Tosse na infância

7.693 visualizações

Publicada em

"Flash Pediátrico" apresentado no Internato em Pediatria I da Universidade Federal do Rio Grande do Norte(UFRN). Tema: Tosse na Infância

  • Seja o primeiro a comentar

Tosse na infância

  1. 1. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências da Saúde Departamento de Pediatria Unidade de Saúde Familiar e Comunitária Tosse Prof.: Leonardo Moura Ferreira de Souza Doutorandos: Raimundo Amorim Rodolpho Dantas SuerdaManual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Cavalcanti Tosse
  2. 2. Tosse• Introdução: – Queixa comum; – Incômodo; – Mecanismo de defesa; – Transmissão de doenças; – Infecções respiratórias: 8-10/ano – Fatores ambientais; – Investigação da etiologia. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  3. 3. Tosse• Mecanismo de defesa: – Receptores: • Entrada da vias aéreas superiores até a bifurcação dos brônquios de médio calibre; • Seios paranasais; • Conduto auditivo externo; • Membrana timpânica; • Pleura; • Pericárdio; • Diafragma; • Estômago; • Esôfago. – Arco reflexo; – Mecanismo. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  4. 4. Tosse• Complicações: – Epistaxe; – Ruptura braquial; – Alteração do sono; – Trauma de laringe; – Perda de consciência; – Pneumotórax; – Crise convulsiva; – Enfisema intersticial pulmonar; – Pneumomediatisno; – Bradicardia e taquicardia; – Hemorragia conjuntival; – Incontinência urinária; – RGE; – Enfisema subcutâneo; – Hérnia inguinal; – Petéquias, púrpuras; – Pneumoperitonio; – Dor muscular; – Ausência escolar. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  5. 5. Tosse• Classificação: – Tempo de duração: • Aguda • Crônica – Características: • Seca • Produtiva – Eficácia: • Eficaz • Ineficaz Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  6. 6. Etiologia Anamnese Tosse l iaEx tor am o ra e Fí ab si eL co am Ex Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  7. 7. Anamnese•História da doença atual•Antecedentes Patológicos•Antecedentes Familiares•Hábitos de vida Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  8. 8. Exame Físico•Dados antropométricos•Caixa torácica•Auscuta•Cavidade Oral Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  9. 9. Exame Clínico•Radiografia de tórax•Hemograma Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  10. 10. Infecções agudas das vias respiratórias•Etiologia viral•É uma das patologias mais freqüentes nos seres humanos de todas as idades;•As crianças podem ter de 8-10 infecções das vias aéreas por ano;•Dos atendimentos a crianças em SP 30% corresponde a IVAS Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  11. 11. Infecções agudas das vias respiratórias• Rinofaringites agudas: – Caracteriza-se por febre baixa, obstrução nasal leve, coriza, espirros, lacrimejamento, dor na garganta cefaléia e mialgia – Cuidado deve ser dado com o reaparecimento da febre, piora do estado geral e tosse por mais de 3 semanas Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  12. 12. Infecções agudas das vias respiratórias•Faringite aguda: – Etiologia viral e/ou bacteriana – Febre, tosse moderada e seca, adenomegalia cervical e dor na garganta; – Complicações – Teste rápido e cultura Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  13. 13. Infecções agudas das vias respiratórias•Laringite aguda: – Etiologia viral, bacteriana ou por corpo estranho – Poucos sintomas sistêmicos, tosse seca, rouca, ladrante e rouquidão Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  14. 14. Infecções agudas das vias respiratórias• Laringotraqueobronquite: – Geralmente causada por vírus – Predomina na idade entre 6meses e 3anos – Tosse seca e discreta evoluindo em 48h para tosse ladrante com estridor inspiratório e rouquidão que dura cerca de 3 dias – Complicações – Rx postero-lateral > sinal da torre de igreja Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  15. 15. Infecções agudas das vias respiratórias•Traqueíte bacteriana: – Etiologia bacteriana (S. aureus) – Grande quantidade de secreção, tosse metálica, febre alta, toxemia, rouquidão e agitação; – Complicações; Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  16. 16. Infecções agudas das vias respiratórias•Laringite espasmódica ou estridulosa: – Sintomas surgem quando a criança dorme – Tosse intensa, estridor inspiratório e toxemia – Dura 3-4dias e tem caráter recorrente – Pesquisar asma e alergias Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  17. 17. Infecções agudas das vias respiratórias•Bronquite aguda: – Etiologia bacteriana ou viral – Tosse seca que evolui rapidamente para cheia é a manifestação inicial exclusiva Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  18. 