Parques Tecnológicos da  Alemanha e Estônia
Objetivos da Missão1) Conhecer as iniciativas da Alemanha e Estô nia emParques Tecnoló gicos;2) Buscar boas prá           ...
Missão Técnica Internacional              REALIZAÇÃOAssociação Nacional de Parques Tecnológicos              (ANPROTEC)   ...
Programação11/6 - Munich Technology Center – Munich/Alemanha11/6 – Bio Biotech Cluster Development GmbH –Munich/Alemanha12...
Programação14/6 – Adlershof Wista Management GmbH –Berlin/Alemanha14/6 – VDI/VDE Technology Technick –Berlin/Alemanha15/6 ...
Munich Technology Center- 11/06/2012
Munich Technology Center – 11/06/2012
Munich Technology Center – 11/06/2012Criado em 1982 pela cidade de Munich, começou comdois blocos e hoje possui 8 blocos. ...
Munich Technology Center – 11/06/2012 O parque oferece um cadastro de investidores e realizaum encontro anual com estes e ...
Munich Technology Center – 11/06/2012Acelera projetos inovadores de pequenas e médiasempresas;Encoraja a transferência de ...
Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012
Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012Composto pelo governo, universidade, empresas debiotecnologia e de matéria pr...
Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012Atua fortemente na internacionalização de empresas,utilizando uma ampla rede ...
NETWORK
Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012                     Serviços•   Avaliação competente da idéia de negócio;•  ...
Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012      Parceria para a Inovação Sustentável
Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012
Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012          Concentram-se na região da Baviera   28% da...
Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012         Classificação do Porte das Empresas PORTE   ...
Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012          Participação das MPEs na região da         ...
Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012   225 empresas da Baviera com filiais no Brasil;   O...
Rede otimizada: Clusters
Fábrica da BMW – 12/06/2012
BMW Group                               Research and                                Technolofy                            ...
Instituto Fraunhofer – 13/06/2012
Instituto Fraunhofer- 13/06/2012Fundado em 1947. Possui 60 institutos espalhadas pelaAlemanha e escritórios no Brasil, inc...
Instituto Fraunhofer- 13/06/2012  Centros Tecnológicos visitadosInstituto Fraunhofer - IPKInstituto Fraunhofer - IZM
Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012
Instituto Fraunhofer - IPK- 13/06/2012Fundado em 1986;517 pessoas;Orçamento de 24,7 milhões;Apresentação de metodologia de...
Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012                       SERVIÇOSConsultoria;Estudos de viabilidade;Realização de pro...
Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012Público alvo são projetos nas áreas : engenharia mecânica,construção de usina, enge...
Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012
Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012Fundado em 1949;Orçamento 24,2 milhões de euros (2011);361 empregados;Aproximação m...
Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012Possui quatro núcleos tecnológicos, que cobre todo oespectro de tecnologias e servi...
Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management –                   14/06/2012
Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management –                    14/06/2012Complexo com 14 centros de tecnologia, 14 mi...
Parque tecnoló gico Adlershof Wista Management –                  14/06/2012              Centros de Tecnologia           ...
Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management –                    14/06/2012                   Incubadora de NegóciosMai...
Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012                   Fatores de Sucesso   Espaço para o crescimen...
Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management   – 14/06/2012                          Investimentos      Fonte : Adlershop
VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012
VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012Empresa de mercado, faz benchmarking de clusters deempresas européias, com foco em...
VDI/VDE Innovation Technick –                    14/06/2012                                     Ajuda os governos  Constru...
VDI/VDE Innovation Technick –                14/06/2012Desenvolveu 3 metodologias, com focos distintos,com o objetivo de a...
VDI/VDE Innovation Technick-14/06/2012
PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM - TIB –            15/06/2012
PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM – TIB –             15/06/2012Localizado em um antigo distrito industrial da A&G(empresa fabr...
PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM - TIB –            15/06/2012Parque tecnológico de alta tecnologia;Desenvolve um acelerador f...
CONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DEPARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012 – Talinin, Estônia   IASP é...
CONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE     PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012                       ...
PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOSCONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE     PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/...
PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOSCONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE     PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/...
Lições Aprendidas durante a                 MissãoAs aceleradoras investem muito dinheiro nas empresas queidentificam poss...
