Patogenicidade microbiana microbiologia básica

46.952 visualizações

Publicada em

micro

Publicada em: Tecnologia, Educação
2 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
46.952
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
244
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
804
Comentários
2
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Patogenicidade microbiana microbiologia básica

  1. 1. PATOGENICIDADE MICROBIANA PROF a . CARMEN S. RAINHO
  2. 2. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>I- DEFINIÇÕES: </li></ul><ul><li>1- MICRORGANISMO PATOGÊNICO: AQUELE QUE CAUSA OU É CAPAZ DE CAUSAR DOENÇA </li></ul><ul><li>2- PATOGENICIDADE: CAPACIDADE DO MICRORGANISMO PARA CAUSAR DOENÇA </li></ul><ul><li>3- VIRULÊNCIA: GRAU OU EXTENSÃO DA PATOGENICIDADE </li></ul>
  3. 3. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>II- ESTÁGIOS DO PROCESSO INFECCIOSO: </li></ul><ul><li>1- PENETRAÇÃO NO HOSPEDEIRO COM EVASÃO DAS DEFESAS PRIMÁRIAS </li></ul><ul><li>2- ADESÃO DO MICRORGANISMO ÀS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO </li></ul><ul><li>3- PROPAGAÇÃO DO MICRORGANISMO </li></ul>
  4. 4. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>4- DANO ÀS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO POR TOXINAS OU PELA RESPOSTA INFLAMATÓRIA </li></ul><ul><li>5- EVASÃO DAS DEFESAS SECUNDÁRIAS DO HOSPEDEIRO </li></ul>
  5. 5. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>► PORTAS DE ENTRADA: PELE, MEMBRANAS MUCOSAS E VIA PARENTERAL </li></ul><ul><li>► PORTAS DE SAÍDA: SECREÇÕES E EXCREÇÕES </li></ul>
  6. 6. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>III- FATORES DE VIRULÊNCIA: </li></ul><ul><li>1- DEFINIÇÃO: CARACTERÍSTICAS EXPRESSAS POR UMA BACTÉRIA, QUE AUMENTAM SUA PATOGENICIDADE </li></ul><ul><li>2- PRINCIPAIS FATORES DE VIRULÊNCIA: </li></ul><ul><li>A- ENTRADA NO HOSPEDEIRO: ACESSO ÀS PORTAS DE ENTRADA (MEMBRANAS MUCOSAS, PELE OU VIA PARENTERAL) </li></ul>
  7. 7. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>B- ADERÊNCIA ÀS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO: MEDIADA POR ADESINAS PRESENTES NA SUPERFÍCIE DOS MICRORGANISMOS </li></ul><ul><li>FÍMBRIAS (PILI) </li></ul><ul><li>GLICOCÁLICE </li></ul><ul><li>FLAGELOS </li></ul><ul><li>COMPONENTES DA PAREDE CELULAR </li></ul>
  8. 8. ADESÃO BACTERIANA
  9. 9. ADESÃO BACTERIANA
  10. 10. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>C- INVASÃO: PENETRAÇÃO NAS CÉLULAS HOSPEDEIRAS OU PENETRAÇÃO EM SUPERFÍCIES MUCOSAS E DISSEMINAÇÃO A PARTIR DO SÍTIO INICIAL DE INFECÇÃO; FACILITADA PELA PRODUÇÃO DE ENZIMAS (COLAGENASE E HIALURONIDASE) </li></ul>
  11. 11. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>D- PRODUÇÃO DE TOXINAS: EXOTOXINAS E ENDOTOXINAS </li></ul><ul><li>EXOTOXINAS: PROTEÍNAS SECRETADAS TANTO POR BACTÉRIAS GRAM-POSITIVAS QUANTO POR GRAM-NEGATIVAS </li></ul><ul><li>ENDOTOXINAS: LIPOPOLISSACARÍDEOS COMPONENTES INTEGRANTES DA PAREDE CELULAR DAS BACTÉRIAS GRAM-NEGATIVAS </li></ul>
  12. 12. EXOTOXINAS E ENDOTOXINAS
  13. 13. MECANISMO DE AÇÃO DAS EXOTOXINAS
  14. 14. MECANISMO DE AÇÃO DAS EXOTOXINAS
  15. 15. DOENÇAS CAUSADAS POR EXOTOXINAS
  16. 16. ENDOTOXINAS E RESPOSTA PIROGÊNICA
  17. 17. COMPARAÇÃO ENTRE EXOTOXINAS E ENDOTOXINAS
  18. 18. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>IV- RESISTÊNCIA AOS MECANISMOS DE DEFESA DO HOSPEDEIRO: </li></ul><ul><li>PRODUÇÃO DE CÁPSULA </li></ul><ul><li>COMPONENTES DA PAREDE CELULAR </li></ul><ul><li>PRODUÇÃO DE ENZIMAS (COAGULASES, QUINASES, HIALURONIDASE, COLAGENASE, PROTEASES IgA) </li></ul><ul><li>VARIAÇÃO ANTIGÊNICA </li></ul><ul><li>PENETRAÇÃO NO CITOESQUELETO DAS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO </li></ul>
  19. 19. PATOGENICIDADE MICROBIANA <ul><li>V- LESÃO ÀS CÉLULAS DO HOSPEDEIRO: </li></ul><ul><li>1- UTILIZAÇÃO DE NUTRIENTES DO HOSPEDEIRO </li></ul><ul><li>2- INDUÇÃO DE LESÃO DIRETA ÀS VIZINHANÇAS IMEDIATAS DA INVASÃO </li></ul><ul><li>3- PRODUÇÃO DE TOXINAS E LESÃO DISTANTE DO PONTO ORIGINAL DE INVASÃO </li></ul><ul><li>4- INDUÇÃO DE REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE </li></ul>

×