Reconquista Cristã

4.159 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.159
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
125
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reconquista Cristã

  1. 1. A PENÍNSULA IBÉRICA: DOIS MUNDOS EM PRESENÇA.
  2. 2. EXTENSÃO DO IMPÉRIO MUÇULMANO
  3. 3. EM 711 – TARIQUE ATRAVESSOU O ESTREITO DE GIBRALTAR. VISIGODOS - LUTAS INTERNAS. NÃO OFERECEM RESISTÊNCIA. VENCIDOS NA BATALHA DE GUADALETE.
  4. 4. VINDA DE NOVAS VAGAS DE MUÇULMANOS. EM 5 ANOS TODA A PENÍNSULA IBÉRICA ( AL ANDALUZ) ESTÁ CONQUISTADA . UMA PEQUENA FAIXA NO NORTE DA P. I. NÃO É DOMINADA: AS ASTÚRIAS. AÍ SE VAI INICIAR A RECONQUISTA.
  5. 5. MUÇULMANOS TOLERANTES COM AS POPULAÇÕES CONQUISTADAS. CRISTÃOS PODEM CONTINUAR A SUA RELIGIÃO PAGANDO UM IMPOSTO (MOÇARABES) HÁ QUEM SE CONVERTA AO ISLAMISMO: (MULADIS)
  6. 6. A DERROTA NA BATALHA DE POITIERS - 732 – EVITOU O DOMÍNIO ALÉM PIRINÉUS .
  7. 7. RECONQUISTA
  8. 8. RECONQUISTA DIFÍCIL IRREGULAR CALIFADO DE CÓRDOVA- AL ANDALUZ UNIDO NO SÉC. XI O CALIFADO DIVIDE-SE EM PEQUENOS REINOS – TAIFAS . EXÉRCITO FRACO E LUTAS INTERNAS FAVORECEM A RECONQUISTA .
  9. 9. COMO PERDERAM TERRITÓRIOS, NOS FINAIS DO SÉC. XI, OS MUÇULMANOS PEDEM AJUDA AO POVO DO NORTE DE ÁFRICA. RESPONDEM OS ALMORÁVIDAS. VOLTARAM A TOMAR MUITOS TERRITÓRIOS AOS CRISTÃOS DA PENÍNSULA IBÉRICA.
  10. 10. RECONQUISTA - REINOS
  11. 11. VERIFICARAM-SE AVANÇOS E RECUOS NA RECONQUISTA DOS TERRITÓRIOS DE PORTUGAL.
  12. 12. PEDIDO DO REI DE LEÃO E CASTELA APELO DA IGREJA: PAPA CAVALEIROS FRANCOS VÊM COMBATER NA PENÍNSULA IBÉRICA MOTIVOS RELIGIOSOS OBTER DOMÍNIOS
  13. 13. D. HENRIQUE ( DUQUE DE BORGONHA) RECEBE EM CASAMENTO D. TERESA, FILHA DE AFONSO VI E COMO DOTE UM FEUDO – O CONDADO PORTUCALENSE - TERRITÓRIO DESDE O RIO MINHO AO SUL DE COIMBRA.( 1096 )
  14. 14. EMBORA CUMPRINDO OS DEVERES DE VASSALAGEM,O CONDE D. HENRIQUE SEMPRE AGIU COM ALGUMA AUTONOMIA. APÓS A MORTE DO MARIDO ( 1112), D. TERESA APROXIMA- -SE DA NOBREZA DA GALIZA. DESCONTENTAMENTO DA NOBREZA PORTUCALENSE.
  15. 15. 1128 – BATALHA DE S. MAMEDE PERTO DE GUIMARÃES. ENTRE OS PARTIDÁRIOS DE D. TERESA E DE SEU FILHO D. AFONSO HENRIQUES .
  16. 16. REVOLTA CONTRA LEÃO E CASTELA LUTA CONTRA OS MUÇULMANOS ACÇÃO JUNTO DO PAPA FRENTES DE LUTA INDEPENDÊNCIA DE PORTUGAL
  17. 17. 1139 – VENCE A GRANDE BATALHA DE OURIQUE CONTRA OS MUÇULMANOS. A PARTIR DAÍ PASSA A USAR O TÍTULO DE REI.
