Coaching Clínico

1.051 visualizações

Publicada em

Nova Abordagem de coaching, que está baseado em discilpinas das ciências sociais, sobretudo a psicanálise clínica, além das disciplinas tradicionais de business. O indivíduo é convidado a refletir sobre os impactos de sua personalidade no ambiente organizacional.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
126
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coaching Clínico

  1. 1. Coaching ClínicoNova Abordagem para a Gestão dos Negócios São Paulo, fevereiro de 2009
  2. 2. O que é o Coaching ClínicoO Coaching Clínico é umprocesso de reflexão pessoal comfoco no ambiente de trabalho.Trata-se de um movimento de“imersão” em que o indivíduobusca os pressupostos quedirecionam a sua vida no trabalhoe avalia, de forma sistemática,sua interação com o mundo.
  3. 3. O que é diferente no Coaching Clínco O Coaching Clínico foi desenvolvido com base em conceitos da psicanálise clínica. Por isso, constitui um processo profundo de reflexão, em que o indivíduo compreende e interpreta as suas relações e decisões no ambiente de trabalho a partir das “Scratch a man and you will find a child”. suas experiências de vida.
  4. 4. Impacto da Abordagem Clínicas nasOrganizaçõesA Abordagem Clínica busca a essência das relações humanas,trazendo as questões pessoais, emocionais e culturais como uma“nova lente” para o gerenciamento efetivo das organizações. “Algumas pessoas têm disfunção de personalidade. Os Líderes são Pessoas. Logo, alguns líderes têm disfunção de personalidade.”
  5. 5. Você já parou para pensar por que asorganizações são como são... As Organizações, por maior que sejam, são formatadas a partir das decisões de alguns líderes que, por sua vez, são guiados por suas estruturas inconscientes. Estas estruturas estão viciadas com as experiências de sucesso e fracasso do indivíduo
  6. 6. O que os indivíduos gerenciam? O que osindivíduos NÃOgerenciam?
  7. 7. O que a Organização Gerencia Políticas Internas Declaração da Filosofia Estratégias Branding Indicadores de Instruções de Performance TrabalhoOrganogramas Processos Psicodinâmicos Estrutura de Poder Personalidades Motivações Cultura Dinâmicas de Organizacional Natureza do Grupo Negócio O que a Organização NÃO Gerencia?
  8. 8. A Abordagem Clínica permite ao indivíduo e organizações serem mais autênticosPrincipais Benefícios•Aumento da auto-percepção e percepção dos outros•Redefinição da relação com as diversas partesinteressadas que envolvem o negócio•Direcionamento de “issues” para o diálogo com as partesinteressadas•Direcionamento para a estruturação / adequação de umacultura organizacional•Reflexão sobre o ambiente organizacional e impactos nasaúde psíquica•Reflexão sobre o posicionamento do indivíduo em relaçãoao negócio
  9. 9. Proposta de Valor da blueProcesso do Coaching Clínico 2-) Análise Reflexiva Reflexão e Entendimento do Indivíduo 3-) Proposta de Valor Estabelecimento de Nova Proposta de1-) Levantamento Valor do Indivíduode InformaçõesDescobrimento da ----------------Essência Autêntica doIndivíduo ---------------- ---------------- 4-) Diretrizes de Mudança Estabelecimento de Diretrizes para a Mudança e Acompanhamento
  10. 10. Proposta de Valor da blueProcesso do Coaching Clínico | 1-) Levantamento de Informações A Etapa Inicial do processo passa pelo entendimento das ferramentas e criação de uma relação de confiança entre o consultor clínico e o paciente. Esta é uma etapa essencial pois se trata de um processo reflexivo em que ambos irão se propor a mergulhar. Em seguida, inicia-se o processo para entendimento mínimo da história de vida do indivíduo, através de sua ótica de análise, compondo um primeiro cenário sobre seu perfil. Em paralelo realiza-se uma série de pesquisas com pessoas dos diferentes níveis de relacionamento do ambiente de trabalho, familiares e amigos próximos para se ter uma percepção de como o indivíduo se relaciona com o meio
  11. 11. Proposta de Valor da blueProcesso do Coaching Clínico | 2-) Análise Reflexiva A medida que o paciente se torna consciente de seus pressupostos e suas ações, inicia um processo reflexivo dos impactos de sua personalidade em seu ambiente de trabalho. Ele começa a investigar e estabelecer paralelos dos acontecimento de sua história de vida, com seu posicionamento e postura na organização. Nesse momento, são explorados e discutidos diversos conceitos das ciências sociais a fim de que ele compreenda a dinâmica de trabalho da sua organização e de seus colegas, realizando análises sólidas, livres de preconceitos e emoções. A partir da discussão dos seus próprios cases, ele desenvolve a importante competência da empatia.
  12. 12. Proposta de Valor da blueProcesso do Coaching Clínico | 3-) Proposta de Valor Ao se posicionar como um indivíduo mais auto-reflexivo e crítico, o paciente passa a defender uma posição mais autêntica de sua personalidade, compreendendo as relações de si mesmo com o mundo e iniciando uma busca do que realmente lhe dá prazer. Ele compreende como pode contribuir de maneira realmente efetiva para a sua organização e para o mundo, tornando-se mais focado, produtivo e feliz no trabalho. Ao disponibilizar a si mesmo “mais energia” (com menos recalques) posiciona-se e lança as suas idéias para todos, contribuindo com um mundo melhor a partir de suas habilidades únicas. É o momento de estabelecer conexões com o mundo e incentivamos e apoiamos a exploração das mídias sociais, de forma técnica e profissional
  13. 13. Proposta de Valor da blueProcesso do Coaching Clínico | 4-) Diretrizes de Mudança Ao se fortalecer, o paciente passa a desenvolver metas pessoais para a sua evolução como ser humano para a sua vida pessoal e no trabalho, compartilhando com outros (superiores, pares e subordinados) feedbacks com empatia, promovendo um ambiente aberto e de desenvolvimento. Assim, ele compreende melhor as pessoas e estabelece mecanismos saudáveis de negociação, tornando-se um agente positivo de mudança, com atitudes verdadeiramente positivas em relação ao trabalho e às pessoas. Ele compreende com clareza os objetivos organizacionais, perseguindo-os com afinco e exerce uma dinâmica saudável entre os interesses pessoais e os interesses da empresa.
  14. 14. Por que chamamos de Paciente?A Abordagem desse processo é “Clínico”, ou seja, utiliza-se constantemente da disciplina de psicanálise clínica. Nesse sentido, todos os profissionais, além de experiência com business, tem essa formação em sua bagagem. Nesse sentido, tratamos os indivíduos como pacientes, pois o processo de mudança no trabalho é similar a qualquer outro processo terapêutico, uma vez que tem como origem distonias emocionais.
  15. 15. Construa Organizações Autênticas Comece a sua própria jornada para o seu sucesso!“A integridade começa com o desejo do próprioindivíduo de ser honesto consigo mesmo” (Cort Flint)

×