Ensino integrado 2012_prova fortaleza

20.344 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
369
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensino integrado 2012_prova fortaleza

  1. 1. COORDENADORIA GERAL DE SELEÇÃO E CONCURSOSEXAME DE SELEÇÃO 2012ENSINO INTEGRADOLÍNGUA PORTUGUESA Texto 1 1 Seria o fogo em minha casa? Correriam risco de arder todos os meus manuscritos, toda a expressão de toda a 2 minha vida? Sempre que esta ideia, antigamente, simplesmente me ocorrera, um pavor enorme me fazia estarrecer. E 3 agora reparei de repente, não sei já se com pasmo ou sem pasmo, não sei dizer se com pavor ou não, que me não 4 importaria que ardessem. Que fonte – que fonte secreta mas tão minha – se me havia secado na alma? Fernando Pessoa: Barão de Teive: a educação do insólito.Questões de 1 a 5. depois, vêm as considerações sobre o problema a partir de suas relações com o tempo; por fim, é01. O esquema frasal do texto, como se pode observar, é apresentada uma indagação decorrente das reflexões formado por duas interrogações sucedidas por duas sobre o problema. E a síntese da sequência deste declarações sucedidas por uma interrogação. Desse texto é: apresentação do problema (introdução); esquema, obtém-se uma estrutura em que se pode análise do problema (desenvolvimento); consequência delimitar das alterações do problema (conclusão). A) introdução (nas duas interrogações iniciais), E) Antes de tudo, são apresentadas as mudanças de desenvolvimento (nas declarações), conclusão (na estado referentes ao problema; depois, vem a interrogação final). circunstância em que é gerado e qual é o problema; B) introdução (na primeira interrogação), por fim, a busca da causa das alterações do desenvolvimento (na segunda interrogação), problema. E a síntese da sequência deste texto é: conclusão (na interrogação final). estados do problema (introdução); apresentação do C) introdução (nas duas interrogações iniciais), problema (desenvolvimento); causas do problema desenvolvimento (na primeira declaração), conclusão (conclusão). (na segunda declaração juntamente com a interrogação final). 03. As interrogações iniciais permitem, sem comprometer o D) introdução (nas duas interrogações iniciais juntamente sentido textual, a seguinte leitura ou compreensão: com a primeira declaração), desenvolvimento (na A) Quando o fogo fosse em minha casa, correriam risco segunda declaração), conclusão (na interrogação de arder todos os meus manuscritos, toda a final). expressão de toda a minha vida. E) introdução (na primeira interrogação), B) Se o fogo fosse em minha casa, correriam risco de desenvolvimento (na segunda interrogação arder todos os meus manuscritos, toda a expressão juntamente com as declarações), conclusão (na de toda a minha vida. interrogação final). C) Porque o fogo seria em minha casa, correriam risco de arder todos os meus manuscritos, toda a02. A sequência do texto permite a seguinte compreensão expressão de toda a minha vida. em torno da ideia-problema que lhe é central: D) Mesmo que o fogo fosse em minha casa, correriam A) Antes de tudo, expõem-se as explicações que risco de arder todos os meus manuscritos, toda a justificam o problema; depois, vêm as considerações expressão de toda a minha vida. sobre os rumos do problema; por fim, é apresentada E) Seria tanto fogo em minha casa, que correriam risco uma possibilidade de problema. E a síntese da de arder todos os meus manuscritos, toda a sequência deste texto é: exposição do problema expressão de toda a minha vida. (introdução); definição do problema (desenvolvimento); hipótese sobre o problema 04. As reflexões do autor se identificam melhor com o (conclusão). seguinte posicionamento: B) Antes de tudo, é apresentado o problema imaginário, A) Normalmente, a gente não para para pensar sobre a seguido de sua circunstância; depois, vêm as vida, porque ela nunca muda, e, quando alguma coisa explicações que justificam o problema; por fim, são muda, sempre