Lições Aprendidas durante aHáuma valorizaç ã para Missãocomunitá                 o     ambientes    rios para trocade info...
RecomendaçõesO SEBRAE-SP deveria intermediar a presenç a das grandesempresas juntos aos parques tecnoló gicos do Estado de...
Em Missão Técnica Internacional, Sebrae-SP visita Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia
Em Missão Técnica Internacional, Sebrae-SP visita Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia
Em Missão Técnica Internacional, Sebrae-SP visita Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Em Missão Técnica Internacional, Sebrae-SP visita Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia

393 visualizações

Publicada em

Entre os dias 10 e 21 de junho de 2012, membros do Sebrae-SP viajaram à Europa em missão técnica internacional organizada pelo Sebrae Nacional. O objetivo da viagem era conhecer as iniciativas da Alemanha e Estônia em Parques Tecnológicos, buscar boas práticas e possibilitar o fortalecimento dos ambientes de inovação no Brasil e desenvolvimento sustentável baseado no conhecimento, empreendedorismo e inovação.
(Apresentação feita em junho de 2012)

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • CAPA
  • Em Missão Técnica Internacional, Sebrae-SP visita Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia

    1. 1. Parques Tecnológicos da Alemanha e Estônia
    2. 2. Objetivos da Missão1) Conhecer as iniciativas da Alemanha e Estô nia emParques Tecnoló gicos;2) Buscar boas prá ticas e possibilitar o fortalecimentodos ambientes de inovaç ã o no Brasil edesenvolvimento sustentá vel baseado noconhecimento, empreendedorismo e inovaç ã o.
    3. 3. Missão Técnica Internacional REALIZAÇÃOAssociação Nacional de Parques Tecnológicos (ANPROTEC) SEBRAE/NA
    4. 4. Programação11/6 - Munich Technology Center – Munich/Alemanha11/6 – Bio Biotech Cluster Development GmbH –Munich/Alemanha12/6 – Ministé rio da Indústria e Comé rcio da Baviera -Munich/Alemanha12/6 – Visita a fá brica da BMW - Munich /Alemanha13/6 – IPK Berlin Fraunhofer Institut – Berlin/Alemanha13/6 – Fraunhofer Institute for Reability andMicrointegration (IZM) Berlin/Alemanha
    5. 5. Programação14/6 – Adlershof Wista Management GmbH –Berlin/Alemanha14/6 – VDI/VDE Technology Technick –Berlin/Alemanha15/6 – Technology and Innovations Parks Berlin TIB –Berlin/Alemanha17 a 20/6 - Participaç ã no 29th World Conference on oScience and Technology Parks, realizada pela IASPem Tallinn/Estô nia20/6: Tallinn Science Park Tehnopol – Tallinn/Estô nia
    6. 6. Munich Technology Center- 11/06/2012
    7. 7. Munich Technology Center – 11/06/2012
    8. 8. Munich Technology Center – 11/06/2012Criado em 1982 pela cidade de Munich, começou comdois blocos e hoje possui 8 blocos. Abriga 86 empresas e650 pessoas; O local é dividido como uma incubadora padrão, porémhá diversos ambientes compartilhados propositalmentepara a troca de informações;Foco em biotecnologia, aeroespacial e TIC;As empresas iniciam com um Business Plan, poré mcada uma tem o tempo ideal de permanecer e sair; nã há oum monitoramento do tempo de permanê ncia e a gestãoconta com a disciplina e gestã do empreendedor o
    9. 9. Munich Technology Center – 11/06/2012 O parque oferece um cadastro de investidores e realizaum encontro anual com estes e as empresas; Aberta a todas as empresas de todos os campos de altatecnologia;São financiados pela cidade de Munique; O parque é reconhecido pela facilidade tecnológica,localização, notoriedade e qualidade nos serviços; O parque promove anualmente o Business PlanCompetition com cerca de 200 empresas com o apoio degrandes empresas como sponsors; em 2011 gerou 8 MIde Euros com 7 empresas – seed money
    10. 10. Munich Technology Center – 11/06/2012Acelera projetos inovadores de pequenas e médiasempresas;Encoraja a transferência de conhecimento a partir deinstalações de pesquisa e universidade; Fomenta a cooperação entre empresas de alta tecnologia, jovens e experientes. Possuem uma rede de consultores para apoiar as empresas; A rotatividade de empresas que entram e saem é de 25 a 30% por ano;
