Relatório be 3º periodo 12-13 -def 10-7- 2013-cris

808 visualizações

Publicada em

Atividades do 3º período na BE .

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Relatório be 3º periodo 12-13 -def 10-7- 2013-cris

  1. 1. 3º Relatório 2012/2013 Page 1 AGRUPAMENTO VERTICAL ESCOLAS VILA D’ESTE Relatório de Atividades 2012/2013 3º PERÍODO BIBLIOTECAS ESCOLARES julho 2013 Professoras Bibliotecárias
  2. 2. 0. INTRODUÇÃO As professoras bibliotecárias (PB) continuaram a implementar o plano de melhoria mas priorizaram as seguintes atividades: Semana da Leitura e Avaliação das BE. Continuaram ainda a deslocar-se semanalmente duas vezes (cada PB) às bibliotecas das E.B.1 pertencentes à rede e uma vez à Biblioteca Escolar que criaram na Escola da E. B. 1 de Balteiro. No princípio do período começaram por fazer os últimos preparativos para a Semana da Leitura que viria a realizar-se entre 22 e 26 de abril. Na sequência da estratégia já implementada nos períodos anteriores, toda a equipa continuou a realizar com bastante empenho o trabalho distribuído, quer ao nível de atendimento aos utilizadores, quer ao nível da avaliação mensal como na monitorização dos diferentes registos, promoção e acompanhamento das atividades nos domínios: A-Apoio ao Desenvolvimento Curricular B-Leitura e Literacia C- Projetos e Parcerias D- Gestão das Bibliotecas Escolares (BE). A professora Amélia Lima continuou a fazer atendimento geral, procedeu a registos, fez levantamento de materiais e livros em atraso, acompanhou alunos na organização de alguns trabalhos em suporte digital, e inseriu endereços de alunos na plataforma da RBE, para algumas turmas que não puderam ser feitos pelas PB (professoras bibliotecárias). Estes endereços serviram para a amostra representativa da escola no registo de avaliação na plataforma da RBE. Transcreveu ainda textos sobre o Mar no Concurso de Poesia a fazerem parte do E-book. A professora Eugénia Machado continuou também a fazer o atendimento geral, acompanhou alunos na execução dos trabalhos e quando houve necessidade, assegurou a biblioterapia. Promoveu junto do 3º ciclo a leitura de obras do PNL, tendo orientado muitos alunos nas suas escolhas. Estabeleceu ainda com os alunos um “contrato de leitura” como estímulo à leitura. Transcreveu também textos sobre o Mar no Concurso de Poesia a fazerem parte do Ebook. A professora Maria Cristina Sousa continuou o projeto de recuperação de livros, arrumação, organização de materiais e documentos. Fez atendimento aos alunos e participou com inúmeros materiais marinhos na exposição permanente da Semana da Leitura. Ofereceu à BE o valor das compotas que fez para a feirinha. Colaborou na atividade Poesia à mesa em maré de leitura. Participou ainda na montagem da Exposição Permanente para a Semana da Leitura. Transcreveu muitos dos textos existentes sobre o mar no Concurso de Poesia a fazerem parte do Ebook. Doou um
  3. 3. sismógrafo artesanal por si elaborado e que foi utilizado nas aulas no corrente ano letivo. A professora Lurdes Quadrado continuou a fazer o atendimento geral, o levantamento de materiais e livros em atraso, tendo também avisado as respetivas turmas. Assegurou ainda a requisição dos documentos não livro para o fim de semana. Participou com uma coleção sua de réplicas de barcos feitos de artesanato na Semana da Leitura ao mesmo tempo que colaborou na montagem da Exposição Permanente. Transcreveu também textos sobre o Mar no Concurso de Poesia a fazerem parte do Ebook. A professora Odete Boaventura continuou a fazer o atendimento geral e a contagem dos registos de frequência para a avaliação mensal. Participou na Semana da Leitura e dinamizou a Hora do Conto para o 6º ano com a história de Rosa Lobato de Faria “ A fada dos livros”, apresentando ainda para o efeito, materiais audiovisuais que construiu. Fez ainda a seleção dos alunos vencedores do Concurso de Poesia. Ao longo do período, toda a equipa assegurou o bom funcionamento da biblioteca da escola sede. Face à falta de destacamento de assistente operacional para as Bibliotecas, a equipa teve de continuar a fazer grande esforço na BE da escola sede, para assegurar os registos, ao mesmo tempo que o controlo de possíveis excessos de alguns utilizadores, prevenindo situações de indisciplina, e mantendo o bom funcionamento das Bibliotecas Escolares. Não houve ao longo do ano nenhum aluno que tenha sido encaminhado da BE para a Sala de Apoio Cívico com participação disciplinar.