sabemos quando ocorreu e o que tecidas considerações sobre os rumos do problema. E ocasionou a alteração, visto que somos nós mesmos a síntese da sequência deste texto é: hipótese do os agentes conscientes de tudo que se altera em nós. problema (introdução); justificativas do problema B) De repente, a gente para para pensar na vida, vê que (desenvolvimento); fechamento do problema tudo mudou, que não conseguimos mais concordar (conclusão). com nossas antigas opiniões, mas, se nos C) Antes de tudo, é apresentada uma indagação perguntarem, sempre sabemos explicar tudo sobre decorrente das reflexões sobre o problema; depois, tais mudanças. vêm as considerações sobre o problema; por fim, é C) Sem precisar de muitas explicações, o pensamento revelada a circunstância e o problema propriamente da gente começa a se fixar nas mudanças que dito. E a síntese da sequência deste texto é: alteram nossa vida, porque alteram nossa opinião decorrências do problema (introdução); análise do sobre as coisas, e o melhor disso tudo é que somos problema (desenvolvimento), apresentação sempre atentos a cada passo diferente e, por isso, circunstancial do problema (conclusão). somos capazes de dar explicações sobre os diversos D) Antes de tudo, é apresentada a circunstância em que aspectos em que as coisas mudaram. o problema é gerado e qual é o problema gerado; 1
  2. 2. D) Todos os dias, a vida mostra com mais verdade que a A) a uma busca de testar a eficiência do canal de gente nunca foi capaz de mudar qualquer opinião ou comunicação, medindo o nível do contato no ambiente sentimento a respeito das coisas que nos são caras. comunicativo, e caracterizam a função fática da E) Um belo momento na vida, a gente para para refletir e linguagem. percebe que as coisas, mesmo as mais profundas das B) ao apelo à atenção ou tentativa de persuasão dirigida nossas particularidades, sempre mudam, embora ao decodificador da mensagem, e caracterizam a nunca possamos voltar no tempo para contemplar o função conativa ou apelativa da linguagem. momento exato em que isso ocorreu, bem como nem C) à emotividade ou à expressividade do enunciador da sempre sabemos explicar as causas de tais mensagem, e caracterizam a função emotiva ou mudanças. expressiva da linguagem. D) à conceituação, à referência e à informação objetiva05. As interrogações como autoquestionamento e o emprego do elemento temático da mensagem, e caracterizam a da primeira pessoa do singular, de verbos no futuro do função referencial da linguagem. pretérito, elaborando hipóteses, são marcas textuais E) a uma explicação, definição e análise dos elementos referentes do código da mensagem, e caracterizam a função metalinguística da linguagem. Texto 2 Emoções na montanha-russa (fragmento) 1 Uma das sensações mais intensas e perturbadoras que se pode experimentar, neste nosso mundo atual, é um 2 passeio na montanha-russa. Só não é nem um pouco recomendável para quem tenha problemas com os nervos ou com 3 o coração, nem para aqueles com o sistema digestivo sensível. A própria decisão de entrar na brincadeira já requer 4 alguma coragem, a gente sabe que a emoção pode ser forte até demais e que podem decorrer consequências 5 imprevisíveis. Entra quem quer ou quem se atreve, mas sabe-se também que muita gente entra forçada por amigos e 6 pessoas queridas, meio que contra a vontade, pressionada pela vergonha de manifestar sentimentos de prudência ou o 7 puro medo. Mas, uma vez que se entra, que se aperta a trava de segurança e a geringonça se põe em movimento, a 8 situação se torna irremediável. Bate um frio na barriga, o corpo endurece, as mãos cravam nas alças do banco, a 9 respiração se torna cada vez mais difícil e forçada, o coração descompassa, um calor estranho arde no rosto e nas10 orelhas, ondas de arrepio descem do pescoço pela espinha abaixo. Nicolau Sevcenko: A corrida para o século XXI: no loop da montanha-russa.Questões de 6 a 10. adjunto adnominal, a segunda assume a do