18. Infecções agudas das vias respiratórias•Bronquiolite: – Etiologia viral – Predomina em menores de 1 ano – Sintomas de febre, coriza, tosse seca e dispnéia que evolui atingindo a intensidade máxima em 3 dias – Adenovírus – Gasometria Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  19. 19. Infecções agudas das vias respiratórias•Pneumonia aguda: – Etiologia diversa – Tosse, febre, taquipnéia, estertores, tiragem, broncofonia e alterações radiológicas – Hemograma Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  20. 20. Doenças Tosse Febre Dispnéia Hemograma Seca ou Não altera/Rinofaringite Baixa Ausente produtiva Inconclusivo Faringite Seca Moderada Ausente Leucocitose Tosse seca Não altera/ Laringite Baixa/ausente Ausente ladrante Inconclusivo Leucocitose ou Tosse seca queLaringotraque Leve/Moderad leucopenia evolui para Presente obronquite a com ladrante Linfocitose Laringite Tosse intensa Não altera/ Ausente PresenteEspasmódica com estridor Eosinofilia Tosse seca que Bronquite evolui para Baixa/ausente Ausente Inespecífico Aguda cheia Inespecífico/Bronquiolite Tosse seca Moderada Presente Leucocitose Tosse Leucocitose/ Pneumonia Moderada/alta Presente seca/cheia Leucopenia Traqueite Tosse Metálica Moderada Presente Leucocitose Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  21. 21. Infecções agudas das vias respiratóriasPrincipais agentes etiológicos de PAC, de acordo com a faixa etária:Até 2 meses Estreptococo do grupo B, enterobactérias, Listeria monocytogenes, Chlamydia trachomatis, S. aureus, vírus.De 2 a 6 meses Chlamydia trachomatis, vírus, S. pneumoniae, S. aureus, B. pertussis.De 6 meses a 5 anos Vírus, S. pneumoniae, H. influenzae, S. aureus, M. pneumoniae, Mycobacterium tuberculosis.> 5 anos M. pneumoniae, Chlamydia pneumoniae, S. pneumoniae, M. tuberculosis. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  22. 22. Diagnóstico de tosse crônica• Pneumonias virais: – 90% das pneumonias no 1º ano de vida e 50% na idade escolar; – Agentes etiológicos; – Gravidade; – Complicações; – Diagnóstico etiológico; – Evolução clínica; – Dados epidemiológicos. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  23. 23. Diagnóstico de tosse crônica• Pneumonia por Chlamydia trachomatis: – Parto por via vaginal; – Conjuntivite: 50% dos casos; – Manifestação clínica: 2º-3º mês de vida; – Insidiosa; – Pródromos: obstrução nasal, coriza e tosse seca; – Afebril, tosse (30% coqueluchóide), taquipnéia; – Leucocitose + hipereosinofilia (300 céls/mm3); – Radiografia de tórax: • Hiperinsuflação; • Infiltrado pulmonar intersticial simétrico e generalizado. – Exame sorológico;• Pneumonia por C. pneumoniae. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  24. 24. Diagnóstico de tosse crônica Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  25. 25. Diagnóstico de tosse crônica• Pneumonia por Mycoplasma: – + freqüente em maiores de 5 anos; – Insidiosa: febre, cefaléia, mal-estar, mialgia, dor de garganta, rouquidão e tosse (caráter coqueluchóide); – Maior gravidade: síndrome de Down, anemia falciforme, imunodeficiências. – Dosagem de crioaglutininas: inespecífico; – Achados radiológicos variados; – Sorologia. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  26. 26. Diagnóstico de tosse crônica Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  27. 27. Diagnóstico de tosse crônicaPneumonias por: – Vírus •Sibilância – C. pneumoniae •Imagens intersticiais •Hiperinsuflação – M. pneumoniae •Auto-limitadas Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  28. 28. Diagnóstico de tosse crônica• Coqueluche: – Bordetella pertussis; – Sintomas de IVAS; – Acessos de tosse seca, sem pausa respiratória, seguida de guincho, pletora facial e cianose. – História vacinal; – Contatos; – Leucocitose (20 a 30 mil) com linfocitose (90%!!!!); – Radiografia de tórax: • Hiperinsuflação; • Hipotransparência; • Coração “felpudo”. – Vacina – imunidade não-duradoura; – Leite materno. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  29. 29. Diagnóstico de tosse crônica• Tuberculose pulmonar: – Apresentações diversas; – Quadro clínico sugestivo; – Dados epidemiológicos; – Imunização; – PPD: • 0 a 4 mm: não-reator: ausência de contato com o antígeno, técnica inadequada, deficiência da imunidade celular, formas disseminadas da doença; • 5 a 9 mm: reator fraco; • 10 mm ou mais: reator forte => infecção tuberculosa; – ADA (adenosina desaminase); – Radiografia de tórax: • Adenomegalias hilares e/ou paratraqueais; • Pneumonia com qualquer aspecto; • Infiltrado nodular difuso: tuberculose miliar. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  30. 30. Diagnóstico de tosse crônica• Tosse pós-infecção: Hiper-responsividade das vias aéreas? – B. pertussis e vírus pertussis-símile; – Ureaplasma urealyticum; – CMV; – Pneumocystis carinii; – Moraxella catarrhalis. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  31. 