  4. 4. 1. TRABALHO DESENVOLVIDO A-APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR A1- Articulação curricular BE /docentes -estruturas pedagógicas Ao nível da articulação com os docentes, disponibilizaram-se provas de aferição dos anos anteriores, fichas de avaliação e provas de avaliação final de 6º e 9º ano. Disponibilizaram-se também várias vezes, manuais e livros para as aulas. Foram preparados dvd’s para abordar certos temas para várias aulas e jogos Hex para a matemática. Sempre que necessário prepararam-se documentos para certas áreas curriculares como um novo kit de leitura recriativa para o 2º ciclo para português entre outros e conjuntos de máquinas de calcular para matemática . Continuaram a ser disponibilizados vários materiais como, réguas, esquadros, transferidores e compassos , necessários ao desenvolvimento do currículo. Nas Escolas E.B. 1 foram igualmente disponibilizados documentos sempre que solicitados e, quando não havia os necessários na biblioteca da escola requisitante, as PB (Professoras bibliotecárias) efetuaram a circulação dos documentos para dar resposta aos respetivos pedidos. Foi ainda usado o espaço da Biblioteca como um dos pontos do Peddy paper dinamizado pelo Departamento de Ciências Exatas na escola sede. Acompanharam-se alunos nos seus trabalhos de pesquisa para várias áreas disciplinares. Divulgaram-se trabalhos realizados nas aulas por diferentes disciplinas como português e no 1º ciclo trabalhos realizados sobre o mar em estudo do meio e português. Quando necessário, as professoras bibliotecárias desenvolveram algumas atividades de leitura e jogos didáticos para turmas do 1º ciclo, que pudessem estar com súbita e pontual ausência de professor. Continuaram a ser divulgados, na sala de professores de cada escola, os gráficos de frequência de cada turma e os gráficos de requisições, ao mesmo tempo que foi enviada para a equipa de coordenação TEIP a monitorização mensal. Foram entregues os prémios aos leitores Master. A Biblioteca sede e a BE da Escola E.B.1 de S.Lourenço serviram ainda como espaço para aulas de recuperação para pequenos grupos do 2º e 3º ciclos ou Ensino Especial no caso do 1º ciclo.
  5. 5. Os Conselhos de turma dos cursos CEF continuaram a reunir na biblioteca da escola sede durante o seu horário de funcionamento, sem impedir o normal funcionamento da BE. Alguns dos professores do Plano de Ação Tutorial desenvolveram os seus planos também na Biblioteca. Quase no final do ano, a BE da escola sede acolheu e apoiou alunos CEF que estiveram a realizar atividades integradas na sua componente letiva no sentido de se contribuir para o sucesso destes alunos e evitar o seu abandono escolar. A2- Desenvolvimento da Literacia da Informação Os alunos foram sistematicamente apoiados no uso das TIC, sobretudo os que apresentaram fracas competências tecnológicas, sendo ajudados a fazer os seus trabalhos de pesquisa. As redes sociais continuaram a ter acesso condicionado e só sob vigilância da equipa no caso do 3º ciclo em casos específicos. Os alunos foram apoiados para aceder à sua ficha para avaliação da Biblioteca escolar, sempre que necessário.
