  (200.000)  -  -  -  -  -(-) capital giro  (80.000)  -  -  - -  - (=)flx cx ajustado  (280.000)  7.000 30.000  126.000  114.000  150.000 
  18. 18. UTILIZAÇÃO R INTERNO(=)flx cx ajustado  (280.000)  7.000 30.000  126.000  114.000  150.000   7.000 30.000  126.000  114.000  150.000  0                     1                 2                   3                         4                    5  (280.000)
  19. 19. • apenas: UTILIZAÇÃO K TERCEIROS ANO  ANO  ANO  ANO  ANO   0 I II III IV ANO V(+) entrada  -  50.000 60.000  160.000  180.000  220.000 (-) saída  -  (45.000) (32.000)  (36.000)  (68.000)  (72.000) (=) saldo do fluxo  -  5.000 28.000  124.000  112.000  148.000 (+) depreciação  -  2.000 2.000  2.000  2.000  2.000 (-) investimento  0  -  -  -  -  -(-) capital giro  0  -  -  - -  - (-) financiamentoPrestação: amort+encargos   - (28.300) (95.600) (88.800) (82.100) (75.300)(=)flx cx ajustado  0  (21.300)  (65.600)  37.200  31.900 74.700 
  20. 20. UTILIZAÇÃO K TERCEIROS(=)flx cx ajustado  0  (21.300)  (65.600)  37.200  31.900 74.700  37.200  31.900  74.700  0                     1                 2                   3                         4                    5  (21.300) (65.600) 
  21. 21. UTILIZAÇÃO R INTERNO UTILIZAÇÃO K TERCEIROS R$100.000 R$180.000 ANO  ANO  ANO  ANO  ANO   0 I II III IV ANO V(+) entrada  -  50.000 60.000  160.000  180.000  220.000 (-) saída  -  (45.000) (32.000)  (36.000)  (68.000)  (72.000) (=) saldo do fluxo  -  5.000 28.000  124.000  112.000  148.000 (+) depreciação  -  2.000 2.000  2.000  2.000  2.000 (-) investimento  (100.000)  -  -  -  -  -(-) capital giro  -(-) financiamento   - (18.200) (61.400) (57.100) (52.800) (48.500)(=)flx cx ajustado  (100.000)  (11.200)  (31.400)  68.900 61.200  101.500 
  22. 22. UTILIZAÇÃO R INTERNO UTILIZAÇÃO K TERCEIROS R$100.000 R$180.000(=)flx cx ajustado (100.000) (11.200) (31.400) 68.900 61.200 101.500 68.900 61.200 101.500 0 1 2 3 4 5 (100.000) (11.200) (31.400)
  23. 23. 7.000 30.000 126.000 114.000 150.000UTILIZAÇÃO R INTERNOTIR 11,72%aa 0 1 2 3 4 5  (280.000) 37.200 31.900 74.700UTILIZAÇÃO K TERCEIROSTIR 22,81%aa 0 1 2 3 4 5 (21.300) (65.600)UTILIZAÇÃO R INTERNO 68.900 61.200 101.500UTILIZAÇÃO K TERCEIROSTIR 26,51%aa 0 1 2 3 4 5 (100.000) (11.200) (31.400)
  24. 24.  20.000 170.000 7.000 30.000 126.000 114.000 150.000 0 1 2 3 4 5 135.000  (280.000)  (15.000)VALOR RESIDUAL:-Fechamento do projeto: venda de ativos – positivo gastos – negativo
  25. 25. Vendas Brutas(-) Impostos(=) Vendas Líquidas(-) Custo dos Produtos Vendidos(=) Lucro Bruto(-) Despesas Comerciais(-) Despesas Administrativas(-) Pgto do I.R. Oper. e Cont. Social - Ex. Anterior(-) Investimentos p/ Man. da Capacid.(+) Depreciação(+) Variação Adiantamentos de Clientes/Fornecedores(-) Variação no Disponível(=) Fluxo de Caixa Operacional Sem Res. Financeiro(=) Fluxo de Caixa Operacional Com Res. Financeiro(-) Variação nos Diversos Créditos de CP e LP(-) Novos empréstimos a controladas(-) Pgto. IR e Cont. Social n/ Oper - Ex. Anterior(-) Pgto. Participações e Dividendos(-) Adições ao Ativo Permanente(-) Pagamento dos juros de Empréstimos(-) Amortização de Empréstimos(+) Recebimento de Créditos de controladas(+) Recebimento dos juros de controladas(+) Variação nos Diversos Débitos de CP e LP(+) Desconto de duplicatas no M.I. e M.E.(+) Venda de Permanente(+) Novos empréstimos(+) Resultados não Operacionais(+) Integralização de Capital(-) Amortização de Necessidade de Caixa Ex. Anterior(-) Pgto de Juros s/Necessidade de Caixa Ex. Anterior(+) Receita Financeira = Fluxo de Caixa do Período(-) Pgto IR e Cont. Social no Exercício - Oper.(-) Pgto IR e Cont. Social no Exercício - N. Oper.(+) Resgate de Aplicação Financeira(+) Novos Empréstimos Moeda Nacional(=) Disponível para Aplicação
  26. 26. PROJETO AJUSTAR O FLUXO DE CAIXA: 1)100% RECURSOS INTERNO 2)40% RECURSO INTERNO E60% DE CAPITAL DE TERCEIROS (apresentar a simulação do financiamento)
  27. 27. ATIVIDADEAJUSTE DE FLUXO DE CAIXA

×