adjunto adverbial.06. Sobre as expressões do primeiro período “uma das sensações mais intensas e perturbadoras” e “um passeio 07. Em relação ao objeto a que se refere, uma oração na montanha-russa”, uma análise possível, correta e adjetiva restritiva atribui a esse objeto uma característica, coerente é a de que de modo a torná-lo específico entre semelhantes, a torná- A) do ponto de vista semântico-referencial, ou seja, no lo um ser em particular; individualiza-o, por fim, pois nível denotativo, têm significados diferentes, isto é, condiciona seu sentido apenas ao contexto referenciado. denotam ou referem o mesmo objeto; já, do ponto de Essa propriedade relacional é o que se observa na vista sintático, são idênticas: enquanto a primeira oração assume a função do sujeito, a segunda assume a do A) “que a emoção pode ser forte” (linha 4). predicativo do sujeito. B) “que podem decorrer consequências imprevisíveis” B) do ponto de vista semântico-referencial, ou seja, no (linhas 4 e 5). nível denotativo, são equivalentes, isto é, denotam ou C) “que muita gente entra forçada por amigos e pessoas referem o mesmo objeto; já, do ponto de vista queridas” (linhas 5 e 6). sintático, não se equivalem: enquanto a primeira D) “que se pode experimentar” (linha 1). assume a função do sujeito, a segunda assume a do E) “que se aperta a trava” (linha 7). predicativo do sujeito. C) do ponto de vista semântico-referencial, ou seja, no 08. A pontuação entre as orações do último parágrafo sugere nível denotativo, são correspondentes, mas denotam a descrição de reações emocionais múltiplas e ou referem objetos distintos; já, do ponto de vista simultâneas, em ritmo tão acelerado, que se confundem sintático, são divergentes: enquanto a primeira numa única imagem: a tensão do corpo. A informação assume a função do predicativo do sujeito, a segunda rítmica dos acontecimentos, portanto, é uma leitura de assume a do sujeito. entrelinhas e uma das funções cumpridas pela D) do ponto de vista semântico-referencial, ou seja, no pontuação. Outra pontuação adequada poderia ser feita nível denotativo, não são correspondentes, pois não nesse trecho. Ele continuaria correto, não alteraria o denotam nem referem o mesmo objeto; já, do ponto sentido declarativo, mas alteraria a informação rítmica de vista sintático, são divergentes: enquanto a sugerida pela sucessão dos eventos informados. Essa primeira assume a função do adjunto adnominal, a pontuação seria a segunda assume a do complemento nominal. A) substituição das vírgulas por pontos. E) do ponto de vista semântico, uma refere o objeto em B) substituição das vírgulas por dois-pontos. nível denotativo e a outra refere o mesmo objeto, mas C) eliminação das vírgulas. em nível conotativo; já, do ponto de vista sintático, são D) substituição das vírgulas por travessões. idênticas: enquanto a primeira assume a função do E) substituição das vírgulas por pontos de interrogação. 2
  3. 3. 09. Entre o conceito de “amigos e pessoas queridas” e o A) o fim do conflito político ideológico e a assinatura de conceito de “forçar”, há uma oposição de ideias; acordo de paz no Oriente médio. empregar as palavras “amigos e queridas” em vez de B) maior disputa política ideológica entre o leste e o falsos e detestáveis, por exemplo, suaviza a ideia de oeste. desagradáveis e inconvenientes; dizer que são amigos e C) a consolidação de uma política capaz de atender às queridos os que nos forçam a situações vexatórias é demandas do capital transnacional e às demandas apresentar os termos com sentidos invertidos. sociais. Considerando-se essa análise e a leitura do trecho “muita D) a divisão dos países entre Primeiro, Segundo e gente entra forçada por amigos e pessoas queridas” Terceiro Mundos. (linhas 5 e 6), chega-se às figuras de linguagem E) a ampliação da globalização econômica. denominadas A) prosopopeia, comparação e sinestesia. 