Uma visão de Gestão por Processo em Instituição de Saúde

1.737 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Uma visão de Gestão por Processo em Instituição de Saúde

  1. 1. Uma visão de Gestão por processos nas Instituições de Saúde Vagner Bermeijo Médico Anestesiologista Membro SBA e SAESP Membro APM e AMB
  2. 2. GENERALIDADES <ul><li>A FINALIDADE DA ADMINISTRAÇÃO É OPERACIONALIZAR OS EMPREENDIMENTOS FOCANDO OS INDICADORES CONSTANTES NOS PROJETOS DE VIABILIDADES TÉCNICO-OPERACIONAIS INTEGRADOS COM OS ECONÔMICO-FINANCEIROS. AO LONGO DO TEMPO, CADA EMPREENDIMENTO DEVE INTERNALIZAR NOVOS CONHECIMENTOS QUE ASSEGUREM A INDISPENSÁVEL SAÚDE ECONÔMICO-FINANCEIRA DE PERENIDADE </li></ul>
  3. 3. OBJETIVO <ul><li>Conceitos e princípios fundamentais da gestão dos serviços em saúde </li></ul><ul><li>Modelo Indústria e Comércio X Modelo específico para Instituição de Saúde </li></ul><ul><li>Conceito de gestão por processos: </li></ul><ul><li>As organizações são constituídas por uma complexa combinação de Recursos ( Capital Humano, Capital Intelectual, Instalações, Equipamentos, Sistemas Informizados, etc.) interdependentes e interrrelacionados, que devem perseguir os mesmos objetivos e cujo desempenhos devem ser analisados no tempo de forma articulada e articuladora. </li></ul><ul><li>Métodos e técnicas adequadas à operação: </li></ul><ul><li>Programa sistêmico de interatividades – contemplando métricas inferidas e determinantes da Instituição de Saúde - para assegurar as eliminações simultâneas dos gargalos Técnicos, Operacionais, Administrativos, Econômicos e Financeiros. </li></ul><ul><li>. O processo de planejamento da execução e dos resultados é muito delicado nas Instituições de Saúde e exige completo detalhamento e parametrização. </li></ul>
  4. 4. AS DESCRIÇÕES CONCEITUAIS EM MODELAGENS DE PROCESSAMENTOS MÚLTIPLOS E SIMULTÂNEOS, PARA MISSÃO, DIRETRIZES , PONTOS DE ESTRANGULAMENTOS, METAS, OBJETIVOS E VISÃO DEVEM SER CLARAS, OU SEJA: <ul><li>MISSÃO – É A OPERACIONALIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE COM ATENUAÇÃO DOS DESBALANCEAMENTOS, INADEQUAÇÕES E DESARTICULAÇÕES DOS SEUS RECURSOS </li></ul><ul><li>DIRETRIZES – CORRESPONDEM AOS CRITÉRIOS GERAIS E ESPECÍFICOS QUE DEVEM NORTEAR AS AÇÕES TRANSFORMADORAS DA MISSÃOINSTITUIÇÃO DE SAÚDE A VISÃODA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE </li></ul><ul><li>PONTOS DE ESTRANGULAMENTOS – SÃO OS GARGALOS TÉCNICOS, OPERACIONAIS, ADMINISTRATIVOS E ECONÔMICO-FINANCEIROS MAPEADOS COM ESPECIFICAÇÕES E QUANTIFICAÇÕES DE RECURSOSINSTITUIÇÃO DE SAÚDE NECESSÁRIOS E SUFICIENTES AS SUAS REMOÇÕES NO TEMPO </li></ul><ul><li>METAS – SÃO MOMENTOS QUE COMPREENDEM CONJUNTOS DE EVENTOS DE REMOÇÕES DE PONTOS DE ESTRANGULAMENTOSINSTITUIÇÃO DE SAÚDE </li></ul><ul><li>OBJETIVOS – SÃO MOMENTOS QUE ABRIGAM METASINSTITUIÇÃO DE SAÚDE NA DIREÇÃO DA VISÃOINSTITUIÇÃO DE SAÚDE </li></ul><ul><li>VISÃO – É O MOMENTO DE OPERACIONALIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE COM RECURSOS OTIMIZADOS, COM QUALIDADE E SEGURANÇA, COM CONTROLE DOS CUSTOS POR PROCESSOS E REMUNERAÇÕES DÍGNAS </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Promover, manter a saúde e tratar males de etiologia, origens, natureza e complexidade variadas da População – pediátrica, adulta, gestante e terceira idade – humanizando a atenção dedicada aos pacientes, de modo especial e personalizado, com respeito e dignidade. </li></ul>
  6. 6. Quatro fatores contribuem para o estado de saúde de uma População – Pediátrica, Adulta, Gestante e Terceira Idade – Individual ou coletivo: <ul><li>Aspectos Genéticos </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Socioeconômico </li></ul><ul><li>Estilo de vida </li></ul><ul><li>Serviços em saúde </li></ul><ul><li>Estes fatores influenciam a definição da forma e intensidade dos investimentos aportados à políticas de saúde </li></ul>