31. Diagnóstico de tosse crônica• Síndrome do gotejamento pós-nasal: – Sinusite: • Resfriado arrastado; • FOI com tosse noturna; • Piora do quadro de asma; • Manifestação clássica; • Agentes etiológicos; • Radiografia de seios da face: limitação em lactentes; • TC de seios da face. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  32. 32. Diagnóstico de tosse crônica• Síndrome do gotejamento pós-nasal: – Rinite: • Rinorréia, prurido, congestão nasal, espirros, obstrução nasal, fácies adenoideana, pigarro, distúrbio do sono, conjuntivites frequentes; • Diversos agentes. • Rinite alérgica: – Associação com asma: 30%; – IgE sérica, testes cutâneos; – > 10% de eosinófilos em secreção nasal. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  33. 33. Asma• Etiologia• Quadro clínico: – Tosse, dispnéia, sibilância, dor torácica;• Diagnóstico; – História clínica; – Raio X de tórax; – Hemograma; – Testes cutâneos; – IgE sérico; – Prova de função pulmonar Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  34. 34. DRGE• Normal até o primeiro ano de vida;• História de alimentação dificultosa + engasgos;• Aspiração – Pneumonia lipóide – Fenda palatina; – Úvula bífida, fístula traqueoesofágica, fenda laríngea, paralisia das cordas vocais etc;• Diagnóstico: – Raio X de tórax. Estudo contrastado do TGI, USG, PHmetria Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  35. 35. Aspiração de corpo estranho• Crianças entre 1 e 3 anos;• Acesso súbito de tosse – 20%: tosse após uma semana• Cianose• Enfisema, hiperinsuflação, desvio do mediastino, atelectsias;• Gasometria arterial;• Corpo estranho no esôfago;• Corpo estranho no ouvido médio ou externo – nervo de Arnold;• Tratamento Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  36. 36. Aspiração decorpo estranho Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  37. 37. Bronquiectasias• Infecções;• Fibrose cística / mucovicisidose;• Deficiência de alfa – 1 – antitripsina;• Asma;• Aspiração de corpo estranho;• Discinesia ciliar primária;• Síndrome sinusobraquial. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  38. 38. Fibrose cística• Tosse nas primeiras semanas de vida: – Seca; – Produtiva; – Purulenta; – Difícil eliminação.• Prejuízo do sono e alimentação, deformidade torácica, déficit pondero- estatural, baqueteamento digital;• Raio X de tórax;• Sódio e cloro do suor;• Pneumonias de repetição. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  39. 39. Fibrose cística Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  40. 40. Fibrose cística Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  41. 41. Discinesia ciliar primária da infância• 1933 – Kartagener;• Tríade clássica: Sinusite, bronquiectasia, situs inversus totalis;• Obstrução nasal, sinusite, otite média, pneumonias recorrentes, tosse crônica;• Raio X de tórax;• Prova de Função Pulmonar: Padrão obstrutivo;• Teste da sacarina. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  42. 42. Fatores ambientais• Poluição ambiental;• Fumaça do cigarro;• Solventes voláteis;• Queimadas;• Querosene;• Carpetes e mobílias novas. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  43. 43. Anomalias congênitas• Duplo arco aórtico;• Artéria inominada anômala;• Artéria pulmonar ocluída;• Anomalia dos grandes vasos;• Traqueomalácia;• Seqüestro pulmonar;• Cisto broncogênico;• Tumor congênito de mediastino Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  44. 44. Doença cardíaca• Cardiopatias congênitas que levem a HP;• Lesões cardíacas associadas a dificuldades respiratórias Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  45. 45. Síndrome de Löffler• Dispnéia leve e febrícula;• Eosinofilia;• Elevação de hemaglutininas e IgE;• Infiltrado pulmonar. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  46. 46. Síndromede Löffler Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  47. 47. Adenopatias e tumores do mediastino• Tuberculose;• Linfomas;• Neuroblastomas;• Cistos dermóides;• Lipomas;• Sarcomas;• Blastomicose sul americana;• Adenoma brônquico Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  48. 48. Adenopatias etumores do mediastino Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  49. 49. Abscesso pulmonar• Complicação de septicemia;• Complicação de pneumonia; – S. Aureus, Klebsiella;• Raio X tórax• Febre, anorexia, mal estar, tosse produtiva, expectoração purulenta, dor torácica, desconforto respiratório;• Vômica. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  50. 50. Abscessopulmonar Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  51. 51. Tosse psicogênica• 30% dos pacientes com tosse crônica;• Mais comum em meninas;• Ausente durante a noite. Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  52. 52. RESUMO Manual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse
  53. 53. ObrigadManual de Diagnóstico Diferencial em Pediatria (IMIP) Tosse

×