O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

"Pois nossas madres" de Pero de Viviãez

4.075 visualizações

Publicada em

Análise da cantiga de amigo "Pois nossas madres" de Pero de Viviãez

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

"Pois nossas madres" de Pero de Viviãez

  1. 1. Pois nossas madres van a San Simón de Val de Prados candeas queimar, nós, as meninhas, punhemos d'andar con nossas madres, e elas entón queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos todos lá irán por nos veer e andaremos nós bailand'ant'eles, fremosas, en cos, e nossas madres, pois que alá van, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos irán por cousir como bailamos, e poden veer, bailar moças de mui bon parecer, e nossas madres, pois lá queren ir, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Pero Viviáez [CBN 698 / CV 336 CanIga de refrão - refrão muito expressivo, que destaca a alegria, vivacidade e atrevimento das donzelas, bem como o seu desinteresse pelo aspeto religioso e real propósito nesta peregrinação. Tema: amor e religiosidade do ser medieval. Assunto: a canIga expressa a grande alegria e entusiasmo das “meninhas” por irem à romaria, já que se vão encontrar com os seus amigos e bailar enquanto as mães vão rezar por si e por elas. (Esta peregrinação é apenas um pretexto para o desenvolvimento da temáIca amorosa e profana.)
  2. 2. Pois nossas madres van a San Simón de Val de Prados candeas queimar, nós, as meninhas, punhemos d'andar con nossas madres, e elas entón queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos todos lá irán por nos veer e andaremos nós bailand'ant'eles, fremosas, en cós, e nossas madres, pois que alá van, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos irán por cousir como bailamos, e poden veer, bailar moças de mui bon parecer, e nossas madres, pois lá queren ir, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Pero Viviáez [CBN 698 / CV 336 As donzelas vão à romaria para que o amigo admire a sua elegância e com elas dance. No fundo, vão exibir-se perante ele. Convite ao amor numa situação de romaria Devoção alegre e um pouco fingida, que encomendava às mães a parte séria da romaria e deixa às raparigas a função de dançar en cós perante os namorados. As mães vão ao santuário fazer promessas, o que prova a sua devoção. Diante das igrejas costumavam as moças em coro, dançar à vista dos namorados e galãs. O refrão revela um tom humorísIco, na medida em que a devoção própria de um local sagrado é d a e x c l u s i v a responsabilidade das mães.
  3. 3. Pois nossas madres van a San Simón de Val de Prados candeas queimar, nós, as meninhas, punhemos d'andar con nossas madres, e elas entón queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos todos lá irán por nos veer e andaremos nós bailand'ant'eles, fremosas, en cos, e nossas madres, pois que alá van, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos irán por cousir como bailamos, e poden veer, bailar moças de mui bon parecer, e nossas madres, pois lá queren ir, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Pero Viviáez [CBN 698 / CV 336 • Ação - ida de um grupo de donzelas, acompanhadas pelas suas mães a uma romaria, que funciona como pretexto para dançarem e se "mostrarem” aos seus amigos. Carácter narra*vo • Espaço — local da romaria "San Simon de Vai de Prados". • Tempo — futuro próximo, pois o sujeito poéIco afirma “Pois nossas madres vam a San Simom”.
  4. 4. Pois nossas madres van a San Simón de Val de Prados candeas queimar, nós, as meninhas, punhemos d'andar con nossas madres, e elas entón queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos todos lá irán por nos veer e andaremos nós bailand'ant'eles, fremosas, en cos, e nossas madres, pois que alá van, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Nossos amigos irán por cousir como bailamos, e poden veer, bailar moças de mui bon parecer, e nossas madres, pois lá queren ir, queimen candeas por nós e por si, e nós, meninhas, bailaremos i. Pero Viviáez [CBN 698 / CV 336 • Personagens e sua caracterização: Donzelas — temperamento juvenil presente através: • da forma como se encaram: "fremosas, en cós" "moças de mui bon parecer" . • da referência ao seu poder de sedução: "Nossos amigos iram pôr cousir/como bailamos..." • da irreverência em relação à aItude das mães e à religião, presente no refrão. Mães – devotas e religiosas, vão em romaria para rezar e pagar promessas. Amigos – vão a um local sagrado com a intenção de contemplar as donzelas que também lá irão apenas para se mostrar a eles.

×