O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Atividade de genética

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
4hereditariedade
4hereditariedade
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 1 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Anúncio

Semelhante a Atividade de genética (18)

Mais de Ionara Urrutia Moura (20)

Anúncio

Atividade de genética

  1. 1. SUGESTÃO DE ATIVIDADE CD -ROM APOIO DIDÁTICO Amabis e Martho ATIVIDADE: Observando traços humanos hereditários Diversas características humanas são herdadas segundo um padrão de herança monogênica. Por exemplo, a capacidade de enrolar a língua na forma de uma letra U é condicionada por um alelo dominante, e pessoas homozigóticas recessivas são incapazes de tal proeza. Outra característica condicionada por um alelo domi- nante é o lobo solto das orelhas; a pessoa homozigótica recessiva tem sempre lobos presos. Outros exemplos de características hereditárias são o modo de cruzar os braços (com o braço direito por cima e o esquerdo por baixo, ou vice-versa) e o modo de cruzar as mãos: algumas pessoas cruzam as mãos com o polegar direito por cima, e outras fazem o contrário. Uma atividade interessante é propor aos estudantes que observem algumas dessas características em seus familiares e em famílias conhecidas e que construam heredogramas para cada uma das características observadas, procurando determinar seu padrão de herança. Deve-se tomar cuidado especial com exemplos de herança genética na espécie humana. Apesar de mui- tos traços de nossa espécie seguirem o padrão de herança monogênica, não é raro aparecerem casos não explicáveis a partir do fenótipo dos pais. Por exemplo, ter cabelos lisos é uma característica recessiva em nossa espécie, mas ocorrem casos de um casal com cabelos lisos ter um filho com cabelo crespo. Uma das explicações para esses casos é o fenômeno da penetrância incompleta dos genes, ou seja, o indivíduo é portador de um determinado alelo, mas não expressa a característica condicionada por ele. Por exemplo, certas pessoas portadoras de um alelo dominante que condiciona presença de dedos extras nas mãos e nos pés (polidactilia) não apresentam a característica (dedos extras), apesar de transmitirem o alelo aos filhos, que podem manifestá-lo. Esse alelo, além disso, apresenta expressividade variada, ou seja, apenas determinada parte do corpo do indivíduo apresenta a característica condicionada pelo gene. Há pessoas portadoras do alelo para polidactilia que possuem dedos extras apenas em uma mão ou em um pé. A explicação para a penetrância incompleta e a expressividade variada é que a expressão de um alelo pode ser influenciada pelo resto do genótipo da pessoa e pelo ambiente. Para uma pergunta sobre a possibilidade de um casal com olhos azuis ter um filho com olhos castanhos, a melhor resposta é que se trata de um caso raríssimo, mas não impossível. O mesmo se aplica a perguntas sobre a herança de tipos sangüíneos etc. Outro fator que pode complicar a análise genética é a característica ser determinada por mais de um gene. Por exemplo, apesar de o albinismo ser tido como uma característica condicionada por um alelo recessivo do gene que controla a produção de melanina, existem casos de cruzamento entre albinos em que toda a prole tem pigmentação normal. A explicação é que os indivíduos cruzados têm mutações em diferentes genes que atuam sobre síntese de melanina; assim, se um dos pais for albino por ter genótipo aaBB e o outro por ter genótipo AAbb, os filhos serão normais porque recebem um alelo dominante normal de cada um dos pais: têm genótipo AaBb. 1

×