Jornal1final colorido

199 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal1final colorido

  1. 1. PERIODICIDADE MENSAL Novembro de 2012Direção e Edição de Vitor Bom Norte e Mário Alves pela AMQL Tiragem 100 exemplares Contactos… Número Facebook em: https://www.facebook.com/jornaldecarnide 1 Ou através dos emails: bomnorte@gmail.com , alves.mario@sapo.pt GRATUITO EDITORIALEste é o primeiro número de assim sustentabilidade ao nosso futu- buracos dos sumidourosuma publicação que se espe- cujas tampas foram surripia-ra vir a ter uma regularidade das pela noite espalhando-mensal. se ao compridoEstamos recetivos a alterna- A palavra sussurrada aotivas e sugestões que consi- nosso ouvido nunca é igualderarem úteis à manutenção em todas as ruas e como tale melhoria do padrão deste existem sempre palavrasjornal. que se escrevem sem serNeste primeiro número vamos ro através da construção de um belo em jornais.dar a conhecer a muitos leito- jardim. Agradecemos também ao Gru- Mas a verdade é sempreres um doutor filantrópico que po Comunitário de Carnide pelo seu mais fria que a mentira, eviveu em Carnide, e também dinamismo e empenho nem sempre a verdade fala-valorizar a obra de um grupo Mas sabemos também que em Carni- da significa verdadeiramen-de cidadãos que no ano de de a contra informação contorna todas te o mesmo que a verdade1926 conseguiu transformar as esquinas, tropeçando até nos escrita.o imaginário em real dando NESTA EDIÇÃO-Quem é quem na toponímia da freguesiade Carnide.-As novas cores do JardimJORNAL CARNIDE 30-11-2012 Página 1 NÚMERO 1
  2. 2. Quem é quem na toponímia da freguesia de Carnide.José João Farinha Júnior cultivo que eram as nossas vizinhas e o paga- de José João Farinha - um modesto mento ao avó muitas das vezes era feito com comerciante da localidade e de Maria frutos dessa mesma terra…. Alexandrina da Conceição Félix Farinha, O espírito rural deixava vaguear a minha ima- Uma entrevista concebida pela neta do ginação pelas ruas de Carnide. Lancei cartas Doutor Farinha, Ana Antunes ao nosso ao futuro e desejei seguir os seus passos, jornal, entrevista esta que marca o inicio razão pela qual escolhi a enfermagem. Os de varias entrevistas que nos vão levar a modos raros do meu avó e a força e a confian- conhecer melhor quem é quem na toponí- ça com que a minha avó o apoiava reforça o mia da freguesia de Carnide. ditado " de que por trás de um grande homem Mas resumindo a conversa informal e encontra-se uma grande mulher". Em Carnide MÉDICO agradável que mantive com a neta do a caridade era dada sem fronteiras e a desgra-MÉDICO -- 1 972 1884 "senhor doutor" deu para notar que ela ça era remediada e de graça. A fuga à aflição1884De1972 abnegação invulgar que -- uma recorda com saudade os atos primordiais era a paga pelo seu trabalho e as escapadelasMédico de uma abnegaçãomateriais queque ele cometeu e que esqueceu por com- abdicava dos valores invulgar em família eram usuais muitas foram as via- para prestar serviço médico aosabdicava dos valores materiais para prestarpleto as palavras complicadas que enche- gens feitas no carro conduzido pela minha mais desfavorecidos. Extraordi-serviço médico aos mais desfavorecidos.ram de barafunda o seu, cérebro. avó que guiava a preceito o único carro que aAqui nário exemplo deaaltruísmo, na nossaO modo como o seu avo tratava todos por viveu e exerceu sua arte um família possuía solidário por excelência quefreguesia, mais precisamente na azinhagaiguais naquela casa e o reflexo que o sol Não sonhou ser santo nem fidalgo , mas com abriu mãos a uma generosidadedas Carmelitas arrendando o rés do chãopermitia, realçava os contornos de uma os seus olhos de barão foi uma estrela destavivenda Palmira e inigualável servindo quase rara caixa de madeira colocada propositada- terra. O meu avó nunca escondeu da família aFoi um população mais desfavorecida a extraordinário exemplo de altruísmo, mente em cima da secretária e cheia de realidade que se vivia na época. E ficou paraum solidário por excelência Viveu emmãosmoedas de modo singular. que abriu com que ele presenteava sempre retratado na minha memória as vitimas Carnide na Azinhaga das Carme-a uma generosidade quase rara e