  18. 18. 1143 – Assinatura do tratado de zamora entre d. Afonso henriques e seu primo afonso vii rei de leão e castela. Acordo de paz e de reconhecimento de d. Afonso henriques como rei e o condado independente.
  19. 19. ( … ) ESTÁ CLARAMENTE PROVADO QUE, COMO BOM FILHO, E PRÍNCIPE CATÓLICO, PRESTASTE INUMERÁVEIS SERVIÇOS À SANTA IGREJA, EXTERMINANDO EM PORFIADOS TRABALHOS E PROEZAS MILTARES OS INIMIGOS DO NOME CRISTÃO E PROPAGANDO DILIGENTEMENTE A FÉ CRISTÃ. (…) POR ISSO, TOMAMOS A TUA PESSOA SOBRE A PROTECÇÃO DE S. PEDRO E NOSSA E CONCEDEMOS E CONFIMAMOS O TEU DOMÍNIO SOBRE O REINO DE PORTUGAL, COM INTEIRAS HONRAS DE REI E COM DIGNIDADE QUE AOS REIS PERTENCE, BEM COMO TODOS OS LUGARES QUE ( … )ARRANCARES ÀS MÃO DOS MUÇULMANOS BULA MANIFESTIS PROBATUM-PAPA ALEXANDRE III-1179
  20. 20. Conquista de Santarém O castelo de Almourol, no meio do Tejo, era um importante ponto de controlo e defesa da fronteira com os muçulmanos.
  21. 21. 1147 – CONQUISTA DE LISBOA COM A AJUDA DOS CRUZADOS
  22. 22. ALCÁCER DO SAL, ÉVORA E BEJA
  23. 23. O PROGRESSO DA RECONQUISTA
  24. 24. NO REINADO DE D.AFONSO III, EM 1249, COM A CONQUISTA DE FARO E SILVES CONCLUÍU-SE A RECONQUISTA NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS.
  25. 25. NO REINADO DE D.DINIS, PELO TRATADO DE ALCANISES, EM 1297, FIXARAM-SE AS FRONTEIRAS DEFINITIVAS DE PORTUGAL.
  26. 26. AS ORDENS RELIGIOSAS MILITARES TIVERAM PAPEL IMPORTANTE NA RECONQUISTA A SUL DO TEJO. COMO RECOMPENSA RECEBERAM EXTENSOS TERITÓRIOS- DOMÍNIOS SENHORIAIS. TEMPLÁRIOS AVIS HOSPITALÁRIOS SANTIAGO
  27. 27. A HERANÇA MUÇULMANA
  28. 28. ACTIVIDADES ECONÓMICAS
  29. 29. AGRICULTURA NOVAS PLANTAS: ARROZ ALGODÃO CANA-DE-AÇÚCAR INTRODUÇÃO E DIFUSÃO NOVAS ÁRVORES DE FRUTO: LARANJEIRA LIMOEIRO NOVOS PROCESSOS DE IRRIGAÇÃO: AÇUDE, AZENHA, NORA
  30. 30. INDÚSTRIA PRODUTOS DE LUXO COUROS CÓRDOVA ARMAS TOLEDO MOSAICOS AZULEJOS VIDRARIA
  31. 31. CULTURA SÁBIOS MUÇULMANOS BIBLIOTECA DE CÓRDOVA
  32. 32. VESTÍGIOS ARQUITECTÓNICOS NA PENÍNSULA IBÉRICA
  33. 33. SOBREPOSTOS ENTRECRUZADOS ARCO EM FERRADURA
  34. 34. MESQUITA DE CÓRDOVA
  35. 35. SEVILHA TORRE DA GIRALDA SÉC. XII
  36. 36. GRANADA PALÁCIO DO ALHAMBRA
  37. 37. MESQUITA DE MÉRTOLA
  38. 38. AZULEJOS
  39. 39. COLCHAS DE CASTELO BRANCO
  40. 40. Os muçulmanos foram os intermediários entre o oriente e o ocidente, promovendo uma cultura de síntese que a Península Ibérica herdou e mais tarde aproveitou.

×