  6. 6. B-LEITURA E LITERACIA B.1. Promoção da Leitura Continuaram a dinamizar-se atividades de promoção da leitura, expondo-se a biografia dos autores do escritor do mês respetivamente: em abril- Isabel Alçada e Ana Magalhães; maio- Enid Blyton na BE da escola sede. Nas Escolas E.B. 1, o escritor do mês foi em abril- Álvaro Magalhães e maio- Luísa Ducla Soares. Diariamente, os alunos foram estimulados a realizar um pequeno trabalho sobre a obra ou escritor do mês. As professoras bibliotecárias realizaram ainda a Hora do Conto para todas as crianças do pré-escolar e certas turmas do 1º ciclo, tendo apresentado este período as histórias: Olhos verdes Grão de milho O Sapo apaixonado Todas as obras do PNL definidas para este período estiveram disponíveis para poderem ser trabalhadas pelos respetivos professores e turmas em todas as escolas. Na Escola E.B. 1 de S.Lourenço, toda a escola analisou e estudou a obra: A Menina do Mar de Sophia de Mello Breyner, para o que foram disponibilizados exemplares da escola sede. As alunas (Beatriz Sofia Silva-9º B; Ana Beatriz Sousa e Diana Sofia Batista do 8º B), vencedoras do Concurso Nacional de Leitura a nível de Escola, foram acompanhadas e apoiadas pela Biblioteca Escolar na deslocação à fase distrital do respetivo concurso, realizada na Biblioteca Almeida Garrett no Porto a 23 de abril. Neste período continuaram a ser asseguradas as requisições domiciliárias em todas as escolas pelas PB e equipa da BE, com a colaboração de alguns professores e continuou-se a atribuir o prémio mensal ao melhor leitor do mês (leitor master) em todas as bibliotecas escolares e respetivas escolas. Nas E. B. 1, a requisição de livros continuou a concentrar-se nos dias em que as PB estavam nas BE. Foi apoiado o contrato de leitura estabelecido entre alunos e professores de português 3º ciclo, tendo sido permitida a requisição de livros para além do período previsto, ou seja mesmo na fase de recolha de documentos perdidos e tratamento estatístico.
  7. 7. As turmas com taxas de requisição domiciliária mais elevada foram: na Escola E.B. 1 de S.Lourenço a turma T2 da professora Patrícia e na Escola E.B. 1 de Vila d’Este a turma T5 da professora Ana Paula Gomes. Na Escola E.B. 1 de Balteiro a turma com a taxa de requisição mais elevada foi a turma T2 da professora Ema. Para todas estas turmas e professoras, foi entregue um prémio simbólico. Na escola sede, as turmas com maior taxa de leitores do 2º ciclo foi o 5ºE cuja diretora de turma e professora de português foram respetivamente as professoras Alzira Miguel e Odete Boaventura. No caso do 3º ciclo, a turma com maior taxa de leitores foi o 7ºD cuja diretora de turma e professora de português foi Fátima Milheiro. As professoras bibliotecárias continuaram ainda a disponibilizar horas de trabalho fora do seu horário à terça-feira para permitir à Biblioteca da Escola E.B. 1 de Balteiro receber os alunos no seu intervalo da tarde. A Semana da Leitura entendida como vínculo de implementação da leitura envolveu todo o agrupamento e escolas, tendo-se realizado entre 22 e 26 de abril. Para esta atividade as PB produziram vários materiais de divulgação e de concretização (vide portefólio). Nesta semana foram assim dinamizadas as atividades: Poesia à mesa em maré de leitura (BE da escola sede) Concurso de Poesia (1º ciclo – Há mar e mar escrever e rimar) Navegar nas Palavras (criação de brochura em A5 para preencher e montar para o 1º ciclo) Atividade do dia (Há mar e mar escrever e rimar e no dia 24 Concurso sobre o 25 de abril ) Apresentação de filmes: Titanic; Robinson Crusoe; Waterworld Na onda das leituras (momento de leituras em diferentes línguas no Auditório: português; ucraniano, crioulo; russo, espanhol, francês e inglês) Cinco minutos de navegação na Leitura (colocação de livros nas salas para todo o Agrupamento) Entrevista ao pescador - Ti Zé António da Afurada - Auditório Exposição permanente com trabalhos dos alunos sobre as obras estudadas no âmbito do PNL, conchas, réplicas de barcos, livros sobre o mar; dentes de baleia… Construção de história a partir do projeto SOBE dinamizado pela Enf.ª Júlia Magalhães com o apoio da BE.