inigualá-alguém necessitado. que padeceram fruto de uma forte enxurrada litas no rés do chão alugado davel servindo a população mais desfavoreci-O rês do chão desta casa de aluguer fazia na década de 60 no local da Urmeirada de modo Palmira. José João Farinhafronteira nas suas traseiras com terras de Vivenda singular.Júnior nasceu em Elvas no dia 18 de filho Texto oferecido à neta do Doutor Farinha Ana Antunes , homenagem ao seu avó pelo Jornal de Carnide. Na casa do senhor doutor, ainda se sacode panos à janela, mas o olhar terno do senhor já não reina nesta terra. Bom dia senhor doutor, Boa tarde minha senhora. Hoje a saúde é oferta um-dó-li-tá, e da dor livre está! O obrigado aqui é dado em sinal de gratidão, palavra que é pronunciada no verdadeiro sentido lacto da palavra. Doí-me a alma, aperta-se-me o coração, astuto este doutor que consegue roubar o tempo ao tempo. Deixando aos nervosos segundos míseras décimas do seu tempo, E eu!? Apesar do forro dos meus bolsos das calças se romperem devido ao peso exagerado que o vazio exerce sobre eles. Doí-me tudo e não tenho nada. As pás de um moinho giram em torno de um eixo esmagando a semente, e a pobre “ Farinha ” abdica dos valores materiais para prestar serviço médico aos mais desfavorecidos. Trús, trús... Quem é? Sou eu o Doutor! A porta abre-se, e os risos de satisfação são em alguns dos casos temperados pelas lágrimas de um agradecimento. A calçada da rua novamente encaminha os seus passos.JORNAL CARNIDE 30-11-2012 Página 2 NÚMERO 1
  3. 3. 150 anos do Largo da Luz.As novas cores do jardim projeto de requalificação irmão, o Toninho e o João Gualdino, esco- Projeto que consistiu no rejuvenescimento lhiam o jardim como local de recreio ( apesar do arvoredo e na criação de novas infraes- de não poderem pisar a relva ) e dele avista- truturas ,rega e iluminação, uma nova vam a formação do Colégio Militar ao hastear iluminaria e a substituição do piso em da bandeira, ouviam a charanga do Inst. Adol- asfalto , um novo tapete verde, introdução fo Coelho , ouviam alguma palavra amiga do de um espaço comercial “ quiosque ” Padre Francisco. Já os casais recém-casados implantado no local deixado vago após a na Igreja da Luz escolhiam-no como cenário demolição da antiga casa do “ guarda ” para as fotografias de grupo e aí confidencia- ( v igiavam e cuidavam do jardim 24h ) vam as primeiras promessas de voltar com os Procedeu-se também à eliminação dos descendentes. Procedeu-se também à elimi- sanitários degradados e que foram alvo de nação dos sanitários degradados e que foram um artigo de desagrado público por parte alvo de um artigo de desagrado público porPrestes a terminar a requalificação do Jar- de João Ventura Torão e da Junta de fre- parte de João Ventura Torrão e da Junta dedim e da envolvente do Parque Teixeira guesia conforme se pode consultar no freguesia conforme se pode consultar noRebelo, mais conhecido por jardim da Luz. “ b oletim de julho de 2007 ” publicação “ b oletim de julho de 2007 ” publicação men-A intervenção camarária para a sua requali- mensal da Junta de freguesia de Carnide sal da Junta de freguesia de Carnide A redeficação, A sua requalificação foi uma inter- A rede de escoamento foi intervencionada de escoamento foi intervencionada e procedeuvenção camarária e foi apresentada em e procedeu-se a uma substituição integral -se a uma substituição integral do piso viário ,2008.Teve a particularidade de em Setem- do piso viário , e a uma introdução de e a uma introdução de alguns lugares de esta-bro de 2009 um cartaz camarário a anun- alguns lugares de estacionamento de cionamento de superfície junto ao Seminário eciar o inicio de obra em Outubro desse superfície junto ao Seminário e ao alarga- ao alargamento da zona de instalação dosmesmo ano! mento da zona de instalação dos pavi- pavilhões de feira .O projeto dos serviços do Vereador Sá lhões de feira . A sua sebe, original, consti- Faltou na nossa modesta opinião a instalaçãoFernandes, coordenado pelo Arq. João tuída por abrunheiros, foi atualmente refor- de um corredor pedonal, junto ao edificado doCastro teve assinatura do Arq. José Eduar- çada com o plantio de alguns “ pés ” . Teatro Real D. Luiz Filipe que permitiria