Processos supergênicos

1.226 visualizações

Publicada em

processos supergenicos

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Processos supergênicos

  1. 1.  PORÇÕES DE ROCHA QUE SOFRERAM DEGRADAÇÕES E FRAGMENTAÇÕES E QUE SE ACUMULARAM NAS CAMADAS SUPERIORES.
  2. 2.  ESSA DEGRADAÇÃO PRODUZ FRAGMENTOS DE DIFERENTES GRANULOMETRIAS
  3. 3.  2mm à 0,05mm  Origem: pequenos grânulos (ou granitos) de rocha magmática.  Através da sedimentação forma arenito.
  4. 4. AREIA
  5. 5. A Areia é um conjunto de partículas de rochas desegradadas, um material de origem mineral finamente dividido em grânulos ou granito, composta basicamente de dióxido de silício, com 0,059 a 2 mm. Forma-se à superfície da Terra pela fragmentação das rochas por erosão, por ação do vento ou da água. Através de processos de sedimentação pode ser transformada em arenito.
  6. 6.  Chama-se silte ou limo a todo e qualquer fragmento de mineral ou rocha menor do que areia fina e maior do que argila e que na escala de Wentworth, de amplo uso em geologia, corresponde a diâmetro > 4 µm e < 64 µm (1/256 = 0,004 a 1/16 = 0,064 mm).  De acordo com uma norma da ABNT, a NBR 6502 sobre Rochas e solos - Terminologia de 1995, ela define silte como: solo que apresenta baixa ou nenhuma plasticidade e que exibe baixa resistência quando seco o ar. As propriedades dominantes de um determinado solo são devidas à partes constituídas pela fração silte.  Como a olho nu não seja possível distinguir o silte das argilas, elas podem ser separadas devido a sua plasticidade, que é pouca ou nenhuma no caso do silte.  O silte é produzido pelo esmigalhamento mecânico das rochas, ao contrário da erosão química que resulta nas argilas. Este esmigalhamento mecânico pode ser devido a ação de geleiras, pela abrasão, pela erosão eólica, (erosão produzida por vento), bem como pela erosão devido às águas, como nos leitos dos rios e córregos.
  7. 7.  A argila origina-se da desagregação de rochas feldspáticas, por ataque químico (por exemplo, pela água ou pelo ácido carbônico) ou físico (erosão, vulcanismo), que produz a fragmentação em partículas muito pequenas.  Normalmente as jazidas são formadas pelo processo de depósito aluvial, ou seja, as partículas menores (e, portanto, mais leves), partículas inferiores a 2 micra (0.002mm), são levadas pela corrente de água e depositadas no lugar onde a força hidrodinâmica já não é suficiente para mantê-las em suspensão. Esses locais são os chamados depósitos argilíticos.
  8. 8.  Húmus ou humo é a matéria orgânica depositada no solo, resultante da decomposição de animais e plantas mortas, ou de seus subprodutos1 .  O processo de formação do húmus é chamado humificação e pode ser natural, quando produzido espontâneamente por bactérias e fungos do solo (os organismos decompositores), ou artificial, quando o homem induz a produção de húmus, adicionando produtos químicos e água a um solo pouco produtivo. Vários agentes externos como a umidade e a temperatura contribuem para a humificação.
  9. 9.  Durante o processo erosivo formam-se também fragmentos maiores de rocha que ainda não atingiram dimensões arenosas.  Sendo assim podemos ter pedregulhos complementando o solo e esses se dividem em: CASCALHO, SEIXO E PEDRA DE CANTARIA.
  10. 10.  O cascalho é um sedimento, de uma certa variação de tamanho. Na geologia, o cascalho é qualquer fragmento de rocha que tem ao menos dois milímetros na sua maior dimensão e não mais do que 75 milímetros. Algumas vezes o termo cascalho é restrito a fragmentos no intervalo de 2-4 milímetros
  11. 11.  Com o termo seixo sendo reservado para rochas de 4-75 milímetros (alguns dizem 64 milímetros).
  12. 12.  O maior tamanho na sequência é a pedra de cantaria, que tem de 75 (64) milímetros a 256 milímetros. Ela também é muito usada em diversas construções.
  13. 13.  A análise do perfil do solo, ou seja: as parcelas horizontais que o constituem desde sua origem até a superfície - local da ação do intemperismo, é um referencial para entendermos a constituição e intemperismos que sofreu. Ao nos referirmos ao perfil do solo, devemos considerar 5 parcelas, denominadas horizontes. Vale ressaltar que nem todo solo possui todos os horizontes bem definidos.
  14. 14.  Camada orgânica superficial. Drenado, com cor escura.
  15. 15.  Constituído, basicamente, de rocha alterada e húmus, sendo a região onde se fixa a maior parte das raízes e vivem organismos decompositores e detritívoros.
  16. 16.  Camada mineral constituída de quantidade reduzida de matéria orgânica, acúmulo de compostos de ferro e minerais resistentes, como o quartzo. Pode ser atingido por raízes mais profundas.
  17. 17.  Camada mineral pouco ou parcialmente alterada.
  18. 18.  Rocha não alterada que deu origem ao solo.
  19. 19.  Material de origem  Localização  Organismos relacionados  Conteúdo de matéria orgânica
  20. 20.  INSIRA PROJEÇÃO PEDOGÊNESE
  21. 21.  Bascamente, a concentração vai ocorrer quando houver decréscimo de velocidade.  A água dos rios perde velocidade em barreiras, quedas d’água, confluência de rios e curvas acentuadas.  Depósitos dentríticos (placer) podem conter grande variedade de minerais, como ouro, diamante, cassiterita, rutilo, etc.
  22. 22.  ELUVIONAL
  23. 23.  Concentração anômala devido a precipitação (evaporação ou saturação) de certos elementos dissolvidos na água.  Exemplos: Calcário, sal-gema, evaporitos, B.I.F.
  24. 24.  Preenchimento de poros da rocha, caracterizado pela cristalização de minerais.  Exemplo: carbonatos, quartzo,limonita, goethita.

×