13. São as principais características do Vale do Silício, nos B) hipérbole, catacrese e metonímia. Estados Unidos: C) hipérbato, perífrase e onomatopeia. A) localizado no oeste dos Estados Unidos, próximo a D) metáfora, elipse e anacoluto. importantes centros de pesquisa, forma um complexo E) antítese, eufemismo e ironia. industrial com destaque para os ramos típicos da Terceira Revolução Industrial.10. Esse texto é um fragmento da introdução de uma obra B) também conhecido por cinturão (belt), constitui-se na que apresenta uma crítica numa linguagem mesclada das principal área produtora de cereais dos Estados linguagens jornalística, científica e literária, configurando Unidos, sobretudo de milho e trigo, além de pecuária um texto misto. Toda a introdução, por exemplo, é uma intensiva. crônica, cujo tema já se depreende no título Emoções na C) formado por erosão glacial, constitui-se numa área de montanha-russa. Crônica é gênero e texto, tanto literários preservação permanente, onde se destacam as faias, quanto jornalísticos. O que aproxima essa introdução da as sequoias e as bétulas, espécies típicas da floresta crônica literária é, por exemplo, boreal. A) o emprego rígido dos termos para fins da produção da D) localizado no nordeste dos Estados Unidos, constitui- objetividade. se numa área de antiga concentração industrial, B) o uso de termos que ressaltam o caráter científico das destacando-se as indústrias de bens de produção exposições do tema. pela abundância de matérias-primas, energia e mão C) a liberdade da expressão que lhe dá um tom de de obra e pela facilidade de transporte. conversa, em linguagem descontraída, a partir de E) é uma das principais áreas de extração mineral, uma visão bem particular do assunto. sobretudo de silício, cobre e ferro, altamente D) a ênfase ao caráter de acontecimento corriqueiro e prejudicada pela degradação do meio ambiente. diário do fato feito notícia. E) a ausência da linguagem coloquial que sugere, pela 14. A China, como resultado de uma política industrial familiaridade de um assunto comum a ambos, uma implantada por Deng Xiaoping, no início dos anos de proximidade entre emissor e receptor. 1980, é o país que mais cresce no mundo. Nas últimas décadas, a China tem ocupado horários nobres na mídia. Esse arsenal de dados sobre a China nos informa queGEOGRAFIA A) a China é um país totalmente agrícola e sua economia não tem apresentado nenhuma forma de crescimento nos últimos anos.11. A evolução socioeconômica, na África subsaariana, B) a China continua sendo governada pela dinastia originou a exclusão de uma parcela significativa da Manchu, que centraliza todas as decisões nas mãos população com o surgimento do capitalismo global, nas do imperador. décadas de 1970, 1980 e 1990, e coincidiu com o colapso C) a China sofreu uma profunda abertura econômica e das economias africanas paralelo à dissolução da maioria procura a expansão de seus mercados, vendendo de suas comunidades. Esta dinâmica foi resultado produtos baratos. A) da instalação de ditaduras nacionalistas com projetos D) as reformas econômicas pelas quais tem passado o de industrialização à custa de endividamento externo, governo chinês têm criado um entrave para a entrada gerando crise nos anos de 1980. do capital estrangeiro no país. B) da desintegração do Estado, provocando a E) o processo de abertura econômica não estimula a desorganização da produção e a degradação das iniciativa privada, já que, no sistema planificado da condições de vida da população. economia, este é um direito que se estende a todos. C) da estagnação da renda familiar da classe média, nas décadas de 1970 e 1980, diminuindo o consumo e os 15. O mundo atravessa uma crise financeira internacional rendimentos reais dos trabalhadores. que aumenta a miséria e a pobreza no Terceiro Mundo; e D) de investimentos na produção de "commodities", sacrificamos ainda mais nosso meio ambiente, embora como a soja, a partir da década de 1970, em saibamos que a situação pode ser mudada, se detrimento da produção de produtos