A sociedade europeia nos séculos IX a XII

6.428 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.428
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
200
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sociedade europeia nos séculos IX a XII

  1. 1. A SOCIEDADE EUROPEIA NOS SÉCULOS IX A XIII.
  2. 2. OS REINOS EUROPEUS APÓS O FIM DAS INVASÕES.
  3. 3. CONSEQUÊNCIAS DAS INVASÕES Incapacidade dos reis para organizarem a defesa eficaz das populações. Reforçou o poder dos nobres, grandes proprietários, que tinham lugares fortificados e guerreiros ao seu serviço .
  4. 4. REGRESSÃO ECONÓMICA A POPULAÇÃO DECRESCEU AS CIDADES PERDERAM IMPORTÂNCIA. O COMÉRCIO ENFRAQUECEU A PRODUÇÃO AGRÍCOLA DIMINUIU
  5. 5. A MAIOR PARTE DA POPULAÇÃO VIVIA NO CAMPO. <ul><li>Cada região vivia isolada das restantes procurando ser auto-suficiente. </li></ul><ul><li>Praticavam uma economia de subsistência : </li></ul><ul><li>Não havia excedentes, o comércio não existia e cada região vivia com o que produzia. </li></ul>
  6. 6. BAIXA PRODUTIVIDADE CAMPOS MAL APROVEITADOS INSTRUMENTOS RUDIMENTARES TERRAS CANSADAS POUSIO
  7. 7. PRIVILEGIADOS NÃO PRIVILEGIADOS SOCIEDADE TRINITÁRIA
  8. 8. Aos membros do clero, Deus manda ensinar a manter a verdadeira fé e a ministrar a sagrada água do baptismo(...). Devem, sem cessar, rezar pelo bem do povo. Os nobres são os guerreiros, os protectores das igrejas. Defendem todos os homens, grandes e pequenos (...) A outra classe é a dos não livres. Esta raça de infelizes nada possui sem sofrimento. São eles quem fornece a todos provisões e vestuário; por isso nenhum homem livre poderia viver sem eles.
  9. 9. SECULAR REGULAR BISPOS PÁROCOS Vivem com a população ABADES MONGES Vivem nos Conventos e Mosteiros CLERO ALTO CLERO BAIXO CLERO
  10. 10. BAPTISMO DE CLÓVIS REI DOS FRANCOS Com as invasões aumentou o prestígio da igreja, junto da qual as populações encontrava apoio. O prestígio reforçou-se à medida que os povos germanos se convertiam ao cristianismo.
  11. 11. S. BENTO DE NÚRSIA, NO SÉCULO VI, FUNDOU A PRIMEIRA GRANDE ORDEM RELIGIOSA– A ORDEM BENEDITINA . MONAQUISMO
  12. 12. UM MOSTEIRO NA IDADE MÉDIA IGREJA HOSPEDARIA ENFERMARIA REFEITÓRIO POMAR HORTA SCRIPTÓRIO DORMITÓRIO CLAUSTROS
  13. 13. Os mosteiros eram centros de cultura: Escreviam-se crónicas,copiavam-se os textos sagrados e manuscritos antigos. Os monges dividiam o seu tempo pelo trabalho manual, os estudos e a oração.
  14. 14. Os membros do clero eram os únicos que sabiam ler e ercrever. As escolas existentes estavam localizadas nos mosteiros e nas igrejas. As bibliotecas localizavam-se nos mosteiros.
  15. 15. Os monges desbravavam terrenos,dedicavam-se aos trabalhos do campo, distribuiam pequenas parcelas dos seus domínios por colonos, a quem ensinavam novas técnicas agrícolas.
  16. 16. Prestavam assistência às populações.
  17. 18. Ordens Religiosas Militares Comunidades de cavaleiros unidos por um modo de vida religioso, semelhante ao dos monges, que lutavam pelas causas da cristandade contra os muçulmanos.
  18. 19. Cristo, simbolizando a Igreja, entrega a espada da justiça a um cavaleiro cruzado. Esses cruzados eram portadores de armas benzidas pelo clero. Eram vistos como cavaleiros puros e espirituais ao serviço de Cristo e da cristandade. Participavam nas CRUZADAS. Cruzados
  19. 20. REFORÇO DO PRESTÍGIO E DA INDEPENDÊNCIA DA IGREJA: SÉCULO XI O PAPA GREGÓRIO VII
  20. 21. Procurou libertar a igreja do domínio dos reis e dos grandes senhores. Fez com que a nomeação dos bispos e abades se tornassem competência exclusiva da igreja. Os reis devem submeter-se à autoridade da igreja. Autoridade Suprema Da Cristandade
  21. 22. Exército Próprio Nobreza Aplicação da Justiça
  22. 23. Recebiam Impostos Cunhavam moeda
  23. 24. Domínio Senhorial / Senhorio
  24. 25. Nos domínios senhoriais viviam e trabalhavam camponeses livres - colonos - e camponeses não livres - servos . <ul><li>Impostos Pagos Pelos Colonos E Servos: </li></ul><ul><li>Pagamentos em Dinheiro </li></ul><ul><li>Pagamentos em Géneros; </li></ul><ul><li>Corveias (dias de trabalho); </li></ul><ul><li>Banalidades (uso do moinho, forno, etc.); </li></ul>
  25. 26. O espírito de cavalaria animou os nobres a participar nas cruzadas à Terra Santa para expulsar os muçulmanos dos lugares santos. Cruzados Atacando os Muçulmanos em Jerusalém,
  26. 27. ou Torneios e Justas : Os senhores faziam Guerras Privadas
  27. 28. Para evitar a frequência dessas guerras instituiu-se a - Paz de Deus – proibição de atacar pessoas indefesas e as - Tréguas de Deus – proibição de fazer guerra em determinados períodos do calendário litúrgico. S. Luís Salvando uma Sarracena e o Filho
  28. 29. Banquetes Jogos Músicos e Jograis Caça
  29. 30. Ondas do mar de Vigo, Se viste meu amigo! E ai, deus, se verrá cedo! Ondas do mar levado, Se viste meu amado! E ai, deus, se verrá cedo! Se viste meu amigo, O por que eu sospiro! E ai, deus, se verrá cedo! Se viste meu amado, O por que ei gran cuidado! E ai, deus, se verrá cedo!
  30. 31. Povo As pessoas do povo, em frança, bebem apenas água e comem maçãs com pão escuro de centeio. Não comem carne, salvo algumas vezes, um pouco de toucinho ou as tripas e a cabeça dos animais que matam para os nobres (...)
  31. 32. Trabalhos Agrícolas Guardar cereais Tratar dos animais Tratar dos campos
  32. 33. SAIO GREVAS Os Camponeses e Sua Habitação PLANTA DE UMA CASA DE CAMPONÊS 1 – Banco-arca 2 – Armário 3 – Leito fechado 4 – Arca 5 – Lareira 6 – Banco 7 – Mesa arca
  33. 34. Camponeses dançando numa romaria Músicos populares
  34. 35. Contrato De vassalagem HOMENAGEM JURAMENTO INVESTIDURA
  35. 36. SUSERANO VASSALO PROTECÇÃO FEUDO AUXÍLIO CONSELHO
  36. 37. SOCIEDADE FEUDAL FEUDALISMO

×