  7. 7. Processos dos Serviços em Saúde <ul><li>“ Processos são a arquitetura de serviços e descrevem o método e a sequência em que sistemas operacionais de serviços se interligam para criar as experiências e os resultados que os clientes valorizarão” (Lovelock e Wirtz – 2006:187). </li></ul><ul><li>A concepção, a discriminação, a descrição de cada etapa, os pontos críticos de sua realização, as possíveis falhas que podem ocorrer e as maneiras de atenuar seus efeitos e corrigí-los revelam a importância do desenho dos processos ou fluxograma. </li></ul>
  8. 8. SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES DE PLANEJAMENTO E GESTÃO (SIIPG) <ul><li>O SIIPG DEVE SER DESENVOLVIDO COM UMA ESTRUTURA DE PROGRAMAÇÃO E EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA CAPAZ DE FAZER SIMULAÇÕES APROPRIADAS PARA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE EM CONFORMIDADE COM O PLANO DIRETOR ESTRAÉGICO ELABORADO EXPLICITANDO: </li></ul><ul><li>ASPECTOS TÉCNICOS – “O QUE”, “PARA QUEM”, “ONDE” E “COMO” </li></ul><ul><li>ASPECTOS OPERACIONAIS – “COM QUEM” E “DEMAIS RECURSOS” </li></ul><ul><li>ASPECTOS ADMINISTRATIVOS – FERRAMENTAS ESPECÍFICAS ADMINISTRATIVAS INTEGRADOS COM </li></ul><ul><li>ASPECTOS ECONÔMICO-FINANCEIROS – DEMANDA, OFERTA, RECURSOS, CUSTOS, RECEITAS E DESEMPENHOS </li></ul>
  9. 9. INDICAÇÕES BÁSICAS DOS ASPECTOS ECONÔMICO-FINANCEIRO <ul><li>O SISTEMA DE INFORMAÇÃO INTEGRADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO APÓS ANÁLISES, SISTEMATIZAÇÕES E CONSOLIDAÇÕES DOS DADOS COLETADOS NA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE DEVE RESULTAR EM UMA RESULTANTE QUE CONTEXTUALIZA A INSTITUIÇÃO DE SAÚDE NO ATUAL CENÁRIO E NO CENÁRIO OTIMIZADO CONSIDERANDO OS SEGUINTES ÍTENS ABAIXO: </li></ul><ul><li>1 – LINHA DE CUIDADOS ASSISTENCIAIS NA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE - (PEDIÁTRICA, ADULTA, GESTANTE E TERCEIRA IDADE X PERFIL EPIDEMIOLÓGICO X GRAU DE COMPLEXIDADE). </li></ul><ul><li>2 – RECURSOS HUMANOS PARA REALIZAÇÃO DOS PROGRAMAS NA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE. </li></ul><ul><li>3 – REFERENCIAIS DE INVESTIMENTOS ALOCADOS NOS PROGRAMAS DA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE (EDIFICAÇÃO, EQUIPAMENTOS, CAPITAL DE GIRO, FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS, REQUALIFICAÇÃO DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL). </li></ul>
  10. 10. CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>O GESTOR TÉCNICO DA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE DEVE ENTENDER QUE UMA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE DEVE SER OPERACIONALIZADO SISTEMATICAMENTE; QUE TODAS AS UNIDADESHOSPITAL TEM FUNÇÕES QUE COMTEMPLAM PROCESSOS QUE LHES SÃO ESPECÍFICOS E QUE OS RECURSOS SERÃO ALOCADOS CONFORME OS PROTOCOLOS DE CADA UNIDADE. </li></ul><ul><li>GESTÃO É O DOMÍNIO DOS PROCESSOS DE PROTOCOLOS APLICADOS. </li></ul><ul><li>A INSTITUIÇÃO DE SAÚDE É UMA UNIDADE QUE LIDA COM DECISÕES OPERACIONAIS, TÁTICAS E ESTRATÉGICAS NO ÂMBITO TÉCNICO-OPERACIONAL EM PROL DE SEUS PACIENTES. TRATA-SE DE PROCESSOS QUE INTERNALIZA O RECURSO DE OUTRAS UNIDADES. </li></ul><ul><li>A CULTURA ORGANIZACIONAL PRECISA SER CONSIDERADA EM SUA VISÃO MAIS AMPLA PARA ALCANÇAR SUA REESTRUTURAÇÃO E ASSIM SOLIDIFICAR O PROCESSO DE MUDANÇA CULTURAL. </li></ul><ul><li>A BUSCA DE RENOVAÇÃO DO PENSAMENTO GERENCIAL NOS DEIXOU UMA LIÇÃO, LEVANDO-NOS A CONCLUIR QUE A GESTÃO JÁ NÃO PODE SER CONCEBIDA COMO UMA COLEÇÃO DE TÉCNICAS E RECEITAS, MAS DEVE SER EXERCIDA NUM QUADRO DE RELAÇÃO SOCIAL. </li></ul>

×