básicos para a empregarmos corretamente as modernas tecnologias e população. conhecimentos. Para isso, temos que entrar em uma E) da disseminação da AIDS nas minorias, provocando nova ética, que inclua, antes de tudo, a relação entre a perda de profissionais qualificados e obrigando os sociedade e a natureza. governos a investirem recursos no sistema de saúde (NOSSO FUTURO COMUM, P. 77) pública. O texto acima e as questões atuais sobre recursos12. A década de 90 foi marcada por inúmeras transformações naturais, ambiente e desenvolvimento permitem deduzir- na geopolítica mundial. Dentre elas, destaca(m)-se se que 3
  4. 4. A) para compensar os problemas ecológicos provocados 17. É incorreto, em relação ao período da Ditadura Militar pela destruição da cobertura vegetal nas áreas brasileira, afirmar-se que tropicais afetadas pela seca, vêm-se introduzindo A) é caracterizado pela ruptura do regime democrático e espécies de porte herbáceo. por um forte centralismo autoritário. B) no Brasil, a política adotada na questão dos recursos B) no governo Médici, surgiram o “milagre brasileiro” e hídricos garante a proteção das grandes reservas uma intensa repressão política. fluviais, impedindo o desperdício e a disposição de C) o processo de abertura política tem início durante o lixo nos “corpos de água”. governo do general Geisel. C) as pressões da pobreza e do aumento populacional D) a vitória de Tancredo Neves marcou o fim do regime favorecem a adição e as políticas de desenvolvimento militar em 1985. ecologicamente viáveis, nos países do Terceiro E) devido à intensa repressão política da ditadura militar, Mundo. não houve confrontos entre os grupos opositores ao D) o desmatamento das florestas tropicais é considerado regime. a causa mais importante dos prejuízos à biodiversidade dos ecossistemas terrestres. 18. Logo após a Primeira Guerra Mundial, a Itália se E) a distribuição geográfica das grandes catástrofes encontrava numa profunda crise econômica. Na Itália, ecológicas mostra a correlação com o binômio esta crise acabou desencadeando superpopulação-subdesenvolvimento e com a A) o enfraquecimento do ideário nazista. ocupação de áreas de risco por populações cada vez B) o desenvolvimento das ideias comunistas. mais numerosas. C) o fortalecimento de um ideário ultranacionalista, oposto ao socialismo e à democracia.HISTÓRIA D) a queda de Benito Mussolini, o Duce. E) nesse cenário político, Benito Mussolini fundou o Partido Comunista da Itália.16. No fim do século XVIII, a população francesa estava dividida em três ordens sociais. Apresentava um quadro 19. O Hammas é um grupo político que está associado à que pode ser compreendido da seguinte forma: questão que envolve conflitos entre A) o Clero compunha o Primeiro Estado; a Nobreza, o A) Israel e a Palestina. Segundo Estado; e os Operários, o Terceiro Estado. B) a Líbia e a Palestina. B) cerca de 98% da população compunha o Terceiro C) a Palestina e o Egito. Estado, formado por artesãos, burgueses, D) Israel e o Egito. camponeses e trabalhadores em geral que E) o Iraque e os Estados Unidos. sustentavam os dois primeiros grupos. C) o Segundo Estado era formado por um grupo 20. A “República Velha” é o período histórico brasileiro heterogêneo composto de burgueses, artesãos e associado trabalhadores das cidades. A) à política do “café com leite”. D) a França, no final do século XVIII, havia herdado um B) à alternância de poder entre mineiros e gaúchos. sistema feudal responsável pelo enriquecimento da C) ao poder centralizado de Getúlio Vargas. população. D) ao domínio político dos produtores do charque E) no período em destaque, a nobreza francesa já não gaúcho. existia. E) à promoção de medidas favoráveis às classes trabalhadoras, como a implantação da CLT.BIOLOGIA21. A transição das plantas do meio aquático para o meio terrestre foi pontuada pelo surgimento de várias adaptações e novas características que permitiram a conquista deste ambiente. Sobre este