  8. 8. Na onda do Conto: pré-escolar e 1º ciclo ( Olhos verdes) 1º e 2º ano- (A árvore Generosa) com Sombras chinesas nas E.B.1 J.I. de Vila d’Este e S.Lourenço. 5º ano – (A fada dos Livros) 4ª Edição Concurso- Eu li, Eu sei! (1º, 2º e 3º ciclos) 1º ciclo e 5º ano - A Menina do Mar 6ºano - Ulisses 7º - O Cavaleiro da Dinamarca 8º - Saga 9º - Os Lusíadas O arranque começou com a atividade Poesia à mesa em maré de leitura na BE da Escola sede: Nesta atividade participavam todos os colegas que trouxessem frase ou poema no 1º intervalo da manhã. A adesão foi grande pois quase todos os colegas que estavam ao serviço na escola estiveram na BE, embora alguns não trouxessem a frase ou o poema. No 2º intervalo puderam lanchar todos os alunos que vieram à biblioteca nesse intervalo. No dia 22 teve ainda lugar para o 2º e 3º ciclos, a 4ª edição do Concurso- Eu li, eu sei! Foram logo atribuídos e entregues os prémios aos vencedores. No dia 23, as alunas vencedoras da Escola foram acompanhadas pela coordenadora das BE à fase distrital do Concurso Nacional de Leitura. Ainda no dia 23 decorreu a atividade: Navegar nas palavras nas Escolas E.B. 1 de Vila d’Este e E.B. 1 de Balteiro onde os alunos tinham de preencher e montar uma brochura criada para o efeito em formato de livro A5. Às 15h30 – decorreu a atividade: Na onda das Leituras, com as diferentes leituras em várias línguas tendo como público alvo as turmas do 3º ciclo dos alunos participantes. Ao longo desta semana decorreu ainda Hora do Conto “ A fada dos livros” para as turmas do 5º ano . Já no dia 24 decorreu o Dia da Literatura, uma atividade da responsabilidade das professoras de português do 3º ciclo com apoio dos professores de OC e onde foram realizadas atividades diversificadas. Nesse dia foi também dinamizada para o 1º e 2º ano de E.B. 1 de Vila d’Este a Hora do Conto: A árvore generosa, com sombras chinesas e origamis, numa parceria com as professoras bibliotecárias das BE do Agrupamento Dr. Costa Matos: Na parte da tarde, realizou-se o encontro com o pescador da Afurada- Ti Zé António, onde participaram cerca de 150 alunos (2 sessões). O cenário para esta atividade foi preparado pelos estagiários do Instituto Piaget. No dia 26, dia de encerramento da Semana da Leitura, fez-se um momento de paragem para Leitura”
  9. 9. Cinco minutos de navegação de leltura “, sendo colocados em todas as salas, um livro para cada aluno e professor . Decorreu ainda a 4ª edição do Concurso “ Eu li, eu sei !” para o o 3º e 4º ano da Escola E.B . 1 J.I. 1 de S. Lourenço. Para a Hora do Conto do pré-escolar e turmas do 1º ciclo interessadas, apresentou-se na semana da leitura a história- Olhos Verdes do escritor- António Torrado. Durante a Hora do Conto, os meninos puderam estar em contacto com um peixe verdadeiro. Da parte da tarde, na E.B. 1 de S.Lourenço decorreu a Hora do Conto: A árvore generosa, com sombras chinesas e origamis, numa parceria com as professoras bibliotecárias das BE do Agrupamento Costa Matos. Na última Hora do Conto do período para o pré-escolar e para as turmas interessadas, as PB apresentaram a história “ O Sapo Apaixonado” oferecendo a cada Jardim de Infância um pato bebé. Ao nível do PNL, os colegas terminaram as obras definidas para este período. Quanto ao 1º ciclo as obras continuaram disponíveis tendo em conta as preferências dos colegas que tiveram como suporte, as aconselhadas pelas novas metas curriculares do português ( vide Portefolio)