    11. 11. Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012
    12. 12. Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012Composto pelo governo, universidade, empresas debiotecnologia e de matéria prima, bancos e escritório detransferência de tecnologia.BIOM Biotech Cluster Development GmbH faz a gestãodo cluster de biotecnologia em Munique e na Baviera;Competência em biotecnologia, engenharia médica,farmacêutica e diagnósticoEm setembro irão expôr em uma feira no RJ
    13. 13. Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012Atua fortemente na internacionalização de empresas,utilizando uma ampla rede de parceiros;Presta serviços para 3 tipos de clientes : startups,empresas e pesquisadores;Existem 5 incubadoras na Baviera : Wurzburg, Martinsried,Erlangen, Regnsburg e Weihensphan;Totalizam 321 empresas, sendo 166 MPEs;As MPEs faturam mais de 500 milhões de euros;
    14. 14. NETWORK
    15. 15. Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012 Serviços• Avaliação competente da idéia de negócio;• Aconselhamento sobre questões de estratégia;• Conselhos sobre programas de financiamento adequados e opções de financiamento;• Promove a interação entre as PME e empresas regionais externas, investidores e outros agentes do setor de ciências da vida;
    16. 16. Biotech Cluster Development GmbH – 11/06/2012 Parceria para a Inovação Sustentável
    17. 17. Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012
    18. 18. Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012 Concentram-se na região da Baviera 28% das patentes alemãs; 8 das 30 maiores empresas alemãs; Mais de 1500 empresas internacionais high-tec; 11 universidades; 23 institutos de pesquisas; Grande centro financeiro, atrás de Frankfurt e Sttutgard;
    19. 19. Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012 Classificação do Porte das Empresas PORTE Nº FUNCIONÁRIOS FATURAMENTO MICRO =< 10 < € 2 milhões PEQUENA =< 50 < € 10 milhões MÉDIA =< 250 < € 50 milhões
    20. 20. Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012 Participação das MPEs na região da Baviera 99,7% são MPEs; ~ 40% total da economia; 75% dos empregos; 30% das exportações;
    21. 21. Ministério da Indústria, Ciência e Tecnologia da Baviera – 12/06/2012 225 empresas da Baviera com filiais no Brasil; O governo regional é articulado para trazer investidores para apoiar as startups; Muitas empresas, incluindo as startups, escolhem Munich devido a logística do aeroporto ser um Hub central da Europa; As universidades tem vários programas de apoio as startups e inclusive buscam grandes empresas como parceiras e investidores.
    22. 22. Rede otimizada: Clusters
    23. 23. Fábrica da BMW – 12/06/2012
    24. 24. BMW Group Research and Technolofy 12/06/2012• Visita a fá brica da BMW onde se pô de acompanhar a fabricaç ã de diversos modelos de veículos, a qualidade o na manufatura, os altos investimentos em robô s, equipamentos e em treinamento da mã de obra. o
    25. 25. Instituto Fraunhofer – 13/06/2012
    26. 26. Instituto Fraunhofer- 13/06/2012Fundado em 1947. Possui 60 institutos espalhadas pelaAlemanha e escritórios no Brasil, inclusive em SP;Foco em pesquisa aplicada as empresas;Baseado na prestação de serviços tecnológicos;É sustentado por receita própria oriunda da venda deserviços à indústria e ao governo;Tem cerca de 20 mil empregados;600 milhões de euros de receitas de contratos comempresas (cerca 4000 contratos/ano)Segundo lugar em preferência(pelos jovens) para setrabalhar depois da Porsche;30% do orç amento vem da receita de serviç os a terceirosOrganiza o valor das idé ias, busca investidores e analisaos marcos regulató rios. Apoia as MPEs
    27. 27. Instituto Fraunhofer- 13/06/2012 Centros Tecnológicos visitadosInstituto Fraunhofer - IPKInstituto Fraunhofer - IZM
    28. 28. Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012
    29. 29. Instituto Fraunhofer - IPK- 13/06/2012Fundado em 1986;517 pessoas;Orçamento de 24,7 milhões;Apresentação de metodologia de Gestão do CapitalIntelectual para MPEs;Apoiam as empresas desde a criação inicial do produto, oseu desenvolvimento, fabricação e reciclagem final.