ado Luiz. emprestam os seus tons avermelhados ao melhor mobilidade a todo o peão , melhorariaEfetuados estudos fitossanitários cuja inter- colorido desta aguarela o efeito visual , e aqui poderia travar o esta-venção submetida à aprovação da Autori- Por este jardim forma passando funcioná- cionamento auto- abusivo, lamentável ocupa-dade Florestal Nacional ( com parecer rios, alguns naturais de Carnide, como o ção do espaço público que se impõe em dias /vinculativo na versão final do projeto ) e saudoso e respeitado Mestre Francisco noites de futebol ,aliás um enorme problemapelo Instituto de Gestão do Património Gomes Lopes, e outros que foram fixan- também em todo o Centro Histórico ou eixoArquitetónico e Arqueológico. do residência na freguesia, olharam com Carnide Centro-Luz, Quinta da Luz e Quinta enorme satisfação para este renovado do Bom Nome Recentemente, o Vereador Sá espaço de que foram guardiões Fernandes concordou com a implantação de Os mais antigos Canadenses recordam um parque Infantil no Jardim, obra essa que se com saudade o jardim onde outrora brinca- aguarda e que após estar concluída oferecerá vam e onde escolhiam a sombra dos cas- um alegre espaço. A consignação da obra, tanheiros da India, das Coralinas, dos assinada em 19 de Dezembro de 2011, teve Espinheiros da Virgínia e das velhas mag- inicio, em 30 de Janeiro de 2012, A obra foi nólias que rodeiam o lago, das Tílias e orçamentada em cerca de 700 mil euros. NoA Junta de Freguesia, e os serviços técni- Amoreiras, e da fabulosa Ginkgo biloba dia 02 de Fevereiro já com estaleiro, progrediucos superiores da C.M.L reuniram várias para aí viverem momentos de felicidade rapidamente, removendo-se cerca de 70 árvo-vezes no Grupo Comunitário de Carnide- Os pequenos Cabé, as irmãs Poejo o res implantadas no perímetro exterior do jar-Centro onde analisaram com a população o Miguel, António Sousa, Adão Pinto e dim.JORNAL CARNIDE 30-11-2012 Página 3 NÚMERO 1
  4. 4. 150 anos do Largo da Luz. As novas cores do jardimEm Março de 2011 algumas árvores já Cuja lápide fora descerrado pelo então Presidente da República Marechal Carmona. Estas 2tinham sido removidas, Existiu no entanto datas , 1926 e 1932 estão representadas na estatuária do Jardim , também foram alvo deum cuidado especial com duas “ E rytrinas manutenção profunda e onde foram atualmente instalados projetores.“ classificadas em D.R. n.º 147 - Avi- O Largo da Luz que comemora 150 anos voltou a ter 2 grandiosos jardins, “ Jardim da Luz/so /1996 ( 2.ª série ) de 27 de Junho, pág. Parque Teixeira Rebelo e o Jardim do Seminário dos Franciscanos. A Autarquia, o seu execu-n.º 8572 tivo, e a C.M.Lisboa, juntamente com técnicos estão de parabéns As novas cores do JardimMas a demorada remoção das árvores Está nas nossas mãos a sua manutenção.causou estranheza e colocou em causa aeficácia em que a obra decorria até então.Outro grave impacto que esta obra derequalificação causou foi o constrangimentodevido à alteração do trânsito que se pro-cessou apenas no sentido Norte junto aoSeminário dos Franciscanos ( Impedindo ofluxo de transito Paço do Lumiar-Estrada daLuz ) A PRAÇA DE NOSSA SENHORA DA LUZ MANDADA EDIFICAR PELA CAMA-Em 09 de Novembro de 2012 fora nova- RA MUNICIPAL DE BELÉM.mente restabelecida a circulação normal SENDO PRESIDENTE JOÃO ANTÓ-automóvel em todo o Jardim da Luz e em NIO DE SOUZA E VEREADORES21 de Novembro começam a ser colocados MANUEL JOSÉ GONÇALVES.pilaretes ( inestéticos mas fazem face aos PEDRO AUGUSTO FRANCO. D.abusos de Auto transportados menos SEBASTIÃO DA SILVA PESSANHA.escrupulosos ) FAUSTINO JOSÉ DE FREITAS.Constrangimentos ultrapassados, os Carni- JOSÉ ANTÓNIO CAPUCHO. FRAN-denses foram surpreendido com a nova cor CISCO EVANGELISTA PACHECO.vermelha dos “ bancos de jardim .Recorde-se que os antigos bancos pintadosde cor verde foram colocados no jardimapós uma revindicação que o antigo edesaparecido jornal “ O Carnide” fez eco,no seu nº2 de Julho de 1933, poucos anosapós a possível inauguração do jardim em ASSOCIAÇÃO DE MORADORES1926,e, no ano posterior à colocação do DA QUINTA DA LUZmemorial “ Ao Colégio Militar ” inauguradoa 3 de março de 1932JORNAL CARNIDE 30-11-2012 Página 4 NÚMERO 1

×