  10. 10. C–PROJETOS, PARCERIAS E ATIVIDADES LIVRES PROJETO DE BIBLIOTERAPIA ( parceria com Ensino Especial) Os alunos distribuidos em três blocos semanais numa articulação com o Núcleo de Apoio Educativo continuaram a estar envolvidos nas seguintes atividades: Semana da Leitura; Arrumação de materiais; Dobragem de documentos; Montagem dos jogos das sílabas; Apoio nos concursos; Colagem pela escola dos documentos de divulgação das actividades; No sentido de desenvolver competências de organização, socialização, noções de espaço, lateralidade e responsabilidade, foram responsáveis pela montagem e desmontagem das exposições para os dias temáticos como o “25 de abril” e “Escritor do Mês”. Estes alunos estiveram ainda na montagem e desmontagem da BE da Semana da Leitura. Todos estes alunos tiveram menção de suficiente ou bom. PROJETO SOBE- ( parceria com Centro de Saúde e Educação para a Saúde ) Na sequência do Projeto SOBE – Saúde Oral Bibliotecas Escolares do Programa Nacional da Promoção da Saúde Oral, em colaboração com a biblioteca da escola, integrando a semana da leitura, foram dinamizadas sessões de esclarecimento sobre os principais cuidados de higiene oral, no que se refere à escovagem e diminuição do consumo dos produtos cariogénicos. Foram organizadas sessões de cerca de 45 minutos, onde foi exibido o vídeo "Dr. Dentolas e a Lenda do Reino dos Dentes" e posteriormente discutidos os principais conteudos do vídeo. Foram abrangidas quatro turmas do 5º ano da Escola Sede e todas as turmas do primeiro ciclo e Jardim de Infância da EB1 de S. Lourenço. Posteriormente, foi solicitado aos professores que no âmbito da promoção da semana da leitura, incentivassem os alunos a elaborar textos acerca da temática.
  11. 11. PROJETO – Hora do Conto - sombras chinesas e origamis (parceria com BE Agrupamento Dr. Costa Matos) A parceria com o Agrupamento Costa Matos para a Hora do Conto foi importante para uma dinâmica de interação entre agrupamentos e criação de novas situações. PROJETO –Serviço de mesa ( parceria com CEF- serviço de mesa e bar ) Estabeleceu-se também uma parceria com o coordenador dos Cursos de Educação e Formação no sentido dos alunos de Serviço de Mar e Mesa prepararem e fazerem o serviço de mesa/bar na atividade: “Poesia à mesa em maré de leitura” na Semana da Leitura. PROJETO –Parceria do Agrupamento com Instituto Piaget Numa articulação entre o Agrupamento e o Instituto Piaget foram colocadas na Biblioteca da Escola sede, uma vez por semana, três grupos de estagiários alternados do 2º e 3º ano do Curso de Educação Básica e Educação de Infância que colaboraram nas atividades da BE e na decoração da Semana da Leitura. PROJETO –SEMANA DA LEITURA- Entrevista a pescador ( parceria com pescadores da Afurada ) Num contacto com o Meio conseguiu-se a colaboração de pescadores da Afurada na cedência de redes e a deslocação do pescador Ti Zé António para um encontro com alunos para falar da sua longa experiência de navegação, por quase todos os mares do planeta). PROJETO –BIBLIOTECA HUMANA- (parceria com o Serviço de Psicologia e Educação Social- CLAII) Deu-se ainda apoio a outros projetos como o Biblioteca Humana desenvolvido pelo CLAII disponibilizando espaço e as condições, numa articulação com o Serviço de Psicologia e Educação Social. PROJETO –JOGOS DIDÁTICOS – Xadrez Este projeto foi desenvolvido em turmas do 4º ano, tendo sido feita uma breve abordagem ao jogo e à sua história, à importância da concentração, às peças e à forma de jogar. Foi ainda disponibilizada uma brochura sobre este jogo. PROJETO –HISTÓRIA ON LINE Foi construído e divulgado um ebook com os melhores trabalhos do Concurso de Poesia realizados pelos alunos da EB1 de Balteiro. DATAS COMEMORATIVAS De acordo com o Plano Anual de Atividades foram ainda desenvolvidas algumas atividades ou exposições relacionadas com datas comemorativas para promoção da cidadania, história e política: 25 de abril 1 de maio 1 de junho Estas exposições foram acompanhadas de propostas de trabalho realizadas em fichas criadas para o efeito.
  12. 12. DIVERSOS Vários alunos com problemas de assiduidade realizaram fichas de avaliação escrita na BE sob a vigilância das PB ou equipa da BE. Na E.B. 1 de S. Lourenço a BE foi usada como espaço de preparação de materiais para as atividades de escola realizadas no final do ano ao nível de dramatizações. Na hora de almoço, a BE servia também como posto para jogos de interior. Decorreram também ali semanalmente aulas de apoio a alguns alunos NEE dadas pela equipa de Ensino Especial.