    30. 30. Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012 SERVIÇOSConsultoria;Estudos de viabilidade;Realização de protótipos;Engenharia;Desenvolvimento de tecnologias, dispositivos e softwaresistemas de testes;Apoio a projetos de pesquisa nacionais e internacionais ;Treinamentos, seminários, coaching;
    31. 31. Instituto Fraunhofer - IPK – 13/06/2012Público alvo são projetos nas áreas : engenharia mecânica,construção de usina, engenharia eletrônica , da indústriaautomotiva, projetos em TI, de saúde pública e administraçãopública;Desenvolve métodos e tecnologias para a gestão,desenvolvimento de produtos, processos de produção edesign de plantas industriais;.Trabalham com soluções integradas em estreitacooperação com a indústria;
    32. 32. Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012
    33. 33. Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012Fundado em 1949;Orçamento 24,2 milhões de euros (2011);361 empregados;Aproximação muito forte com a Universidade;Diretor do instituto é professor da universidade;Especializado na indústria de pesquisa aplicadaorientada;
    34. 34. Instituto Fraunhofer – IZM – 13/06/2012Possui quatro núcleos tecnológicos, que cobre todo oespectro de tecnologias e serviços necessários para odesenvolvimento de produtos eletrônicos confiáveis; ​As tecnologias e soluções de produtos desenvolvidos pelaFraunhofer IZM são facilmente integrados no ambiente deprodução industrial;Diversidade de clientes. Projetos para para a indústriaautomobilistica, saúde , eletrônicos industriais e atémesmo empresas têxteis;
    35. 35. Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012
    36. 36. Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012Complexo com 14 centros de tecnologia, 14 milempregados e 883 empresas.Objetivo é atrair empresas de tecnologia e energia;Diversos laborató rios; inclusive de aná de materiais lisede construç ã e energia renová o vel425 empresas instaladas no parque;Receitas das empresas 2010 – 543 milhõ de euros; esSubsídios obtidos pelas empresas 2009/10: 27 milhõ esde euros;
    37. 37. Parque tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012 Centros de Tecnologia Fotônica e Ótica Microsystems e Materiais Energia Fotovoltaica Biotecnologia e Meio Ambiente TI e Mídia
    38. 38. Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012 Incubadora de NegóciosMais de 200 empresas incubadas desde 1991;Espaço de 21.159 m2;Taxa de mortalidade de 3%;Incubação de negócios internacionais com 30 empresasde 12 países;Empresa Reason (http://www.reason.com.br/pt) de SantaCatarina esta incubada;
    39. 39. Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012 Fatores de Sucesso Espaço para o crescimento no local – legislação de área designada e protegida como “zona de desenvolvimento”; Gestão organizada; Proximidade com instituições de competência; Benchmarking; Construção de clusters; As redes de pesquisa; de tecnologia e rede internacional;
    40. 40. Parque Tecnoló gico Adlershof Wista Management – 14/06/2012 Investimentos Fonte : Adlershop
    41. 41. VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012
    42. 42. VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012Empresa de mercado, faz benchmarking de clusters deempresas européias, com foco em treinamento,articulação empresarial e marketing;190 especialistas;Fornecedor líder de serviços para questões relacionadasà inovação e tecnologia;
    43. 43. VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012 Ajuda os governos Construção de na elaboração defundamentos para programas de a tomada de inovação decisões. Aplica a política de inovação tecnológica
    44. 44. VDI/VDE Innovation Technick – 14/06/2012Desenvolveu 3 metodologias, com focos distintos,com o objetivo de ampliar a inovação e tecnologianas empresas:• Zim Koop - cooperação com instituições ICT;• Zim Solo - cooperação com empresas individuais;• Zim Nemo - cooperação com empresas em grupo, como incubadoras;
    45. 45. VDI/VDE Innovation Technick-14/06/2012
    46. 46. PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM - TIB – 15/06/2012