assunto, é incorreto dizer-se que A) a cutícula, constituída de cutina, forma uma película impermeável, presente na epiderme das plantas, que impossibilita a transpiração. B) os estômatos estão presentes nas folhas e são responsáveis por regular as trocas gasosas com o ambiente, diminuindo a perda de água pela respiração. C) os vasos condutores, xilema e floema, possibilitam a distribuição de substâncias pelo corpo da planta, permitindo o desenvolvimento de espécimes de maior porte. D) o parênquima aerífero é um tecido de preenchimento que permite o acúmulo de ar na planta, minimizando a perda de água pela transpiração. E) os grãos de pólen possibilitam a fecundação independente da presença de água.22. O núcleo das células eucarióticas abriga as informações necessárias ao bom funcionamento do organismo. Sobre esta estrutura, considere as seguintes afirmações. I. A membrana nuclear é denominada carioteca e constitui-se de duas membranas lipoproteicas justapostas. II. A cromatina é formada pelo conjunto de cromossomos presentes no núcleo, podendo ser dividida em heterocromatina e eucromatina. III. O nucléolo é a estrutura nuclear responsável pela produção de RNA mensageiro, RNA transportador e RNA ribossômico. Estão corretas: A) I, II e III. B) apenas I e II. C) apenas I e III. D) apenas II e III. E) apenas II. 4
  5. 5. 23. Analise o quadro abaixo sobre as classes do filo dos moluscos. CARACTERÍSTICAS Classe Digestão Circulação Excreção Reprodução Gastrópodes Extracelular Um par de Fecundação interna A (Ex.: Caracol) e intracelular metanefrídios ou externa Cefalópodes Sistema circulatório B C D (Ex.: Polvo) fechado Bivalves Extracelular Um par de Fecundação E (Ex.: Ostra) e intracelular metanefrídios externa Não completa corretamente o quadro: A) A – Sistema circulatório fechado. B) B – Extracelular. C) C – Um par de metanefrídios. D) D – Fecundação interna. E) E – Sistema circulatório aberto.24. Sobre o ciclo do carbono na natureza, é correto afirmar-se que A) os organismos autótrofos, através da fermentação, retiram gás carbônico do ambiente, para incorporá-lo às moléculas orgânicas. B) o processo de decomposição é responsável por devolver ao solo o carbono na forma de carbonato. C) os organismos heterótrofos assimilam carbono através da alimentação. D) a respiração é responsável pela diminuição da quantidade de gás carbônico disponível no ambiente. E) através da fotossíntese, as plantas devolvem ao ambiente o gás carbônico consumido na respiração.25. Camila é professora de Biologia e está prestes a ter seu primeiro filho. Decidida a ter o seu bebê por parto normal, ela solicitou ao seu médico a administração de soro, contendo um hormônio naturalmente produzido por mulheres grávidas e capaz de acelerar o parto por aumentar a frequência das contrações uterinas. O hormônio a que Camila se refere é a A) prolactina produzida pela adenoipófise. B) progesterona produzida pelos ovários. C) adrenalina produzida pelas suprarrenais. D) oxitocina produzida pela neuroipófise. E) calcitonina produzida pela tireoide.FÍSICA 28. Um bloco em forma de cubo possui volume de 400 cm³ a 0ºC e 400,6 cm³ a 100ºC. O coeficiente de dilatação -1 linear do material que constitui o bloco, em unidades ºC ,26. Na tabela a seguir, estão representados os espaços [∆s] vale -5 -6 percorridos, em função do tempo [t], por um móvel que A) 4x10 . B) 3x10 . -6 -5 parte com velocidade inicial de 10 cm/s, do marco zero C) 2x10 . D) 1,5x10 . -6 de uma trajetória retilínea e horizontal. E) 5x10 . ∆s(cm) 0 9 16 21 24 25 29. Uma bandeira do Brasil, que se encontra em uma sala t(s) 0 1 2 3 4 5 escura, é iluminada com luz monocromática de cor azul. Está totalmente correto sobre esse movimento: As cores apresentadas pelo retângulo, pelo losango, A) é uniforme com velocidade constante. pelas letras da faixa central e pelo circulo são, B) o móvel tem velocidade nula no instante t = 5 s. respectivamente, C) é uniformemente acelerado, com aceleração escalar A) verde, amarelo, branco e azul. 2 constante de 4 cm/s . B) preto, preto, azul e azul. D) possui velocidade escalar de 25 cm/s no instante C) preto, preto, preto e azul. t = 5 s. D) azul, preto, verde e azul. E) no instante t = 10 s, o móvel se encontra a 100 m da E) preto, preto, preto e preto. origem. 