  13. 13. D-GESTÃO DAS BE As professoras bibliotecárias estiveram em articulação com a coordenadora interconcelhia seguindo as suas orientações ao nível de SIPNL. Foi realizada a avaliação das bibliotecas escolares tendo como base 10% das escolas RBE, optando-se por não excluir nenhuma. Responderam aos questionários on-line 10% dos alunos e 20% dos professores. Apesar das limitações temporais para realização das tarefas de gestão das BE, procedeu-se à catalogação, indexação e colação de alguns documentos livro e não livro. A avaliação das BE situa-se entre o Bom e Muito Bom havendo situações que seria necessário corrigir relativamente ao catálogo disponibilizado. Está ainda a ser preenchida a base de dados na Rede de Bibliotecas Escolares. Foi feita e enviada mensalmente à equipa TEIP a monitorização da BE nos diferentes domínios. Foram criados pelas PB todos os diferentes materiais de divulgação, como horários, cartazes, fichas diárias, folhas de contactos, questionários para os concursos, gráficos, brochuras, avisos, folhas de contactos com os diretores de turma para recolha de emails e trabalhos de recolha de informação. 2-CONCLUSÃO PLANO DE MELHORIA/METAS Tendo como base as metas definidas no final do ano anterior e princípio deste, considera-se o seguinte: Quase todas as metas foram atingidas e ultrapassadas, pois os resultados de 2012/ 2013 incluem dados relativos às BE das escolas do Agrupamento. Há um item das metas onde o objetivo não foi atingido. Trata-se do número de trabalhos de alunos executados na BE e que não tiveram supervisão ou acompanhamento da equipa. Tal justifica-se pelo facto de não haver assistente operacional e a equipa ter de estar afazer o atendimento , recolha e distribuição de documentos ou materiais o que inviabiliza o acompanhamento dos trabalhos dos alunos. Tendo como base os pedidos dos grupos disciplinares de português pode dizer-se que o PNL do 2º e 3º ciclos atingiu e superou as metas definidas como se pode observar nos gráficos. Pelas turmas participantes no 4º concurso PNL “ Eu li, eu sei!”, pode concluir-se que todas as turmas da escola sede analisaram obras do PNL. Os alunos da Escola E.B. 1 de S.Lourenço participaram também no 4ª edição do concurso “ Eu li, eu sei!” com a obra já referida “ A Menina do Mar” visto ser um projeto de toda a Escola.
  14. 14. Há contudo requisições de PNL que não puderam ser contabilizadas pois foram levantadas nas horas em que a Biblioteca esteve fechada. Já relativamente ao 1º ciclo e tendo como base as metas curriculares de acordo com a vontade dos professores, não se pode fazer uma análise tão objetiva, contudo os livros foram disponibilizados. Só foi possível atingir as metas propostas pelas BE, graças ao apoio do trabalho colaborativo, ou seja ao apoio e recetividade das educadoras de infância e dos professores dos diferentes níveis de ensino que de forma muito profissional, aderiram e foram apresentando propostas de trabalho. Colaboraram bastante na promoção da leitura estimulando semanalmente as requisições domiciliárias. Com grande esforço e horário pós laboral foi-se fazendo a monitorização mensal do trabalho desenvolvido o que dá uma visão geral do trabalho. Para o próximo ano a equipa apresenta as seguintes sugestões:  Horário da BE em funcionamento ininterrupto com um assistente operacional  Articulação com o Plano de Ação Tutorial  Continuação do Projeto de Biblioterapia  Um sistema informático de sumários para o 1º ciclo (para facilitar a monitorização)  Uma maior articulação com Educação para a Saúde  A monitorização de acordo com os formulários da Base de Dados  Calendarização de uma aula mensal de Português na BE para requisições e outras atividades de promoção de leitura ou literacia da informação. CONSTRANGIMENTOS A inexistência de assistente operacional impediu de novo a total cobertura do funcionamento da biblioteca. Face ao enorme e variado número de atividades, o Plano de Desenvolvimento de Coleção está ainda a ser terminado . Relativamente à necessidade de afetação de verba para o desenvolvimento do Plano Anual de Atividades e Plano Nacional Leitura, foram adquiridos na feira da escola E.B. 1 de Vila d’Este 12 livros mas com o montante oferecido pelas colegas da equipa que fizeram compotas. Foram ainda doados à Biblioteca da E.B. 1 de Vila d’Este 12 livros de literatura infanto-juvenil de autores portugueses. À E.B. 2,3 de Vila d’Este foram doados 10 livros por pais de alunos.
