Composição química dos seres II

2.762 visualizações

Publicada em

http://biologiagui.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.762
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
808
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Composição química dos seres II

  1. 1. A Composição Química dos Seres (Parte II) Componentes Orgânicos: (Proteínas – Vitaminas)Professor Guilherme Goularthttp://biologiagui.com.br
  2. 2. Molécula de DNA Vitamina Cᔥ Science Photo Library Hemoglobina
  3. 3. ProteínasNo início do século XIX a clara do ovo era um dos materiais orgânicos mais estudados. Os cientistas consideravam muito curiosa a característica que o albume (do latim albus, branco) tem de mudar de uma substância transparente e viscosa a outra branca e rígida com o aumento da temperatura. A muitos compostos como esse, encontrados emdiferentes organismos, foi dado o nome de albuminoides. Em 1838, por sugestão de Berzelius, o químico GerardusMulder usou pela primeira vez o nome proteína (do grego proteios, primeiro, primitivo) em um artigo.Hoje, é de conhecimento básico da biologia molecular que todo o funcionamento celular se dá através de proteínase suas múltiplas interações. São tão fundamentais que emmédia representam cerca de 70% da massa seca de um ser vivo, seja ele qual for.
  4. 4. PROTEÍNAS SÃO CADEIAS DE AMINOÁCIDOS Aminoácido As proteínas são polímeros formados por sequencias de aminoácidos unidos entre si, como em um colar, por meio de ligações peptídicas. Existem 20 diferentes tipos de aminoácidos α capazes de formar proteínas. Nossas células são incapazes de produzir oito dos vinte aminoácidos (portanto há 8 aminoácidos essenciais e 12 não Grupo essenciais). Seres autótrofos produzem todos os amina Grupo vinte aminoácidos. (OBS: recém nascidos ainda (NH2) carboxila são incapases de sintetizar a histidina) (COOH)Um aminoácido é formado por umcarbono central (α) ligado a um átomode hidrogênio, um grupo carboxila, umgrupo amina e um radical (R). Elesdiferem entre si unicamente pelo radical,que pode ser desde um simples átomode hidrogênio até um anel aromático.
  5. 5. Tabela de aminoácidos.Classificados por natureza química e polaridade.
  6. 6. AS LIGAÇÕES PEPTÍDICAS Para formarem as proteínas, aminoácidos unem-se, um a um, por meio de ligações peptídicas. Estas são ligações covalentes entre o C do grupo carboxila de um aminoácido e o N do grupo amina de outro. Cada ligação ligação peptídica libera uma molécula de água pela união do cátion H+ e o ânion OH-. Sendo assim, em uma cadeia proteica com 745 aminoácidos, são leberadas 744 moléculas de água, cada uma proveninete de cada uma das mesmas 744 ligações peptídicas.
  7. 7. FUNÇÃO E ESTRUTURAA função de uma proteína pode ser plástica, enzimática, estrutural, transportadora ou hormonal. E está intimamente ligada a sua forma. O que define a forma de uma proteína são suas estruturas primárias, secundárias, terciárias e quaternárias.Estrutura Estrutura Estrutura EstruturaPRIMÁRIA SECUNDÁRIA TERCIÁRIA QUATERNÁRIA Quando mais de umaA ordem dos A espiral por A forma 3D cadeia interage paraaminoácidos eles formada da molécula formar uma proteína.
  8. 8. DESNATURAÇÃOA temperatura, o grau de acidez, a concentração de sais e outros fatores podemafetar a estrutura espacial das proteínas, alterando sua forma e consequentementea função. A isso chamamos desnaturação. Desnaturação irreversível Permanente- calor resfr. mente desnaturada Proteína Proteína ativa inativa Desnaturação reversível calor resfr. Proteína Proteína Proteína ativa inativa novamente em sua forma original
  9. 9. ENZIMASTambém chamados catalisadores biológicos. Enzimasaceleram reações bioquímicas, mas não sofremnenhuma alteração da suas estrutura.A nomenclatura das enzimas normalmente leva onome do substrato mais o sufixo ase.Apoenzima é a parte funcional da enzima, de origemproteica.O cofator normalmente é um íon metélico que exercefunção de interação com o substrato.A coenzimanormalmente é umavitamina e serve comoativador da reação.Os três juntos formama holoenzima.
  10. 10. FATORES QUE AFETAM A ATIVIDADE DAS ENZIMAS Substrato Temperatura pH O aumento da temperatura provoca, a A variação do pH além do O aumento da partir do ponto ótimo, a ponto ótimo provocaconcentração de substrato ineficiência da enzima e ineficiência da enzima e satura a ação da enzima, posterior desnaturação posterior desnaturação mas não a desnatura. (normalmente (normalmente reversível). irreversível).
  11. 11. VitaminasVitaminas são agentes reguladores, divididas em lipossolúveis e hidrossolúveis. Vitamina Doenças provocadas pela(lipossolú- Fontes Funções no organismo carência (avitaminoses) veis) problemas de visão, secura combate radicais livres, fígado de aves, animais e da pele, diminuição de A formação dos ossos, pele; cenoura glóbulos vermelhos, funções da retina formação de cálculos renais óleo de peixe, fígado, regulação do cálcio do sangue e D raquitismo e osteoporose gema de ovos dos ossos verduras, azeite e dificuldades visuais e E atua como agente antioxidante vegetais alterações neurológicas atua na coagulação do sangue, fígado e verduras de deficiência na coagulação do K previne osteoporose, ativa a folhas verdes, abacate sangue, hemorragias osteocalcina
  12. 12. Vitamina Doenças provocadas pela carência Fontes Funções no organismo(hidrossol) (avitaminoses) cereais, carnes, verduras, levedo atua no metabolismo energético dos B1 beribéri de cerveja açúcares inflamações na língua, anemias, atua no metabolismo de enzimas, B2 leites, carnes, verduras seborréia proteção no sistema nervoso. fígado, cogumelos, milho, metabolismo de proteínas , gorduras B5 fadigas, cãibras musculares, insônia abacate, ovos, leite, vegetais e açúcares crescimento, proteção celular, seborréia, anemia, distúrbios de B6 carnes, frutas, verduras e cereais metabolismo de gorduras e proteínas, crescimento produção de hormônios formação de hemácias e multiplicação B12 fígado, carnes anemia perniciosa celular atua no fortalecimento de sistema laranja, limão, abacaxi, imunológico, combate radicais livres e C kiwi, acerola, morango, brócolis, escorbuto aumenta a absorção do ferro pelo melão, manga intestino noz, amêndoa, castanha, lêvedo eczemas, exaustão, dores H de cerveja, leite, gema de ovo, metabolismo de gorduras musculares, dermatite arroz integral metabolismo dos aminoácidos, anemia megaloblástica, doenças M ou B9 cogumelos, hortaliças verdes formação das hemácias e tecidos do tubo neural nervosos manutenção da pele, proteção do ervilha, amendoim, fava, peixe, insônia, dor de cabeça, dermatite,PP ou B3 fígado, regula a taxa de colesterol no feijão, fígado diarréia, depressão sangue
  13. 13. Professor Guilherme Goulart http://biologiagui.com.brhttp://www.facebook.com/gogoulartbio

×