30. Um resistor ôhmico de 576 Ω, submetido a uma ddp de27. Um móvel de massa M = 2 Kg encontra-se na posição 240 V, dissipa, em 2 horas, uma energia elétrica, em S0 = 0 (origem), em repouso, sobre uma superfície plana joules, de 5 6 e horizontal. A partir do instante t = 0, passa a atuar, A) 3,6x10 . B) 3,6x10 . 6 5 sobre o móvel, uma força resultante constante e C) 7,2x10 . D) 7,2x10 . 2 horizontal de intensidade 10 N. São desprezadas as E) 2,0x10 . forças resistivas. É correto afirmar-se que A) no instante t = 10 s, o móvel possui energia cinética MATEMÁTICA de 2500 joules. B) no instante t = 10 s, o móvel tem velocidade escalar de 40 m/s. 31. Considere os conjuntos C) a equação horária do movimento do móvel é A = {0, 1, 3, 5, 9} 2 S = 10t + 5t . B = {3, 5, 7, 9} D) a posição do móvel no instante t =10 s é 250 m da X = {x N; x ≤ 13}, onde N é o conjunto dos números origem. inteiros não-negativos. E) no instante t = 5 s, o móvel desenvolve potência de 2500 J/s. O conjunto é igual a A) {0, 1, 3, 5, 7, 8, 9}. B) {2, 4, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13}. 5
  6. 6. C) {2, 4, 6, 8, 10, 11, 12, 13}. 40. Na figura abaixo, R, S e T são pontos sobre a D) {2, 5, 7, 8, 12, 13}. circunferência de centro O. Se x é o número real, tal que E) {0, 1, 7, 8, 9, 10, 12, 13}. a = 5x e b = 3x + 42º são as medidas dos ângulos RTS e ROS, respectivamente, pode-se dizer que32. A soma de dois números naturais é 561. O maior é igual A) a = 30º e b = 60º. à diferença entre o dobro do menor e 231. O máximo B) a = 80º e b = 40º. divisor comum entre esses números é C) a = 60º e b = 30º. A) 27. B) 33. D) a = 40º e b = 80º. C) 81. D) 121. E) a = 30º e b = 80º. E) 792. QUÍMICA33. Se p e q são números primos, tais que p – q = 41, então o valor de p + q é A) 91. B) 79. 41. O leite de vaca é um alimento rico em cálcio, elemento C) 73. D) 45. essencial para o fortalecimento e para a formação dos E) 43. ossos. O pH normal do leite de vaca é aproximadamente 7. Uma vez tirado das tetas da vaca e submetido ao34. João gastava mensalmente 10% do seu salário com o passar do tempo, esse valor vai diminuindo por causa do plano de saúde da família. Um aumento de 15% no preço aparecimento de ácido láctico produzido por lactobacilos desse serviço proporcionou um acréscimo de R$ 120,00 presentes no leite, até que o leite se torne azedo. Com a em suas despesas mensais. O salário de João, em reais, intenção de disfarçar essa decomposição natural do leite, é alguns produtores mal intencionados fazem a sua A) 12.500. B) 10.850. adulteração, adicionando bicarbonato de sódio. Com este C) 10.000. D) 8.250. procedimento, o pH do leite se elevava a um valor E) 8.000. próximo de 9. Para detectar essa fraude, pode-se coletar uma amostra do leite e35. Para cada número real positivo m, a expressão I. Fervê-lo, observando se há formação de nata. é igual a II. Gotejar fenolftaleína, observando se aparece cor rósea. 1/2 A) m . B) m + 1. III. Colocar hidróxido de sódio, verificando se ocorre C) m + 2. D) m + 3. efervescência. E) m + 1/m. É correto o que se afirma36. Considerando-se x ≠ 1 e y ≠ 0, ao simplificar a expressão A) somente em I. B) somente em II. , obtém-se C) somente em III. D) em I e II. E) em II e III. A) . B) . 