  15. 15. A equipa mostrou empenho e dedicação nas diferentes funções e coadjuvou com profissionalismo as professoras bibliotecárias que quase todos os dias excederam o seu horário para também completar as tarefas da BE. A equipa continua a reconhecer a necessidade da instalação do programa de catalogação nos novos computadores o que implica custos. Algum equipamento da Biblioteca apresenta já algum desgaste. São necessários fones, pilhas, um ebook reader de acordo com o que se passa em muitas bibliotecas do concelho, e um computador só para pesquisa de catálogo. Tendo sido retirada a fotocopiadora apesar de antiga , o trabalho ficou mais dificultado, pois há obras que não podem sair da BE e das quais são necessárias cópias, o mesmo acontecendo com a necessidade diária de cópias de documentos para atividades e ou simplesmente de gestão da BE. Foram cumpridas todas as outras atividades previstas no PAAA embora com os condicionamentos já referidos. Este relatório foi elaborado pelas professoras bibliotecárias com o conhecimento e após reunião da equipa da BE.
  16. 16. ANEXOS
  17. 17. BE-ESCOLA SEDE
  18. 18. Leitor Master- 3º Período
  19. 19. 3º Período 3º Período
  20. 20. BE-ESCOLA E.B. 1 J.I. DE S. LOURENÇO
  21. 21. BE-ESCOLA E.B. 1 J.I. DE VILA D’ESTE
  22. 22. BE-ESCOLA E.B. 1 DE BALTEIRO
  23. 23. DESVIO DO PERÍODO EM RELAÇÃO ÀS METAS A Coordenadora das Bibliotecas Escolares Ação Objetivos (máximo de 3 por ação) Indicadores (máximo de 3 por objetivo) Dados de partida Metas por ação 12/13 1º período 12/13 2º perío do 12/13 3º período 12/13 Total Designação Descrição sumária Público alvo BibliotecaEscolar Apoio ao Desenvolvimento curricular Articulação curricular da BE c/ Estruturas pedagógicas e docentes Promoção da Literacia da Informação Projetos , parcerias e atividades livres Atividades Livres Parcerias Projetos Comunidadeescolar Prestar trabalho colaborativo; promover o sucesso educativo registo do número de req.sala 452 0 600 224 186 297 707 número de profs. Requisitantes 45 60 25 32 31 62 número de trabalhos c/ acompanhamento total da BE 109 120 24 22 20 66 Disponibilizar materiais para requisição domiciliária Número de requisições para casa (livro e não livro) 367 450 1213 1423 1320 3956 Nº de alunos requisitantes 123 150 677 688 542 408+151 +118+36 =711 Desenvolver competências diversificadas: autonomia, empreendedoris mo nº de participantes em projetos 373 400 76 224 1063 1063 nº de entradas 7712 8000 1426 3240 3.411 8077 PlanoNacionaldaLeitura Promoção da Leitura Articulação com os docentes no âmbito da leitura Impacto da BE nos alunos ao nível da leitura e literacia Comunidadeescolar Envolver as turmas em atividades de leitura nº de aulas PNL 143 200 30 28 113 171 nº de turmas requisitantes 26 27 51 51 51 51 nº de livros por turma 3 3 1 1 1 3 Propiciar momentos da Hora do Conto como construção de identidade / visão do mundo Número de turmas na Hora do Conto 27 27 51 10 30 51 nº de histórias 8 8 5 4 5 14 nº de escritores/ contadores de histórias 1 2 3 2 5 5 Promover concursos sobre escritores /obrasPNL nº de equipas por turmas/nº de turmas no concurso: Eu li eu sei 26 ( 1 por turma) 27 a) 1º ciclo ( 3 X 2) 2º e 3º ciclo (2 X 2) 66 nº de trabalhos realizados por alunos sobre escritores/obras PNL 461 500 246 273 542 1061

×