    47. 47. PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM – TIB – 15/06/2012Localizado em um antigo distrito industrial da A&G(empresa fabricante de turbinas);Conceito do Parque “Interface entre institutos deciência/pesquisa e a economia”;100.000 m2 de área;1.600 empresas;90 empresas incubadas;Não precisam ser empresas de base tecnológicapara se instalar no Parque;
    48. 48. PARQUE TECNOLÓGICO DE BERLIM - TIB – 15/06/2012Parque tecnológico de alta tecnologia;Desenvolve um acelerador fotovoltaico parafabricação de painéis solares geradores de energia;As aceleradoras de empresas buscam no Parque asempresas nascedouras com potencial de mercadointernacional;
    49. 49. CONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DEPARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012 – Talinin, Estônia IASP é a rede mundial de Parques de Ciência e Tecnologia. Com cerca de 390 membros em 70 países; Participaram da conferência 480 pessoas de 59 países;
    50. 50. CONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012 Tema da Conferência “Servindo as empresas e a comunidade de inovação” Parque Tecnológico é uma organização gerida por profissionais especializados, cujo objetivo principal é aumentar a riqueza de sua comunidade através da promoção a cultura da inovação e da competitividade das suas empresas associadas e instituições baseadas no conhecimento (IASP,2002). A próxima Conferência em 2013 acontecerá em Recife (PE)
    51. 51. PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOSCONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012 O Congresso iniciou com uma conferê ncia pela Diretora de Estatísticas da Organizaç ã para a Cooperaç ã e Desenvolvimento Econô mico – OCDE, que o o apresentou indicadores focando a qualidade de vida dos países, ao invé s da geraç ã do PIB - com um olhar voltado ao mundo europeu; o As tendências dos parques tecnoló gicos para esta dé cada, sã para TIC, o Produtos e Equipamentos relacionados a Saú e a questã da de o Sustentabilidade. Apelo para a dé cada verde; 88% das empresas norte americanas de sucesso passaram por algum apoio nos parques ou incubadoras; 9% das startups americanas tem sucesso com faturamento até dez vezes o valor investido.
    52. 52. PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOSCONFERÊNCIA MUNDIAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARQUES CIENTÍFICOS (IASP) – 17 a 20/06/2012 PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOS Quais são as diferenças críticas entre incubadora e programas aceleradores? Pode as universidades terem sucesso no suporte de negócios ou esse trabalho é para outros? Quais são os melhores papéis para as universidades e para os parque em suporte de negócios ?
    53. 53. Lições Aprendidas durante a MissãoAs aceleradoras investem muito dinheiro nas empresas queidentificam possuir um mercado global de consumo;As grandes empresas sã indispensá o veis comopatrocinadoras nos parques tecnoló gicos;O conceito da hé lice tripla, que envolve aç õ em sinergia do esgoverno, das universidades e da iniciativa privada continuavá lido;A arquitetura dos centros e parques tecnoló gicos trazemuma arquitetura contemporâ nea justamente para dar vida einspiraç ã a tecnologia e inovaç ã o o;
    54. 54. Lições Aprendidas durante aHáuma valorizaç ã para Missãocomunitá o ambientes rios para trocade informaç õ como locais para café s e salas de reuniõ es, es;O empresá é disciplinado e busca os serviç os e apoio do rioparque tecnoló gico quando necessita. Nã háum esforç o das oinstituiç õ em apoiar constantemente os empreendedores escomo o SEBRAE;Todos os serviç os do parque tecnoló gico geram receitas econtribuem para sua sustentabilidade;Os parques tecnoló gicos investem em coaching e mentoring(com empresas graduadas) para as novas empresas.Softland, Coaching e Aceleradoras foram as palavras maisouvidas durante o Congresso.
    55. 55. RecomendaçõesO SEBRAE-SP deveria intermediar a presenç a das grandesempresas juntos aos parques tecnoló gicos do Estado de Sã oPaulo, com o objetivo de integrar as startups a sua cadeia defornecedores, ampliando a competitividade desses pequenosnegó cios.Esta medida alé m de contabilizar na Meta 8 do SistemaSEBRAE, oxigenaria todo o ambiente produtivo de nossasempresas, parceiros, investidores e outros atores, ligados ounã a parques tecnoló gicos e incubadoras. o

    ×