42. Ao longo da história da química, muitos modelos C) . D) . surgiram, para tentar explicar a complexidade do átomo, desde a crença de que ele seria uma minúscula esfera E) . até a construção de um modelo matemático probabilístico. Com relação às características do átomo e37. Sendo f(x) = 3x – a, onde a é um número real fixado, a ao conceito de elemento químico, é correto afirmar-se expressão f(2a) – f(a – 1) é equivalente a que A) 2a – 3. B) 2a. A) a caracterização de um elemento químico ocorre pela C) 3(a + 1). D) 2a – 1. determinação do seu número de massa. E) 1 – a. B) os átomos de um mesmo elemento químico obrigatoriamente devem apresentar o mesmo número 238. Se x1 e x2 são as raízes da equação 3x – 5x + p – 2 = 0, de nêutrons. C) na eletrosfera, região que concentra toda a massa do onde p é um número real, e sabendo-se que , átomo, encontram-se os elétrons. pode-se concluir corretamente que D) o número de massa ou número de Moseley é a soma A) p = –2. B) p = –8/5. do número de prótons com o número de elétrons. C) p = 0. D) p = 2. E) o elemento químico corresponde a um conjunto de E) p = 4. átomos de mesma carga nuclear.39. Sobre os lados AB e AC do triângulo ABC, são marcados 43. Para a Ciência, matéria é tudo aquilo que tem massa e os pontos D e E, respectivamente, de tal forma, que ocupa lugar no espaço. A matéria é possuidora de uma DE // BC, AE = 6 cm, DB = 2 cm, EC = 3 cm e série de propriedades, que, em conjunto, servem para DE = 8 cm. Nessas condições, a soma das medidas dos identificá-la. Analise o seguinte experimento: segmentos AD e BC, em centímetros, vale determinação do ponto de fusão de uma substância X; A) 12. B) 16. observação de um valor abaixo do tabelado para essa C) 18. D) 24. substância. Isso pode significar que E) 30. A) a porção de substância utilizada na determinação foi menor que o necessário. B) a porção de substância utilizada na determinação foi maior que o necessário. C) uma fração da substância não pode ser fundida. 6
  7. 7. D) a substância é possuidora de impurezas. 45. Nos centros industriais, onde ocorre concentração de E) a substância possui um grau 100% puro. indústrias metalúrgicas, que trabalham com metais pesados, é comum encontrar-se, nas águas dos rios, 2+ 2+44. Na nossa cidade, existe um costume muito comum, que é traços de cátions de metais pesados, como Hg e Pb , o de pintar-se as paredes dos muros que cercam as que são considerados alguns dos agentes da poluição da casas com cal extinta (apagada). Com o decorrer do água perigosos para o homem. Para separá-los da água, tempo, elas vão ficando recobertas por película de pode-se fazer um processo de precipitação com o - 2- carbonato de cálcio. Isto ocorre, porque a cal extinta hidróxido (OH ) e com o cromato (CrO4 ). As fórmulas reage com o gás carbônico do ar, produzindo o carbonato desses precipitados são e a água. A equação que representa essa reação é A) Hg2(OH)2 e Pb2CrO4. A) CaO + CO2 → CaCO3. B) Hg2OH e PbCrO4. B) Ca(OH)2 + CO2 → CaCO3 + H2O. C) Hg(OH)2 e Pb2(CrO4)3. C) Ca(HCO3)2 →CaCO3 + CO2 + H2O. D) Hg(OH)3 e Pb(CrO4)2. D) Ca(HCO3)2 + CaO → 2 CaCO3 + H2O. E) Hg(OH)2 e PbCrO4. E) 2 CaOH + CO2 →Ca2CO3 + H2O.REDAÇÃOEscolha apenas um dos temas.TEMA 1 O escrúpulo é a morte da ação. Pensar na sensibilidade alheia é estar certo de não agir. (Fernando Pessoa).TEMA 2 Quando a qualidade o decepciona, você procura a salvação na quantidade. Quando a duração não está disponível, é a rapidez da mudança que pode redimi-lo. (Zygmunt Bauman).Agora, elabore um texto argumentativo em linguagem padrão, priorizando o enfoque objetivo dos aspectos sugeridos pelotema. Cuide para que seu texto deixe evidente de que modo você entendeu a ideia do autor, qual a sua própria ideia sobre oassunto, quais pontos desse assunto podem ser socialmente considerados positivos e quais poderiam ser consideradosnegativos e, em vista desses pontos, qual o maior peso social das questões que envolvem o assunto, ou seja, consideraçõessobre ser ele mais útil ou mais prejudicial à sociedade. OBSERVAÇÕES:1) Total de escores: 100.2) Número de linhas – mínimo: 25 e máximo: 30.3) Serão descontados dois pontos para cada erro de escrita, três para cada erro de gramática e quatro para cada erro de texto.4) Se a redação não atingir o limite mínimo, serão descontados três pontos por linha em branco.5) A fuga ao tema implica nota ZERO.6) Não faça citação. 7

×